História Psychos - Life in an asylum - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Visualizações 2
Palavras 315
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Policial, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aqui vamos nós, Little Psychos! Boa leitura! ^^

Capítulo 4 - Rachel - Continuing...


Fanfic / Fanfiction Psychos - Life in an asylum - Capítulo 4 - Rachel - Continuing...

As pessoas da lista foram levadas. O silêncio tomou conta do ambiente. Estávamos todos apavorados com a situação. Então, Harry faz algo inesperado:

- Não vai contar o resto de sua história?

- Sem a Lola aqui?

- Sim, qual é o problema?

- Okay...como eu disse, meus pais me tiraram de casa e eu fui morar com a minha avó, Lyn. Ela era muito gentil! As palavras de meu pai ficaram em minha cabeça por muito tempo. Assim, comecei a fazer dieta para seguir o glorioso "Padrão Coreano". Eu deveria ser magra, com altura mediana, cabelos brilhantes, olhos grandes e redondos, boca pequena...era quase impossível, mas eu estava tentando orgulhar a minha família. Na escola, no primeiro dia do ano...eu o conheci! - suspirei, ao lembrar de seu rosto - o menino mais fofo de toda a escola...Finn Blaker, do ano superior ao meu. Ele era perfeito! Porém, eu não era a única que pensava nisso. Eu passei a acompanhar cada passo do Finn, sua rotina? Eu sabia ela por completo! sendo assim, passei a observá-lo todos os dias. Eu acabei percebendo que o Finn tinha uma grande atração por meninas magras e populares, e aquilo me deixou completamente cega de ciúmes. Eu nunca seria como elas, então, ele não seria de mais ninguém, se não fosse meu!

- Agora eu entendi porque você ta aqui! - Disse o Vitor, gargalhando

- HA HA, que engraçado! - Respondi com irônia

De repente, um enfermeiro cujo o nome é desconhecido apareceu e disse, calmamente:

- Hora de dormir! Amanhã teremos uma avaliação e não queremos ninguém caindo de sono

Olhei para os meninos, que já arrumavam seus cantinhos. Vitor deu uma olhadinha para a cama de Lola e se sentiu sozinho ao lembrar que a cama estava vazia. Nesta noite, ele dormiria mais triste do que nunca. O que ela está fazendo nesse exato minuto?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...