História Psychotic Minds - Stony - Capítulo 14


Escrita por: ~

Postado
Categorias Capitão América, Homem de Ferro (Iron Man), Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Clint Barton, Dr. Bruce Banner (Hulk), Feiticeira Escarlate (Wanda Maximoff), James Buchanan "Bucky" Barnes, James Rupert "Rhodey" Rhodes, Maria Hill, Natasha Romanoff, Nick Fury, Pantera Negra (T'Challa), Pepper Potts, Sam Wilson (Falcão), Steve Rogers, Thor
Tags Bucky Barnes, Maria Hill, Natasha Romanoff, Peter Parker, Sam Wilson, Steve Rogers, The Avengers, Thor, Tony Stark
Visualizações 236
Palavras 1.590
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Ficção, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi povo
Desculpa a demora, eu tava sem criatividade hehe
Espero q gostem *-*
Bjokas

Capítulo 14 - My dear son


Fanfic / Fanfiction Psychotic Minds - Stony - Capítulo 14 - My dear son

 

Tony's P.O.V

Está sendo mais difícil do que eu pensei, mas já faz uma semana que me afastei de Steve. Raramente conversamos, ou fazemos algo juntos. Eu percebi como isso está afetando-o, ele está chateado comigo... Como previsto. Não quero que ele se magoe, mas eu preciso fazer isso, ou posso acabar me machucando ainda mais. Não estou sendo cruel... Estou apenas cuidando de mim mesmo.

Minha cabeça está em jogo. Se eu me aproximar dele de novo, meus pesadelos podem voltar a me perseguir e a minha doença irá me atacar, e dessa vez, ela pode... Me matar. Minha vida está em jogo aqui, e tenho que garantir que eu vá sobreviver a isso.

Sinto muito por isso Steve, mas eu não tenho escolha.

X

O clima estava chuvoso. Nuvens negras e colossais cobriam o azul do céu, trazendo junto de si uma demorada e forte chuva. As gotas geladas batiam contra as janelas, proporcionando um som agradável a quem estivesse escutando. Na torre, os corpos presentes estavam entediados e preguiçosos. O sofá estava completamente ocupado, porém em vão, já que a tv estava fora de ar por conta do mau tempo. Para eles, não ter a tv funcionando é como não ter a vida funcionando. São um bando de viciados em ficar no sofá, assistindo filmes, séries ou outras bobagens. Tony não chegou muito cedo pra pegar um lugar, então acabou acomodando-se em uma poltrona qualquer. Natasha, Bruce, Wanda, Clint e Thor ocupavam o grande sofá, enquanto Steve estava na cozinha fazendo sabe-se lá o que, Catherine dormia no quarto dele, e Nick estava sumido de novo. Já Maria estava viajando, e Pepper havia ido visitar Happy. 

Mas calma lá minha gente, tem alguém faltando! Ou melhor, tem duas pessoas que não citamos ainda. Aonde estão Bucky e Sam?

Eu até iria procurá-los, mas vejo que não vou precisar fazer isso. Nosso amado Tony resolveu levantar para ir se deitar um pouco. Acho que a coisa que ele mais fez até agora foi dormir, meu Deus, esse cara dorme mais do que eu.

A caminho de seu quarto, Stark subiu uma escada e seguiu por um corredor. Nesse corredor em particular, estavam todos os quartos, e o dele era o último do corredor. Portanto, ele tinha que passar por todos os quartos para chegar ao seu. Sendo assim, ele foi andando, quando ouviu um ruído e parou. Tony voltou alguns passos para trás e viu uma porta levemente aberta, que coincidentemente era a porta do quarto de Sam. Olhando pela fresta da porta, o gênio pode ver uma cena embaraçosa, porém a cena o deixou boquiaberto. Ele acabara de ver Bucky e Sam se beijando.

Ok, um minuto para processar a informação. Finalmente alguém beijou nessa fanfic, é uma coisa pra se comemorar gente. Eu tô dando pulinhos e gritando aqui.

Mas, voltando pra algo mais interessante, Tony se viu em uma situação confusa. Estava feliz pelos dois, porém ao mesmo tempo encontrava-se chocado. Voltando para baixo em passos silenciosos, chegou na sala e encontrou Natasha na cozinha, pegando um copo de água. Já Steve, não estava presente ali. Tony nem se preocupou, afinal, Rogers devia ter ido ver a sua filha. Esgueirando-se para mais perto de Romanoff, a mesma pode ver o semblante animado do moreno, questionando o porquê daquela expressão.

- Que carinha é essa, Stark? Viu algo que não devia? - Natasha fez uma cara maliciosa.

- Não, eu acho... Tenho uma notícia inédita para te contar.

- Ah é? Que notícia?

- Não é só inédita, é tipo uma notícia que vai abalar o mundo!

- Então conta logo, já estou ficando desinteressada. 

- Ok... Eu vi o Sam e o Bucky se beijando!

- Ah tá, é só isso? - Tony não acreditou na reação da ruiva - Eu já sabia.

- O quê? Como assim já sabia?

- Meu bem, eu sei de cada coisinha que acontece nessa torre. Sou uma espiã profissional, esqueceu? - Brincou.

- Não se gabe, Romanoff.

- Relaxa, cara. Eles estão ficando faz um tempinho...

- Quanto tempo?

- Eu não fico contando, Stark. Mas eu acho que deve ser quase um mês.

- Então eu estava no... Hospital. É por isso que eu não sabia.

- É... Eu acho que sim. Mas pelo menos, agora você está sabendo.

X

Um som agudo e familiar ecoou no ambiente. Alguém estava tocando a campainha. Como a fênix que renasce das cinzas, Steve surgiu do nada e se dispôs a ir atender a porta. Bom, ele até faria isso, se Tony não tivesse chegado primeiro. Ao abrir a porta, Stark não acreditou em quem via: Seu filho, Peter Parker, ou como conhecido, o Homem Aranha.

- Oi, pai!

- Peter... Que saudade! - Pai e filho se abraçaram.

- Tony, quem é? - Rogers, curioso, apareceu atrás do moreno para ver quem era. O choque tomou conta de seu corpo ao ver Peter.

Acontece que Peter é o filho adotivo de Tony e Steve. E não foi por acaso que Parker apareceu lá. Ele está sabendo que seus pais se separaram, e vai fazer de tudo para que voltem a ficar juntos.

Peter quer sua família de volta.

- P-Peter? - Para Steve, estar vendo o próprio filho era como estar vendo uma miragem. Havia muito tempo desde que não se viam.

- Papai! - Parker abraçou Rogers, que demorou um pouco para reagir. Era coisa demais para processar.

O tempo seguinte foi composto de abraços e boas vindas ao jovem Parker. Durante o resto do dia, tudo correu normal, do jeitinho que sempre foi.

Era de noite, ou pra ser mais exato, 20:34. Uma certa loira, vulgo Pepper, esgueirava-se para dentro, levemente apressada e nervosa, com sacolas e mais sacolas em suas mãos. Ela nem reparou no que havia em volta dela, e focalizou em sua ação de tentar trancar aquela fechadura complicada. Após tentar umas duas ou três chaves, conseguiu achar a chave certa e trancou a porta. Ao finalmente virar-se para frente, viu que todos estavam na sala, assistindo coisinhas aleatórias na tv, que ainda continuava com o sinal ruim. Seus ouvidos captaram um ruído leve vindo da direção oposta da sala, e ao olhar para o lado, um sorriso enorme surgiu em seu rosto. Ela estava vendo Tony, bem ali, em pé a sua frente. Suas mãos se afrouxaram, e as sacolas caíram com um baque. Potts não estava acreditando que Stark estava ali, pois quando ela foi visitar Happy, ele ainda estava no hospital, e ninguém dissera a ela que ele havia voltado. Ela correu em direção ao moreno, abraçando-lhe com vontade. Ambos ficaram balançando em meio ao longo abraço, e a saudade tomou conta do corpo da loira. Ela sentira muito a falta de Tony.

- Meu Deus, Tony! Você voltou! - Pepper não podia se conter, ela estava quase gritando de felicidade.

- É... Eu não pretendia morar em um hospital, não é? - Ambos riram, e Potts abraçou-o de novo, só que de uma forma mais rápida. Steve olhou por cima do sofá, atento e observador.

- E-eu não sabia que você já tinha voltado, ninguém me ligou para contar! Eu até fiz umas comprinhas quando fui ir ver o Happy, e trouxe uma coisa para você!

- Não me deixa curioso, me mostra!

- Aqui, olha. - Pepper abaixou-se e pegou uma sacola vermelha, erguendo-a na frente de Tony, indicando para que ele a pegasse.

- Hm... Vamos ver...

Tony foi cavocando a sacola por dentro, em busca do seu provável presente. Encostou em algo macio e puxou o seu braço, revelando uma camisa. Desdobrando-a, viu que era muito bonita, e resolveu prová-la. Ele sorriu e agradeceu a Pepper, que depois foi conversar com os outros, enquanto Tony ia experimentar a camisa. Em frente a um grande e decorado espelho que Stark tinha, vestiu-se com o presente dado pela loira e ajeitou cada cantinho, desamassando-a. Descendo para a sala, Tony parou na frente do sofá, assim atraindo a atenção de todos, como se fosse um osso na frente de vários cães. A blusa caiu como uma luva, e serviu certinho no corpo do moreno. Digamos até que ficou um pouquinho justo, mas isso não era problema. Isso só destacava mais ainda o seu corpo definido, deixando Steve com o queixo no chão, babando. A coloração escura contribuía para as leves curvas que só o corpo dele tinha, assim arrancando batidas fortes do coração de sua vítima. É claro que Tony sabia que ele estava muito bem naquela blusa, mas se o gênio não usasse isso para provocar alguém, não seria ele mesmo.

O foco dele era Steve. 

Só para descontrair, Tony deu uma voltinha e piscou o olho, provocando risos dos demais a sua frente. Menos de Rogers, é claro. Ele estava tão focado em como Tony estava bem naquela camisa que nem prestou atenção no resto. Quando Stark e Rogers encontraram-se com os olhos, o moreno sentiu uma sensação estranha e... Boa. Era como algum tipo de conexão entre eles.

Mas, infelizmente nem tudo é um mar de rosas. Tony nem pensou no fato de ele estar evitando Steve por conta de seus pesadelos e pela sua doença, ele simplesmente esqueceu-se daquilo e ficou ali, parado, encarando o loiro a sua frente, imerso naquela imensidão azul de seus olhos.

Stark só se lembrou disso quando começou a se sentir um pouco desconfortável. Saindo de perto, a sensação melhorou. Ele não podia voltar a ter aqueles pesadelos novamente... Não podia.

 


Notas Finais


Acabou hehe
Espero q tenham gostado, e desculpa de novo pela demora :/
Bloqueio criativo é foda
Xau coisinhooos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...