História Puberdade- Sou Luna Hot - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Sou Luna
Personagens Alfredo, Ámbar Benson, Benício, Delfina, Gaston, Jazmin, Jim, Luna Valente, Matteo Balsano, Miguel, Monica, Nico, Nina, Pedro, Ramiro, Simón, Yam
Tags Gastina, Jico, Lumón, Lutteo, Pelfi, Sexo, Simbar, Sou Luna, Yamiro
Visualizações 527
Palavras 3.213
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiii !!! Quanto tempo, ando bem sumidinha, mas pars compensar trouxe para vocês esse cap enorme ! Com direito a cena da Luna com suas amigas, referencias a Violetta, um momento super fofo dela com o Matteo e é claro, um hot 🔥🔥🔥
Estou muito feliz pelo crescimento da fanfic ! E tenho uma proposta para vocês, se nós conseguirmos bater 80 favoritos eu posto um cap bonus Simbar, topam ?

Capítulo 5 - Me ensina


Fanfic / Fanfiction Puberdade- Sou Luna Hot - Capítulo 5 - Me ensina

- Luna, o que significa isso ?- Jim perguntou de repente. As duas e suas demais amigas estavam no pátio, minutos antes da aula começar, quando a ruiva perguntou de repente.
- Do que está falando ?- Disse sem entender, as outras garotas olharam para Luna e viram do Jim estava falando.
- Ai meu Deus !- Jasmin exclamou um pouco alto e foi repreendida.- Desculpa.- Sussurou.
- Como isso foi acontecer ?- Dessa vez Yam perguntou.
- É sério, do que vocês estão falando ?- Luna perguntou mais uma vez sem entender nada.
- Meninas, acho que o pátio não é o melhor local para conversar sobre isso.- Nina se pronunciou.
- A Nina está certa, vamos para o banheiro.- Delfi concordou e praticamente arrastou Luna com ela.
Chegando lá as cinco garotas ficaram uma ao lado da outra que encararam Luna.
- Agora vocês podem explicar o que está acontecendo ?
- Quem nos deve uma explicação é você !- Jim exclamou.
- Vocês estão malucas ?!
- Luna, se olha no espelho.- Nina disse paciente.
Ela se virou e então se deu conta do que elas estavam falando, voltou a olhar para as amigas e não sabia o que falar, mas elas estavam esperando uma explicação.
- Não é o que vocês estão pensando...- Começou a falar, mas foi interrompida por Jasmin.
- Quer dizer que isso no seu pescoço não é um chupão ?!- Disse Jasmin e Luna concordou com a cabeça.
- Vai me dizer que você bateu na geladeira e ficou roxo ?- Yam perguntou com ironia.
- Isso ! Foi isso que aconteceu !
- Me poupe das suas desculpas, Luna !- Delfi se manifestou.- Jasmin ajuda ela.- Na mesma hora a ruiva pegou seu kit de maquiagem na bolsa e se aproximou de Luna, tentando esconder o chupão.
- Não precisa esconder nada de nós, somos suas amigas.- Nina disse acalmando sua melhor amiga.- Quer nos contar o que aconteceu ?- Luna respirou fundo e começou a falar.
- Acho que eu tô crescendo, não sou mais tão inocente... Estou vendo o mundo um pouco diferente e acho que meus hormônios estão começando a aflorar.- Disse sem jeito.
- Você acha ?- Yam perguntou sendo sarcástica.
- Eu tenho certeza.- Riu um pouco.- Ontem eu e Matteo... fizemos umas coisas.
- Vocês transaram ?- Jasmin perguntou sendo indiscreta.
- Não ! Mas ele deixou os chupões.
- Nossa, que surpresa !- Jim fez graça.
- Vocês estão muito palhaças hoje, por quê não abrem um circo ?- Luna riu ao terminar de falar.
- Prontinho, chupão escondido !- Quando Jasmin falou, o sinal tocou.
Elas se despediram e foram para suas respectivas salas. Luna andava um pouco alheia (para variar) pelos corredores lembrando da noite passada e acabou esbarrando em alguém.
- Ai desculpa não te vi... ah, é você !- Essa frase era mais comum do que você imagina, afinal eles viviam se esbarrando, mas dessa vez havia algo diferente. Sempre que Luna percebia que se tratava de Matteo, fingia um falso desdém na voz, mas dessa vez um sorriso malicioso brotou em seus lábios.
- Menina delivery, sempre esbarrando em mim de propósito.- Disse sendo esnobe, mas logo sorriu para ela, aquele sorrisinho timido que surgia no canto de seus lábios que causava arrepios em Luna.
- Não foi de propósito, mas confesso que fiquei feliz em ter esbarrando em você.
- E qual o motivo dessa felicidade.- Perguntou.
- Quero matar aula de novo.
- Você está muito rebelde, Luninha.- Disse surpreso.
- Qual é, Matteo, agora você virou um certinho sem graça, logo agora que eu aprendi a me divertir ?- O provocou e mordeu seu lábio inferior, fazendo Matteo começar a se excitar.
- Claro que não !- Disse rápido, puxando Luna pela mão e a levando para o banheiro masculino do terceiro andar.- E então, o que a dona rebelde quer fazer aqui ?
Ela não respondeu, foi logo o beijando. Matteo correspondeu na mesma hora, deixando o beijo mais intenso.
Não era um selar de lábios calmos, eles apareciam fogo e gasolina se encendiando loucamente. Suas línguas dançavam na boca do outro, buscando explorar cada centimetro.
Matteo aperdou as suas nádegas com força, colando mais os seus corpos e Luna pode sentir sua ereção se formando e em resposta, seu corpo também se excitou, deixando sua buceta molhada. A morena levou seus braços para a nuca do rapaz e puxou os seus cachos com certa força, doeu, mas foi excitante.
Depois de mais algum tempo se beijando, o fôlego acabou e Matteo quebrou o beijo, descendo seus lábios para o pescoço macio de Luna.
- Não chupa com força, você deixou um chupão ontem e as garotas viram.- Disse ofegante, mas Matteo a ignorou e deu beijos bem generosos que com certeza deixariam marcas em sua pele.- Ownnn Matteo... quero terminar o que começamos.
Quando disse isso, o moreno se afastou dela, a assustando.
- Você tá falando que quer perder a...
- Sim, eu quero !- Respondeu antes que ele terminasse.
- Desculpe, mas não vou tirar a sua virgindade em um banheiro sujo.- Disse e Luna se decepcionou.- Você tá com muito fogo, mas sua primeira vez não deve ser em qualquer lugar. Mas eu prometo que não vai demorar para acontecer.- Sussurou em seu ouvido, a deixando arrepiada.
- Bom, isso quer dizer que vamos ter aula.- Disse, começando a ter uma ideia.
- O que ? Ainda podemos nos divertir !
- Shii.- Ela colocou o indicador em sua boca de maneira sensual.- A aula vai começar, professor.
Ele não entendeu onde ela queria chegar, mas sabia que seria excitante pra caralho.
- Eu sou uma aluna má, preciso de aulas extras.- Disse fingindo uma falsa inocencia. O pau de Matteo estava duro feito uma pedra, se sentiu nas fantasias eróticas dos filmes pôrnos que assistia.
- E que matéria eu ensino mesmo.
- Sexologia, sr. Balsano.- Respondeu fingindo ser timida, ela estava incorporando o personagem.- O sr. me dá tanto prazer, eu fico tão excitada quando o sr. me toca !- Matteo subiu Luna na bancada da pia e começou a masturba-la com dois dedos em clítoris e sentiu o quando a calcinha estava quente e molhada.- Aawwww.- Gemeu manhosa e voltou a sussurar em seu ouvido.- Viu ? O sr. me enlouquece e eu sou tão egoista ! Eu não sei dá prazer ao sr. !
- Oh Luna, você não sabe o quanto me enlouquece.- Falou olhando em seus olhos e a masturbando mais depressa.
- Srt. Valente.- O corrigiu e voltou ao personagem em seguida.- Eu me sinto tão culpada, o senhor precisa de atenção.- Segurou o seu membro com firmeza e Mattro teve um sobressalto. Luna tirou a mão dele dá sua intimidade.- Me ensina a te dar prazer, professor Balsano.
- Como quiser.- Ele se aproximou mais dela e falou em seu ouvido.- Abre o ziper.- Ela o fez delicadamente.- Abaixa a cueca e segura ele firme.- Ela abaixou e segurou seu pau de um jeito um pouco desajeitado. Matteo se controlou para não gemer com esse simples toque.
- Não sei o que devo fazer, professor. O que o senhor quer que eu faça ?- Essa inocencia o deixava maluco de tesão e Luna sentiu seu pau ficar ainda mais duro em sua mão.
Matteo colocou a sua mão por cima da dela e direcionou os movimentos, para cima e para baixo, de maneira lenta e firme.
- Hhhuuummm.- Matteo mordeu os lábios, mas não conseguiu conter o gemido.
- Estou fazendo certo ?- Perguntou de maneira excitante.
- Sim.- Ele tirou a sua mão e deixou que ela fizesse sozinha.- Você está indo muit aaawww.- Gemeu alto quando ela torceu seu pau de uma forme diferente.
Os gemidos incentivavam Luna a continuar, ela resolveu beijar seu pescoço e deixando beijos generosos, se vingando pelos chupões.
- Você é tão gostoso, professor.
Ela aumentou a velocidade de sua mão e sentiu a respiração de Matteo falhar.
- Porra...- Murmurou.- Você é uma excelente aluna, srt. Valente ooohhh.- Fechou os olhos e gemeu bem em seu ouvido quando Luna apertou suas bolas, a deixando arrepiada.- Isso... assim ! Você aprende bem rápido !
- Vou tirar uma boa nota ?- Perguntou como se estivesse realizando um trabalho.
- Quer tirar a nota máxima ? Me faz gozar !- Ele a desafiou.
Luna ergueu o corpo e o masturbou com vontade, o deixando louco.
- Ooohhhhh !
Num movimento rápido, Luna desceu da bancada e esfregou sua vagina da coxa de Matteo, para provoca-lo e para sua surpresa, ela mesma sentiu prazer com aquilo.
- Aaaaww.- Ela gemeu baixo no ouvido de seu professor.
Matteo nunca havia ficado com tanto tesão ! A mão ágil de Luna o masturbava a todo vapor e seu pau começou a pulsar, anunciando que estava chegando. Mas o que mais tirava seu juizo era a fantasia que sua morena havia criando e uma simples frase foi o bastante.
- Ooohh professor !
Era o seu apice ! Jatos de porra sairam de seu pau, alcançando o orgasmo.
- OOOOOOHHHHHH !!!!
Alguns momentos depois Matteo se recuperou e se afastou de Luna, os dois estavam todos sujos de porra.
- Como eu fui ?- Luna perguntou, deixando de lado o personagem.
- Você foi incrivel.- Falou com um enorme sorriso no rosto.- Vem se limpar.
Ele foi com ela até a pia e tiraram o esperma de seus braços.
- O que vamos fazer com os uniformes ?- Luna perguntou.
- Vamos lavá-los.- Ele tirou o resto de suas roupas e começou a passar água e sabonete onde estava melado. Estava completamente nu em sua frente e era a primeira vez que ela tinha tempo para admira-lo, não perdeu tempo, olhava discaradamente para cada parte de seu corpo.
- Vai ficar só olhando ou vai limpar sua roupa ?- Ele perguntou sorrindo.
- Não quero tirar a roupa.- Respondeu com um pouco de insegurança.
- Não precisa ter vergonha de mim. E você prefere sair no meio da escola com o unirforme cheio de esperma ?
Ela riu e começou a se despir devagar. Matteo estava concentrado em limpar sua roupa, mas espiava pelo espelho a sua morena e seu corpo delicado.
Ela terminou e foi para perto dele também nua.
- Não precisava tirar a calcinha e o sutiã.- Sorriu.- Está querendo se exibir para mim ?
- Estava querendo entrar no clima de praia de nudismo, mas se você quer que eu me vista...- Fez menção em pegar sua calcinha.
- Não !- Disse imediatamente, ela sorriu convencida.- Não vamos quebrar o clima.
Eles continuaram pelados lavando suas roupas e conversando.
- Então agora que estão limpas, o que fazemos ?- Luna perguntou.
- Estendemos naquela janelinha e esperamos secar.- Explicou.
- É sério ?!
- Sim, você não está tão rebelde, então vamos passar o resto da manhã aqui.- Riu.
E assim as horas passaram, uma... duas... três e a companhia do outro era o bastante para espantar o tédio, a ponto que as horas parecessem minutos.
 Dois malucos apaixonados nus, matando aula, daria uma cena um pouco distorcida de uma comédia romântica.
- Não faz o menor sentido terem colocado a Ludmila com outro par no filme da Tini !- Luna comentou indignada.- O Frederico era tão lindo e fofo !
- Você acha o Frederico bonito ?- Matteo perguntou.
- Você não ? Ele era perfeito para ela !
- Acho que sim... Sabe, podemos fazer uma série nova e melhor.- Disse sorridente, vendo que o lado inocente da sua doce Luna ainda existia.
- Como assim ?
- Podiamos ser protagonistas.- Imaginou.- Luna e Matteo, o casal principal ! Imagina como seria ?
- Seria ridiculo !- Retrucou.
- Claro que não, teriamos mais quimica que a Violetta e o Leon !
- Eles têm um shipp, Leonetta, qual seria o nosso ?- Perguntou interessada nessa ideia repentina do moreno.
- Hmm...- Pensou um pouco.- Lutteo !
- Kkkkkk é horrivel !- Riu tanto que chegou a doer, inclinando seu corpo para mais perto dele.
- Você que é chata. Nós seriamos um fenomemo ! Só que protagonistas da Disney não ficam pelados juntos.- Fez essa observação e Luna ficou um pouco envergonhada.
- Quando começamos a falar da Disney ?- Tentou mudar de assunto.
- Você tem razão.- Matteo se deu por vencido.- Não somos um bom casal para uma série da Disney. Mas você acha que dariamos um bom casal ?- Perguntou sério, deixando as brincadeiras de lado. E Luna não sabia o que responder.
- Não sei... não temos como ter certeza... Teriamos que tentar para descobrir.- Falou olhando em seus olhos.
- Está disposta a tentar ?- Tinha esperança em sua voz.
- Não...- Disse num fio de voz, frustando Matteo.- Não agora. Estou confusa, me desculpa.
- Não precisa se desculpar.- Matteo trouxe ela para mais perto dele. Se escorou na parede e abriu suas pernas, colocando Luna ali escorada em seu tórax. E começou a acariciar o seu cabelo, a reconfortando.
- É que eu acho... acho que te amo !- Falou de repente.- Sinto uma coisa avassaladora por você e agora está mais intenso.- Tentou explicar em palavras o que sentia por ele, buscou o seu olhar e fitou profundamente aqueles olhos castanhos que a enlouqueciam.- Eu te amo.
- Eu também te amo.- Disse sorrindo.- Sempre te amei.
- É por isso que estou confusa. Eu te amo tanto e quero estar com você ao meu lado, mas ao mesmo tempo não quero me prender em um relacionamento sério.- Disse aflita.
- Se quiser, podemos ter algo mais casual.- Ele disse tendo uma ideia.- Muitos jovens fazem isso, pode chamar de "algo não oficial", "amizade colorida", "relacionamento aberto", não importa !
- Me explica melhor.
- Uma simples definição seria: nós agiriamos como namorados e nos amariamos intensamente, mas poderiamos transar com outras pessoas.- Disse naturalmente, no momento Luna achou algo muito radical, mas pensando melhor viu que era exatamente o que ela queria.
- Matteo Balsano, aceita entrar comigo em um relacionamento aberto, uma aventura com muito amor e sexo ?- Perguntou.
- Claro que aceito.- Falou e a beijou.
Luna nunca imaginou que seria daquela forma que ela e Matteo iniciariam o namoro, mas havia sido perfeito.
Eles se beijavam lentamente, apreciando cada minuto, como se tivessem todo o tempo do mundo para estarem ali se beijando. Não tinham a menor pressa para acabar. Luna acariciava o rosto de Matteo, enquanto ele mexia em seus cabelos.
Mas o folego acabou, os obrigando a romper o beijo. Matteo levantou seu rosto para respirar, se afastando de Luna que estava no seu colo, de costas para ele. Mas a morena queria mais, precisava de mais. Enclinou seu corpo, se aproximando do rosto de Matteo, beijando seu pescoço. Nesse processo, sua bunda roçou no membro do moreno, o excitando.
- Desculpa.- Ele pediu, por não ter controlado sua ereção.
- Tá tudo bem.- Ela voltou a beijar seu pescoço e se mexeu de propósito em cima dele, fazendo o pau de Matteo ficar mais duro.
- Luna... o que está fazendo ?- Perguntou quando ela se mexeu mais uma vez. Luna não respondeu, em vez disso se afastou dele e ficou de frente para ele, olhou em seus olhos por um momento, depois olhou para o seu membro duro e suplicando por atenção, e olhou novamente em seus olhos. Ele sabia o que Luna iria fazer.- Quer mesmo fazer isso ?
- Para de falar, Matteo, só abre a boca se for para gemer.- Falado isso, ela avançou em seu pau e o colocou na boca.
- Ooohh.- Gemeu de surpresa.
Ela o abocanhou e chupou, de uma forma meio desajeitada, mas o aperto de sua boca quentinha fazia Matteo delirar.
- Ooowww Luna...- Inclinou a cabeça para trás de olhos fechados, aproveitando o prazer que recebia. Ele levou suas mãos para a cabeça de sua amada e direcionou seus movimentos, fazendo ele ter mais prazer.- Aaahhh isso !
Ele estocava seu pau na boca de Luna, fazendo com que ela engasgasse um pouco, mas logo se recuperava. Então Matteo se lembrou que ela não havia gozado e deveria estar excitada, iria dar prazer para ela.
- Srt. Valente, hora de aprender algo novo.- Ele disse se controlando para não gemer.
O fato dele ter voltado a usar as fantasias sexuais fez com que ela parasse de o chupar e olhar para ele.
- O que irá me ensinar, professor ?- Perguntou sensualmente.
Ele a beijou rapidamente e apertou sua bunda, fazendo ela dar um leve gemido durante o beijo.
Se deitou no chão e a colocou por cima dele, de cabeça pela baixo.
- Chupa !- Mandou e ela prontamente obedeceu.- Oooohhhh !
Luna estava concentrada em lhe dar prazer que não percebeu que estava de pernas abertas em cima do rosto de Matteo e não demorou para ele enfiar sua lingua pela buceta de Luna.
- Aaaaaaaaaaaaaaaa !- Gemeu tirando o pau da sua boca. Se surpreendeu ao sentir aquele prazer pela a primeira vez.- Ooohh Matteo !
Ela ficou alguns momentos aproveitando, mas o pau de Matteo praticamente implorava por atenção e então eles iniciaram um 69.
Matteo, ora passava a lingua suavemente, ora a deixava ereta, trazendo prazeres diferentes para Luna. Usou seus dedos e a penetrou, porém percebeu que a morena sentiu um desconforto por ainda ser virgem, então colocou sua lingua no lugar e a penetrou.
- Aaaaa.- Gemeu com o pau na boca.
Ele colocava e tirava, para completar, decidiu brincar com o seu clitoris lentamente, a torturando.
Queria pedir para que ele fosse mais rápido, mas sua boca estava ocupada, então esfregou sua intimidade na cara de Matteo, o incentivando.
E assim aconteceu, passava sua lingua na sua entrada molhada e a masturbava descontroladamente.
Era grande o prazer que Luna sentiu e não conseguiu continuar chupando.
- Aaawww.- Gemeu como uma atriz pôrno.- Que delicia ! Hhuumm.
Seus gemidos eram música para os ouvidos de Matteo e isso fez ele a chupar com mais mais intensidade.
- Isso ! Ooooo assim ! Ai meu Deus oooohhhh não para.- Ela estava chegando ao seu apice e se contorceu. Então Matteo decidiu se concentrar em seu clitoris, com o dedo e com a lingua e quando ele mordeu levemente foi o bastante para que ela atingisse o orgasmo.- AAAAAAWWWWW !!!!
Matteo chupou o seu gozo e deu um tempo para ela se recompor, mas a sua ereção o estava torturando e precisava senti-la.
- Luna...- Ela se lembrou dele e voltou a chupa-lo.
Lembrou das coisas que viu em filmes pôrnos e fez igual. Passou o pau pelo seu rosto e o cheirou, como era saboroso ! Depois deu um beijo na cabeça do penis e o chupou.
- Oohh !
Lambeu desde a cabeça até as bolas, estava o torturando.
- Coloca na boca !- Ordenou e a forma com que ele disse a excitou.
O chupou com vontade e masturbou o que não cabia na sua boca, ele já estava muito excitado e não tardou para que ele gozasse.
- Oooooohhhh Lunaaaaa !


Notas Finais


Gostaram ? Odiaram ? Mereço comentários ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...