História Puddle Of Blood - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook jk Depressivo
Visualizações 70
Palavras 626
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sadomasoquismo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


AAAAAAAAAAAAA, gente, eu estou tão insegura em relação a essa estória, mas tudo bem kskskkks, quando forem ler esse capítulo, coloquem essa música: https://youtu.be/dAC-qQ3t9gU (pra gente sofrer mas um pouquinho kaksksksksksk).

boa leitura bebês ❤️

Capítulo 1 - Prólogo


Jeon Jungkook — Point Of View 

Seoul, Coréia do Sul

Outubro, 2008


Eu nunca achei um lado bom em ser um garoto depressivo, na verdade, eu sempre achei que nunca existiria um lado bom nisso. Realmente.

Dia dezesseis de outubro: esse poderia ter sido um dia maravilhoso para todos; o dia do meu quase suicídio, em que seria tudo perfeito, senão por um policial. A sua ajuda foi algo ruim, pois com a minha morte tudo estaria ótimo, pessoas estariam felizes! Ou seja, seria algo bom.  


FlashBack On 


Eu folheava um livro de Jane Austen: Os Watsons. Era minha obra favorita dela, a forma como Jane escreveu essa divina história foi incrível! Eu nem ao menos terminei de ler, mas gostaria de uma continuação.

Bem, eu não me importaria em passar minhas últimas horas lendo o final de um romance, quem sabe seria um final feliz? O lindo e maravilhoso clichê seria bom, pelo menos assim, vendo que no romance tudo estaria bem, eu enfim teria coragem para me despedir de todos e partir. Todos… É até engraçado se referir assim a apenas uma coisa que me faz continuar aqui: Haebul, o meu gato. Sempre que ocorrem coisas ruins eu sei que Hae pode sentir, eu sei, e isso me magoa profundamente, ele sente dor, a minha maldita dor. E, mesmo assim, Haebul sempre me aguarda no quarto, deitado em minha cama com as suas possíveis sobrancelhas arqueadas. Eu sentirei sua falta, gatinho. 

Agora, ao lado de fora do lugar, que com certeza é o que mais frequento Biblioteca Nacional de Seoul , eu vou andando calmamente até algum posto, onde tenha banheiros. A lâmina no bolso da minha calça jeans arranhava levemente a minha pele, causando um rápido arrepio algumas vezes. Em minha mão carregava a obra de Jane, isso não poderia faltar. Avistei um posto e, ao lado direito da loja de conveniência, a plaquinha de “sanitários”; fui imediatamente para lá, entrando e me trancando em uma cabine qualquer. Tudo ficaria bem a partir dali, eu podia sentir isso!

Procurei pela lâmina em meu bolso, logo a tirando dali, abrindo a embalagem que a guardava, analisando o quão afiada ela era e o quanto isso seria ótimo pra mim. Levantei a manga do moletom que cobria meu braço esquerdo, tendo a visão dos cortes recentes. Aquela sensação era tão ruim, mas ao mesmo tempo tão boa! Saber que em algumas horas não estarei mais aqui é a sensação mais gratificante que eu poderia sentir!

Passei a lâmina em cima de uma veia que se destacou. Lembrei-me dos remédios que guardei no bolso do moletom, peguei-os e tomei a seco, apenas com uma dose de tristeza, pois isso seria o bastante para eles fazerem efeito.

Fui passando a lâmina profundamente em meu pulso, admirando o sangue jorrar. Repeti a ação no outro braço, logo vendo o sangue tornar-se pequenas poças naquele chão gelado.

Gelado... eu estaria assim em algumas horas.

Sentei no chão, vendo uma pequena quantidade de sangue à minha frente, e eu sentia que os remédios e os cortes estavam fazendo efeito; sentia-me um pouco tonto e fraco.

Finalmente estava saindo muito sangue de meus braços. Eu podia ver e sentir como eu estava fraco, então eu apenas dei um suspiro calmo, tentando aproveitar meus últimos momentos; meus olhos foram se fechando lentamente, assim como as feridas presentes em meu coração. Aguardei de olhos fechados. Eu sabia que depois disso todos ficariam bem, afinal, Jeon Jungkook é um peso morto para todos. Abri meus olhos a fim de retratar a última imagem que iria ver: poças de sangue, algumas cartelas e frascos de remédios pelo chão. Era desnecessário manter os olhos abertos, então os fechei, sentindo que a alguns segundos atrás, quando os abri, teria sido a última vez.


Notas Finais


aaaaaaa, eu espero de verdade que vocês gostem <3
o capítulo foi betado pela KimYutaka do Redemptions Design.
uh, meus bebês, essa história foi feita para eu me inscrever no @GoldenTicket e como eu acabei gostando, resolvi postar ksksksksksks
eu nem sei mais o que acrescentar aqui kskskkks, então já vou indo.
beijos beijos nenezinhos <333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...