1. Spirit Fanfics >
  2. Punição Divina >
  3. Volta ao Santuário

História Punição Divina - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Volta ao Santuário



Shaka 



Acordo percebendo que o quarto ainda está escuro, o que deixa claro que é madrugada, pego o despertador que está em cima de uma cômoda ao lado da minha cama e vejo que são 05:00, levanto da cama, vou até ao banheiro e após fazer minhas higienes matinais penteio o meu longo cabelo.

Volto para o quarto e vejo que o menino dorme tranquilamente, faz cinco anos que sou responsável em cuidar dessa criança, seus cabelos são ruivos, seus olhos são azuis piscina, possui muita energia então raramente fica parado.

Desde o início achei que era uma enorme responsabilidade criar esse garoto, mas assim que o peguei nos meus braços tenho a certeza que o sou o melhor dourado para cuidar dele, sinto um carinho muito grande por ele e sei que sou retribuído.

Saio do quarto, caminho até um jardim onde tenho o costume de meditar, sento na posição de meditação, após duas horas levanto e vou conversar com o responsável por esse monasterio, tenho a certeza que chegou o momento de voltar ao santuário.

Assim que o ruivinho acorda lhe falo que hoje iríamos para outro lugar, percebo que ele fica animado, afinal nunca teve contato com outras crianças e no santuário terá muita companhia para brincar e treinar.

Por Kilian ser um semi-deus comecei a lhe ensinar metidação assim que completou três anos, aos poucos o seu cosmo foi despertado, possui o poder de telecinese, teletransporte em pouca distância, ainda não lhe ensinei nada sobre lutas, sei que isso será necessário e o melhor lugar para esse aprendizado é no santuário.

Arrumo as nossas malas, depois do almoço me despeço de todos os monges e uso os meus poderes para nos teletransportar até a entrada do santuário, caminhamos lentamente pelo portão principal e aparecem uns soldados rasos que impedem a nossa passagem.

Podia facilmente matar todos, mas não seria justo usar o meu cosmo contra pessoas comuns, apenas falo quem sou e mesmo não me conhecendo são obrigados a abrirem passagem, imediatamente faço o trajeto até a minha casa.

Vejo que a parte externa e a parte interna da minha casa está limpa, então só terei que cuidar do meu querido jardim que poucas pessoas no santuário sabem da sua existência, mas é melhor deixar isso para amanhã, hoje só irei em Rodorio comprar alimentos e utensílios para cuidar do meu jardim.

Coloco as malas no meu quarto e já estava saindo quando recebo uma visita inesperada, sinto que está surpreso com a minha volta e principalmente por estar acompanhado de uma criança que possui um forte cosmo.

Saga: Assim que sinto o cosmo de Shaka no santuário, resolvo ir até o seu encontro pois sinto que não possui a intenção de vir até mim. Entro na casa de virgem, imediatamente encontro o virginiano que não mudou muito mesmo passados nove anos, continua com os olhos fechados, o seu cosmo está muito poderoso mas o que me deixa surpreso é o menino que está ao seu lado. 

Boa tarde Shaka! Realmente não esperava que voltasse ao santuário mas fico feliz que tenha tomado essa decisão. E quem é esse menino que possui um forte cosmo?

Shaka: Boa tarde Saga! Depois de nove anos, percebo que voltar a viver no santuário será muito bom e preciso de um lugar apropriado para treinar o meu jovem discípulo.

Saga: Seja bem vindo de volta. Mandarei que os servos tragam alimentos para essa casa e agora deixarei que descanse da sua viagem.

Volto para o templo principal, por algum motivo não consigo deixar de pensar naquele menino, embora Shaka tenha falado que é o seu discípulo aquele garoto possui cosmo divino. 



Kiki



Sempre fui pelo loiro, ele tem umas manias estranhas, acorda muito cedo, vive andando com os olhos fechados mesmo enxergando, só comi verduras e legumes e o pior é que nunca me deixou comer carne ou doces, mas é uma boa pessoa e mesmo que não o entenda gosto dele.

Essa manhã após tomar café da manhã fui autorizado a andar por esse lugar para o conhecer enquanto Shaka cuidaria do seu jardim, estou animado para encontrar outras crianças.

Quando vejo aquela escadaria enorme resolvo que usarei meu teletransporte para descer mais rápido, o máximo que consigo é teletransportar até a casa anterior a de virgem mas isso já ajuda, em poucos minutos estou no começo das escadas, sinto que os cosmos estão um pouco longe do lugar onde estou e me teletransporto até chegar neles.

Encontro uns garotos que aparentemente tem a mesma idade que eu, todos estão treinando com homens que acho que são seus mestres, esperava encontrar alguém brincando, treinar luta não é divertido.

Após andar um pouco resolvo voltar para casa, para demorar começo subir as escadas lentamente, aos chegar em touro sinto um cheiro diferente, tenho certeza que é de comida mas não é nada parecido com as verduras, legumes e frutas que estou enjoado de comer.

Lembro que o meu mestre falou que precisava pedir autorização para passar por alguma casa, após obter a permissão, entro na parte privada da casa, vejo um homem muito alto que assim que me vê abre um sorriso.

Aldebaran: Você deve ser o discípulo de Shaka. Já experimentou carne?

Kiki: Meu mestre nunca me deixou comer nada além de verduras, legumes e frutas.

Aldebaran: Lembro perfeitamente que o seu mestre nunca comeu carne, mas hoje você almoçara comigo.

Kiki: Jamais deixaria de aceitar aquele convite, lavo as minhas mãos e sou levado para a cozinha, vejo uma travessa com algo que o taurino falou ser frango assado. Como macarrão com carne moída e frango assado, acho o gosto maravilhoso e ainda teve sobremesa chamada doce de leite.

Após saborear a melhor refeição da vida volto para a casa de virgem e vejo que o loiro não gostou ao perceber que alguém me deixou comer carne e doce.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...