História Puppet x Spring Trap - Só quero te amar. - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Five Nights at Freddy's
Personagens Bonnie the Bunny, Chica the Chicken, Foxy the Pirate, Freddy Fazbear, Golden Freddy, Mangle, Phone Guy, Springtrap
Tags Romance
Visualizações 15
Palavras 1.325
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Voltei! Com um novo capítulo!

Capítulo 2 - Isso é um sim.


 

 

Não sei oque eu realmente eu estava fazendo, mas eu só segui as vontades do meu coração. Fui me aproximando mais e mais, e... Derrepente eu sinto como se alguém tivesse me observando, e me afastei da Mari.

- Amanhã vai ter feriado, e vai emendar pra sexta, ok? Tchau. - Falou Freddy morrendo de sono, ignorando o fato de eu estar quase pra beijar a Mari.

- Beleza Freddy. - Disse Mari, como se nada tivesse acontecido. Merda. Tinha que ser a baleia do Freddy. Bom pelo menos vai emendar o feriado...

Freddy foi embora, e ficou aquele silencio constrangedor, eu evitava olhar pra Puppet, MUITO envergonhado.

- Ainda bem que amanhã é feriado, hehê... - Disse Mari tentando puxar algum assunto.

Respirei fundo, e disse.

- Mari, já chega. Vou falar a pura verdade que sinto por você. Já se faz algum tempo que eu gosto de você. E eu não aguento mais ficar me iludindo. Cai na real, seja sincera comigo, se você  quiser aceitar, tudo bem, mas se não, finge que nada disso aconteceu. - Falei olhando serio para ela.

Na hora ela arregalou os olhos, parecia que tinha virado uma estátua. Ela ficou parada, sem dizer nada, depois de alguns segundos  mais longos da minha vida, ela resolveu falar alguma coisa.

- Peraí, isso aqui é uma pegadinha né!? cade as câmeras!? - Disse Mari em um tom de brincadeira. - Eu devo estar sonhando... - Disse a Mari voltando os seus olhos pro céu. - Eu realmente não sei. Eu estou confusa... Eu não sei se eu realmente o amo... - Disse ela voltando o olhar pra mim.

- Tudo bem princesa, essa pergunta pode esperar. - Falei. Ainda bem que ela não me rejeitou, eu imaginava ser bem pior. Ainda bem. 

 

 Ficamos conversando sobre várias, e várias coisas...

 

- Nossa Mari, agora que percebi, eu nunca te vi sem a sua franja. - Falei.

...

Um silencio. Olhei pro lado e vi, que ela estava deitada de barriga pra baixo, naquele chão frio. 

- ... Mari? - Perguntei, a balançando.

Nenhuma resposta. Que estranho. Virei ela de barriga pra cima, e vi ela de olhos fechados, parecia que tinha dormido. Como ela era linda... Aquela boca com um formato perfeito, cor vermelho sangue, bochechas rosadas, e grandes olhos fechados. Os olhos da Puppet eram lindos. A cor era violeta, com cílios enormes. E sem contar que é branca quase igual  a neve.

Parei de ficar admirando a Puppet e a peguei no colo, e fui em direção ao meu quarto. Só tinha eu acordado na pizzaria. A Mari não era muito pesada, parecia uma pena que eu estava carregando, tinha que ser a palito, haha. Abri a porta do meu quanto e a coloquei na minha cama. 

Dormi no pequeno espaço que tinha do lado dela. Sentia um leve cheirinho doce, era o perfume da Puppet. Era uma cama de solteiro, então ficamos muito espremidos. Estava muito frio, mas Puppet me esquentava com o calor do seu corpo. Não demorou muito para eu adormecer de vez.

 

No outro dia...

Enquanto com a Mari...

Acordei por um motivo desconhecido. Abri os meus olhos e percebi que não estava no meu quarto. ( Que por sinal era bem bagunçado). Tinha um barulho de alguém tomando banho. Levantei lentamente esfregando os meus olhos. Fui em direção ao banheiro. Tinha alguém tomando banho naqueles Box de cortinas.

- CINCO NOITES COM FREDYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYYY, AQUI VOCÊ QUER FICAR, MAS NÃO ENTENDOOOOOO... - Cantou uma voz conhecida. Era o Spring.

 

Nossa, estupraram meus ouvidos agora, tinha que ser o idiota do Spring. Mas oque realmente aconteceu ontem?!? Porque eu dormi com ele?!? Eu não me lembro de ter dormido ontem com ele... Estranho... Sera que eu fiz oque eu realmente estou pensando?!?   

Até que ouço alguém abrindo a porta do quarto do Spring. Esse alguém veio em direção ao banheiro. Rapidamente eu abri a cortina do box do banheiro, e entrei e fechei de volta a cortina. Eu não queria que eles descobrissem que eu dormi com o Spring, isso seria uma loucura.

- AAAAA, SUA LOUCA! - Tentei tampar a boca dele com as mãos mas, falhei miseravelmente. E sim eu não queria, mas eu vi ele pelado. Eu só não queria que eles soubessem que eu dormi com o Spring, apenas, seria tão complicado? Mari sua idiota! Me arrependo completamente de ter entrado aqui. Me molhei toda aqui dentro, hunpf que raiva... Passei um rápida olhada pro corpo de Spring, e não vou mentir, que até que não era tão mal assim. Fechei meus olhos para não ver mais nada.

- Spring Bonnie? tá falando com alguém? - Falou uma voz conhecida. Era o Bonnie.

- Nã-não estou só cantando algumas músicas, e-er, oque precisa Bonnie? - Disse Spring Bonnie.

- Você poderia me emprestar o seu fone, perdi o meu. - Disse o Bonnie.

- Tá em cima do criado mudo. - Disse Spring.

- Obrigada Spring, salvou meu dia, haha. - Disse Bonnie.

Ouvi passos do Bonnie saindo do banheiro.

- Que que deu em você, sua tarada! - Disse Spring depois que o Bonnie saiu.

- Me desculpa, eu não queria que eles descobrissem que eu dormi com você! - Falei ainda com os olhos fechados.

- Deixa de ser besta Mari! E de tantos lugares pra você se esconder, você vai se esconder logo aqui? - Disse ele.

- E você? Quem mandou você me levar logo pro SEU quarto? - Falei.

- Mas foi porque... - 

- ENFIM, JÁ CHEGA! Eu não vou ficar discutindo com você pelado tomando banho. - Falei o interrompendo. 

- Puppet espera! Deixa só eu terminar de falar! - Disse Spring pegando no meu pulso.

- Depois você fala Spring. - Falei.

Spring Bonnie ainda segurava meu pulso.  Eu tentava sair mais não dava.

- Spring, me larga, ou eu vou te morder. - Falei seria.

Passou se alguns segundos, e não deu outra, por mais que essa cena parece ser engraçada, eu dei uma mordida fatal no braço do Spring. Mordi o mais forte possivel, hehe.

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAA, FILHA DUMA RAPARIGA SECAAAA! - Gritou Spring, se descontrolando e caindo no chão do box. Finalmente o infeliz parou de apertar o meu pulso, então eu parei de morde-lo, e sim, infelizmente eu cai junto. Eu cai em cima dele, e percebi que eu deixei uma marca vermelha no braço esquerdo dele. Eu sentia o seu coração bater mais rápido,  minhas mãos estava sendo apoiadas em cima de seu peito. a gente ficou se encarando, eu senti minhas bochechas ficarem quentes, provavelmente eu estava rosada. Eu estava ficando quente, estava molhada por causa do chuveiro, pingava algumas gotas no rosto dele, eu estava realmente nervosa. Até que eu comecei a me aproximar do rosto dele lentamente, até eu encostar os meus lábios com o dele. Era um beijo delicado, e carinhoso. Ele pediu entrada e eu deixei. Ele pegou na minha nuca, e daí o beijo começou a ser mais intenso e mais selvagem. Percebi algo avantajado na minha barriga, era o Spring exitado.  Até que o ar se fez necessário e nos separamos do beijo.

- Sobre sua pergunta de ontem... - Falei ofegante. - Isso é um sim. Eu te amo, orelhudo. - Falei dando um selinho rápido nele, e saindo do box do banho. 

Reparei que Spring bonnie travou no chão. Ele parecia muito impressionado. Sai do quarto dele silenciosamente para ninguém descobrir que eu dormi com ele, e fui pro meu quarto me secar. Me sequei com a minha toalha rapidamente, troquei de roupa, arrumei meu cabelo, e fui pro salão principal.

Vi a Mangle, e a Chica conversando alguma coisa em uma mesinha, e fui pra lá pra falar com elas. Bonnie estava ouvindo música em um canto da parede, Foxy, Fredbear, e Freddy estavam brincando de pedra, papel, e tesoura. Estava um dia normal, como os outros.

 

CONTINUA...


Notas Finais


Estão gostando da série? comentam aí em baixo sobre oque acho desse capitulo, isso ajuda e muuuuuuuuuuuuuito, e já avisando próximo capitulo vai ter festa!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...