História Pura Paixão! - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias To Love-Ru: Trouble
Personagens Haruna Sairenji, Lala Satalin Deviluke, Mikan Yuuki, Momo Velia Deviluke, Rito Yuuki
Visualizações 38
Palavras 967
Terminada Sim
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Finalmente está aí!
Desculpe a demora para termina-la!
Aconteceram coisas em casa que tinham acabado com o clima de continuar com ela, mas já que agora estou bem (eu acho), Vamos colocar um fim nessa bagaça.
Desculpe qualquer erro,
e Boa Leitura.

Capítulo 17 - Capítulo 17 - O Que o Futuro nos Aguarda!


Devo dizer que até hoje não me arrependo em ter dado aquele belo chute no Gid, pena que o deixou mais furioso. Quando voltamos para a Terra, imediatamente fomos para a casa da Mikado-Sensei, afim de que pudesse cuidar do ferimentos nos braços da Yami. Não que eu não confie no que quer que seja o que Zastin ministrou neles antes, mas prefiro pedir auxílio a uma especialista.

E por falar em Zastin, tinha até esquecido o quanto ele encheu minha paciência para devolver o dispositivo que peguei dele. Queria deixar Gid por alguns dias por lá para que pudesse refletir no que fez, mas Mikan e Yami conseguiram me convencer de entregar o aparelho, o que não resultou em uma coisa boa.

Ele veio diretamente para minha casa com o propósito de revidar meu chute, mas foi parado por suas filhas que conseguiram acalmá-lo um pouco, fazendo-o raciocinar melhor. Assim que o clima amenizou, ele nos disse algo que as tres não gostaram, que assim que elas terminassem os estudos terrestres, ele iria busca-las para morar em Deviluke novamente. Lala e Nana tentavam discutir com seu pai, mas Momo as chamou em particular, parecia que estavam entrando em um acordo entre elas, pois assim que voltaram, aceitaram o que Gid falou.

Com tudo isso resolvido, seguimos nossas vidas como de costume, eu e Lala nos formamos, e no ano seguinte foi a vez da Yami, Momo e Nana. Assim como Gid disse, dois dias depois da formatura ele veio buscá-las. Admito que fiquei triste pela partida delas, depois de tudo que passamos e nos despedir assim, creio que não seria a melhor maneira.

Mas como dizem por aí: Vida que segue!

Mikan também terminou os estudos, e logo entrou em um cursinho de culinária. Pessoalmente, acho que combina com ela, já que ela gosta de fazer as nossas refeições, imagino ela seguindo esse rumo. Momo, de alguma maneira que até hoje eu não sei como, convenceu Gid que queria ficar para pesquisar mais detalhadamente as plantas terrestres, e também monitorar o crescimento de Celine, já que ainda hoje um mistério para ela. Com isso ela transformou o Ciber-Espaço onde ligava minha casa com onde elas moravam em um enorme laboratório de pesquisa.

Mas eu ainda acho que o verdadeiro motivo que ela decidiu ficar, seja o fato que ela ainda tem, nem que seja o mínimo possível de chance, de que divida meu amor por ela também, assim como no antigo Plano Harém. Queria fazer ela esquecer disso para que pudesse ter uma vida amorosa normal, mas parece que não tem jeito mesmo. Meu coração sempre será da Yami.

E por falar na minha loirinha, minha okaa-san fez dela sua modelo pessoal, desfilando pelas passarelas da moda com seus produtos. Não é sempre que ela viaja, por isso fico um bom tempo comigo e com Mikan, aprendendo sobre a sociedade do Japão com minha irmã e me treinando sempre que podemos.

Falei tanto do que aconteceu com algumas pessoas ao meu redor que acabei esquecendo de dizer que fim tomei. Hoje tenho 24 anos e trabalho como assistente do meu otou-san, já que é um serviço que ele possa me liberar quando a cidade precisa contra algo "estranho", como as tentativas de outras raças tentarem tomar a mão da Momo em casamento á força com a ajuda da Yami as vezes. E pensar que mesmo como assistente, consegui estreiar meu próprio mangá á 4 meses.

- Nossa, olha a hora! Já esta tarde! - Disse olhando para o relógio.

O tempo voa quando nossas lembranças boas vem à nossa mente, mesmo que entre elas estejam algumas ruins, mas faz parte. É melhor eu voltar logo para casa, quero saber se Yami já esta melhor. Cólicas constantes e enjoos frequentes que já duram uma semana não é normal.

Após chegar em casa, ela estava me esperando sentada na escada com uma expressão séria, que logo me chamou minha atenção.

- Rito, precisamos conversar.

O que será que ela quer me dizer?

Eu a segui para nosso quarto e fechei a porta, pois parecia ser um assunto sério, então decidi que ficasse entre a gente. Assim que ela se sentou na cama, Yami retirou algo do seu bolso da camisa e ficou remexendo aquilo como se tivesse receio de falar do que se tratava, parecia estar tensa.

- Mikan disse para te entregar assim que chegasse em casa, e disse também que era algo bem sério!

- Isso tem relação com sua saúde ultimamente?

 - Ela disse que sim! - terminou me entregando um embrulho.

Estava com medo de saber do que poderia ser aquilo, mas logo minha expressão de receio se foi, surgindo no lugar um leve sorriso. Vagarosamente fui em sua direção lhe dando um leve abraço, que a deixou sem entender o motivo.

- Com certeza, isso é bem sério! - falei apertando de leve o abraço.

- Se é tão sério assim, então por que esta feliz?

Desfiz o abraço e me coloque em sua frente, segurando em seus ombros.

- Como poderia não esta feliz, sabendo que vou ser pai?

- P-pai?!?! - gaguejou ela.

- Sim, isto que você me deu é um teste de gravidez, e o resultado esta dando positivo! - disse lhe mostrando o aparelho.

- Então... Quer dizer que...!

- Sim, você esta gravida, você vai se tornar mãe!

Á envolvi novamente em meus braços e ela fez o mesmo, e logo depois pudi sentir suas lágrimas em meu ombro e sentir leves soluços devido ao choro de alegria que ela dava.

A partir de hoje, nossa família vai aumentar, e eu darei meu máximo para que essa criança tenha uma vida cheia de amor, assim como eu também dei a minha loirinha.

- Eu te amo, Yami!


Notas Finais


Bom, é isso!
Obrigado por terem acompanhado a Fic até aqui, mesmo que tenha levado a outro rumo, obrigado mesmo pelo apoio.
Quem sabe eu não escrevo mais algumas One-Shots de To love-Ru, vamos ver o que o futuro nos aguarda, não!?
Até a próxima, VLW e FÚI!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...