História Pure Poison-imagine Jungkook - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook)
Visualizações 28
Palavras 2.606
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Romance e Novela, Seinen, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá,boa leitura; espero que gostem.

Capítulo 3 - You will be in my bed


Fanfic / Fanfiction Pure Poison-imagine Jungkook - Capítulo 3 - You will be in my bed

 Já fazia 2 semanas que eu seguia Jeon para cima e para baixo,e milagrosamente ele não fez nada demais com nenhuma mulher. Só flertar,algo que “faz parte” de sua personalidade. Mas eu preciso de fotos,eu não quero ter que me passar por sua amante,e se ele não agilizar suas canalhices,é isso que terei que fazer.


 Lisa me mandou uma mensagem me dizendo que Jeon irá à uma festa hoje à noite,e claro que eu vou estar lá. Afinal,qual melhor lugar para trair alguém que uma boate? Eu só preciso comprar a entrada VIP já que é nessa área que ele fica. Mas com certeza eu não terei acesso à si,já que não é porque você compra o VIP que você seja um, certo?


 Nessas duas semanas eu não me aproximei muito de Jeon,fiquei de longe lhe observando,mas ele me viu umas três vezes,porém eu soube disfarçar muito bem. Jeon só vai em lugares públicos,onde mal dá para se esconder e observar discretamente,o que é péssimo.


 Fui até meu closet separando a roupa que iria usar à noite. Optei por um vestido vinho longo que deixava uma de minhas pernas de fora. Ele também era costas nua e tinha um decote não muito grande nos seios. Separei os sapatos e minha lingerie. Não que eu vá precisar mostrá-la,mas,é sempre bom estar precavida.vai que a vida me põe uma pessoa interessante no caminho?



 Já era noite,só esperava impacientemente e ansiosamente para a noite. Eu nunca demorei tanto para pegar alguém,como estou demorando para pegar Jungkook. O problema é que,como sua mulher mesmo falou,é difícil ter acesso à ele. Mas de hoje não pode passar.


 Fui para o banheiro começar a me arrumar. Como tinha bastante tempo, aproveitei para lavar os cabelos,me depilar e até arrumar minhas unhas,que sinceramente,era o que eu mais estava necessitada. Fiz tudo calmamente. Saí do banheiro e comecei a me arrumar. Fui para a parte do cabelo,deixei ele da forma que gosto e passei para a maquiagem deixando meus olhos bem expressivos. Por fim,calcei meus sapatos e passei meu perfume, pegando minha pequena bolsa e saindo do quarto. Desci as escadas e fui até o Hack pegar as chaves da casa e do carro. Mandei uma mensagem para Lisa para avisar que já estava à caminho da boate e perguntar se ele já tinha ido. Não demorou muito para que ela me respondessem com um não.


Ele demora demais no banho,deve estar arrumando o terno agora. Mas pode ir na frente,ele logo estará lá. 21:50  

Após visualizar a mensagem suspirei cansada. E eu aqui, jurando que estava demorando demais e que já tinha até perdido umas boas fotos. Pelo visto,Jeon é devagar em tudo,menos em dar em cima das mulheres. Sorri negando ao me lembrar de sua cara cínica.


—Você é um cretino,Jeon!—Mordi o lábio inferior e fui até meu carro o destravando. Pus a chave na ignição,pisei na embreagem até o final e fui soltando-a lentamente fazendo o carro sair,logo acelerei e passei a primeira marcha,indo devagar,já que a Barbie ainda se arruma.


...

 Olhei no relógio que marcava 22:00 p.m. Estava em frente à boate esperando por Jeon. Ele estava extremamente atrasado,e eu comecei a pensar na possibilidade dele ter apenas dito que ia vir para essa boate e foi para outro lugar bem mais interessante,com alguém bem mais interessante. Eu só espero que essa opção seja errônea.


Respirei fundo pela milésima vez só nos últimos segundos,olhei ao redor vendo se via uma figura,alta,de cabelo negro,pele branca,boca rosada,corpo forte,com um sorriso sacana,perfume viciante… Ei,calma,descrevendo demais. Pense apenas na babaquice. Encostei completamente no banco de couro do meu carro, escorando minha cabeça no mesmo. Lisa havia mandado uma mensagem 10 minutos atrás dizendo que ele já havia saído,minha casa fica perto da sua,e eu não gastei nem 10 minutos para chegar aqui,o que significa que,ou ele ficou preso no trânsito—o que eu duvido—ou ele simplesmente não vai vir mesmo. Umedeci o lábio inferior pela 10° vez e liguei o carro para ir embora,porém um Porsche branco ao lado do meu carro chamou minha atenção. Senti um frio em meu ventre e senti meu corpo todo se arrepiar. Jeon saiu impecavelmente de seu carro. Ele trajava um lindo terno vinho—e nem combinamos—que marcava todos os seus músculos. Suas pernas estavam bem marcadas também. Olhei para seu cabelo que estava levemente para o lado e vi um brinco brilhar em sua orelha esquerda. Fora o relógio em seu pulso que é mais caro que todos meus órgãos juntos. Ele travou o carro o que deixou claro que não estava com mulher nenhuma. Mas isso não significa absolutamente nada. É claro que ele ia vir sozinho,vai ficar com várias lá dentro.


 Esperei que o mesmo entrasse na boate e saí de meu carro o travando. Caminhei em passos apressados para a boate dando meu cartão ao segurança que me olhou e liberou a passagem. A música estava absurdamente alta,os jogos de luzes pareciam que iria me cegar,fora aqueles homens maravilhosos que me faziam perder o foco.


Olhei em volta procurando Jeon no meio daquela multidão,e permitir-me observar melhor o local. Era óbvio que aquele lugar era só para gente classe alta. Era uma boate extremamente luxuosa. As cores estavam em preto e dourado, combinação perfeita. Tinha várias coisas de vidro pelo local,e no teto havia o que presumo ser diamante,tinha literalmente diamante enfileirados por todo o teto,sendo iluminados pelos jogos de luzes.


—Olha só quem está aqui!—Ouvi sua voz rouca em meu ouvido e me arrepiei. Senti o calor de seu corpo em minhas costas,e sua mão virar-me pela cintura lentamente.—Encarei Jeon que segurava a mão de uma mulher que parecia ser um pouco mais velha que ele,porém,muito bonita. Ele mantia aquele sorriso sacana em seus lábios. Encarei seus olhos e ele me encarou por completa. Ele se aproximou de meu ouvido sem largar a mão da mulher.


—Você está extremamente gostosa nesse vestido,mas,eu aposto que sem ele é bem mais.—ele se afastou sorrindo e permaneceu me olhando. Sorri sem humor, negando.

—Vem cá. Você não é casado?—falei semicerrando os olhos e ele sorriu como um cafajeste. A mulher que o acompanhava não deu a mínima. Ele soltou a mão da mulher e puxou minha cintura me grudando em seu corpo começando a dançar comigo de forma lenta,desceu até meu pescoço o cheirando, fechei meus olhos ao sentir sua boca beijando delicadamente meu pescoço. Ele subiu os beijos até meu ouvido,e mordeu o lóbulo de minha orelha fazendo um arrepio percorrer meu corpo.

—E quem se importa meu anjo?—sua voz soou tão rouca que meu corpo estremeceu.

—Olha só,ela também como você,disse que não estava interessada,mas adivinha onde ela vai estar no final da noite?—ele falou cheirando meu pescoço.

—Na sua cama...—Disse tediosa. Ele sorriu dando uma leve mordida em meu maxilar.

—Não. Você que vai estar lá.—falou e se afastou de mim me olhando,neguei sorrindo.

—Vai sonhando.—disse e ele segurou a mão da mulher e eu peguei meu celular da bolsa para tirar as fotos.

—Meu anjo,te vejo mais tarde.—ele sorriu sacana e se afastou. Desbloqueei meu celular e fui atrás dele. Andava rápido passando por aquelas pessoas,vendo apenas o vestido brilhante da mulher,e suas costas. Senti uma mão em meu pulso me obrigando a parar.

—Olá meu amor.—Encarei o homem alto de traços europeu me olhar com um sorrisinho de lado.

—Licença! Me solta!—falei olhando para trás ainda vendo Jungkook.

—Que isso,amor? Vamos,não seja malvada. Deixe-me te foder...—ele falou me puxando para si.

—Me solta,imbecil!—empurrei o mesmo que me xingou,mas eu não dei a mínima,só me interessava uma pessoa, Jungkook.


 Olhei todos os lugares não o vendo. Eu não acredito que o perdi de vista. Minha vontade era procurar aquele imbecil que me fez perdê-lo de vista e estourar sua cabeça por isso. Passei as mãos em meus fios respirando fundo. Tentava achar uma solução para meu problema,tentava pensar,mas aquela música alta não me deixava pensar. A música estava tão alta que poderiam estar todo mundo transando lá em cima desesperadamente que não se ouviria absolutamente nada. Sorri negando.

—Claro!—caminhei até as escadas que levavam até os quartos,porém,fui barrada.

—Não pode subir senhorita.—o segurança falou fazendo-me franzir o cenho.

—O quê? Mas por quê?—encarei o homem que mais parecia um guarda roupa. Ele era extremamente alto,o que me fez me sentir uma criança ao seu lado,não era asiático,tinha pele escura, careca,usava um terno preto e óculos,ah,e uma arma na cintura.


—Só para os sócios.—falou simplista. Pensa,S/n! Pensa.

—Estão me esperando lá em cima. Me deixe passar,sim?—Falei quase me ajoelhando. O guarda roupa olhou para mim e juntou as sobrancelhas não acreditando muito em minhas palavras.

—Quem te espera?—ele falou sério fazendo-me engolir seco. Eu quase pedi desculpas e dei meia volta,porém mantive-me no local.

—Jeon Jungkook.—Falei e sua expressão mudou completamente. Ele suspirou e me olhou negando.

—Por que mulheres bonitas e inteligentes como você,ficam com um cara com ele? Eu definitivamente não entendo.—me senti tão mal com suas palavras, mesmo sabendo que não tinha nada com Jungkook. Era muito melhor se ele achasse que eu era apenas mais uma que Jungkook levava para a cama,mas ele dizer isso,acabou comigo.


—Olha,só se cuida. Você parece uma boa menina.—assenti fraco e agradeci subindo as escadas. Agora só precisava saber em que quarto Jungkook estava.


 Cada passo que dava escutava gemidos, parecia que estava em um estúdio de filme pornô,mas diferente dos pornôs,isso não era nem um pouco excitante. Eu estava torcendo para escutar a voz de Jungkook para não ter que abrir porta por porta e não passar a maior vergonha.


 Vi um homem pelado se pegando com uma mulher,vindo em minha direção e entrei no quarto afoita. Fechei a porta e grudei minha testa na mesma respirando fundo.


—Demorou mais que o esperado.—Quase pulei de susto ao escutar a voz rouca de Jungkook em meu ouvido. Encarei o mesmo com os olhos arregalados e ofegante, enquanto o mesmo apenas me olhava com o sorriso sacana nos lábios.  Olhei para o quarto à procura da mulher,ele seguiu meu olhar e sorriu me olhando de volta.

—Ela não está aqui.—sorriu ladino vindo em passos lentos até mim,fui andando para trás nos mesmos passos lentos que ele.

—p-por quê?—ele sorriu com meu nervosismo e mordeu o lábio inferior.

—Porque eu estava esperando você meu anjo. Por isso a dispensei.—ele finalmente chegou perto de mim,grudei na porta ainda ofegante.

—Eu disse que você estaria na minha cama.—Ele pôs sua mão em minha cintura apertando a mesma levemente me arrepiando. Ele desceu até minha boca mordendo meu lábio inferior devagar.

—Vo-vo-cê está louco!—falei empurrando o mesmo me esquivando dele. Respirei fundo criando coragem para me virar e lhe encarar,assim o fiz.


—Então por que está aqui?—ele continuou sorrindo cruzando os braços. Olhei para o chão tentando formular uma desculpa.

—Só entrei por engano.—ele sorriu divertido e umedeceu os lábios.

—Ah,claro! Meu anjo...—caminhou novamente até mim.

—Só sobe aqui quem tem permissão,você veio atrás de mim,do contrário,você não subiria sequer um degrau.—novamente ele estava perto de mim,perto até demais. Fiquei sem saber o que falar. Ele puxou minha cintura fazendo meu corpo se chocar com o seu fortemente. Sua mão esquerda foi até minha nuca onde ele me puxou para si,começando um beijo. Sua mão que estava em minha cintura acariciou a mesma e desceu até minha coxa a levando para sua cintura, fazendo-me sentir seu membro duro em minha intimidade. Jungkook adentrou sua língua em minha boca buscando a minha. O beijo era lento,porém cheio de desejo e malícia, infelizmente de ambas as partes. Jungkook mordeu meu lábio inferior e sorriu por entre o beijo, descendo para meu pescoço. Ele começou a beijar e dar chupadas enquanto eu já me sentia húmida. Ele foi até minha orelha mordendo o lóbulo de minha orelha.


—Já sinto sua bocetinha pulsar.—me arrepiei e fechei os olhos sentindo meu corpo ficar mais excitado.

—Já posso te sentir molhada,se derramando em sua calcinha,e já imagino você descendo em meu pau e gemendo em meu ouvido.—ele disse puxando mais minha perna, grudando nossas intimidades bem mais,o que me fez gemer.

—Assim,dessa forma! Gemendo dessa forma assim no meu ouvido enquanto eu te fodo forte e fundo te fazendo gritar ao mundo meu nome.—ele falou fazendo-me morder meu lábio inferior ainda de olhos fechados.Só senti sua boca na minha voltando a me beijar com vontade. Ele me pegou no colo, fazendo-me rodear as pernas por sua cintura. Jungkook caminhou comigo até a cama sem parar o beijo,e minha sanidade estava longe. Eu estava totalmente excitada,meu corpo estava quente e eu precisava desesperadamente dele dentro de mim.  Eu queria sentir quão grande Jungkook era. Ele me deitou na cama ficando por cima de mim sem parar um segundo sequer de me beijar. Suas mãos apalpava todo meu corpo me deixando ainda mais acesa. Ele parou nosso ósculo indo para meu pescoço novamente. Jeon entrou sua mão em minha calcinha tocando minha intimidade.


—Sua bocetinha já está inchada,meu anjo? Está tão molhada. Você está desejando meu pau dentro de você? Está almejando isso, certo? Eu mal posso esperar para estar dentro de você, sentindo quão profunda e apertada você é.—Ele falou sorrindo em meu ouvido quase me fazendo gozar.


Como mulheres bonitas e inteligentes como você,ficam como um cara com ele? Eu definitivamente não entendo."


 As palavras do segurança invadiram minha mente de tal forma que praticamente empurrei Jungkook de cima de mim. Me levantei da cama e ele  fez o mesmo me encarando sem entender nada. Encarei o mesmo que me olhava de cenho franzido. Respirei fundo e me virei saindo do quarto.



 Andava em passos rápidos escutando os gritos de Jungkook. Desci as escadas praticamente correndo,tentando passar por aquela multidão. Eu estava me sentindo uma idiota,uma idiota por saber de como Jungkook é e mesmo assim quase me deixar levar por ele. Jungkook era um canalha da pior espécie que sabia muito bem o que fazer para levar qualquer mulher para sua cama,mesmo se essa soubesse de seus joguinhos sujos e tudo sobre você. Estava me sentindo mal por ter permitido que minha sanidade sumisse dando espaço ao meu desejo. Me deixei levar completamente por suas palavras sujas e por possíveis momentos de prazer. Esqueci completamente o que estou fazendo aqui,e o pior de tudo, esqueci completamente o que eu sou.


 Senti dedos rodearem meu pulso e me virei rapidamente olhando a pessoa,e agradeci mentalmente por ser apenas outro idiota tentando me levar para a cama. Encarei o rosto do homem que aos poucos foram ficando nítido,já que o mesmo estava bem abaixo dos jogos de luzes.


—Me solta.—falei trincando os dentes. Ele sorriu e se aproximou ainda mais.

—isso,rosna pra mim,cadela! Eu adoro uma mulher selvagem.—Eu juro por Deus que a vontade que eu tive foi de mostrar o quão selvagem eu poderia ser e acabar com o rosto desse babaca com minhas unhas, porém não foi preciso,escutei um barulho de soco e o garoto caiu no chão.


—Você não a ouviu seu babaca? Solte ela.—encarei o segurança que levantou o garoto por sua roupa e o fez ir embora. Ele se virou me olhando e a fúria que o mesmo estava em seus olhos simplesmente não existia mais. Ele tinha um olhar preocupado o que quase me fez chorar.

—Você está bem?—ele continuou me olhando e eu assenti deixando umas lágrimas caírem. Olhei para trás ao ver Jungkook na escada. O segura acompanhou meu olhar e viu Jungkook,logo se virou para mim novamente negando.

—Eu te avisei.—suspirou cansado—sabe quantas meninas eu já vi sair daqui chorando por causa dele? Várias. Apenas vá para casa e esqueça ele,ele não vale a pena.—não quis explicar toda a situação,apenas assenti agradecendo e fui embora.


  Estava chovendo,caminhei rápido até meu carro entrando no mesmo,escutei a voz de Jungkook gritar um “Hey”,mas sequer me importei,dei partida e fui embora.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...