História Puro Caos! - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Carrossel
Personagens Alícia Gusman, Bibi Smith, Carmen Carrilho, Cirilo Rivera, Daniel Zapata, Davi Rabinovich, Jaime Palillo, Jorge Cavalieri, Kokimoto Mishima, Marcelina Guerra, Margarida Garcia, Maria Joaquina Medsen, Mário Ayala, Paulo Guerra, Valéria Ferreira
Tags Lucas Santos, Paulicia, Paulo Guerra, Romance
Visualizações 52
Palavras 755
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Drogas
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo Dois


Fanfic / Fanfiction Puro Caos! - Capítulo 2 - Capítulo Dois

- Não acredito que você aceitou, você nem queria que tivesse 1 bolo no seu aniversário. 1 cupcake com uma velinha em cima. - Alicia ri, se jogando na minha cama. - Valéria faz milagre!

- Na verdade é uma viajem de presente de formatura... - falei, e ela revira os olhos. - E nesses dias, por pura falta de sorte, meu aniversário é em um dia desses dias!

- Chato! - Ela se levanta e eu faço bico. - Não entendo porque não queria comemorar o seus 18 anos.

- Por que eu não gosto de festa! Nunca gostei. - falo sentando na cadeira, botando o óculos, virando para o meu notebook.

- Olha ele de óculos. Tão fofo. - ela fala, sentando no meu lado e fazendo bico. O bico perfeito, aquela boca dela, tão perfeita. - Paulo?

- Oi. - falo acordando para a vida. - Fala Alicia. - ajeito o meu óculos e olho pro notebook. Ia comprar as passagens.

- Tô com fome. - ela reclama.

- Gorda. - falo e ela ri, levantando a blusa até a altura dos peito, mas ainda dava pra ver o arame da parte de baixo do sutiã de bojo, como se ela precisava.

- Gorda! Vive a gordiceeee! - Ela gargalha, batendo na barriga. Ela era magra e dava pra ver o corpo escultural dela.

Alicia tinha um corpo de dar inveja a qualquer um, era bonito, era lindo. Ela era. AAAH! O QUE EU ESTOU PENSANDO?

- Acho que na geladeira lá em baixo tem pizza de ontem. - falo botando o meu olhar outra vez no notebook.

- Descendo estou! - grita saindo do quarto.

Doida. Ri, vendo as passagens. Logo vejo Alicia subindo, sua cara não era umas das melhores, era de nojo.

- O que foi? - pergunto.

- Sua irmã.

- Minha irmã?

- Tava transando no sofá. - ela fala, e logo depois corre pro banheiro, vomitando.

Arrega-lo os olhos e vou ajudar Alicia, que já tinha notado tudo ora fora. A ajudo, botando ela deitada na minha cama e desço. Vejo Marcelina revira os olhos, botando a blusa.

- Marcelina Guerra! - falo e ela revira os olhos outra vez. - Qual é o seu problema?

- O que? Aquela garota acabou com a minha diversão. - ela falou e sentou no sofá. Me recusei a sentar também.

- No sofá Marcelina? Caraca garota. - eu reclamo e ela sorriu marota.

- Ah maninho! - Ela se levanta. - Apenas 1 diversão, 1 prazer, 1 desejo!

- Vai pro seu quarto! - Ela começa a gargalha e sobe pro quarto.

Vou até a cozinha e pego as fatias de pizza, botando no micro-ondas e logo subindo. Alicia mexia no celular, encolhida na minha cama.

- Trouxe pizza, já que você vomitou seu almoço todo. - falo e ela ri fraco.

- Tô com trauma. - rio da cara dela.

- Uma coisa tão natural... - brinco.

- Aaah! Porque não foi contigo! Cena horrível. - falou, abocanhando a pizza de frango com catupiry.

- Imagino. - falo.

Ela se levanta e pega o notebook. Deitando na cama de novo, ela me encara.

- Deita Aqui!

- Pra que?

- Vem assistir um filme. - ela bate na minha cama, ao seu lado. Me deito ao seu lado.

Ela começa a pesquisar um filme na Netflix. Sorri fraco ao ver ela com aquela cara de pensativa, eu achava fofo. Ela me encara e sorri torto.

- Tá me encarando por que? - eu com certeza estou vermelho. - Tem algo sujo no meu rosto? Esqueci de passar o rímel em um olho? Tem algo no meu dente?

- Não, não. Eu só tô vendo... - olha para ela e vejo que está com um par de brinco que o Jorge lhe deu. - Com o brinco que o engomadinho metido à besta te deu.

- Para! O Jorge é legal, gentil, fofo... - ela encara o teto com um brilho nos olhos, suspirei.

- Está apaixonada por ele. - falo, e ela me olha indignada.

- Jamais! Eu apenas gosto da campainha, ele é legal de ficar conversando... Fofo comigo... - ela alisa uma mexa do seu cabelo curto.

- Apaixonada, você está apaixonada. - falo e sorri. Bom, eu não sei o que tava acontecendo, um aperto no peito, levei.

- Talvez... - ela fala, escondendo o rosto no meu peito.

Suspiro e a abraço.

- Ele deve gostar de você também. Uma garota incrível como você, ninguém resiste. - digo e ela me encara.

- Você é o melhor amigo da vida! - ela me da um beijo no queixo.

- Você é a melhor apaixonada da vida. - deixo um beijo na sua testa.


Notas Finais


Juro que vou aumentar os capítulos 😂💞


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...