1. Spirit Fanfics >
  2. Purple Love; (Namjin) >
  3. The promise.

História Purple Love; (Namjin) - Capítulo 1



Notas do Autor


💜

Capítulo 1 - The promise.


Fanfic / Fanfiction Purple Love; (Namjin) - Capítulo 1 - The promise.

                           

    Narrador  


No início...


Kim Namjoon brincava com um cubo mágico, mesmo que não soubesse montar direito. Adorava apreciar aquelas cores quentes e frias que o objeto possuía e tentava ao máximo resolvê-lo, mas não conseguia. Ele desiste, jogando aquilo para um canto qualquer e cruzando seus braços, fazendo um bico grande e se sentando no chão, mas se surpreende quando vê que ele havia ido até a calçada, pois passara pelo meio das barras de ferro do portão. Se levanta um pouco entristecido pela tragédia que acontecera, mas a sua expressão muda para estresse rapidamente quando vê o seu querido brinquedo ser pego por uma outra criança que, no caso era seu vizinho: Kim Seokjin. Ele era um pouco maior que o mesmo, mas isso não era intimidante para ele, pois continuava focado em ter o seu objeto. A outra criança do lado de fora olha ao seu redor, procurando quem poderia ter deixado aquilo cair, parando seus olhos no outro, que estava praticamente com seu rosto no portão, esperando até que o desse de volta o que tinha em mãos.


— I-isso é seu? — Suavemente, ele pergunta apontando para ele. 


— Aham' ...— Respondeu, um pouco envergonhado.


— Ah, desculpa. Toma' de volta, então. — Entrega em mãos o desejado item. 


O Kim mais novo sorri com os olhos quando vê aquilo em sua posse novamente, porém parou quando percebeu que estava sendo egoísta e viu a feição incomodada do seu "amigo". Se aproximou mais um pouco e quis fazer uma amizade, já que não tinha muitas. 


— Ei... Quer entrar pra brincar comigo? Não tô' fazendo nada e... V-você poderia falar pros seus pais se você pode vir aqui. — Acanhado, convida-o. 


O outro apenas sorri e entra para a sua casa, dando a entender que iria perguntar e, depois de certos minutos, ele volta com uma empolgação esplêndida que é muito bem recebida, por sinal. De imediato, dividiram os brinquedos que possuíam no chão e começaram a usar suas imaginações tão férteis para viajar para outro universo, totalmente paralelo àquele em que viviam. Sentiam-se conectados e tinham o mesmo pensamento puro e infantil que toda criança tem e que os adultos nunca irão sentir e, aqueles que realmente sentiram, sentem saudades de tudo isso. O tempo passava mais rápido quando estavam um ao lado do outro, mas eles eram pequenos demais para entender que aquilo ía além de apenas uma pequena conversa ou qualquer coisa que colegas fazem.


— Peguei você! — Agora brincavam de pega-pega. Seokjin estava correndo pelo quintal, pois não poderia de jeito nenhum deixar o seu 'inimigo' o pegar. Era competitivo desde cedo e quase nunca aceitava perder uma partida de qualquer jogo que fosse. O outro não era diferente, porém sempre levava mais para o lado esportivo tudo o que acontecia. Gostava da brincadeira e queria apenas se divertir, nada mais. 


E assim brincaram a tarde toda, sem ao menos se preocuparem com o resto do mundo ao redor deles. Fizeram tudo o que tinham direito, até quase chegaram a brigar, mas não fizeram isso por conta da necessidade de manterem a pouca amizade que construíram juntos. 


— Joonie, vem pra dentro, já está frio! Você precisa ir pro banho! — A mãe o chama, acabando com a felicidade dos dois brincalhões. 


— Já vou! — Ele berra para a mãe, mas logo muda o seu tom para falar com seu amigo, levando-o até o portão. — Amanhã você podia' vir aqui pra gente brincar m-mais. Tchau, Jin! 


— Tchau, Joonie. — Ele brinca com o apelido que sua mãe o chamava apenas para provocar e o mais novo apenas revira os olhos e ri, despedindo-se mais uma vez e fechando o portão, dando um suspiro satisfeito pelo dia produtivo que tivera com a sua nova companhia. 


— Oi, filho. Você estava brincando com o vizinho, meu amor? Ele é legal? A mamãe é amiga da mãe dele. — Sorridente, afirma enquanto dobrava umas roupas. 


— Ele é bem legal! A gente brincou bastante hoje... — Ele sorri como resposta no final de sua fala. — M-mamãe, eu chamei ele pra' vir aqui amanhã, tá bom? 


— Ah, tudo bem. — Ela responde. — É bom que você faça amizades. Agora já pro banho, entra no banheiro enquanto eu pego sua roupa pra te dar um banho, porque você está todo sujo. 


Ele olha para sua roupa, percebendo que ela estava certa. Ele precisava de um banho urgente, o seu odor não era dos melhores. Corre até o banheiro, se sentando no chão enquanto esperava a sua roupa enquanto pensava em qualquer coisa que pudesse para o tempo passar mais rápido. Se perguntava o porquê de os minutos demorarem tanto para passar quando era a hora do banho, mas quando estava com Seokjin eles passavam voando. Era injusto e, lá no fundo, ele queria que fosse ao contrário. "Poderia ser tudo em câmera lenta quando o Jin estivesse aqui", esses eram seus pensamentos. Era apenas uma criança com sede de diversão, não é mesmo? Não havia nada de errado querer que o seu amigo ficasse mais, afinal, aquilo tudo era muito agradável para ele e estava o fazendo bem, já que não tinha proximidade com as crianças de sua escola e, em casa, geralmente brincava sozinho, pois seus pais estavam ocupados na maioria das vezes. Não era uma infância dos sonhos, mas ele teve que aprender a conviver consigo mesmo e desde sempre fazia questionamentos bem avançados para apenas uma criança. Talvez seja porque assistia jornais demais, era seu passatempo favorito. 


Seus pais achavam um pouco estranho uma criança ter tanto interesse em notícias que, as vezes, eram trágicas. Ele parecia entender muito bem as coisas, poderia ser considerado um pequeno gênio, um prodígio ou até um exemplo. Ele não se via assim, porém talvez essas atitudes sejam consequências do constante bullying que sofria no ambiente escolar desde quando era muito pequeno e talvez estaria procurando respostas, como por exemplo: "por que as pessoas fazem isso comigo?" Ou coisas parecidas. Nunca se entenderá o que passa numa cabeça de uma criança, tudo é uma caixa de surpresas que, com o tempo, começa a tomar uma forma e ficar mais claro de separar os seus pensamentos. E é aí que a sua próxima fase chamada adolescência começa. 





Notas Finais


Espero que tenham gostado. Por favor, favoritem e comentem. :) Me ajuda muito.

Até o próximo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...