1. Spirit Fanfics >
  2. Qual dos nossos corações se renderá primeiro? >
  3. Pegos com a boca no amigo

História Qual dos nossos corações se renderá primeiro? - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Pegos com a boca no amigo


B) ×Morder o pescoço dele×


........


Será que isso era o certo a se fazer?


Katsuki ficou olhando o rosto do Eijiro por um bom tempo, pensando se faria isso ou não, assim observando cada detalhe do rosto do ruivo. 


Kirishima era lindo. 


Ele parecia tão perfeito. 


Ele só queria poder beijá-lo naquele momento... 


O loiro precisava urgentemente se distrair com algo, caso contrário perderia o desafio facilmente.


Enquanto isso, o falso ruivo também olhava para o rosto do explosivo, ele já havia observado o seu rosto inúmeras vezes quando o loiro estava distraído, ele costumava olhar para a sua cara de bravo e tédio com tanta atenção... Com certeza se ele tivesse essa atenção toda voltada para as aulas ele seria o melhor aluno.


Agora o loiro estava tão próximo.... E com uma expressão tão diferente da sua expressão de raiva... Eijiro também estava com uma vontade tão grande de o beijar... 


Mas aí aconteceu uma coisa que ele não estava à espera. Katsuki moveu o seu corpo para ficar mais próximo do moreno e colocou a cabeça na curva do seu pescoço, fazendo com que a sua respiração fosse diretamente no pescoço de Kirishima, fazendo o moreno se arrepiar.


Kirishima: Hum.... B-baku-


Eijiro nem terminou a sua frase. Sentiu os dentes do loiro no seu pescoço e uma onda de calor no seu corpo. 


Kirishima: A-aa! Hey!


O explosivo não esperava que o amigo geme-se com aquilo e pelo susto de afastou, voltando a olhar prós olhos rubi do mais novo.


Eijiro olhou para o loiro assustado e confuso. Que porra tinha acabado de acontecer?


O loiro desviou o seu olhar do rosto do falso ruivo, envergonhado.


Katsuki: Desculpa.... Eu... Eu não sei porque eu fiz isso.

Kirishima: Não! Não! Tudo bem, eu só não estava à espera disso...


...


...


...


...


O silêncio desconfortável foi quebrado pelo som do colchão da cama. Katsuki rapidamente saiu de cima do amigo e se sentou na cama, tentando não direcionar o seu olhar para ele.


Eijiro também se sentou e olhou para o amigo.


"Em que ele está pensando?" "Porque ele me mordeu? Foi tão do nada...." O moreno se perguntava dentro da sua cabeça.


O que o loiro queria transmitir com aquilo? Ele queria... Fazer aquilo? Ele queria apenas ver a reação do ruivo? Não, se fosse o caso ele não estaria assim naquele momento. Ele fez isso só por fazer?


Eijiro continuou a olhar para o rosto do amigo e então decidiu se aproximar um pouco. O explosivo sentiu a respiração calma do amigo no seu pescoço e se virou para ele. 


Bakugou: Hum.... Kirishima?


Os seus olhos se encontraram. Eles tinham um tensão tão grande entre si que ficava difícil sair daquele transe.


Kirishima se aproximou lentamente do pescoço do loiro e o mordeu sem força, fazendo o loiro soltar um suspiro.


Eles começaram a se morder e compartilhar beijos entre si, porem nunca encostando os seus lábios um no outro. Os beijos passavam pelas bochechas, pescoços, queixos, pálpebras e ombros.


Aquela pegação amigável chegou ao ponto do moreno subir no colo do amigo e por ali ficar. O loiro começou a sentir a sua calça mais apertada e algo duro encostado na sua barriga, provavelmente aquilo pertencia ao ruivo.


Eles continuaram abraçados e dividindo beijos até que ouviram a porta do quarto abrir.


Sr. Bakugou(Masaru): Eijiro você que-


O moreno automaticamente parou assim que viu os adolescentes tão próximos, olhando para si com os rostos rosados e muito envergonhados.

Era bem óbvio que não era para ele ter entrado naquele momento. Nem mais tarde.

Depois de poucos segundos encarando os "amigos" naquela situação Masaru lentamente fechou a porta já sentindo o seu rosto um pouco mais quente que o normal.


Os adolescentes retomaram a olhar um para o outro já totalmente vermelhos, como se tivessem tido um choque de realidade repentino e então desfizeram aquela posição voltando a se sentar na borda da cama.

Depois de vários segundos de silencio o falso ruivo anunciou que era melhor ele ir embora, pois suas mães já deviam estar esperando ele, o loiro concordou e os adolescentes combinaram de se encontrar na escola na Segunda.


Assim que ouviu a porta da frente se fechar, Bakugou ficou alguns minutos tentando raciocinar o que tinha acabado de acontecer e o que faria agora. 


Ele chegou à conclusão que a primeira coisa a fazer era pedir ao seu pai para que não contasse o que havia visto para Mitsuki. 

Masaru atendeu a pedido do filho. Ele tinha muitas perguntas a fazer ao loiro, mas talvez fosse melhor esperar outra altura para coloca-las.


Notas Finais


Desculpem ter ficado tanto tempo sem postar nada, acho que todos estávamos passando um tempo difícil ,_,

Vou tentar trazer as Fanfics com mais regularidade :³


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...