História Qual Eu Escolho?!?... (Reescrita) - Capítulo 45


Escrita por:

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Boris, Castiel, ChiNoMimi, Dajan, Dakota, Debrah, Iris, Jade, Kentin, Kim, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Professor Faraize, Professora Delanay, Rosalya, Senhora Shermansky, Violette
Tags Adolescência, Brigas, Falsidades, Intrigas, Pais Ausentes, Romance
Visualizações 4
Palavras 1.229
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Famí­lia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oii cap novooo eba kkkk

Capítulo 45 - Você pode contar comigo.


Ambre Pov On 

Amor? Ela o chamou de amor? Maya chamou o Cast de amor!!! Á Debrah precisa saber disso.. Inacreditável como ela nem deixou o difunto esfriar e já foi logo tragando o Cast.. Vadia! É isso que ela é.. Depois que eu gravar eles assim tão juntinhos será prova o suficiente, coitadinha da Maya.. Pego meu celular em meu bolso e começo á grava-los, bem ao lado da escada, me escondo mais pra baixo da mesma para não me verem. Eles estavam conversando bem baixinho, Maya estava bem próxima dele e acariciava seu rosto. Tem sim algo rolando entre os dois e agora Debrah vai saber disso.. Não posso esperar pra ver á Maya tomando á surra da vida dela.. 

Paro de gravar e saio de fininho voltando para á cozinha.. Me sento novamente em minha cadeira e volto á comer, mas estou tão apertada para fazer xixi..  Maldita hora que eles estavam ali.. Mas foi bom de qualquer jeito, assim eu e Debrah conseguiremos o que queremos mais rápido do que planejamos.. Mal sabe Maya o que está por vir.. 

 

 

 

( Ambre Pov Off) 

 

Maya Pov On

 

Castiel: É melhor conversarmos sobre isso depois pode ser? Precisamos dar um pouco de paz pra nossa alma kkk, tanta coisa acontecendo.. Mais uma dor de cabeça  não vai ajudar em nada.. - Ele estava triste..

 

Maya: Ta bom, irei respeitar sua decisão, pois percebi que não é o seu assunto favorito -Sorrio. 

 

Mas promete que vai me contar assim que esse furacão passar? - 

 

Castiel: Tudo bem.. Agora vai, tome vinho com o povo.. Irei tomar um ar lá fora ok? .. - O mesmo se levanta e me  dá as mãos, me puxando para levantar também, seu olhar estava entregando tudo que estava sentindo.. Como alguém muda de humor tão de repente? Ele estava ótimo, e aí foi só tocar nesse assunto que ele simplesmente mudou, está triste e pensativo, seu olhar está perdido, como se tudo que estive falando fosse automático e o Castiel verdadeiro está preso lá dentro remoendo algo.. Droga.. É péssimo vê-lo assim.. 

 

Maya: Tá.. Tá bom então.. Eu, Eu vou lá com o pessoal então.. Tudo bem mesmo? Não quer que eu vá com você?  Ou.. - Ele apenas diz não com á cabeça e solta minhas mãos andando até á porta.. Um suspiro alto sai de dentro de meu corpo tentando mandar o peso que havia se instalado em meu coração pra longe.. Impossível.. Castiel estar mal me deixa mal também.. 

 

Rosa: Maya vem! Ande logo precisa beber isso.. - Olho para trás e vejo Rosa na porta da cozinha com uma taça em mãos, ando até á mesma e vou com ela para á cozinha.. 

 

...

 

Maya: Vou dormir pessoal, o dia foi cansativo.. - Me levando calçando meus chinelos que havia deixado ao lado da cadeira, não estou com cabeça pra nada, só penso em Castiel, Alexy e Armin..  Preciso descansar.. -

 

Kentin: Mais já? - Balanço á cabeça  afirmando.. Não aguento mais beber vinho e conversar sobre coisas banais.. Ele sorri fraco assentindo. 

 

Maya: Iris me acompanha? 

 

Iris: Já já subo amiga, só vou comer mais um pedaço desse bolo maravilhoso.. - A mesma já estava no 3 pedaço, mas tudo bem né.. Dou risada e dou um beijo em sua bochecha e saio deixando todos lá.. Castiel Ainda não havia entrado.. Estou preocupada com ele.. 

 

Subo as escadas e vou direto pro meu quarto.. Entro e fecho á porta indo me jogar na cama. 

 

Alexy deve estar acordado essas horas, senão deram mais algum remédio pra ele claro.. Sinto falta do meu xodó..  

 

Iris: Posso entrar? - Me viro um pouco e vejo a ruiva entrando.

 

Maya: Claro..  

 

Iris: Tá tudo bem? - A vejo tirar á blusa e jogar em sua mala. 

 

Maya: Tá.. Tá sim. - Sorrio. 

 

Iris: Acho que alguém está mentindo.. Sei que não está bem, o Cast também não está..

 

Maya: Pega no flagra. - Rimos. 

É que ele está estranho.. E eu só sei que tem haver com o passado dele, como ele estava contando á todos na sala... - Suspiro.

 

Iris: O Castiel teve um passado duro.. Não é fácil ele tocar no assunto, como fez lá na sala.. - O que será que houve, Iris só está me deixando mais angustiada falando assim.. 

 

Maya: Eu entendo isso mas.. Eu quero ajudá-lo seja lá o que tenha acontecido.. Está machucando ele, se eu soubesse disso não deixaria ele ter começado a falar.. E para esse assunto ter tanto poder sobre ele, deve ser algo horrível o que aconteceu.. - Iris vem até mim e sentasse ao meu lado. 

 

Iris: Só ele pode te contar.. Eu nem sei muitos detalhes, e mesmo se soubesse de cada pedacinho da história, acho que o certo é ele te contar.. - Balanço á cabeça concordando, e volto á me deitar.. Só espero que isso aconteça logo Iris.. 

 

... 

 

???: Psiu.. Psiu.. - Acordo ao ouvir sussurros, quem pode estar aqui á essa hora.. Tiro a coberta de cima de mim e me levanto cambaleando até á porta.. A porta estava meia aberta, olho para trás e vejo Iris dormir tranquilamente.. Me viro novamente e abro mais á porta.. 

 

 

Castiel: Podemos conversar? - Castiel? 

 

Maya: Castiel? O que foi? Que horas são? Não estava lá fora até agora estava? - O mesmo põe sua mão em meu braço e me puxa fazendo-me puxar á porta junto á batendo forte..

 - Vai com calma.. - Sorrio fraco e vejo o mesmo balançar á cabeça discordando.

 - Pra onde estamos indo? - Passamos pela sala e fomos direto para á cozinha, passamos da cozinha e ao entrar por uma porta preta ao fundo da mesma, vejo que dava pra uma varandinha com mesa e cadeiras, cheias de plantas.. 

 

Tá agora fala.. - Puxo meu braço e me sento numa cadeira, coloco minhas mãos em meu casaco..  Castiel sentasse ao meu lado, suas mãos estavam parecendo pedras de gelo de tão frias, estavam vermelhas também, na verdade ele todo estava vermelho, seu rosto estava empelotado e bem mais vermelho que suas mãos.. E tinha vestígios de lágrimas em sua blusa cinza.. Ele tem que me contar o que está o ferindo tanto..

 

Por favor me fala o que está te deixando assim.. Preciso te ajudar.. Olha pra mim, ei! - O mesmo escondia seu rosto de mim. - Por favor.. - Ele me olha com sua testa franzida.. Seus lábios estavam segurando suspiros, eu sabia pois os mesmos estavam sendo obrigados á serem fechados por Castiel.. Ele parecia estar segurando  uma tonelada de lágrimas dentro de si.. 
Você não precisa ser forte.. Não na minha frente Castiel.. - Seu corpo estava ao meu lado, sentado numa cadeira, seu rosto estava vermelho, sua pele fria, e seu olhos tremiam de tamanha dor.. E ele ainda estava ali, tentando ser forte.. Por mim..  

 

Você não precisa.. Vai.. Fala comigo. - Estava quase implorando de joelhos para Castiel falar.. 
Vai amor.. Pode contar comigo pra tudo.. Me deixa te ajudar com isso.. Por favor.. Não sabe á dor que sinto ao ti ver assim.. - Coloco uma de minhas mãos em suas costas e a outra em seu peito, o acariciando.

 

Castiel: Eu... Eu matei.. Eu matei o meu irmão Maya.. 

 

Maya: Oque!!? - Como assim ele matou o irmão dele.. 

 


Notas Finais


Bye


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...