História Quando as coisas mudam - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Hanabi Hyuuga, Hinata Hyuuga, Kakashi Hatake, Madara Uchiha, Naruto Uzumaki, Neji Hyuuga, Personagens Originais, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Yamato
Tags Sasuhina
Visualizações 29
Palavras 3.690
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia)
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Temos aqui a capítulo mais grande até agora é ele vem acompanhado de um trilha sonora hihi
Jordan Smith - Only Love
Espero que gostem e Boa leitura

Capítulo 3 - Porra Hinata (terceiro capítulo)


Fanfic / Fanfiction Quando as coisas mudam - Capítulo 3 - Porra Hinata (terceiro capítulo)

Sasuke

   Só nós resta mais um dia de viagem, não vejo a hora desta missão acabar para que então enfim eu possa distanciar meus pensamentos de Hinata, porque eu não consigo tirar ela da cabeça, patético parece um adolescente apaixonado, pera ai o que? apaixonado por Kami eu usei esta palavra mesmo, repentinamente sinto uma mão no meu ombro 

     -Teme você tá bem? parece enjoado. Dise Naruto com preocupação de um irmão. 

    -E eu realmente tô enjoado. Pensava alto.

    -Quer que a gente pare?.

    -Não é só um enjoo. Naruto assentiu e voltou ao seu lugar do lado da Hinata está que não olha na minha cara desde que o sol nasceu, eles conversavam e riam mas vez ou outro Naruto me olha em uma pergunta silêncio para saber se estava bem e eu assenti  lhe indicando que estava ótimo. Durante a viajem fiquei atrás deles, se conseguia tirar os olhos de Hinata a resposta e um definitivo e irritante não, vê-la correndo de galho em galho era um bom passa-tempo, ver seus cabelos se movendo como as ondas do mar, ver seus olhos correrem pela paisagem que o Byakugan lhe permitia ver, observa seu quadril se movendo agilmente ajudando a dar impulso, e exatamente neste momento em que memorizava as curvas do seu quadril que Naruto chama minha atenção 

   -Teme se continuar assim vai acabar babando. Dizia Naruto ao meu lado se divertindo 

   -Não enche. Disse ríspido.   

   -O que tá bravinho por ser pego no flagra você nem ao menos estava tentando disfarçar. Dizia Naruto gargalhando em seguida o que fez Hinata olhar para trás e sorrir pelo simples fato do Naruto está sorrindo e tudo isso fez eu revirar os olhos, definitivamente não vejo a hora dessa missão acabar 

    -Sinceramente Baka eu gostava quando você estava falando com ela e não comigo. Naruto só sorri e vai ao lado de Hinata a eles começam a conversar, e quer saber não me incomoda se em meio a essas conversas e risadas Naruto consiga trazer de volta o brilho nos olhos de Hinata, como brilhou quando conversamos não me importo se ela nunca vai sorrir assim pra mim. Espera aí desde quando eu queria que Hinata sorriso pra mim, desde quando eu me incomodo ou deixa de me incomoda que ela converse com o Naruto, mas que porra Hinata o que você fez comigo. 

     -Naruto e Hinata passarémos metade da madrugado em viagem e eu ficarei com a única vigia. Os dois assentiram e prosseguimos a nossa longa viagem.

    

     ○○○

        Hinata 

    Já com o acampamento montado me recolho em busca de uma noite tranquila de sono mas não fui bem isso que aconteceu fiquei me revirando tentando achar uma posição confortável mas todas eram irritantemente desconfortáveis, decidi tomar um ar, se pelo menos tivesse uma cachoeira por perto poderia treinar por lá mas me contento em admirar a noite, assim que sai da tenda vejo o Sasuke deitado no gramado com as mãos atrás da cabeça e olhos fechados, ele murmurava uma canção que reconheci de imediato, sabia a parte da letra que ele murmurava quis acompanhá-lo mas não sei se devo, estava chegando na minha parte preferida, me dei por vencida e me aproximei cantando 

 -Quantas lições aprendemos?, Quantas pontes poderíamos cruzar em vez de queimar?, Por que achamos difícil perdoar?. Primeiro ele ficou surpreso por me ver mas depois ele se manteve atento em cada palavra que saía da minha boca enquanto eu fechava os olhos e me permitia cantar de forma lenta e calma com a melodia, quando terminei sorri e ele também as curvas do seu sorriso eram um mistério revelado poucas vezes mas quando revelado era de tirar o fôlego.

    -Você canta Sasuke?. Pergunto com um sorriso bobo nos lábios enquanto ele estava apoiado no chão com os antebraços e me olhava com serenidade 

   -Não, mas minha mãe e meu irmão adorava essa música. Ele dizia com um misto de nostalgia e dor no olhar, eu fui me sentar ao lado dele mas o que eu queria mesmo e abraçá-lo e pedir desculpa de lembrá-lo dessa dor. 

   -Hinata você poderia cantar mais um pouco?. Pediu Sasuke se aproximando de mim em uma voz rouca quase um sussurro. 

   - Estamos tão cegos que é fácil esquecer?, Só o amor, Só o amor pode nos salvar agora. Cantava enquanto ele me acompanhava em sussurros que se perdiam no ar, sua voz era rouca mas na medida certa, a ponto de que se ele se permitisse cantaria muito bem, me aproximei mais e perguntei por uma última vez.

  -Tem certeza que não canta?. Ele solta um riso rouco que me arrepia. 

   -Quem diria que Hinata Hyuuga me feria cantar depois de tantos anos negando minha voz. Eu o sentia falar de tão próximos que estavas e por mim estaríamos ainda mais próximos, eu não sei explicar é como se eu precisasse do calor dele para continuar viva, coloco em meus lábios o meu sorriso mais largo esperando que ele tome isso como uma iniciativa para que cante.

      -Evite que o mundo queime, desça, desça para o chão, só o amor, pode olhar para dentro de um coração humano. Cantava em meio a sussurros no meu ouvido me fazendo arrepiar, fecho meus olhos queria escutar e nunca mais esquecer como era o seu tom de voz, o cheiro do seu perfume, o calor do seu corpo, a sensação de segurança e perigo que se misturavam na presença dele, a vontade que eu tinha de enterrar meus dedos no seu cabelo para testar a maciez, vontade esta que só a conheci agora, Sasuke como não faz nada pela metade aprendi isso, continua a música.

   - E nos veja por quem somos, e quem nós somos seria o suficiente. Me deleitava em sua voz e a onda de calor que ela trazia, Sasuke colocou uma das suas mãos na minha bochecha a acariciando e eu fui apenas capaz de me aproximar mais dele a ponto que se me aproximasse mais um pouco estaria em seu colo, sem piedade alguma ele continua a cantar no meu ouvido 

     -Se ao menos houvesse apenas amor, apenas amor. Ao terminar de cantar pude senti-lo sorrir assim como senti seu beijo no meu pescoço que me fez arrepiar passei meus braço em volta do seu pescoço e ele enterrou a mão que acariciava minha bochecha nos meus cabelos. 

   -Então, o que acontece quando o céu acima corre de cada estrela cadente?. Senti seu hálito quente na minha pele e seus lábios beijando minha bochecha. 

    -E se toda boa intenção só significasse ir tão longe, só o amor, só o amor é capaz de nos salvar agora. Seus lábios quente roçavam meu pescoço enquanto cantava, ele veio subindo os lábios até estarem poucos centímetros do meu enquanto seus olhos estavam na minha boca eu olhava para ele é foi aí que me dei conta que estava preste a beija Sasuke Uchiha e essa nem é a pior parte a pior parte é que eu quero muito beijar ele, eu deveria me afastar mas eu não quero, desejo que ele me beije sem rodeios só quero que ele me beije, porque quando pensar neste momento me convencerei que não tive outra escolha a não ser beijá-lo de volta mesmo sabendo que este era  meu desejo mais bem guardado, mas ele está ali me olhando atentamente com seus lábios tentadoramente próximos. 

    -Sasuke. Chamo ele em um sussurro. 

    -Sim?.Diz ele beijando meu pescoço e envolvendo mais ainda seus braços em volta da minha cintura. 

    -O que tá acontecendo?.Ele suspira como se deboche da minha pergunta, responde com ironia. 

     -Estou cantando pra você. Era a mais clara mentira,me soltando de seus braços me levanto e digo com vergonha 

     -T-tenha uma boa n-noite Sasuke. Disse afim de desaparecer dali e tentar digerir o que acabou de acontecer. Me viro e saio a busca de um lugar tranquilo ao encontrar me sento na grama e não demora muito pro meus pensamento se voltarem para um certo par de olhos escuros como a noite, o conhece de verdade a dois dias antes disso só tinha ouvido falar dele e sinceramente não ouvia falar bem, não entendo direito o que sinto por ele, desejo talvez, mas vai além, de alguma maneira estar sentado ao lado dele e deixar que ele me beije me pareceu algo tão natural parecíamos que nós conhecíamos a anos mas está não é a realidade nós  conhecemos a apenas dois dia e já quase o beijei. Amor não é, porque o que eu sinto pelo Naruto e diferente, eu amo o Naruto mesmo que a gente se conheça pouco, mas nunca me senti tão entregue a sentimentos como agora com o Sasuke, e que sentimentos me entreguei, eu não sei.

     

     ○○○

        Sasuke 

 Fecho meus olhos com força e me deito de novo procurando paz mas minha cabeça está uma confusão, porra Hinata, ela me fez cantar eu só cantava com a minha mãe e irmão, na verdade minha mãe adorava cantar não tinha um minuto do dia que ela com cantarolava uma melodia e Itachi assobiava nos ritmos das canções eu como criança cantava trocando as letras e misturando duas músicas em uma, pulava as partes que eu não sabia mas cantava só para acompanhar os dois são umas das minhas lembranças preferidas com eles. 

  Não sei o que fazer com a Hinata eu conheço ela a apenas dois dias e já estou saindo do controle. Fiquei aliviado quando ela foi embora porque eu teria a beijado caso não fosse, e teria sido errado porque beijaria Hinata por desejo não amor, me deixei levar por luxúria não paixão, Hinata merece alguém que a ame e não simplesmente que a deseje, mas por Kami como eu queria beija-la.

   Tudo que eu mais quero é terminar essa missão e me distanciar de Hinata e esses sentimentos em volta dela. 

   Com o acampamento desmontado vamos para mais um dia de viagem.

   Chegamos na Vila da chuva. Não me é surpresa nenhuma que está chovendo e como a única que teve brilhante idéia de trazer um guarda chuva foi a Hinata tivemos que dividir o guarda chuva. Naruto ficava esbarrando em mim porque simplesmente não consegue andar em linha reta.

    -Baka se você esbarrar em mim mais uma vez eu quebro esse guarda chuva em você. Como resposta Naruto resmunga que eu não tenho paciência e Hinata esconde um risada se divertida com a minha irritação o que me levava a so ficar mais irritado e assim se segui até o hotel onde iríamos nos hospedar, nos arrumamos cada em seus respectivos quartos para nós encontrávamos com a líder da Vila da chuva. Depois da morte de Konan a Vila oculta da chuva ficou sem líder mas logo o povo elegeu uma líder, ela é conhecida por sua beleza mas também por sua inteligência ela tem sido uma ótima líder e o povo vem se vangloriando por sua ótima escolha, bem saberemos agora se ela é merecedora desses elogios.

    -Sasuke Uchiha, Hinata Hyuuga e Naruto Uzumaki até que enfim chegaram. Por Kami ouvi dizer que ela era bonita mas não estava esperando por isso a beleza dela e surreal seus olhos tem a cor mais bela de lilás seus traços finas lapidados por uma mão delicada e seu cabelo é longo assim como o de Hinata mas sua cor e o mas pura branco, pareciam que a tinham escolhido para que o apelido continue antes chamavam Konan de anjo e agora Emi Higashi tem a apetência de um autêntico anjo, mas apesar de sua beleza outra coisa que é notável e sua mansuetude apesar de tudo que sua vila está passando ela ainda mantém a calmaria em seu semblante e tom de voz, mostrando aos outros que se a líder da Vila mantem a calma quem são eles para se afligir, sensato da parte dela, noto que não somos os únicos na sala, uma garota de olhos verdes e cabelos pretos segurava uma montanha de papelada parecia se esconder na sala, nos seus olhos veja algo familiar, medo, de mim talvez ou do destino da sua Vila 

  - Emi Higashi poderia passar um relatório oral da situação da Vila. Digo querendo ir direto ao ponto, pois vou admitir estou cansado da missão.

  - Serei direta em dias normais seria uma anfitriã melhor mas temos um problema e vocês vieram aqui para resolverem, pois então, a duas semanas duas pessoas desapareceram nós investigamos e entramos em contato com o sequestrador que pediu uma recompensa para que ele mate os dois ninjas que levou, achamos a princípio que ele simplesmente estava a demonstrar superioridade e poder, ele nos deu um prazo e quando nós não o pagamos eles devolveu os ninjas vivos para o nossa tristeza. Ela faz uma pausa como se relatar o ocorrido fosse uma grande força física para ela.

   -Quando eles nos devolveram os dois ninjas sentimos remorso de não pagarmos para que eles o matassem, os ninjas foram torturados e transformados em bombas, não sabemos como o sequestrador faz tal técnica ninja, mas ele transforma pessoas em bomba sendo que quando essas pessoas tem seus sangues expostos elas explodem em um bola de poder, esses ninjas já não são os mesmo ele tem agido sem emoção como zumbis outra coisa que notamos é que eles não sentem dor tanto físicas como emocionais . Me coloco a analisar todos da sala começando por Hinata ela parece horrorizada, Naruto me parece surpreso olha para Emi Higashi ela parece ansiosa em encontrar um solução, quando estou preste a me pronunciar Hinata dá um passo à frente e diz.

  -Eu sei como eles fazem tal técnica ninja. O alívio no olhar de Emi Higashi e aparente, Hinata respira fundo e começa a contar o sabe.

  -A tantas coisas para dizer, bem começaremos falando do Clã Chinoike este clã não deve ser familiar ao seus ouvidos porque ele não existe mais, o Clã Chinoike vivia no País do Ferro. Hinata está no centro da sala falando com a voz calma com a uma certa naturalidade todos colocaram sua atenção total em cada palavra que saía de sua boca, ela por sua vez continua a dizer. 

  - Eram conhecidos pela sua Kekkei Genkai extremamente poderosa, o Ketsuryūgan, causando temor e inveja a quem não possuía, este poder fez o povo os temer os levando a contratar o Clã Uchiha para exterminar todos do Clã. Neste momento Hinata vira para mim com olhos atentos para capturar cada expressão do meu rosto deve ter ficada decepcionada quando não expresso nada que não seja meu nítido mau humor, parece que a palavra “exterminar” sempre estará no meu Clã. 

  -Uma das habilidades do possuidores de Ketsuryūgan e manipular o sangue, e aí que vem a explosão na hora que o sangue é exposto, eles podem usar a habilidade para manipular alguém, fazendo-a realizar qualquer tipo de comando, mas até onde eu sabia o Ketsuryūgan não existe mais. Diz por fim Hinata com claro cansaço, ela precisava de uma boa noite de sono assim como todos.

  -Emi Higashi, não temos dúvidas que sua Vila esteja sobre ataque de um sobrevivente do Clã Chinoike aliás meu clã não é conhecido por exterminar por completo um clã então não duvidaria que exista um sobrevivente, mas o que ele pretende ganhar com isso, eu ainda não cheguei em uma conclusão, mas podemos conversar sobre isso quando estivermos mais descansados minha equipe está cansada da viagem algumas horas de sono e necessário. Ao escutar minha voz novamente a garota que segurava a papelada derruba toda aquela montanha de papel no chão e quando nervosamente começa a recolher sua tremedeira atrapalha, Hinata sorri para ela tentando tranquilizá-la e a ajuda a pegar os papéis, a cena toda me parece patética, sem esperar resposta ou qualquer outra formalidade que viria de Emi Higashi se a garota não a interrompesse vou embora desejando um banho gelado. 


      Hinata 

      Após Emi se desculpar por não ter nos dado um descanso foi para o meu quarto e Naruto ficou na sala conversando com Emi sem demonstrar cansaço algum, eu por outro lado estou acabada desejando um banho quente e horas de sono, entro no banheiro já ligo a banheira começando a me despir penso o que um sobrevivente do Clã Chinoike quar com a Vila oculta da chuva não vejo uma ligação espero que Sasuke atualize Kakashi e este acha uma lógica, entro na banheira quente esperando paz mas logo meus pensamentos tomam caminhos confusos me lembrando a noite passada em que Sasuke me acariciava e beijava meu pescoço desejei por mais errado que fosse não ter ido embora, ter ficado e deixa que ele me beijasse, mas sei que a melhor decisão que tomei foi ter ido por mais tentador que fosse ficar. 

   Acabei caindo no sono na banheira, quando acordei juntei coragem e me levantei visti um roupão sem me trocar deito na cama e durmo. 

   Acordo com barulhos na porta me levanto me sentindo descansada pronta para esta missão, me visto o mais rápido que consigo e vejo quem está a porta.

   - Poxa Hinata estamos aqui batendo na porta a algum tempo. Diz Naruto empurrado, ele faz uma cara que tenha quase certeza que deveria ser de advertência mais me pareceu uma careta abafei minha risada com a mão. 

  -Desculpa. Digo já ficando corada e me arrependendo de abrir a porta, Naruto sorri ele não consegue ficar emburrado por muito tempo.

  -O importante em que você está aqui e agora podemos ir tomar café da manhã. Minha surpresa e imediata ninguém me avisou que iríamos tomar café juntos, pois bem quem sou eu para contestar. Os segui até o sala de jantar do hotel, no caminho fiquei no meio deles Sasuke a minha direita e Naruto a minha esquerda, Naruto parecia não suportar o silêncio então ele fazia perguntas bobas como se eu dormi bem, eu o respondo metendo a conversa, porque isso é o que eu sempre quis ter o Naruto por perto conversar com ele, rir com ele, por quantas vezes invejei secretamente Sakura por sempre ter Naruto por perto e agora sinto que esse missão e o meu tempinho com ele. A conversa vai diminuindo pouco a pouco até que um silêncio confortável se instalasse, bem acredito que o silêncio fosse confortável só para o Sasuke e para mim porque Naruto logo pergunta

   -Sasuke o que você achou da Emi Higashi?. Sasuke parece analisar cada palavra antes de dizê- las mas por fim se pronuncia.

   -Ela me parece uma Líder sensata, comprometida com seus deveres e direta mas em relação a sua aparência só um cego não notaria sua beleza, mas acredito que isso seja de opinião pública. Sinto um arrepio por todo o corpo e me pergunto se sempre será assim quando ouvi sua voz. E como se a tivéssemos a invocado ela aparece no corredor.

   -Muito obrigado Sasuke, você também me parece ter ótimas qualidades. Sasuke revirou os olhos e parece não notar o formal elogio de Emi Higashi, com a voz neutra ele responde. 

    -Não são elogios para que você se sinta grata são fatos que observei, aliás só porque citei qualidades não se convença que não tenha defeitos. Terminou a frase saindo do corredor e entrando na sala onde iríamos almoçar.

    -Desculpe meu amigo Emi Higashi, não é nada pessoal ele é grosso e rude com todos assim mesmo. Diz Naruto com um sorriso que faz qualquer um aceitar as suas desculpas e não foi diferente com Emi Higashi ela simplesmente sorriu e continuou seu caminha pelo corredor. Eu e Naruto entramos na mesma sala que Sasuke tinha entrado minutos antes, Sasuke estava sentado já desfrutando de um copo generoso de suco de laranja acompanhado de tamagoyaki (Omelete). Naruto vai direto se senta à sua frente dele, eu pelo contrário vou me servir pegando um copo igualmente generoso de suco de laranja um prato de Sunomono (uma tipo de salada de pepino agridoce), volto e me sento ao lado de Sasuke de frente do Naruto e como em silencia enquanto Naruto da um puxão de orelha no Sasuke este que escuta calado, quando termina Naruto se levanta e vai se servir. 

    -E você Hinata o que achou da minha falta de educação como disse Naruto?. Disse Sasuke me olhando, olhar que não correspondi continuei olhando para o meu prato quando respondo. 

    -Não vejo como você pode se importar com a minha opinião. Disse querendo esconder o que pensava sobre o assunto, mas ele persiste. 

    -Se estou perguntando. Eu suspiro e levanto meus olhos de encontro com os deles que pareceram me desafiar a dizer a verdade e não qualquer coisa gentil que estava planejando. 

    -Não é errado elogiar uma mulher Sasuke, quando Emi o agradeceu você agiu como se ela tivesse cometido um erro mas quem errou foi você sendo tudo aquilo que as pessoas falam. Sasuke olhou para mim com a mesma intensidade nos olhos daquele dia em que admiravamos o céu junto, e assim como naquela noite me veio o mesmo pensamento que me vem agora, e como se eu enxergasse em seus olhos muito além que um poder de um clã amaldiçoada, enxergava ali uma alma tão nua e cheias de cicatrizes que tempo algum seria capaz de curar enxerguei em seus olhos um pouco da minha sua dor. Naruto se senta à mesa da sua forma barulhento o que me fez olhar para ele quebrando assim o meu contato visual com Sasuke mas sinto ainda seus olhos sobre mim. 

    -Acho que o melhor a se fazer depois desse café da manhã e voltarmos a sala da Emi Higashi e deixar que Hinata conte tudo que sabe sobre os este Clã que foi exterminado, o que você acha Sasuke?. Diz Naruto de boca cheia. 

    -Hum?. Murmura Sasuke a Naruto finalmente tirando seus olhos de mim e os concentrando no loiro a nossa frente, volta a dizer em uma voz neutra. 

    -Tcs, e o que faremos. 

Sendo assim quando termina nosso café da manhã nós encaminhamos até a sala Emi Higashi e nos encontramos aqui em frente a sua porta 

   



Notas Finais


Fim obg por lerem 😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...