História Quando é pra ser - 2 temporada - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Demi Lovato, Miley Cyrus
Tags Demi Lovato, Diley, Miley Cyrus
Visualizações 193
Palavras 1.072
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), LGBT, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey gente! Como estão?
Obrigada a todos que estão acompanhando e comentando a fic, o retorno de vocês é muito importante pra mim.
Enfim, ao capítulo! E, por favor, leiam as notas finais.

Capítulo 12 - Capítulo 12


- Eu acho que vocês deveriam ter feito isso já tem tempo. – Selena disse se jogando no sofá ao lado de Nick.

- Eu vou ter que concordar com a minha cunhadinha dessa vez. – Joe falou – Vocês esperaram ir longe demais.

- Primeiro: eca. Eu ainda não consigo acreditar que vocês dois estão juntos. – Demi disse fazendo uma careta, e Selena e Nick riram – Depois, eu e Miley realmente pensamos que isso não seria necessário. Quero dizer, apesar de tudo, nós namoramos essas duas. Isso exige certo nível de confiança.

- Vocês terminaram, Demi. Existe um motivo pra isso. Normalmente é a quebra da porcaria da confiança. – Nick falou.

- Seja como for, Billy vai dar um jeito nas ordens, então, a mídia vai cair em cima. Mais ainda.

- E o que você pretende fazer?

- Não faço ideia. Alguma sugestão?

- Eu só cuido de número! – Selena disse, erguendo as mãos.

- E eu do dinheiro. – Joe falou, dando de ombros.

- Mas na hora que eu me assumi todo mundo quis se meter. – Demi reclamou.

- Era nossa obrigação como amigos. – Nick falou – Mas, quanto a mídia, acho que tanto você quanto Miley deveriam esclarecer a situação de vez. As duas estão sendo incomodas e inconvenientes. Deixe elas descobrirem que vão ser legalmente obrigadas a ficar longe de vocês por um site qualquer.

- Isso leva um tempo. Se formos pra mídia antes da ordem sair, as duas podem fazer uma besteira.

- Então você vai ter que esperar a mídia vir. – Selena falou.

- Não queria esperar.

- Minha querida, a gente ainda não tem acesso a maquina do tempo. Ou você arrisca ou vai esperar. – Joe disse – Quanto tempo pra sair a ordem?

- Billy disse quinze dias.

- Então de uma entrevista em dez.

- Elas podem fazer um belo estrago em cinco dias.

- Ate sair a entrevista, quatro. Até chegar nelas, provavelmente três. O que você tem medo que elas façam em três dias?

- Te digo o que tenho medo que elas façam em um segundo: o mesmo que Taylor já fez, mas com uma foto bem mais comprometedora.

- Saia na frente e faça isso primeiro. – Selena disse.

- Quer que eu faça o que?

- Poste um nude?

- Tá maluca? – Demi gritou.

- Ué, porque não?

- Que tipo de ideia é essa, Selena? Me mostrar pelada pro mundo todo? Imagina o escândalo!

- Melhor um causado por você do que por aquela puta da sua ex.

- Eu prefiro que não tenha escândalo nenhum, obrigada.

- Demi, uma atitude você vai ter que tomar. Billy já entrou com os pedidos?

- Hoje de manhã.

- Bom, seja lá o que a mídia achar, vai ser um problema a menos.

- Assim eu espero. – Demi suspirou – Mas, e aí? Qual vai ser o filme?

Os quatro passaram o resto da noite rindo enquanto diferentes filmes rodavam na tela, afinal, filme de terror com os amigos sempre acaba virando comédia.

 

***

 

- Qual a chance de essa ordem sair amanhã? – Miley perguntou entrando na sala do pai, que a olhou arqueando a sobrancelha.

- Bom dia pra você também, e nenhuma. Eu pedi ela ontem, você sabe.

- O senhor não tem uns favores pra cobrar, ou algo assim?

- O que tá acontecendo?

Miley sentou de frente para o mais e respirou fundo, balançando a cabeça negativamente.

- O que não tá acontecendo, né? – Miley resmungou e balançou a cabeça negativamente – Eu to preocupada com o que Stella e Taylor podem tentar aprontar. Quero dizer, Demi é famosa, pai! E se Taylor soltar alguma coisa na internet?

- Miley, você sabe como funciona. Vamos ter que esperar.

Miley suspirou e deu de ombros.

- Saber como funciona não me deixa mais tranquila. Na verdade, é exatamente o contrário.

- Não entendi.

Miley balançou a cabeça negativamente e suspirou, levantando.

- Deixa pra lá.

- Miley, para! – Billy suspirou e levantou, dando a volta na mesa – Você largou seu trabalho e veio até aqui atrapalhar o meu, então, fale.

Billy encostou na mesa, de frente para a filha e cruzou os braços.

- Stella e Taylor estão mexendo com a minha cabeça.

- Porque?

- Há menos de um mês Taylor se declarou pra Demi, e pouco depois soltou aquela merda daquela foto. Coincidentemente Stella resolveu voltar, bater na minha casa sendo que eu nunca nem dei meu endereço pra ela e depois vem fazer uma entrevista pra ser minha secretaria e praticamente me agarra. Como elas não estariam mexendo com a minha cabeça?

- Do mesmo jeito que não estão mexendo com a da Demi?

- Ah, pai. Me poupe! Demi está surtando quase tanto quanto eu.

- Eu não vi isso nela.

- É, mas eu conheço minha namorada melhor que ninguém. Eu olho meu celular a cada cinco minutos com medo que ela tenha uma crise por causa desse estresse. Eu mando mensagem pra ela de hora em hora. Eu...

- Eu sei que a situação é uma droga, Miley, o que eu não entendo é porque você tá deixando isso te afetar tanto! E não venha dizer que é só preocupação com a Demi porque ela tá lidando com isso melhor que você, então, última chance: o que realmente está acontecendo?

Miley suspirou e sentou na frente do pai, abaixando a cabeça.

- Stella me lembra o único erro do qual eu vou me arrepender pro resto da minha vida.

- O que você fez de tão ruim?

- Não foi o que eu fiz. Foi o que eu não impedi ela de fazer.

- Do que você tá falando, Miley?

- Stella engravidou enquanto namorávamos.

- Como é?

- Eu...

- Você tem um filho? Porque nunca me contou? Porque...

- Pai...

- Onde tá essa criança, Miley?

- Esse é o problema, pai. Ela não está em lugar nenhum.

- O que quer dizer?

- Esse foi o meu erro. – Miley engoliu em seco, tentando controlar o nó que se formava em sua garganta – Eu não impedi ela de tirar o bebê.

- O que merda você tá me dizendo, Miley? Ela...

- Stella decidiu abortar, e eu não fiz nada pra impedir. – Miley murmurou, deixando as lagrimas começarem a cair, como sempre acontecia quando trazia a tona o único assunto que queria esquecer pro resto da sua vida – Eu deixei ela matar meu filho.


Notas Finais


Então gente, sobre a próxima atualização: eu não sei quando vai ser.
Eu to com a saúde bem zuada já tem quase uma semana, então não sei se vou ter pique pra alguma coisa nos próximos dias, por que ao invés de melhorar parece que a coisa ta é piorando. E me falta pique principalmente pra escrever, e meus capítulos prontos estão com os dias contados.
Se eu melhorar daqui pra terça, o capítulo sai normalmente, se não, não sei como vai ficar. Essa semana mesmo eu to postando meio a pulso pra não deixar vocês na mão.
De qualquer forma, espero voltar na terça, se não, já peço desculpas antecipadas.
Enfim, até o próximo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...