História Quando ela saía - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adultério, Drama, Romance, Violencia
Visualizações 31
Palavras 1.096
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá meus leitores!...
Espero que gostem do último capítulo...
Não deixem de ler " A aluna e o Professor"..
Bjs♡

Capítulo 17 - Quando ela saia


Fanfic / Fanfiction Quando ela saía - Capítulo 17 - Quando ela saia

Bruce me abraçou forte, fazendo que eu visse que tudo que estava acontecendo também era culpa minha. 

Olhei para todos, fingi estar tudo bem enquanto limpava as lágrimas. Fui então para o quarto e arrumei minhas malas.

- ao onde vai?. - disse Becky, minha verdadeira mãe enquanto olhava eu arrumar as malas.

- pra casa da única pessoa que não mentiu pra mim e não me abandonou. - eu disse pegando meu celular e a vendo chorar muito.

Já sabia a verdade sobre tudo.. 

Não queria saber os detalhes da morte do meu pai, não queria saber o que estava acontecendo ou de Bruce e Peter.

Sai do apartamento enquanto todos ali tentavam me impedir. Peguei um ônibus e fui para casa de Míriam.

Ao atender a porta e ao me ver, Miriam me abraçou forte e disse:

- Sabia que viria!. - disse ela feliz.

- Posso passar um tempo aqui?. - eu disse achando que a resposta era não.

- Você sabe que sim.. - respondeu ela ainda mais feliz.

Quebra de tempo/ 3 meses depois..

Eu estava mas feliz do que nunca... 

Miriam havia conseguido me fazer esquecer de tudo aquilo. Finalmente eu estava feliz.

Eu ria muito, Miriam tentava fritar um ovo pela primeira vez na minha frente.

- olha isso!. - eu dizia vendo ela derruba-lo no chão.

Eu e Miriam estávamos tão felizes naquela manhã, até que alguém bateu na porta.

- quem é?. - eu disse a abrindo. 

Era Becky e Mary...

- o que vocês querem?. - eu disse brava.

- Bruce... - disse Mary.

- o tem ele?. - eu disse ainda mais brava.

Becky engoliu a seco a saliva e então me disse:

- morreu... 

Meu mundo caiu... como assim??, Bruce morto?, desejava um castigo a ele, não a morte.

Cai de joelhos no chão e disse:

- como?, você também o matou, Becky?. - eu disse com raiva e chorando.

- se acalma Bia... - disse Mary..

- ou foi você?, Mary?. - eu disse brava e chorando ainda mais.

- Foi..  um acidente.. Ele bebia muito, consequentemente foi dirigir e bateu o carro. - disse Becky chorando.

- não pude nem me despedir... - eu disse. - Vocês estão brincando comigo, só pode!!!.

Era verdade... 

Bruce tinha acabado de ter morte cerebral, não dava mais pra ajudá-lo ou fazê-lo ficar bem...

Lá estávamos no hospital. Bruce não parecia ter morrido, parecia apenas tirar um cuchilo. Tão jovem e morreu desta maneira.

Míriam estava ao meu lado na hora que vi o corpo, ficou ao meu lado o velório e enterro todo. Ele podia ser um cretino, mas tinha suas qualidades e era cercado de amigos de verdade.

- volta pra casa.. - disse Mary no meio do enterro.

Gritei desesperada, ela so pensava nela.. Então com gritos comecei a apontar os defeitos de cada um, todos estavam lá, até Charles e Peter.

- por que só pensa em você?... - eu disse a Mary.. - só pensa no prazer sexual que ele lhe dava!, Olhe Mary!, ele morreu..

Olhei para Becky e disse:

- pare de chorar!!, você me abandonou e nem por isso eu estou chorando.. - eu disse Gritando.

Depois olhei para Peter e disse com raiva:

- A verdade é que você não me amava e nunca vai me amar, fez isso por conta de seu pai, você so queria impressionar!!!, pare de ser um filhinho de papai!!!.

Em seguida olhei pra Charles e disse:

- olha pra você!, egoísta, orgulhoso e falso, muda enquanto a tempo, porque você e Bruce eram tão parecidos, olha o que ouve com ele!!!.

Miriam ficou chocada e finalmente consegui dizer a mim:

- olha pra mim, não sou nada, fui uma tonta por me apaixonar pelo marido da minha tia, que agora está morto, olhem pra mim!, não percebem que eu também tenho defeitos?, acabou, vamos acabar com a guerra!, eu já perdoei todos vocês!. - eu disse chorando.

Então todos me abraçaram enquanto choravam, junto a mim, finalmente o peso na minha consciência havia sumido.

Quebra de tempo/ dois meses depois...

Eu arrumava novamente a mala, finalmente voltaria pra casa, tudo estava melhor, Peter havia se tornado meu amigo, Charles estava namorando Mary e finalmente eu conseguia olhar Becky como Minha mãe.

Novamente peguei o mesmo ônibus da minha partida, que agora se tornou volta.

Estava no quarto quando Becky e Mary me chamaram...

- o que foi?. - eu disse leve.

- É sobre o Notebook de Bruce.. - disse Mary.

Novamente meu coração estava na Boca, igual ao dia do enterro.

- sei.. - eu responde.

Mary sorriu e disse:

- É direito seu ficar com ele.

- tudo bem... - eu disse com lágrimas nos olhos pegando o notebook na mão.

Fui para o quarto e o coloquei em cima do armário. Não ia ter coragem e Não estava pronta pra ver o que tinha dentro.

Liguei então para Miriam, só ela podia me Ajudar com isso.

Eu não ia conseguir sozinha.

Ao chegar em casa, foi direto para meu quarto e me disse:

- Bia, é só um notebook, acho que ele só jogava nele, não deve ter nada de especial ai.

- eu sinto que tem. - eu responde.

- por que?. - perguntou ela.

- eu não sei...

Então fiquei rodando de um lado pro outro no quarto...

- vai ver so tem um porno ou algo assim. - eu disse.

- Você só vai saber se abrir.. - disse Miriam me respondendo com um de seus mais belos sorrisos.

Então sentei na cama, olhei pro notebook e o abri. A foto de fundo era minha e dele... Olhei em tudo, estava vazio, mas havia algo que eu não havia olhado. O Word...

Fiquei tremendo achando que haveria uma carta de suicídio..

Não ...

Era um livro, ele havia escrito, mas de 500 páginas...

O nome era " Quando ela saia"..

Em baixo do título estava escrito: "para Beatriz..."

Comecei a chorar...

Era toda minha vida e a dele, contava sobre nosso romance e a última parte dizia :

 - meu fim está chegando, como último pedido, quero que me Perdoe meu amor, roubei seu diário para escrever tudo isso...

Comecei a rir e chorar... 

Ele realmente me amava...

Tinha que publicar isso...

Pedi permissão a minha mãe e Mary e por fim publiquei. até hoje sinto falta de Bruce... Tinha me machucado, mais mesmo assim, ele tentava cuidar de mim e a prova é que quando, naquele maldito dia, quando aceitei me casar com Peter e graças a Deus isso não aconteceu, ele se embebedou e disse toda a verdade chorando a Mary, ele havia se arrependido por ter me machucado e queria consertar tudo, tanto que aceitou encontrar novamente Charles e dizer a verdade..

Muitos não vão gostar dele, pelo que ele fez ou deixou de fazer, mas a verdade é que ele era uma pessoa boa e que só errou como todo mundo....

Sim, isso é o fim...


Notas Finais


Espero que gostem..
Bjs♡
Meu coração ta na mão..
Último capítulo, mas obrigado por lerem...
Me perdoem pelo tão pouco que escrevi, a final, errar é humano♡.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...