História Quando eles estão juntos - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Suga, V
Tags Bts, Hopega, J-hope, Mençãotaegi, Sope, Suga, Yoonseok
Visualizações 129
Palavras 1.540
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Lemon, Slash
Avisos: Adultério, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Dizem que, na calada da noite, eu vou aparecer com uma Pwp Yoonseok saidinha do forno rsrs

Capítulo 1 - Único; coisas erradas acontecem, mas é um errado bom


Yoongi parecia sério no elevador.


Mas só parecia mesmo.


Pois ninguém diria que quando aquelas portas de metal se fechassem e ele se visse sozinho com o moreno, quem lhe garantia que ele continuaria sério?


Não conseguia. O corpo de Hoseok era um templo que ele amava invadir. Mesmo sabendo que aquilo era errado.


Quando as portas se abriram novamente, fingiram que nada aconteceu e andaram normalmente para o apartamento. A porta se fechou, o Min sorriu sacana para o maior e este o retribuiu.


Yoongi avançou sobre o corpo de Hoseok, e por mais que fosse menor e magricela, conseguia o pegar no colo com facilidade. Desabotoou rapidamente a calça do moreno, enquanto seus membros já rijos se chocavam.


Para sua sorte, Taehyung estava no trabalho, e então ele teria a casa livre pelo resto da tarde. Colocou o corpo do Jung sobre a cama e ficou por cima desse, sem quebrar o ósculo e espalmando sua mão por debaixo de sua camisa, que também logo fora retirada.


Sua calça não demorou muito para ser lançada longe, também, o que deu a o de cabelos esverdeados uma visão de Hoseok apenas de boxer preta, com as bochechas vermelhas e gemendo seu nome. Ah, ele não aguentava.


Ainda estava vestido, e isso agoniava o amante, que tentava desajeitadamente retirar suas roupas.


— Que apressado você, Jung. — O Min riu contra seu pescoço, enquanto tirava o casaco que usava, e com ajuda das mãos ágeis, sua camisa.


O menor massageou o membro desperto por cima da única proteção que tinha, e sorriu sacana quando parou de beijar o moreno e este gemeu.


— Y-Yoongi-ah… — Apertou os olhos. Odiava provocações, elas o faziam querer mais.


Como se lesse seus pensamentos, Yoongi o arrastou até a ponta da cama e se ajoelhou fora desta, descendo a boxer até seus tornozelos e, antes de começar seu trabalho, captando mais uma vez a expressão do Jung:lábios e olhos entreabertos, suor escorrendo pela testa e os cabelos bagunçados pelos atos anteriores. Sorriu.


Acariciou a glande rosada que expelia pré-gozo antes de circulá-la com a língua. Sugou apenas aquela parte, vendo o outro revirar os olhos pelo prazer.


De súbito, abocanhou o membro inteiro. Hoseok gritou. A boca quente de Yoongi o causava boas sensações, principalmente quando esta estava envolta em seu pênis.


Os dedos dos pés de Hoseok já estavam doendo de tanto que ele os apertava quando o Min subia e descia aquela boquinha, apertando seus testículos. Seus dedos das mãos, que seguravam os cabelos do outro ou o lençol, também não estavam muito diferentes.


Em alguma hora, Yoongi largou o membro do Jung e passou a masturbá-lo, subindo e descendo rapidamente enquanto tinha um novo alvo:suas belas e fartas coxas, fazendo tudo que tinha direito.


Quando sentiu as veias do membro alheio engrossarem, o soltou, recebendo um gemido de aprovação juntamente com um xingamento. Riu, já estava acostumado.


Se levantou e deixou a calça cair, juntamente com a cueca, e deixando o Jung boquiaberto ao ver aquele abdômen mais definido que da última vez e a nova tatuagem de Yoongi.


O menor sorriu para a cara de bobo do outro, se aproximando mais uma vez de Hoseok e acabando por sentar-se em seu colo, iniciando mais um beijo.


Agora era a vez de Hoseok provocar.


Deitou-o na cama e ficou por cima desta vez, dando-lhe um último selar e logo descendo os beijos para o pescoço; seu ponto fraco.


Os gemidos do Min ainda se encontravam tímidos, mas não se dependesse dele. Tratou logo de sugar uma parte de seu pescoço, ouvindo um grunhido alto e logo deixando o local arroxeado. De todas as telas do mundo, o corpo albino de Min Yoongi sempre seria sua preferida.


Desceu os beijos e chupões até chegar no desenho recém-feito na pele esbranquiçada, dando beijos de leve ali e fazendo o Min rir.


Distribuiu mais alguns beijos por sua virilha, até chegar em seu membro. Começou bombeando-o com uma das mãos, enquanto a outra se mantinha em sua boca, lubrificando alguns dedos.


Colocou o Min numa posição mais confortável e, antes de penetrá-lo com seus dedos longos, o olhou no fundo dos olhos. Amou aqueles olhos brilhantes e negros desde o segundo em que os viu.


Deu um meio sorriso e beijou seu falo, colocando tudo que cabia em sua boca na mesma medida que o introduzia.


Quando viu que o menor já estava preparado o bastante, retirou-lhe os dedos e o posicionou em seu colo, olhando-o a todo momento nos olhos e dando-lhe um selinho antes de posicionar seu pênis grosso na entrada do outro.


Quando Hoseok foi entrando devagarzinho, ele arfou. A sensação do começo era incômoda, mas sabia que aquilo logo melhorava.


Quando o membro do moreno já estava totalmente dentro de si, ele rebolou contra este, gemendo juntamente com o outro. Hoseok começou com estocadas fracas, agarrando no cabelo verde-água e pressionando a boca contra o pescoço marcado, evitando gemer; coisa que Yoongi não fazia de modo algum.


Não se importava se alguém ouviria, queria poder mostrar o quanto Jung Hoseok o fazia satisfeito, e tinha plena consciência que não era só na cama.


As estocadas se tornaram mais rápidas e fundas, e agora, nenhum dos dois fazia questão de segurar os barulhos.


Ah, Yoongi se sentia tão completo dessa forma.


Hoseok saiu de dentro de si com um protesto, mas o virou com brutalidade, o fazendo ficar de quatro.


Ver a entrada rosinha de Yoongi piscando para si deveria ser a oitava maravilha do mundo.


Encaixou seu rosto ali e logo sua língua ia e voltava no interior apertado. O Min, coitado, não conseguia ficar parado diante disso, quase rebolando contra a boca do outro.


Quando achou que estava pouco demais, voltou a penetrá-lo com seu pênis, mas desta vez, sem nenhum aviso prévio e com tudo.


— A-ah! Se-Seokie… — Gemeu mais uma vez — Co-ontinua!


Hoseok atendeu ao seu pedido, o estocando mais rápido e dando tapas estalados vez ou outra em seu traseiro.


Sabia que Yoongi estava prestes a gozar, e ele também estava. Estocou mais devagar e mais fundo, pensando ter acertado seu ponto G quando o esverdeado aumentou o tom de voz.


O líquido branco proveniente do pênis de Yoongi não demorou a sair, e veio juntamente com um grunhido manhoso e arrastado.


— E olha que eu nem te toquei. — Hoseok proferiu, saindo de dentro de Yoongi e bombeando o membro algumas vezes, mas tirou a mão quando o outro deu um tapa nessa e passou a ele mesmo fazer o trabalho, não demorando muito para alcançar seu orgasmo também.


Hoseok caiu cansado na cama e fechou os olhos, tentando recuperar a respiração.


— Pensa que acabou? — Yoongi sussurrou, e o moreno logo despertou quando o outro já estava em cima do seu corpo suado. Hoseok sorriu sacana antes de ser envolvido com mais um beijo e um segurar forte em suas nádegas.


Yoongi, ainda sem romper o beijo, sentou-se na cama com o moreno em seu colo, separando-se de si em seguida para respirar.


— Você se esforçou muito hoje, bebê. Deixe que eu faça o trabalho. — Falou baixo, sorrindo safado e vendo o outro fazer o mesmo.


Hoseok colocou cada perna do lado do corpo de Yoongi, e sentiu esse abocanhar um de seus mamilos, soltando um som alto e fino.


Tentando não se distrair de seu objetivo real, colocou dois dedos em sua boca, os lambuzando e logo os introduzindo em si próprio.


Sabia que aquilo não era o suficiente. Queria Yoongi dentro de si. Queria matar a saudade.


Segurou o membro do esverdeado e foi enfiando o mesmo devagar em sua entrada, apertando os olhos e gemendo baixinho.


— Eu não quero que se controle, Hoseok. — Yoongi parou de chupar seu mamilo, observando sua expressão aflita. — Quero ouvir você gritar o meu nome.


Segurou em sua cintura, puxando o corpo do Jung pra baixo e fazendo o restante de seu pênis entrar em si, e assim ele gritou seu nome, fazendo o menor sorrir satisfeito.


Hoseok começou a quicar no colo do Min, tendo as mãos fortes do outro como auxílio. Soltava vários palavrões, o que só faziam o mais velho rir, enquanto abocanhava mais uma vez seu mamilo rosado.


Em alguma hora, Hoseok levou sua mão ao próprio membro, mas Yoongi o impediu, fazendo o trabalho ele mesmo. Não demorou muito para os dois gozarem, sujando os abdômens e o interior de Hoseok.


Caíram cansados um ao lado do outro, logo se aninhando ao corpo quente alheio e não demorando a cair de sono.




No fundo, bem no fundo, doía. Doía amar Yoongi, pois Hoseok sabia que ele não podia simplesmente chegar na cara de Kim Taehyung e rasgar os papéis de casamento apenas para viver ao seu lado, mesmo que essa fosse a vontade dos dois. Mas, por enquanto, o único posto que lhe era dado era do de amante.


Quem sabe, um dia, isso viesse a acontecer. Aprendera ao longo de sua relação a nunca duvidar daquele cara.


No fundo ele sabia, que não era só sexo. Não era só sexo, quando Yoongi saía do trabalho mais cedo apenas para passar um tempo consigo naquela sorveteria que tanto amava. Não era só sexo, quando Yoongi mandava cartas e presentes todas as semanas do mês. Seu apartamento estava cheio deles.


Era isso. Min Yoongi amava Jung Hoseok, e Jung Hoseok com certeza amava Min Yoongi, e não haveria pais irritados, casamento arranjado e muito menos vizinhos carrancudos para atrapalhar isso.


Notas Finais


Faz muito, mas muuuito tempo mesmo, que eu não escrevia um Lemon, então isso aí foi meio que um teste, me perdoem se ficou ruim

Se tiver algum errinho, me perdoem, amanhã reviso que agora vou dormir aaa aisjsjs

Boa madru pra vocês, bolinhos, e até uma próxima💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...