1. Spirit Fanfics >
  2. Quando estou com você. >
  3. Sentimentos confusos.

História Quando estou com você. - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Um pouco de LuNa para vocês ❣️

A história está se desenvolvendo, espero que estejam gostando.

Capítulo 5 - Sentimentos confusos.


Fanfic / Fanfiction Quando estou com você. - Capítulo 5 - Sentimentos confusos.

Enfim chegou o dia mais esperado, ela sempre achava um porre acordar cedo, porém essa não era só uma simples segunda-feira.

Havia conversado com Kid, ele disse que a levaria para o trabalho, era uma oportunidade de vê-lo também ainda que fosse por alguns minutos.

—Bom, acho que está ótimo, espero cumprir perfeitamente bem a minha função.

Nami estava confiante, entrou naquela empresa para fazer a diferença, com seriedade e comprometimento.

Kid buzinou em frente a casa, era hora de ir, estava tão nervosa que nem conseguiu tomar o café da manhã que nojiko preparou.

—Te desejo toda sorte irmãzinha, tenha um excelente dia de trabalho.

Nami agradeceu com um forte abraço e já saindo para fora ,queria chegar o quanto antes. 

—Bom dia Gata, está maravilhosa como sempre.

—Bom dia Kid, obrigada, bom assim que vou me vestir daqui para frente, não é o meu estilo, porém preciso me acostumar, esse salto está me matando, falou um tanto manhosa, dando um selinho no ruivo.

Sua sala ficava no 5°andar, ficou feliz em saber que era só dela, não teria ninguém atrapalhando ou fazendo barulho, assim poderia se concentrar ainda mais. Como já entendia do assunto, não precisou de orientação. 

Tinha muito trabalho pela frente, a mesa estava cheia de arquivos, seria um dia longo.

 

Luffy estava sentado no sofá assistindo um filme aleatório sem dar muita importância, recebeu uma mensagem do Sabo dizendo que esqueceu documentos importantes e precisava que seu irmão o levasse para ele imediatamente.

Luffy, assim que leu a mensagem, se arrumou e  pegou os documentos, chamou um táxi indo para empresa onde seu irmão trabalhava.

 

 

Nami estava exausta poucas horas de trabalho e já havia feito muita coisa, enfim a hora do almoço chegou, estava um pouco estressada e morrendo de fome.

 

O moreno entrou no elevador, já indo para saída, havia entregue os documentos a seu irmão, ele estava com a barriga roncando já que era hora do almoço e não havia comido ainda.

Saindo do elevador em passos rápidos esbarrou em uma moça sem querer a derrubando no chão, já que a mesma estava com um salto bem alto e desequilibrou com o seu esbarrão indo ao chão.

A ruiva o olhou com fúria, queria socar a cara dele com todas as suas forças, porém lembrou que ainda estava no seu trabalho e precisava se controlar.

—Moça!!! me perdoe, estendeu a mão para ela, a ruiva aceitou, assim se levantando rapidamente.

—Você não olha para onde anda não garoto? Eu poderia arrebentar a sua cara, mas estou tão cansada e com tanta fome, que não vou ficar perdendo meu tempo com você. Ela virou de costas para ele indo em direção a saída, Luffy rapidamente segurou em seu pulso a fazendo olhar para trás.

—Moça não foi minha intenção, por favor me deixe consertar isso, você disse que está com fome? eu também estou, olha eu posso pagar seu almoço hoje? em forma de me desculpar com você, aceita?

A ruiva pensou por alguns segundos, e aceitou.

—Bom, vou aceitar porque você quase me matou, falou ainda muito nervosa e também Nami nunca rejeitaria uma boca livre, se Nojiko estivesse ali com toda certeza estaria morta de vergonha. Nami era muito descarada, Bellmere falava que ela carregava em suas veias audácia pura desde criança.

—Fico feliz em ter aceitado, então vamos?

Nami abriu um sorriso, concordando e ambos foram em direção da saída.

—Bom, eu vi um restaurante a uma quadra daqui, chegaremos logo, não posso demorar pois tenho horário para voltar.

—Sim, pode ser, quanto mais perto melhor, abriu um sorriso tão grande para ela.

Nami ficou surpresa, não havia percebido como ele era bonito, aquele sorriso então Ual nunca havia visto antes.

E mal sabia ela que aquele sorriso já fazia um tempo que não aparecia, ela uma total desconhecida conseguiu arrancar dele.

Ambos chegaram no restaurante, indo em direção a mesa mais perto, uma moça linda loira e muito educada chegou para atendê-los, seu crachá estava escrito seu nome, Koala.

Nami sorriu para ela docemente agradecendo o cardápio.

— Então o que vai pedir?

—Primeiro antes de tudo preciso saber seu nome, afinal quase te matei, como você mesmo disse shishishi.

Nami ficou vermelha com pergunta, será que ele estava zoando ela? Aquele idiota? Nami ficou um pouco envergonhada, ela nem ao menos sabia o motivo, momentos atrás estava com um ódio mortal dele e agora ficando com vergonha? O que está acontecendo com você Nami? Ele é só um zé mané, que te derrubou e está pagando seu almoço para amenizar a culpa.

Ela o respondeu, —Me chamo Nami, o moreno estendeu as mãos para ela em forma de cumprimento. — Prazer Nami eu sou Luffy.

 

Já era noite, Nami estava acordada em sua cama, não conseguia tirar da cabeça o acontecido de mais cedo, a Luffy o nome dele, riu sozinha, ela estava parecendo uma boba, nunca o viu na vida e provavelmente não o veria de novo, não teria porque ver ele novamente, mas gostaria como gostaria de ver aquele sorriso, Nami fechou os olhos e abriu rapidamente, não isso tá errado eu namoro, não posso ficar pensando em outra pessoa, respirou fundo e foi para o banheiro lavar o rosto, depois desceu até a cozinha preparar um chá, para ver se acalmava e poder conseguir dormir.

Nojiko logo levantou escutando a movimentação da mais nova na cozinha, Nami era muito barulhenta, até para fazer um simples chá.

—Perdeu o sono? Precisa de tanto barulho? assim você me assusta.

—Estou sem sono, hoje foi um dia exaustivo.

—Me conta como foi?

—Conheci um rapaz.

—Opa!! Eu perguntei do trabalho, Nami, como assim conheceu um rapaz? Conta tudo

— Foi estranho ele se esbarrou em mim, logo depois almoçamos juntos e agora não tiro ele da cabeça.

—Nossa você não brinca em serviço mesmo em maninha, falou com um tom malicioso.

— Cala boca, não é nada disso, e eu tenho namorado sua idiota.

— Se ele for gatinho eu aceito a troca, Kid é um estranho Nami, vai fazer quase um ano de namoro e você não sabe absolutamente nada dele e também nunca ouvi você falar que não tirava o Kid da cabeça. Agora esse rapaz em um dia está te deixando com insônia, quero conhecer e parabenizar ele, falou a mais velha com um pouco de sarcasmo.

Porém Nami pensou por um momento no que Nojiko havia falado, verde ela nunca perdeu o sono pelo Kid, ou sentiu com ele o que ela sentiu hoje com o Luffy, na verdade nem ao menos sabia o porquê de está namorando com Kid, deve ser porque ele pediu e ela não soube dizer não? Afs isso é complicado.

—Olha Nojiko se for pra ficar falando merda é melhor sair daqui, não pedi sua opinião, mostrou a língua para sua irmã, saindo da cozinha e indo para o quarto.

Nami bebeu um pouco do seu chá, com os seus pensamentos em um certo moreno.

O celular vibrou e era uma mensagem de Kid, perguntando se poderia ligar para ela, estava sem sono e queria saber se ela estava acordada .

Nami pensou por alguns segundos, mas era seu namorado e Kid apesar de ser uma incógnita total, nunca fez nada para magoá la, até mesmo estava sendo muito paciente, quase um ano de namoro (sim quase um ano, namorando por namorar, isso me faz ser uma péssima pessoa?) Talvez, e nem ao menos dormiram juntos, sempre que começava um clima, Nami dava para trás, via a frustração que em Kid ficava, porém ele não insistia, e isso a deixava mais confortável.—Ele é um bom Rapaz e vou ser a melhor namorada do mundo para ele, fazer ele se sentir seguro em se abrir comigo, sobre sua vida e família Nojiko vai ver, e quem sabe conseguir nutrir sentimentos por ele. Mesmo às vezes se sentindo insegurança, talvez até medo em descobrir quem ele realmente era, Nami queria dar uma chance, queria fazer dar certo, mas ele também precisava facilitar um pouco.

Então ela fez uma chamada de vídeo, ficaram ali conversando alguns assuntos aleatórios até o sono chegar, ela queria falar para ele sobre o que havia acontecido e que conheceu um rapaz, mas preferiu esquecer isso e deixar quieto, afinal não veria aquele moreno de novo.

Pelo menos era o que achava.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...