1. Spirit Fanfics >
  2. Quando meu mundo desabar..(BakuDeku) >
  3. Relaxe, Izuku.

História Quando meu mundo desabar..(BakuDeku) - Capítulo 18


Escrita por:


Notas do Autor


Mais interação deles...

Capítulo 18 - Relaxe, Izuku.


▩Ep 18:

O silêncio era tanto, que dava pra ouvir o barulho do vento, quando não passavam alunos por perto de lá.

Estava tão calmo que não parecia ter alguma presença do loiro.

Até que quem resolveu falar algo foi Izuku.

- Oque quer aqui?

Katsuki: Eu vim relaxar.. Ou vai me dizer que comprou a escadaria, senhor fiscal?.- Falou com ironia e deboche.

- Se veio ficar de conversinha pode ir embora.

Katsuki: Ora, você que começou o papo desta vez. E eu não saio daqui tão fácil.- Provocou.

Mais uma vez, ficaram em silêncio. Longo e quase incessante.

O tempo parecia estar devagar, brincando com Izuku.

Só pode.

Os minutos demoravam à passar e isso frustaria Izuku, se ao menos importasse.

Porém ainda está incômodo.

Katsuki: Você tem família, não tem?.- Comentou.

- Família?

Katsuki: A cara redonda disse que você contou que não tinha ninguém, mas isso não é verdade, estou certo?.

Tocou em um ponto extremamente ruim. Um ponto negativo.

- Eu não tenho. E mesmo se tivesse, não daria satisfação sobre minha vida à você. Um cara que conheci à alguns dias.

Katsuki: Tá, tá... Mas saiba que essa desculpinha não cola comigo. Além do mais que você não tem cara de alguém que fugiu de um orfanato.

- Não tenho?

Katsuki respondeu balançando a cabeça.

- E eu tenho cara de quê?

Uma pergunta inocente, que, por acaso, tem um milhão de respostas ruins.

O loiro se segurou para não falar nenhuma merda.

Katsuki: Você tem cara de ser um chato.

- Chato?...

Katsuki: É. Vai me dizer que não sabe oque é isso?

- Eu sei oque é.

Katsuki: Hm...

Mais uma vez, silêncio.

Até que Bakugo resolveu se abrir, como se estivesse falando sozinho.

Katsuki: Quando eu era pequeno, eu era bastante feliz. Era apenas eu, meu pai e minha mãe. Mas aí, aconteceu... aconteceu um acidente... acidente de carro.. e meu pai morreu. Desde então, somos só eu e minha mãe na vida.. Eu fiquei me perguntando, oque tivesse acontecido , se eu não tivesse insistido pra ir naquele maldito parque. Se eu...

- Queria que fosse você no lugar dele?..- Interrompeu.

Katsuki: Talvez... Foi tudo culpa minha...

- Porque está contando isso pra mim?, mal me conhece...

Katsuki: Porque eu tenho certeza de que você não vai falar pra ninguém.- Deu um sorriso sincero, que chamou a atenção de Izuku.- E também queria desabafar e talvez você pode me contar qual a droga de vida que teve.

- Aquilo... aquele sorriso.. aquele sorriso que você deu. Faça de novo.

Katsuki: Você acha que manda em mim é? Cadê a palavra mágica?

-Palavra mágica?...- Tentou se lembrar de alguma coisa que viu na TV, podia ser útil agora.- Abra.... abracadabra.

Katsuki: Não essa idiota! Você realmente não faz ideia?

- Não...

Katsuki: Não te educaram não? Não acredito que não conhece as palavras mágicas... Bem, vou dizer qual é, pra não se esquecer:

Obrigado, por favor, com licença e desculpa.

-... Com licença?

Katsuki: Não! É por favor! É meio estranho, você não saber algo assim.. mas concebendo seu pedido, por que sou uma pessoa incrível e maravilhosa, eu vou dar aquele sorriso de novo.- Falou, enchendo o peito, determinado e logo murmurou algo.- Se eu conseguir...

O loiro pensou em momentos bons para o feito. E assim surgiu o mesmo ato de anteriormente. Aquele sorriso sincero estava lá novamente.

- Esse! Como você faz isso?

Katsuki: Ué? Não sabe oque é sorrir? Vai me dizer que nunca sorriu na vida?..

- Eu não sei oque é isso.

Houve um momento de silêncio, em que apenas houve o sorriso de Katsuki sendo desfeito, encarando aqueles olhos grandes, vazios e sem brilho.

Katsuki: .... Eu....- Parecia hesitante, mas logo teve uma ideia, para animar aquele clima ruim.- Eu te ensino!


Notas Finais


Até..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...