1. Spirit Fanfics >
  2. Quando meu tempo voltou a ter sentido(Gu family book) >
  3. Prólogo

História Quando meu tempo voltou a ter sentido(Gu family book) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hey galera!Aqui estou novamente,agora com a minha primeira fanfic de dorama e vai ser com a minha favorita ever Gu family book ou Livro da família Gu para os mais intimos,lá das quebradas de 2013.
Caso você nunca tenha visto ,relaxe eu vou deixar os acontecimentos mais claro o possível,mas também recomendo demais!
Bem essa fic é meio que uma continuação junto com umas brisas que tive aqui.

Espero que gostem :3

Ah! leiam as notas finais por favor. Vou esclarecer algumas outras coisas pra esse início não ficar tão longo,ok?

Boa leitura ♡

Capítulo 1 - Prólogo



"O amor é imortal!Você pode negá-lo,sufocá-lo,encerrá-lo,mas ele nunca morre."

-Augusto Cury






A nuvem de poeira comandada pelas incertezas se fazia presente,a esperança dançava num borrão e a medida que ficava mais proxima recebia a visão tridimensional do observador,melhor dizendo, observadores.

O momento possuia pré- disposições para evoluir em uma exaustivamente almejada vitória,que por anos fora somente uma fugitiva.

Finalmente o ministro Jo Kwang Woong seria punido por suas trangressões

A justiça seria feita

Se não fosse a ajuda do almirante Lee Soo Shin aqueles jovens não teriam alcançado o topo.

Cada individuo ali carregava questões a serem resolvidas apartir do aprisionamento daquele homem insano, que adorava divertir-se as custas do sofrimento alheio sem quaisquer resquicios de remorso ou compaixão. Era certo deduzir que este nasceu sem o privilégio de abrigar uma alma dentro da concha oca e mórbida que era seu corpo.

Park Tae Sao recuperaria a pousada construida apartir de suor e trabalho duro do pai que no envolvimento fatídico com Gwang Woong já não pertencia mais ao mundo dos vivêntes,sendo seguido pela morte da esposa e toda a segregação e desestruturação familiar .

Queria também arrancar os privilégios parasitas dele assim como o mesmo arrancou a honra e pureza da irmâ em mais uma de suas chantagens sórdidas

Gon e Dam Yeo Wool juntamente ao almirante lutavam pela segurança da nação de Joseon,as alianças feitas por Gwang Woong com os comerciantes japoneses ameaçavam tal objetivo.

Agora,Choi Kang Chi seria aquele que lutaria por diversos motivos ,pois o rapaz de determinação apaixonante ajudaria tanto na causa de proteger Joseon quanto

lutaria para devolver o legado do Senhor Park a o dono legitimo

Batalharia por suas duas famílias prejudicadas pela aparição do maldito ministro surgido nas vidas simultaneamente e ainda por usar Yeo Wool,sua amiga,seu amor como moeda de troca para a cabeça do Almirante

Imperdoável!

Naquela posição não existia escolha coisa nenhuma.

Uma vida em troca de outra

Tal "acordo" só fazia as chamas dos instintos mais profundos de Choi incendiarem a ponta de afogá-lo em meio a uma pertubação que por um momento, só por um momento lhe traria prazer

O almirante conhecia muito bem o garoto e compreendia a raiva do mesmo, por todo o histórico de sua vida, seria tentador perfurar o pescoço daquele ser humano que nem ser humano era,mas no olhar recriminador da sociedade Kang Chi performaria como o verdadeiro monstro visto sua origem mística e perigosa.

O almirante se importava demais com aquele garoto

Jamais permitiria que fizesse algo do qual se arrependeria amargamente.

Entao o fez prometer: mesmo com tudo que aconteceria ,ele de maneira nenhuma poderia mstar ninguém.

Kang Chi estava seguro de que não perderia o controle ,permaneceu em um estado de preparo psicológico em caso de eventuais dores , manteria-se perfeitamente alerta afim de evitar toda e qualquer surpresa

Afinal tinha poderes para isso e precisava usá- los a seu favor.

Um tiro de mosquete

A vida da jovem Dam foi resumida a somente horas

O Destino concewtizou seu aviso anterior

Sempre inflexível e cruel, mas pelo menos tinha avisado

Avisado através de um monge

Dessa forma sairia ileso da culpa

Ligeiro demais

A reação de Choi,a mente do jovem soltara as redeas da ferocidade

E a promessa entre ele e o almirante seria anulada.

Um breve instante

A voz do amor fraquejando o retirou do transe de íra e nisso retornou para estar a seu lado até surgir uma oportunidade

Levá- la de imediato para os cuidados médicos na academia do mestre Dam,pai da garota

Segurou a nos braços como uma gata protegia seus filhote

(...)

O fio da vida de Yeo Wool prestes a ser cortado. Seria libertador antes de sua morte vivesse normalmente,colocando a situação trágica em segundo plano e a substituindo por lembranças felizes

jantaria junto das pessoas especiais em sua vida ,ouvir conversas engraçadas,do cotiano,meio bobas,contudo elas passariam uma paz inegável ,amenizando um pouco da atmosfera trágica . Queria morrer sabendo que não seria uma memória unicamente triste.

Seus últimos minutos eram ao lado do namorado, descansando, sentindo-se amada com ele lhe pedindo em casamento enquanto Yeo Wool considerando a ideia engraçada já que não sabia nada de como portar-se como uma esposa perfeita de acordo com a época atual e mesmo assim Choi ignorava esse fato, insistindo no pedido matrimonial.

Um beijo

Longe de se tratar de uma despedida, mas de muitos momentos que teriam quando a outra renascesse em algum periodo do futuro.

Se for possível um menos caótico

"Eu a reconhecerei primeiro e te amarei primeiro!"


Notas Finais


Amiges vou ficar postando um capítulo por semana,todo o sábado. Mas nessa vai ter tanto o prólogo como o primeiro capítulo que eu postarei no domingo tudo bem?

Um Xero ❤❤❤
Até domingo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...