1. Spirit Fanfics >
  2. Quando meu tempo voltou a ter sentido(Gu family book) >
  3. 2 A chegada

História Quando meu tempo voltou a ter sentido(Gu family book) - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oiiii galera partindo para um novo capítulo e um novo personagem.Fiquem de olho nele temos muito a saber sobre ele.
Espero que gostem 😄

Capítulo 3 - 2 A chegada


Fanfic / Fanfiction Quando meu tempo voltou a ter sentido(Gu family book) - Capítulo 3 - 2 A chegada


🅢🅘🅚 🅦🅞🅞

Pestanejei antes de emergir para fora de um sono leve,um cochilo já que não me lembro de ter sonhado e os resquicios de cansaço não se faziam tão presente

O clima estava apto o ruido do trem deslizando pelos trilhos em alta velocidade,a escuridão reconfortante gerada pelo túnel que pegamos no percurso era tentador para tirar  mais uma soneca, mas estavamos bem perto de chegar na capital que fiz um esforcinho para me distrair com qialquer mensagem não respondida no Kakao.

🅂🅆🄴🄰🅃🄴🅁 🄰🄽🄳 🅆🄴🄰🅃🄷🄴🅁 - 🅃🄷🄴 🄽🄴🄸🄶🄷🄱🄾🅄🅁🄷🄾🄾🄳

Me deparo com a  aguardada tão ansiosamente para receber .Era  minha namorada Ye Jin avisando de sua espera na plataforma de desembarque do metrô.
Tanta que eu havia pedido ,não precisava me aguardar ,no entanto ela sempre agia inversamente ao meu pedido
Bem talvez não inversamente e sim proporcional ao meu desejo  omitido nas palavras.

υѕє τнє ѕℓєєνєѕ οƒ мγ ѕωєατєя
ℓєτ'ѕ нανє αи α∂νєиτυяє
нєα∂ ιи τнє ϲℓου∂ѕ ϐυτ мγ gяανιτγ'ѕ ϲєиτєяє∂
τουϲн мγ иєϲκ αи∂ ι'ℓℓ τουϲн γουяѕ
γου ιи τнοѕє ℓιττℓє нιgн ωαιѕτє∂ ѕнοяτѕ, οн

Eu ficava feliz quando Ye jin se atentava ao meu coraçâo ao invés das externalizações
Mostrava que embora o tempo relativamente curto  de nosso relacionamento a mesma mostrava um interesse farto em entender a mim,
eu também quero ter essa perpicácia em lê-la cada vez melhor embora  sendo lento para perceber certos detalhes.

sհҽ kղօաs ահαԵ í Եհíղk αճօմԵ
αղժ ահαԵ í Եհíղk αճօմԵ
օղҽ lօѵҽ, Եաօ ตօմԵհs
օղҽ lօѵҽ, օղҽ հօմsҽ
ղօ sհíɾԵ, ղօ ճlօմsҽ
յմsԵ մs, վօմ բíղժ օմԵ
ղօԵհíղց ԵհαԵ աօմlժղ'Ե աαղղα Եҽll վօմ αճօմԵ ղօ

No desembarque trinta minutos depois uma enchurrada de gente transitava indo e vindo para o interior no veículo
Como era originário de cidade pequena em relação a grandiosa metrópoles de Seul na qual visitei algumas vezes, não deixava de me perder no rio de gente ali concentrado.

ϲαυѕє ιτ'ѕ τοο ϲοℓ∂
ƒοя γου нєяє αи∂ иοω
ѕο ℓєτ мє нοℓ∂
ϐοτн γουя нαи∂ѕ ιи τнє нοℓєѕ οƒ мγ ѕωєατєя
αи∂ ιƒ ι мαγ נυѕτ τακє γουя ϐяєατн αωαγ
ι ∂οи'τ мιи∂ ιƒ τнєяє'ѕ иοτ мυϲн το ѕαγ
ѕοмєτιмєѕ τнє ѕιℓєиϲє gυι∂єѕ ουя мιи∂ѕ το
ѕο мονє το α ρℓαϲє ѕο ƒαя αωαγ

Por mais que eu fosse atento em zigzaguear na multidão evitando esbarrôes frequêntes vez ou outro acaba sendo empurrado a centimetros do espaço atual ,
Aquela gente era alucinada
E o pior eu era  claustrofóbico e a aglomeração constante nunca parava de crescer
Procurava visualizar minha namorada em tudo que era canto
Na esquerda ,na direita em pontos intermediariosn mas primeiro  tinha de fugir da situação
Inesperadamente fui tirado de lá com um puxãozinho em meu casaco de tecido cor de areia, seguido de um entralaçar de mãos.
Giro uns noventa graus e logo me deparo com minha salvadora que tanto procurava.
Ye jin.

τнє gοοѕєϐυмρѕ ѕταяτ το яαιѕє
τнє мιиυτє τнατ мγ ℓєƒτ нαи∂ мєєτѕ γουя ωαιѕτ
αи∂ τнєи ι ωατϲн γουя ƒαϲє
ρυτ мγ ƒιиgєя οи γουя τοиgυє
'ϲαυѕє γου ℓονє τнє ταѕτє, γєαн

Com seus cabelos negros curtos em corte chanel com franjas crepitadas na testa e uma face levemente ruborizada que lhe trazia aspectos elegantes e delicados  ao mesmo instante um estilo moderno e independente.
Uma mulher lindissima, mas que detestava quando exaltavam sua beleza acima de sua inteligência.

τнєѕє нєαяτѕ α∂οяє
єνєяγοиє τнє οτнєя ϐєατѕ нαя∂єѕτ ƒοя
ιиѕι∂є τнιѕ ρℓαϲє ιѕ ωαям
ουτѕι∂є ιτ ѕταяτѕ το ρουя

Era mais confortável até empolgante ser elogiada pelo talento que fazia questão de mostrar
Não de um modo arrogânte ,mas paciênte que possuia o momento ideal para se revelado.
Andamos de mãos dadas, com Ye jin mais a frente de mim
Logo depois a separamos um gesto sacrificante na minha opinião,não a via a dias e sou uma pessoa bem mais afetuosa fisicamente falando.
Eu    resistiria a querer abraçá-la em público,seria embaraçoso
Principalmente para ela que não compartilhava do costume na medida equivalente a do seu parceiro.
Era noite por volta das sete e quarenta
Me sentia meio faminto,estava louco para chegar no apartamento de Ye jin em comer alguma coisa.
Preparar uma comida leve e rápida.
A vontade de preparar pratos elaborados sumira devido a viagem.
Por mais que fosse um prazer imenso desafiar meus conhecimentos culinários e agradá-la
Em questão de dez minutos  chegamos no apartamento de Ye Jin
Se não fosse o táxi demorariamos minutos adicionais.
Pegando o elevador  paramos no segundo andar do prédio
Recordei do número de sua respectiva porta ou pelo menos achava que recordava, quase passe um vexame quando comecri a digitar o código na porta errada.
A anterior a porta que pretendiamos ir
Fui impedido por um alerta sonoro de Ye jin depois apontando na direção correta

-Esse é o apartamento do novo vizinho.-explicou rindo de leve, digitando o código enquanto segurava as compras que trazia consigo antes de nos encontrarmos.

-Novo vizinho?-Falei curioso olhando para a porta acinzetada e comum da mesma forma que todas naquele corredor.

Entrando no apartamento  Ye jin prossegui

-Não sei muito sobre o mesmo. É bem reservado,não é de falar muito só em situações necessárias .

Resmunguei acompanhando sua explicação enquanto depositava as compras na mesa da cozinha e seguia as colocando nos devidos lugares

-O único detalhe que percebi foi sua profissão. É  policial.

A revelação fez eu me segurar firmemente no balcão como se o chão fosse desabar;vendo minha reação repentina tentei disfarçar meu comportamento sem Ye jin estranhar qualquer atitude vinda de mim

-Eu fui aceito.-disse alegre mudando completamente o foco da conversa.-Como recepcionista.-Complementei observando o rosto de minha ouvinte exprimir uma empolgação contida,mas legitima.
A sua forma natural  de demonstrar as emoções

-Sério?!-Perguntou projetando o corpo um pouco para frente

Confirmei com um aceno de cabeça transbordando em extrema felicidade.
Era uma vaga que corgitava muito em ter,imagina!Atuar em um hotel de prestígio como como o CEM ANOS ,uma das  rede de hotéis mais famosas nacionalmente falando até internacionalmente
Um dos lugares mais requisitados pelos estrangeiros ao virem para a Coréia do Sul!

Ye Jin me parabenizou com seu melhor abraço eu quase não a soltei
Estranhei ela não ter se desvencilhado cedo  quando aumentei a força do ato.

-Meu primo trabalha lá eu contei?

-o senhor Park?

-isso.Meu amigo também. O nome dele é Choi Kang Chi vão se dar muito bem,é uma pessoa calorosa.-disse com tantaconvicção que yma parete de minhas preocupações se tornou sem sentido,dando uma paz na minha vida.

-Mal posso esperar para conhecê-los.-Balbuciei pondo os pratos com sanduiches que havia terminado fazer para nós dois acompanhado de um suco feito com algumas laranjas que havia achado na geladeira.

...

No dia seguinte  acordei mais cedo que o despertador,a inquietação impedia de relaxar completamente,então usei da oportunidade para chegar o mais dentro do horário o possível,me arriscar a pegar trânsito e atrasar no primeiro dia e nos que virão no futuro era impesável.
Adentrei no hotel pontualmente e procurei meu setor de recepção. A maioria me recebeu bem,embora era bem nítido a expressão ameaçadora e competitiva de alguns funcionários normal em qualquer ambiente de trabalho,lpor isso não me preocupei. Peguei meu uniforme e tratei de me vestir logo, depois fui apresentado a o gerente de hospedagem Park Jin Wook, eu reconheci apartir dali,entretanto ele não fazia ideia de quem eu era já que nunca nos encontramos.
O primo de Ye Jin
Um individuo sério de caráter minucioso e analítico de uma educação impecável.
Me mostrou tudo que eu precisava saber do hotel,todos os setores e meus novos colegas ,  importava-se em saber se eu acompanhava os detalhes
Seu lado atencioso me fez relaxar mais a postura travada que havia adquirido durante o tour.
Mais tarde eu conheci o amigo mencionado ligeiramente por Ye jin
A Antitese do senhor Park,o senhor
Choi era mais vibrante,mais expressivo e conforme Ye jin comentara  caloroso e bote caloroso nisso,se não estivessemos em um cenário formal provalvelmente me puxaria para um cumprimento bem ocidental com direito a contatos mais prolongados
Era o gerente geral
Saudou-me  com um aperto de mãos assim que eu iria reverenciá-lo
O jeito que  ofereceu sua mão foi bastante natural , creio que seja um cumprimento igualmente natural para ele como a reverência.
Eu o cumprimentei inicialmente tímido  ,mas me habituei em questão de segundos e deixei a mão mais firme.
Inesperadamente algo estranho me ocorreu quando passei a fitá- lo
Algo similar a raiva e a culpa  percorreram meu ser. Ouvindo sua voz por um momento senti coisas negativas em relação a mim e ele,quebrando totalmente o clima de outrora
Pelo visto não fui o único
O sorriso desapareceu na face de senhor Choi uma espécie de amargura?Não tive tempo de definir, pois a expressão alterou-se novamente  retornando a original ,talvez mais modificada.







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...