1. Spirit Fanfics >
  2. Quando meu tempo voltou a ter sentido(Gu family book) >
  3. Capítulo 5-Te apresento a os meus demônios

História Quando meu tempo voltou a ter sentido(Gu family book) - Capítulo 6


Escrita por:


Capítulo 6 - Capítulo 5-Te apresento a os meus demônios


Fanfic / Fanfiction Quando meu tempo voltou a ter sentido(Gu family book) - Capítulo 6 - Capítulo 5-Te apresento a os meus demônios


🅚🅐🅝🅖 🅒🅗🅘

Sonhar é vendido como uma fantasia maravilhosa e libertadores,eu concordo plenamente.
lá você realiza desejos que seriam impossíveis de se tornarem concretos,quem não ama isso não é?
Também pode servir como alarme escândalo,tentando te avisar de que talvez esteja fazendo alguma idiotice na realidade ou talvez enrolado num emaranhado de emoções e circunstâncias que nem se sabe. por onde começar para refletir.
Os vários baldes de água gelada  enviados como entrega especial pelos meus sonhos não estás de brincadeira.
Quando não me acho perdido na imensidão de um floresta de Juntos distante do mínimo contato com a civilização estou caminhando plenamente na extremidade do ultimo andar de um prédio até que perco o equilíbrio e me forço a conseguir recuperá-lo novamente, e permanece nesse vai e vem.
Espera Kang   Chi você nãoo é imortal?
Sim mas não significa que eu saia por ai pulando de prédios de 20 andares testando o quão imortal sou,eu,se bem que tem algumas coisinhas capazes de literalmente arrancar meu fôlego de vida,então preciso rever os conceitos de imortalidade...

Prosseguindo

os sonhos não param por aí
Querendo adicionar um bônus ao meu terror noturno vem o cenário de filha.
Estou em alta velocidade em um local onde nunca reconhece onde é tentando escapar fé um ser místico metade humano metade gumiho.
Um clone de mim mesmo com vinte anos de idade naquela fase de descontrole que meus ossos doem só de lembrar.

Esse em especial me fez acordar no meio da madrugada e acessar o site de buscas do Niver,aquilo me deixou intrigado.

O fato de estar sendo perseguido por si mesmo está na lista de sonhos mais recorrentes entre as pessoas de  acordo com estudos psicológicos vem o significado geral de negar uma parte do Eu e por isso o individual a reprime pensando estar ocultando com sucesso.
Os dois primeiros que mencionei,respectivamente trariam o alerta
Basicamente estou perdido na realidade ao mesmo tempo estou tentando recuperar o controle de circunstâncias maiores do que eu.

Como assim?

Ok. Os dois primeiros dois o braço a torcer e compreendo

O terceiro entretanto

Eu não nego o meu lado místico!Não mais

Tive quatro séculos para aceitar qem  sou de verdade

É aquela velha história , se não aprender a conviver vai ser pior pra você mesmo

Eu controlo bem esse lado agora e uso ao meu favor
Emtão por que ele vem atrás de mim?

O que tá faltando exatamente?

🄳🄴🄼🄾🄽🅂-🄸🄼🄰🄶🄸🄽🄴 🄳🅁🄰🄶🄾🄽🅂

Mas se eu pensar melhor...se pensar nas minhas crises...

ωнєи τнє ∂αγѕ αяє ϲοℓ∂
αи∂ τнє ϲαя∂ѕ αℓℓ ƒοℓ∂
αи∂ τнє ѕαιиτѕ ωє ѕєє
αяє αℓℓ мα∂є οƒ gοℓ∂

Devo evitar me prender a isso!
Corro o perigo de escancarar uma brecha

ωнєи γουя ∂яєαмѕ αℓℓ ƒαιℓ
αи∂ τнє οиєѕ ωє нαιℓ
αяє τнє ωοяѕτ οƒ αℓℓ
αи∂ τнє ϐℓοο∂'ѕ яυи ѕταℓє

Mas se eu não refletir nunca vou descobrir o que anda me atormentando!.

ι ωαиτ το нι∂є τнє τяυτн
ι ωαиτ το ѕнєℓτєя γου
ϐυτ ωιτн τнє ϐєαѕτ ιиѕι∂є
τнєяє'ѕ иοωнєяє ωє ϲαи нι∂є

Desacreditei no que estava sentindo.
Em uma intervalo de uma semana aquilo se repete.

иο мαττєя ωнατ ωє ϐяєє∂
ωє ѕτιℓℓ αяє мα∂є οƒ gяєє∂
τнιѕ ιѕ мγ κιиg∂οм ϲοмє
τнιѕ ιѕ мγ κιиg∂οм ϲοмє

O quê?Como?Os medicamentos eram para impedir...

нєи γου ƒєєℓ мγ нєατ
ℓοοκ ιиτο мγ єγєѕ
ιτ'ѕ ωнєяє мγ ∂ємοиѕ нι∂є
ιτ'ѕ ωнєяє мγ ∂ємοиѕ нι∂є
∂οи'τ gєτ τοο ϲℓοѕє
ιτ'ѕ ∂αяκ ιиѕι∂є
ιτ'ѕ ωнєяє мγ ∂ємοиѕ нι∂є
ιτ'ѕ ωнєяє мγ ∂ємοиѕ нι∂є

Comparado ao dia do evento corporativo no hotel a crise do momento veio mostrando um engajamento fervoroso.
Pronta para se vingar por ter escapado dela
Agora você não tem escolha ,vai  me suportar.

ωнєи τнє ϲυяταιи'ѕ ϲαℓℓ
ιѕ τнє ℓαѕτ οƒ αℓℓ
ωнєи τнє ℓιgнτѕ ƒα∂є ουτ
αℓℓ τнє ѕιииєяѕ ϲяαωℓ

Não estou certo de ter sonhado hoje ,as cores de minha alma foram sugadas estantâneamente.
Nessas horas meu corpo  reage a os impulsos enquanto a essência que coordena meu ser se ttansforma em telespecyadora dos acontecimentos
Uma tela gigante como a dos cinemas surgia diante de mim,sem opção era obrigado a ver o filme até que acabasse,sendo proibido de interferir
Parecia que a mente e o corpo eram duas entidades diferentes..
Quando passava,  mal  lembrava dos  acontecimentos recente, mas neste exato instante eu acompanho nitidamente ,com isso as estruturas se abalam.
Os barulhos da cidade me ensurdecem, machucando meus ouvidos sem piedade alguma,uma poluição sonora particular.
Os estimulos visuais me enlouqueciam mesmo que meu quarto estivesse no puro breu.
Ainda bem que naquela noite  tranquei o quarto, era no primeiro andar ninguém costumava vir aqui em cima a essa hora  da noite pra minha sorte ou azar.

Uma sensação de enforcamento sem um causador ,é expontâneo.

O desespero virou meu manto

Socorro!

Eu estou aterrorizado!
Por dentro eu implorava

Ninguém deve escutar meus clamores!Ninguém deve ver meu estado!Não quero que vejam! É vergonhoso! Mal posso me controlar!
Se eu gritar vai chamar mais atenção ,porque meu clamor não e apenas de um homem assustado como também um uivo distorcido e glutoral
Só posso esperar que passe.
Não posso ser ajudado ,eu mesmo preciso lutar por mim se  não o fizer quem o fará?

Assim que termina minha voz some ,  é embarganhada de pânico.
Falando e provável que eu chore de tanta raiva  sentida pelo fato da minha cabeça tá ferrando comigo!
Merda
Eu so queria voltar a dormir em paz!Pelo menos isso!Prefero sonhar,mesmo que seja daqieles típicos de alerta!

...

-E ai como foi?Meu trabalho de cúpido funcionou?-Quis saber Jin Wook antecipando seu orgulho

-Foi legal a gente acabou perdendo a noção tempo.-falei desanimado,o motivo deste, obviamente não tem nada a ver com Yeo Wool,muito pelo contrário,fpi incrível,sensacional,tudo de bom,pena que não estou conseguindo demonstrar a tamanha alegria de ontem

-Vocês são tão nerds. Combinam mesmo. Pegou o número dela?

-Não pedi.-adimiti sem tantas rodeios

-Quê?-Surpreendeu-se ele

-Não acha que seria estranho pedir algo pessoal sem ela mal me conhecer?

-Tem esse lado.-Concordou dando de ombros em seguida complementou.as parece que ela gostou tamto de você,acho que ela teria dado o número se pedisse.

-É.-confirmei repousando a cabeça sobre o dorso da mão,distânte dos assuntos ,vencido por um desgaste psicológico enorme.

-Sua cara não anda muito bem desde o ínicio do dia.

-Tá tão na cara?-perguntei esfregando o rosto.

-Mais ou menos.Conversando com os funcionários consegue pasar despercebido,caso seja uma conversa rápida.
-Explicou cruzando os braços.-Todo santo dia tu vem trazendo essa cara de todos os problemas do mundo podem ser resolvidos,a vida é linda!-Descrevia e encenava o meu  tal modo de agir.-Ás vezes tenho vontade de dá na tua cara.Agora eu tô bem preocupado contigo.

-Eu vou ficar bem ao longo do dia,é passageiro.-Digp mais para me incentivar do que para impefí-lo de se preocupar comigo.

-Leve em consideração aquele conselho que te dei. Tire umas férias.Até seres misticos precisam,eu acho.

Mais tarde verificando meu Instagram observo a notificação no canto da página inicial , estranho não é muito comum receber mensagens por ali nisso tratei de ver o remetente.
A foto não esclareceu de cara ,mas pelo gosto tive minhas suspeitasn elas foram confirmadas assim que verifiquei a mensagens.

"Eu segui seu conselho e postei o desenho,cara foi assustador mas nao me arrependi. Obrigada Kang Chi!"

"A propósito aqui é a Yeo Wool"

"Tudo bem se agente ficar conversando aqui?"

Eu:

Sem problemas!

Eu te disse que seria legal se fizesse!Já ganhou meu like!Continua postando!Quero continuar te acompanhando.

Sai do aplicativo me perguntando se foi uma boa ideia mandar a última mensagem.
Sai do aplicativo antes que eu pudesse me arrepender
...

Em torno de seis horas peguei o carro no estacionamento do própio hotel e parti para resolver alguns assuntos que eu tinha na cidade,mais diretamente pedir ajuda a Ye Jin já que das pessoas que conheço e conhecem do meu segredo,era a única que podia me oferecer ajuda.
Fora do prédio dirigindo a duas ruas de distância avisto uma figura conhecida, atentei-me a aparência no intuito de confirmar o sujeito,Cabelos castanhos quase negros,os óculos quadrafos,a caminhada de passos longos e lentos.
Kwon Sik Woo
Adiantei o veículo a uns metros dele parando o próximo a calçada.
Se não fosse meu chamado sonoro e o aceno claramente nem teria notado minha presença.
Como ele fazia para estar vageamdo em pensamentos certamente muito profundos e andando em uma rua movimentada ao mesmo instante?
Que perigo

-Senhor Choi?-cerra os olhos em absoluta surpresa.

-Vem eu te dou uma carona pra casa.

-Não pre...

Abro a porta do passageiro censurando completamente sua rejeição.
O mesmo entra num absoluto silêncio misturado a acanhamento,põe o cinto e posso jurar que depois disso começou a soltar o ar dos pulmões mais naturalmente.

-Eu vou pata o centro da cidade,aproveitei o caminho para te levar.

-Er.. obrigado senhor.-agradeceu sem ter muito o que dizer.

-Parece que a gente vai pegar um horário de pico,que tal ouvirmos alguma música?

--Seria bom...-Concluiu Kwon entrelaçamdo os dedos  sobre o eztômago.

Dá pra ver que não sou a pessoa mais indicada pra puxar assunto com quem eu não tenho intimidade,mas se o oitro tentava conversar comigo daba para nós seguirmos sem problemas.
Sik Woo mezmo sem jeito queria continuar se comunicando,indiretamente isso me incentivava.

-Gosta de Pop,Rock,Eletrônica ou algo do tipo?

-Rap.

-Wow,inesperado.-comentei sorrindo de leve

-Ninguém associa Hip hop comigo,aparentemente as pessoas acham que vivo escutando música Clássica ou estilos menos populares.

-Te entendo bem.Eu tennho cara de quem escuta Pop ,é verdade ,mas eu também gosto de Rock e Indie.

-Verdade?

Assenti e a expressão similar a minha de quando ele revelou seus interesses formou-se na face desse.

-Mas pode colocar qualquer uma,gosto de experimentar novos estilos.-informou por fim
Tratei de ligar o rádio antes da fileira de carros voltar dispersar os veiculos livremente.
Kwon me orientou no percusso em diante a localização de sua moradia,reconheci de imediato o nome darua como também o apartamento,coincidentemente o mesmo de Ye Jin,mas não comentei nada. Morarem no mesmo aparyamento não significava que automaticamente se conheciam,certo?
Despedou-se mal sabendo como agradecer, gesticulei em um aceno expondo quenão havia incomodo algum.
Quando voltei o rosto para fitá-lo a sensação esquisita de repulsa que tive no primeoro dia em que nps conhecemos reaparece,observando suas íris negras e opacas um rosto familiar quase se forma ,porém não foi possível assimilar bem que rosto estava sendo reconstruido por minha memória já que o homem virou o rosto quando saiu do carro. Aquilo me deixou reflexivo por um minuto não mais que isso,a imagem do prédio trouxe a tona a imagem de   Ye Jin. Peguei o celular e digotei o número dela esperando que minha chamada não fosse mais uma perdida na caixa postal.

-Ye jin,oi. Eu preciso falat com você,ainda está na Farmácia?-Houve confirmação positiva no outro lado da linha.Certo.Chego ai em cinco minutos. 





Notas Finais


Vou contar para vocês foi por causa dessa música que a inspiração pra escrever esse capítulo veio,achei que ela representava muito bem os sentimentos do Kang Chi,vcs concordam?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...