História Quando o amor vai além dos olhos - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Qoavado
Visualizações 34
Palavras 2.433
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Pansexualidade, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá de novo!
Eu tive uns probleminhas, então tô postando depois do combinado, but, tá ai!
Espero que curtam!

Capítulo 2 - Quando os olhares se encontram, as almas se encaixam



Enquanto eu dirigia, com as vozes altas de todos os meus amigos, inclusive Taehyung que chegou minutos antes da nossa saída, eu sentia algo diferente, como se naquela noite algo fosse mudar. Seokjin não parava de falar que eu deveria aproveitar bem a noite, Namjoon dizia a ele que, se eu me apaixonasse por alguém algum dia, ele iria tatuar " Daddy" no braço, o que nos fez rir até chegar na casa noturna. Estacionei o carro e me encaminhei até a entrada. Parece que viemos num dia bom, pois hoje somente maiores poderiam entrar, ppois diferentemente de outras casas noturnas, aqui não há prostituição ou danças fodidamente sexuais com mulheres em roupas mínimas se equilibrando em varas, mas sim dançarinas mostrando danças muitíssimo culturais, como balé, jazz, contemporânea, stiletto, e várias outras. Como eu sei tanto? Digamos que meu sonho é ser dançarino, e como essa é mais do que uma casa noturna comum, eu costumo vir aqui ás vezes pra me inspirar a finalmente seguir meu sonho, uma pena que não funcione muito...

Ao entrar, me deparo com o suntuoso lugar, bem amplo com os vários espelhos nas paredes e os vários pontos de luz em cada canto que podia ser visto. Se não houvesse uma placa de neon indicando ser uma casas noturna, House Of Cards poderia ser considerada uma casa de festas com um palco enorme podendo ser visto já na entrada, estando neste momento com as cortinas fechadas pois a apresentação da noite ainda não havia começado. Segundo o informativo, iriam começar as apresentações ás 8, e ainda eram 7:45 da noite. Escolhemos uma mesa e pedimos ao garçom uma dose pra todos, até Yoongi que se dizia fraco pra bebidas aceitou.

Estávamos no terceiro shot quando as luzes, que estavam brancas, começaram a enegrecer, percebi que o show iria começar. Foi quando escutamos a música ressoar pelo ambiente, e quando viramos para o palco que eu a vi. Tinha os cabelos pretos lisos em seus ombros, vestia uma blusa que ia apenas até a metade do seu tronco, o que fazia sua cintura fina estar totalmente á vista de todos. Enquanto o cantor ainda  proferia apenas a vogal o extendendo-a, eu admirava o resto de sua vestimenta, que consistia num short aparentemente de couro que marcava suas curvas, e uma meia que parecia uma rede de pesca, mas que delineava suas robustas pernas que se mexiam ao tempo da música.

 

Take off those heels, lay on my bed

Whisper dirty secrets while I'm pulling on your hair

 

Eu escarava ela hipnotizado. Seu corpo se movendo juntamente ao ritmo estava me enlouquecendo, e suas pernas fazendo um movimento de esticar até o máximo, se apoiando em um pé para depois abrir um espacate no chão me levaram a uma euforia, não havia mais ninguém ali, a não ser eu, ela e a música que tocava num ritmo lento mas delicioso.

 

Evebody wonders where we run off to

My body on your body, baby sticking like some glue

Naughty, let's get naughty, girl it's only one or two

The fevers fucking running, feel the heat between us two!

 

O jeito como ela dançava, a paixão que depositava em cada passo, o modo como sorria quando se via sendo notada, ela era explêndida!

 

I'm gon' ride, I'm gon' ride

I'm gon' ride, i'm, I'm gon' ride

On you baby

On you lady, all night, all night!

 

Eu estava quase correndo ao seu encontro, eu chegava cada vez mais perto da ponta da cadeira, ouvi alguém me chamando mas não dei atenção, pois o modo como ela fazia seu corpo se mexer e executar a coreografia, era no mínimo divino! Me sinto diante de uma deusa!

 

I'm gonna take care of your body

I'll be gentle, don't you scream

Getting hotter, make it softner

Feel your chest on top of me

 

Sinceramente, eu desejo agora poder fazer tudo o que a música está dizendo, porque, Deus, eu estava ensandecido! Como não a percebi nas outras vezes que vim aqui? Será que é isso que chamam de amor a primeira vista? Porque, se for, quero que seja de segunda, terceira, quarta, quantas vistas puderem ser!

 

 I'm gon' ride, I'm gon' ride

I'm gon' ride, i'm, I'm gon' ride

On you baby

On you lady, all night, all night!

i'm gonna make you feel that loving

Getting weak all in your knees

Kiss your body from the tip-top

All the way down to your feet!

 

Neste momento da sonora música, ela olhou para mim, ainda executando os passos, e sorriu o sorriso mais lindo da minha vida, quando ela sorria seus olhos diminuiam mas, quando ela sorriu para mim, eles se tornaram uma linha de tão grandioso e belo foi seu sorriso, até mesmo uma covinha apareceu em suas bochechas e, naquele momento eu percebi: eu a queria.

 

Whoa, and we can go slow

Yeah we can go slow, oh, oh, oh

Lay on your back, you like right there

Don't have to say it twice

Love, there's nothing here to fear

Taking it back, back to where it's clear

Rolling on and on, sounds of love are in the air!

 

Apesar da música ser claramente sexual, seus movimentos eram graciosos, e agora a cada virada ela fazia questão de me olhar, acho que percebeu que eu a encarava, porém eu não consigo parar, eu não sei o que há com ela, mas eu quero descobrir!

 

La, la, oh yeah

 

Nesta parte, as dançarinas que estavam com ela se afastaram, os holofotes caíram sua luz para ela, e percebi que eu precisava ver mais de perto, já que sentamos praticamente ao fundo da casa noturna. Levantei e fui até o balcão de bebidas, já que nele havia bancos e era exatamente de frente para o palco. Foquei meu olhar no dela, que fez o mesmo, começando aquela parte da coreografia me encarando.

 

Sun's coming up, oh

You're on my side, oh

I rub your thighs, oh

You look in my eyes, oh

 

Ela executava movimentos circulares com a mão, percorrendo todo seu corpo, enquanto me encarava com seu olhar fixo no modo como eu reagia aos seus movimentos, eu a admirava totalmente. Neste momento da música ela olhou para mim e piscou o olho, deus como pode haver criatura tão bela?

 

And I just see the skies ( see the skies)

I'm so high

But I ain't smoked yer

I'm just coming down from this!

 

E assim a apresentação acabou, com ela me olhando fixamente em meus olhos até as cortinas fecharem, e eu hipnotizado sentado na cadeira do balcão. Eu não posso deixá-la escapar, eu senti algo nela, algo como nunca senti! Preciso ir atrás dela, e logo. Devaneio sobre isso até alguém me chacoalhar e eu me lembrar de que não vim sozinho e, o pior, que todos os meus amigos viram meu "abobalhamento" por aquela dançarina.

- Nossa em Jungkook, se eu soubesse que pra você se apaixonar todo assim era só te trazer a uma apresentação daqui, já teria vindo com você há muito mais tempo!

- Para com isso Tae, olha como o Kook tá vermelhinho gente, ai meu bebê tá crescendo e finalmente se apaixonando, meu Deus obrigado! - Namjoon sendo o paizão que ele sempre foi conosco.

- Gente, perai né, eu só goste da apresentação da moça, só isso, eu ein!

- Aham, e essa baba aí no canto da sua boca? - Hoseok falou e eu fui limpar, ele gargalhou e depois voltou a falar - Olha gente, não é que ele tá caidinho mesmo, também né, que técnica, a dança dela mesmo tendo como fundo uma letra bem pornô mostrava uma leveza que puta que pariu, até eu me arrepiei.

- Concordo com o mozão, digo, com o Hoseok. - olhamos um pra cara do outro sem entender nada, enquanto Yoongi tentava se esconder atrás de Hoseok, quase correndo até os banheiros.

-YOONGI, NEM ADIANTA DISFARÇAR, EU OUVI E TODO MUNDO TAMBÉM, -  Kim seokjin e sua histeria modo on - PODE FALANDO AGORA MESMO QUE HISTÓRIA É ESSA DE MOZÃO EIN? QUERO SABER TUDO!

- Tá bom, seus chatos do caralho, eu pedi o Hoseok em namoro hoje porque... - ele parou pra respirar, todo vermelhinho- eu quero ser a base dele, quero que ele tenha alguém perto o suficiente que sabe tudo pelo que passa e ainda deitar abraçado com ele, eu quero superar junto com ele essa depressão, como também quero superar minha ansiedade, quero simplesmente pegar na mão dele, segurar e dizer "hey, tô aqui com você, estou aqui para te ajudar", - nessa hora Hoseok já se debulhava em lágrimas e Yoongi pegou na mão dele com a direita, e com a outra secou suas lágrimas - quero casar com ele, quero ter um cachorro enorme com ele e chamar ele de nosso filho, porque seríamos irresponsáveis demais pra cuidar de uma criança, eu quero estar bem velhinhos na varanda de casa rindo de tudo que passamos juntos, é isso, eu quero simplesmente amar Hoseok sem rótulos nem pessoas para nos atrapalhar. - okay, eu admito que eu tava chorando, me desculpa eu sou sensível demais!

- EU NÃO ACREDITO, NAMJOON ME SEGURA PORQUE EU TÔ MORTO DEPOIS DESSA, MEUS FILHOS, NINGUÉM TOCA, AH VEM CÁ ME ABRAÇAR SEUS FOFOS DO CARALHO! - o casal recém formado abraçou o outro casal e eu sequei minhas lágrimas porque né, já não basta eu ter ficado caidinho do nada por uma maravilhosa, estupenda, linda, ops, dançarina, chorar em público é mico demais pra um dia, não?

-Também quero abraço! - falei um pouco enciumado, depois sorri para eles

- Ah, mas esse maknae é muito mimado viu, vamos lá abraçar o novo casal! - Taehyung disse e nos abraçamos todos, sorrindo e alguns soltando lágrimas de felicidade, pois sabemos o quanto é dificil eles terem algo assim, quando alguém que deveria nos amar nos odeia simplesmente por amar um igual - Acho que seremos os únicos solteiros  e héteros dessa bagaça aqui ein...

- Na verdade, lembra daquele lance de casamento arranjado? - Tae sacudiu a cabeça informando que sim - Então, eu não me livrei mas vai ser só por 6 meses... Porcaria de contrato... - Taehyung fez uma cara de tristeza e depois olhou pra todos.

- Só eu tô só? Ah não, manhê...

Foi assim o resto da nossa noite, com muito amor entre os casais, muita sofrência pro Taehyung e muitas incógnitas em relação àquela dançarina para mim...

**********************************************************

-Nervosa para sua apresentação meio individual hoje? - Somin me questiona, mas eu sabia que ela estava mais nervosa que eu, seu namorado virtual viria para conhecê-la e como nunca haviam se visto pessoalmente, achava ela que tinha que dar seu melhor naquela noite.

- Eu não, mas você parece apreensiva. Relaxa meu amor, ele vai amar você!

- Mas e se ele não gostar de mim? E se ele nem veio? Argh, que difícil...

- Calma Somin, você tem que relaxar meu anjo, e outra, se esse cara não veio quem perde uma mulher espetacular é ele! E olha só, foca na pessoa do Bolshoi que virá, e seja perfeita como você sempre foi na dança.

- Ah Jimin, se você fosse um cara, eu iria me casar com você, juro. - meus olhos arregalaram com sua fala, eu perdi o ar e me engasguei com a falta dele. Percebendo meu nervosismo, ela tentou me abanar para eu voltar ao normal - Calma Jiminie, sei que você provavelmente não gosta de mulheres, mas é que você é tão fofa, eu queria alguém assim...

- Meninas, posição no palco! As cortinas se abrirão em 15 segundos!

- Vamos arrasar meninas, bora! - as encorajei e fui para a minha posição, que hoje seria a central, e respirei fundo. As cortinas se abriram e encarei a casa, que hoje estava cheia, e comecei a coreografia.

 

Take off those heels, lay on my bed

Whisper dirty secrets while I'm pulling on your hair...

 

Em várias mesas haviam homens e mulheres que pararam a conversa para nos olhar coreografando, e dentre eles eu procurava a representante do Bolshoi, sabia que era uma mulher e que era diferente das coreanas pois era uma russa, quando a encontrei eu fixei meu olhar naquela área, que era um pouco mais afastada do palco. Atrás dela havia uma mesa com alguns rapazes, e reparei um deles olhando para o palco fixamente, parecia até sua primeira vez ali. 

 

(...)

Kiss your body from the tip-top

All the way down to your feet!

 

Enquanto executava os movimentos reparei que o rapaz olhava era para mim, e seu olhar era algo lindo, parecia ter uma admiração com meu jeito de dançar. Era algo que era admirado até mesmo por meus professores na faculdade, então não era uma novidade. Passei a encará-lo também, algo nele me fez sentir mais seguro nessa coreografia, ela é difícil, pois além de executá-la, eu precisava executar com leveza e graciosidade, mesmo a letra sendo claramente sexual. É assim que gosto de me apresentar, trazendo leveza até para músicas assim.

 

(...)

La, la, oh yeah...

 

Ele não parava de me admirar e eu já estava chegando perto da minha parte solo quando ele saiu da sua cadeira e sentou no balcão do bar, me encarando fixamente agora de frente a mim. O encarei de volta enquanto as meninas se afastavam, e eu comecei a dançar o solo devolvendo o olhar direcionado a mim, me envolvendo na música como nunca havia feito, sentindo ela comandar meus passos e olhando-o como se algo dentro dele estivesse fazendo uma mudança em mim apenas com seu encarar, e eu via que seu olhar não era sobre meu corpo em si, mas sim o que ele executava, ele não focava em mim, mas na minha execução, na minha arte, em como eu movimentava meu corpo.

 

(...)

And I just see the skies ( see the skies)

I'm so high...

 

Era lindo como ele estava fissurado na minha dança, ele não piscou uma vez sequer! Já eu pisquei um olho para ele,e a sua reação foi ficar com o rosto todo vermelhinho, muito fofo!

Terminei a dança e chamei as meninas para agradecer enquanto a cortina se fechava para nossa troca de figurinos. Nos curvamos ao público e, quando levantei, encarei a face esbelta daquele rapaz que continuava a me olhar até que a cortina nos separou, suspirei e me encaminhei ao vestiário.

- Jimin, o que foi aquilo? Quem era aquele lindão que não parava de te comer com os olhos amiga?

- Realmente não sei amiga, eu não sei, mas eu bem que gostaria de descobrir...

Algo naquele garoto me chamou a atenção, eu não sei o que é, nem quem ele é, mas, se um dia eu encontrá-lo novamente, eu descobrirei...

E quanto a representante, será que ela me escolheria? Tenho quase certeza que não, mas não custa sonhar...


Notas Finais


Então, meus problemas se resumem a: eu tenho depressão há mais de uma década (e eu só tenho 18 anos), minha ansiedade tá atacando, eu me recuso a acreditar que vou morrer e tenho que processar meus pais.
Porém, escrever QOAVADO (sigla feia, eu sei😂) me faz eu me sentir melhor, aliás esta história, meu namorado que eu amo demais, meus irmãos, o pessoal do grupo de Manti da maravilhosa Coly unnie e o grupo da espetacular Bullshift e do grupo da família Bangtan, e dos nossos anjos. Olha, muito obrigado meus anjos, eu jurava que só ia ter 3 visualizações, mas eu agradeço demais a vocês, esta história é como um escape, e eu agradeço porque cada visualização faz valer a pena.
Enfim, logo logo eu atualizo.
Beijinhos da Beah.
Twitter:@letmeknowlover


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...