1. Spirit Fanfics >
  2. Quando o inverno chegar >
  3. O sumiço de Augus

História Quando o inverno chegar - Capítulo 7



Capítulo 7 - O sumiço de Augus


Fanfic / Fanfiction Quando o inverno chegar - Capítulo 7 - O sumiço de Augus


Quinta-feira, 12 de maio de 2000


Meses depois


A semana passava ágil como o vento, certo dia Tom, chegou do trabalho mais cedo como hábito sempre entrava primeiro na biblioteca. Sabia que ali estava seu filho rebelde trocando informação com algum amigo fictício, mas ele obteve uma surpresa inédita simplesmente logo em seguida abriu a porta do cômodo, não havia ninguém na biblioteca.

Tom estava abismado, pois Augus tinha acabado de desaparecer de casa ou até mesmo da cidade.

Assustado com o sumiço do garoto, então ele apanhou o telefone fixo e realizou uma ligação para sua esposa Anastácia, ela ficou com medo não tinha a mínima ideia do paradeiro de Augus.

── Tom!

── Que tipo de pai é você?

Tom respondeu-lhe furiosamente.

── Primeiramente não venha criticar a maneira como assumo a liderança esse menino louco é o seu filho, e não meu. Agora a situação piorou se por acaso "Conrado reencontrar com Safira".

── Enlouqueceu mulher... Safira morreu há décadas.

── Não tenho certeza se ela realmente faleceu.

── Procure em todos os cantos incluindo nos hospitais, etc.

── Sem preocupação ele não deve ter ido muito longe faz pouco tempo, no entanto, os objetos de uso pessoal encontra-se destruídos nem sei o que realmente aconteceu aqui.

── Eu sei muito bem chamamos de falta de responsabilidade vá atrás desse adolescente insolente seja rápido.

Tom estava tristíssimo com a decisão do seu filho Conrado. Ana aquela dissimulada nunca importou com ele, o fingimento de ambos causavam desordem. Safira era e sempre será a filha predileta, Conrado é fruto de uma traição por essa razão não consigo enxergá-lo com outros olhos.

Uma vez Anastácia me contou que foi brutalmente agredida, sofreu bastante nas mãos dos seus amantes brutamontes e numa dessas agressões ela foi violentada, meses depois nasceu o bastardo esquizofrênico. Tenho muita pena dos dois sei perfeitamente que Ana abomina aquele rapaz, eu estou longe de ser o pai perfeito neste quesito somos seres humanos errantes admitimos plenamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...