História Quando os opostos se atraem- Do Kyungsoo - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias EXO, Histórias Originais, SHINee
Personagens Do Kyung-soo (D.O), Jonghyun Kim, KiBum "Key" Kim, Kim Jun-myeon (Suho), Kim Min-seok (Xiumin), Park Chan-yeol (Chanyeol), Personagens Originais, Taemin Lee
Tags Chanyeol, Do Kyungsoo, Escolar, Exo, Key, Shinee, Suho, Taemin
Visualizações 56
Palavras 1.806
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Fantasia
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Me desculpem qualquer errinho...e tomara que estejam gostando, porque eu simplesmente estou emocionada escrevendo isso kkkkk bjs

Capítulo 14 - Novos problemas


Eu encaro o computador, esperando a resposta de algo. Uma notificação chega no meu celular


" Que tal a cafeteria?"


Não é muito longe...e não tá tão tarde!


"Okay!"



Saiu de casa e vou até o lugar marcado, chanyeol estava ali me esperando. Entrei e fui até ele.



Como você está?- ele se levanta e me abraça.



Bem! E você?



Soo me disse umas coisas então não- ele pedi dois cafés especiais- a polícia não faz a mínima ideia de quem é...e não tem muitas provas!


Sim…! Esta ficando cada vez mais difícil! Eu e o soo estavamos tentando fazer isso por nós mesmos...tipo...planejar algo ou ir atrás de respostas sozinhos.


Tem ideia de quem poderia ser?- ele pergunta 



Não...e sim- o que ele pensaria de mim se acaso eu disesse que duvidei dele…


Quem?



Pessoas que não estão mais na lista.



Conversamos mais um pouco e depois ele foi me deixar em casa, soo já estava lá. Com certeza deve está com ciúmes mas...eu não queria ficar sozinha.



Você está bem?- soo me pergunta e me beija. 


Sim! Chanyeol, entra!- nós entramos e eu fui até a cozinha beber água. Uma notificação chega no meu celular. Novamente de um estranho! Abro a caixa de mensagens e…



"Estava tão linda com aquele vestido azul, você sai com todos e sempre se esquece de mim. Isso me deixa triste e irritado...o que tenho que fazer sobre isso?"


Agora deu de ficar me perseguindo?


Término de beber minha água e vou até a sala. Os meninos estavam conversando.



Eu vou subir, qualquer coisa me chama!- falei indo até as escadas



Okay pequena!- soo fala


Eu trouxe meu computador pra cá quando resolvi vim morar aqui. Sentei na cama encarando o mesmo…. Será que não estão me rastreado? Acho que não! As únicas pessoas que tocaram foram pessoas que eu confio...eu confio em todo mundo kkk.

Rastreia...eu posso rastreia as mensagens! Como ninguém pensou nisso? Sentei e comecei a ver formas de fazer isso. passei meus dados para o computador e felizmente consigo rastreia a mensagem…


AHAM! QUEM É A MELHOR?! EUU!- anoto os dados numa caderneta. Os meninos aparecem na porta me encarando 



O que aconteceu?! Você tá bem?- o são vem até mim segurando meu rosto…



Eu tô ótima!


E o grito?- chanyeol pergunta


Eu tava pensando em umas coisas e cheguei a outras coisas...sabe as mensagens estranhas? Eu consegui rastreia. Sei da onde está vindo!- falei animada mas os meninos pareciam não está felizes com aquilo.


Como fez isso?- chanyeol foi até o computador olhando tudo- eu conheço esse lugar! Não é muito longe! A gente pode…- soo se mete entre nós dois baixando a tela do computador.


KYUNGSOO!- falei irritada com o mesmo!


Você não vai a lugar nenhum! Você não sabe quem está por trás disso e...Algo pode acontecer! S/n!



A polícia não faz nada! E quando eu resolvo fazer algo você faz isso?!- começo a chorar - minha mãe está com ele e ele também me quer...o que tenho que fazer?!



Vamos esperar!- chanyeol se mete 



Até você?!- me sento e encaro o computador, lembrei que anotei tudo...porque não posso fazer por mim o que eles não fazem?! Tenho uma idéia!


Okay! Vamos esperar! Duas semanas só!- soo vem até mim me abraçando.



Não vamos nós preocupar muito;


Não estava tarde quando chanyeol resolveu ir embora, fiquei deitada com o soo depois do jantar. Quando o mesmo dormiu, me levantei e me troquei. Resolvi pedir um táxi até o tal lugar...e tudo deu incrivelmente certo. Não demorou muito pra chegamos lá...e não tinha nada lá...havia um terreno e uma casa que parecia abandonada...pedi para que o taxista me esperasse. Entrei na casa que parecia abandonada porém...por dentro não era isso. Tinha um corredor ali...entrei e dava direto a uma parte da casa. De lá, dava pra ver todo o terreno...de longe consegui ouvir umas vozes. Peguei meu celular e comecei a gravar...comecei a andar por ali até ver uma pequena casa que ficava no fundo do terreno...fui até lá e parecia não ter nada, me aproximando percebi que havia uma cela...tinha um homem sentado ali perto mas o mesmo estava dormindo...me aproximei mais e mais e mais um pouquinho...era minha mãe...senti meu coração parar ao ver ela dormindo em cima de uma cama sem nada... começo a chorar e tento me afastar. No andar de cima era aberto...tinha uns homens ali...voltei a cela para abrir mas tava com cadeado. Tento mexer mais um pouco e nada! Até que sem querer minha bolsa caí, fazendo barulho. O homem acorda e vejo minha mãe levantar também. 


O QUE ESTÁ FAZENDO AQUI?- o homem corre até mim



S/n? Filha?- minha mãe vai até a cela e me encara.


Mamãe! Vou te tirar daqui. Espere por mim! Eu te amo!


Eu tam…- corri chorando até o taxi e voltei para casa. Na porta de casa havias uns carros de polícia e os meninos estavam lá. Paguei e sai. Fui em direção a eles que me vem e corre até mim...um silêncio horrível toma contaa do lugar...até o soo grita meu nome



S/n!- corro até lá e abraço o mesmo.


Achei que tinham te sequestrado!- vejo o mesmo chorando.



Soo! Eu achei minha mãe! Eu vi ela! Eu sei aonde eles estão!


Do que esta falando?- ele pergunta limpado as lágrimas



Eu fui até o lugar que eu rastreei e achei!


Ele me encara com ódio nos olhos- a gente conversa sobre isso mais tarde!- eu o encarei e ele foi falar com os policiais. Os mesmos foram embora. Ficando só eu,ele e os meninos;



O que eu tinha dito?- o mesmo me encara furioso.


Eu apenas…- tentei explicar mas foi em vão…


Tudo que eu digo você não ouve! Eu já disse que a gente não precisa se meter nisso!


Eu só queria ver minha mãe!



Você as vezes tem atitude de idiota sabia! - Ele fala ainda furioso 



Soo! Pega leve... você intendi!- chanyeol se mete



CALA A BOCA VOCÊ TAMBÉM!- eu não intendo dessa raiva dele



Verdade…



O que?- chanyeol pergunta



Eu sou idiota! Eu sou tudo aquilo a qual as pessoas não gostam! Eu cansei! Kyungsoo, procure alguém que seja melhor quer eu! Peça pra acaba com as pesquisas e procuras! Não se preocupem… Vou arranjar um lugar pra ficar! 



Do que está falando?- chanyeol se mete na minha frente.


Eu vou embora! 



Me desculpe princesa!- soo vem até mim segurando meu pulso mas solto em seguida.



Fui no andar de cima pega um moletom pra mim. Desci novamente- não jogue minhas coisas, vou dá um jeito de pegar!



Saiu de casa indo em direção a delegacia. Eu não sabia sobre os horários, quando cheguei lá, estava fechado...droga.



Eu pelo menos vi minha mãe!- fui andando até a praça onde eu costumava ir quando era mais nova...me sentei no banco e fiquei encarando tudo...estava tão feio... não era como antes! Fechei meus olhos e acabei dormindo. 



Acordo e lembro de tudo...eu não dormi aqui! Eu estava supostamente na casa do kyungsoo. Olho para o lado, ele estava lá... kyungsoo havia dormido ali comigo. O encarei por um tempo até que o mesmo abre os olhos, eu fecho rapidamente. Abri um pouquinho e ele tava me encarando...abri totalmente. Ele estava tão bonito…



Como vim parar aqui?- perguntei sonolenta



A gente brigou ontem, você disse que ia embora...te encontrei em uma praça, sua boca estava roxa de tanto frio...te trouxe pra cá e te esquentei…



Como? O que você fez?- olhei para o seu corpo e ele tava sem camisa...eu também!- kyungsoo!



Me desculpa por ontem!



Sei sei!- me sentei na cama procurando algo pra visto.



Eu tenho meus motivos! 



Okay! Soo,vamos esquecer isso!- ele me puxa me fazendo cair por cima dele.




Menino!- ele me beija...um beijo calmo e lento- soo!



Eu te amo mais que tudo!- ele me encara- porque tirando os meninos, você é tudo que eu tenho!



Como assim?- perguntei me sentando perto do mesmo.



Quando eu era pequeno,...estava nevando muito naquele dia...meus pais tinham que sair para ir na empresa. Me deixaram nos meus avós...eu pedi para eles ficarem!...


Soo...isso é um pouco assustador…!



Minha vó recebeu um telefonema dizendo que o carro deles havia derrapado...minha mãe faleceu no mesmo momento...e meu pai...meu pai esqueceu de mim! Esqueceu de tudo!



Soo….



Eu tenho medo de perder você! É isso…- o mesmo senta na cama olhando pro outro lado.


Fofo!- soltei um pequeno risinho gentil.


Você acha isso fofo?- ele pergunta sério



Você é fofo!



Uh…- ele pega seu celular e encara ele, me lembro do meu, deve ter algo…


"Nova notificação"


Bem que eu esperava por isso!


"Está me desafiando? Como conseguiu nos encontrar?" 


"S/n... percebi  que gosta de brincadeiras novas...que tal fazermos mais uma?"


"Até quando vai me ignorar?"



Todas essas mensagens foram enviadas ontem... como soo não viu isso? O encaro, o mesmo estava penetrado no telefone



Soo…- chamei o mesmo que apenas me olhou rapidamente olhando novamente para o celular


Soo!


Oi!- ele me encara-o que foi?- dei meu celular ao mesmo que leu as mensagens. 


De novo isso? Porque ele não vem falar isso na minha cara?- ele se levanta e coloca uma camiseta



Aonde vai?- perguntei


A delegacia? Vamos!- ele me puxa para se levantar. Eu estava sem camisa, fiquei vermelha quando o mesmo me encara.



Toma!- ele pega um moletom dele no guarda roupa e me dá...vou ao banheiro limpar meu rosto e escovar meus dentes. Soo faz o mesmo e desce. Não comemos nada, apenas fomos até o carro. Não demoramos para chegar...soo sai do carro e abre a porta pra mim. O mesmo segura minha mão e fomos andando até lá;



Então quer dizer que rastreou as mensagens enviadas dele...e...achou sua mãe?! - o delegado pergunta escrevendo umas coisas no computador.



Sim!-eu estava meio ansiosa- esse é o lugar que eu fui!- entrego o papel com o endereço a ele- e esse é o vídeo- o mesmo assisti mas diz não saber muito bem o que era...eu realmente corri e mexi muito mas dava pra ouvir as vozes e deu pra ver umas coisas ali.  



S/n... você nos ajudou muito! Mas queremos que deixe seu celular conosco se for possível é claro!- ele fica com meu celular é mais algumas provas que mostrei a ele- se acaso ele mandar mais alguma coisa pra você...ficaremos cientes!



Sai da delegacia um pouco desanimada, soo e eu resolvemos sair a noite com os meninos. Apenas para distrair um pouco. Eu realmente não me animei muito... enquanto voltamos da delegacia, pensei em uma forma de fazer com que as mensagens chegasse no meu computador também...quando chegamos do passeio, fui até meu computador esperando por algo...mas nada…


Só nada ouço pancadas vindo do corredor, era soo correndo.



Os policiais foram até o tal lugar…- soo me diz nervoso...com certeza não são boas notícias...































Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...