1. Spirit Fanfics >
  2. Quando te conheci >
  3. Te querer pra mim

História Quando te conheci - Capítulo 9


Escrita por:


Capítulo 9 - Te querer pra mim


Izumi


Itachi: Porra. - Soltou a respiração e tirou a camisinha, amarrou e jogou no chão, ao lado da cama. Ele deitou sobre mim novamente e encaixou a cabeça no meu pescoço. 

Foi diferente. Tudo foi diferente, meu peito está ofegante e meu coração está acelerado depois disso tudo. Eu nunca me senti assim, depois de transar com um cara, é como se... Eu quisesse ficar com ele assim, juntinho pra sempre. Merda tô confusa. 

Izumi: Eu, vou pro meu quarto. - Tentei levantar mas ele me abraçou mais forte. 

Itachi: Dorme comigo. 

Izumi: Tô sem sono. 

Itachi: Então, só vamos ficar assim um pouco. - Ele deitou de lado e me puxou pra deitar nos seus braços. 

Izumi: Fala sério, é hábito seu ficar abraçado depois que transa? 

Itachi: Você não vai gostar da resposta. - Tentei levantar, mas ele me segurou. 

Izumi: Me solta, Itachi. 

Itachi: Você é ciumenta. - Beijou minha testa, o que me irritou mais. 

Izumi: Solta Itachi. - Falei curta e grossa. O que o fez me soltar. Sentei na cama. - O que eu sou pra você?

Itachi: O que você quiser. - Olhei pra ele, que estava com a expressão tranquila.

Izumi: Sua namorada? - Ele permaneceu com a mesma expressão. 

Itachi: Se você quiser. 

Izumi: Sua noiva? - Instiguei, pra ver se ele mudava de opinião. 

Itachi: Você precisa de um anel? - Sorri Involuntariamente. - Você é boba, izumi. 

Izumi: Obrigada. 

Itachi: Gosto disso em você. - Ele levantou e parou na minha frente. - Me faz te querer só pra mim. - Falou de forma sexy. O que me fez molhar a calcinha. Aí merda eu não tô de calcinha, senti o fluído escorrendo pelas minhas pernas. 

Izumi: Você me deixou pingando, literalmente. - Ele sorriu e me beijou vorazmente. 

Me empurrou pra trás até eu estar encostada na escrivaninha e se abaixou levantando minha perna e a colocando sobre o ombro. Senti sua língua áspera no meu clitóris extremamente sensível e gemi perdendo o controle das minhas pernas e cedendo. 

Itachi: Fica em pé. - Ele apertou minha cintura e voltou a me lamber. Abri as pernas o máximo possível e tombei a cabeça pra trás. Ele passou dois dedos na minha entrada e os me mostrou pingando. Choraminguei excitada e querendo sua boca novamente. Ele colocou os dois dedos na boca e os chupou fechando os olhos. 

Izumi: Ahh... - Gemi excitada com a visão. 

Itachi: Você tem um gosto muito saboroso. - Ele abriu os lábios da minha região íntima e começou a chupar meu clitóris diretamente. Senti seus dedos entrando em mim e deixei gemidos altos escaparem. Rebolei nós seus dedos enquanto sua língua me fazia derreter. - Se segura. - Me segurei na escrivaninha e ele levantou minha outra perna e as abriu o máximo, me lambeu de cima abaixo e então me penetrou com a língua. 

Izumi: Porra! Itachi, faz mais. - Rebolei na sua língua como uma vadia e segurei sua cabeça o puxando pra mim. - Eu vou... - Revirei os olhos ao sentir ele me sugando e estocando com a língua. - Vou gozar... - Falei manhosa. Senti ele voltar pro meu clitóris e me estocar com os dedos novamente. Minha cabeça rodou e minhas pernas estremeceram. Meu gozo saltou no rosto do Itachi e escorreu pela sua mão. Gemi manhosa quando ele começou a me lamber, tirando o resíduo do meu fluído. 

Ele levantou e se posicionou na minha entrada, entrando fundo. Gemi surpresa e com tesão novamente. Ele colocou os dedos melecados com meu gozo na minha boca. 

Itachi: Chupa. - Falou ofegante enquanto me estocava. Segurei sua mão e a lambi, sentindo meu gosto levemente salgado. 

Enfiei os dois dedos na boca louca pra sentir mais daquele gosto e os chupei vorazmente olhando nos olhos do Itachi. Ele estava boquiaberto e me estocava com maestria. Fechei os olhos e chupei mais intensamente os dedos. Ele tirou os dedos da minha boca, me fazendo gemer frustrada e os lambeu e chupou. Homem gostoso. Tirei os dedos da sua boca e o beijei. Chupei sua língua como se fosse a última fonte de água da vida. Itachi apertou minha bunda e gozou forte me esquentando por dentro. Mas eu ainda não estava satisfeita e nem ele, pois seu membro estava semi ereto. Me abaixei e chupei a cabeça do seu membro recebendo seu sêmen na língua. Engoli e terminei o serviço o lambendo totalmente. 

Itachi: Deixa eu comer seu cuzinho. - Passou o dedo suavemente sobre ele. 

Izumi: Tem lubrificante? 

Itachi: Porra, não. 

Izumi: Tudo bem. - Me abaixei e o chupei babando o máximo possível. Ele me virou e afastou minhas nádegas. Senti sua língua no meu ânus e gemi. Ele se posicionou e eu me empinei. Ele começou a entrar e a dor foi intensa. - Ai. Itachi. - Gemi chorosa e ele entrou mais. A sensação era de arrombamento. - Itachi. - Choraminguei. 

Itachi: Quer que eu pare? - Entrou mais. 

Izumi: Não. - Depois de começar eu vou até o fim. Então ele entrou fundo. Gritei e ele me calou com a mão. Senti lágrimas nos meu olhos. Ele começou a se mexer. - Você tá me arrombando. - Choraminguei o que fez ele me virar pra ele sem sair de dentro. Ele secou minhas lágrimas. 

Itachi: Relaxa. - Beijou minha testa. - Me empurra. - Fiz o que ele mandou e ele entrou mais. Ele me penetrou na frente com dois dedos e com o polegar fez movimentos circulares no meu clitóris. Gemi com o prazer que me invadiu derrepente e fechei os olhos. Não sei quanto tempo se passou, mas quase desmaiei quando uma eletricidade atravessou meu corpo e se concentrou no meu clitóris. 

Izumi: Ah. Ah. Ah. - Ele aumentou o ritmo. - AHHHHH. - O abracei pra me segurar. Não sei se ele gozou, porque eu apaguei. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...