História Quando Tom Holland me enfiou sua rola - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Tom Holland
Personagens Personagens Originais, Tom Holland
Tags Bizarice, Comedia, Emilia, Gay, Tom Holland
Visualizações 29
Palavras 372
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Hentai, Literatura Feminina, Universo Alternativo
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 5 - Posexo


Acordei linda como princesa,
levantei da cama e mal podia
andar. parecia ate que minha
pepeka tinha sido atropelada por
caminhão.

Fui pra sala e sentei no sofá,
liguei a TV, e assisti comendo
alguns pães massa fina que
estavam no meu armário de duas
portas, estavam duros então eu
botei manteiga e deixei fritando na frigideira

Peguei meu celular e mandei
uma mensagem pro Tom. Ele não
não  recebeu e nem visualizou.

"Responde caralho!", gritei

Olhei na minha rua e estava
meu ex lá fora com conversando
cinco machos, todos tinha uma
peculiar marca na calça

"Meu Deus", pensei, "Esqueci meu pão na frigideira!!"

Fui correndo e o pão tava queimado, comi do mesmo jeito,
porque o pão ta caro pra se estragar

Olhei na geladeira e só tinha
a agua porque a luz da geladeira
quebrou

"Tem nada nessa porra", pensei

Então eu fui para o super
mercado comprar miojo. Cheguei e fui pra ala do miojo, peguei o sabor meu irmão caipira, porque ele eh uma galinha literalmente

Derrepente um assaltante entra na loja

"TODO MUNDO MÃOS PRO AR
É UM ASSALTO!", Gritou

"Ei cala boca que ninguem aqui
é surdo não, porra!", gritei

"Quer morrer, é? Sua piranha",
disse ele

"Piranha é a tua mãe, aquela
prostituta", eu disse

piranha é corajosa", disse alguem

Ele apontou a arma pra min, então eu me escondi nas alas de
produtos

Fui na ala dos lubrificantes
e peguei um lubrificante e uma
camisinha. O assaltante estava
na ala ao lado, empurrei a ala em
cima dele. Peguei um Rexona, pus na camisinha e lubrifiquei

Tirei as calças do assaltante

"Mexeu com a piranha errada" falei e soquei

ele gritou bem alto enquanto eu
dançava funk encima dele com pé no rexona enfiado no cu dele
dele, realmente, rexona não te abandona.

No fim de tudo, eu tive que
pagar pelos produtos danificados
quando derrubei a ala no ladrão

Voltei pra casa, toda lascada
sem dinheiro, com os cartões
estourados, peguei meu celular,
abri meu whatsapp
"Fernanda, puta, Michael jackson, João, ex... mensagem
do Tom?", falei quando vi que
o Tom havia me mandado uma
mensagem

Fui ler a mensagem e oque estava escrito era

"Emilia, eu vou sair da
cidade, mas antes disso, eu
queria te ver novamente...
quando você ver essa
mensagem, por favor
Me manda foto da priquita"

Continua


Notas Finais


Fim do Livro 1, continua no livro 2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...