História Quando tudo parecer pedido - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Drama
Visualizações 4
Palavras 1.607
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Literatura Feminina, Mistério, Policial, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Estupro, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá povo me desculpa pela demora,
para que não saber o motivo
Acontece que eu passei dias sem net
é também com o tempo bastante ocupado por deveres escolares,
mais eu estou aqui
É continuarei a posta a fanfic

Bjs i'm sorry por te deixado vcs esperando por muito tempo

Mas sem enrolação
Vamos lá

Tenha uma ótima leiturinha
😊😉😙

Capítulo 3 - Maldito é este dia


Fanfic / Fanfiction Quando tudo parecer pedido - Capítulo 3 - Maldito é este dia

🔴Aviso 

Este fanfic tem umas partes um pouco pesadas(sei que para vocês não é estas coisas lá (kkk),mas é pq eu conheço gente que é inocente(talvez isto seja só coisa da minha cabeça kk pobre eu  ;---;)então,ser pude pula eu te agradeço)bom talvez seja exagero Meu,mas o aviso foi dado ;--;

(sorry,se só foi exagero meu ;---;)


Anteriomente....

"Passai dias e noites pensando nele é ele pensando em mim;até um dia eu passar perto da casa de Kim seokjin(pois eu só iria para parque,já que não tinha nada para fazer em casa,mas e claro com a permissão de meus pais)até eu ouvir uma voz estranha vindo da casa dele,o estranho era que estava com as luzes apagadas,eu com a minha curiosidade me aproximo mais"


Continuação.....


(12:30 da MP) 


Xxx-ei psiu! Vem aqui-esclama o moço que escodinha seu rosto-o titio tem uma surpresa para você

(Me aproximo do mesmo,para vê seu rosto,que estava cobrindo pela contina da janela,vejo que quando eu me aproximo,o mesmo faz revela o seu rosto,mostrando que era o pai de kim seokjin)


S/n-a oi você deve ser o pai do Jin,né?-digo meia assustada

Sr.kim-sim,o meu filho me pediu para que eu te entrega-se um presente,por que não entra e se acomoda-fala com uma cara estranha 

S/n:Eu na pura inocência,entro na casa,é o mesmo é fecha à porta com forçar,me fazendo com que eu me assusta-se,o mesmo me olha com um olhar que me faz me arrepiar de medo,vejo que o clima estava estranho é falo:

Sn:tio você está me assustado-digo com os olhos cobertos por lagrimas é com a voz roca

Sr.kim-calma garotinha,eu não te disse que eu iria te mostra uma surpresa,mas a diferença é que tem que se só entre agente-diz vindo com os passos calmos,é com um olhar que me fazia arrepiar de medo

Sn:então eu me desespero é tento corre para a porta mas ele me puxa com brutalidade,vejo que eu não congui sobre sai da li,então eu tentei gritar por socorro,mas o mesmo mete um tampa na minha boca,fazendo com que os meus lábios sagra-se,ele me segura com força,é me leva para um quarto,onde começa a me tortura,entao foi ai que ele me lanço para cama com uma brutalidade,fazendo com que eu me assusta-se,com o que,ele poderia ser capaz de fazer comigo,então foi ai,que o mesmo começo a se aproveita de mim,eu comecei a me de bater,grita por socorro,tentei,mas não adiantou, enquanto pra ele era so motivos de puro prazer,para mim era um pesadelo que não tinha fim,quanto mais ele queria,mais ele me machucava,comecei a geme de dor é desispeiro por conta das feriadas que o mesmo fazia em meu corpo,fazendo com que as minhas lagrimas escorre-se em rosto,depois que o mesmo terminou ele simplesmete me joga no chão,com meu corpo todo dolorido começo a chora ali mesmo,então o mesmo se aproxima de mim é me dá um beijo irônico é simplesmente falar:

Xxx-foi bom enquanto durou,mas tenho que ir-diz fechando o ziper de sua calça e vestindo sua roupa

S/n-olho par o mesmo é começo a chora,eu não conseguia falar,a única coisa que eu sabia era só chora de dor mesmo,eu né  tinha forças para me levanta eu estava completamente fraca com medo,então o mesmo não aguenta houvi o meu choro é começa a grita comigo.


Xxx-OLHA AQUI SUA PUTA,SER VOCÊ CINTA PRA ALGUÉM QUE EU FIZ ISTO COM VOCÊ,EU MATO OS SEUS PAIS E VOCÊ,DE UMA MANEIRA QUE SOFRA MAS DO QUE SOFREU AGORA,AGORA VE SE SAI DAQUI -me pegar pelo braço a força e me joga no chão de sua quadra 

S/n on:aquele dia foi um pesadelo,eu não tinha mas vontade de brinca,É sim de ficar dentro do quarto deitada na cama com o travesseiro na cara e chora por lá mesmo,sem que os meus pais soube-se;aqueles atos que ele fez comigo se repetiam;passei quase 1 semana assim depressiva,até um dia meus pais contratarem uma babá,ela percebeu o meu comportamento e decidiu te uma conversa comigo(saiba que os meus pais não dava né moral para mim,pois tinha suas preocupações e óbvio que o emprego)

●Em casa

Babá-s/n percebi que nestas semanas você não se comunicava muito a algum de errado com você?

S/n-não-digo olhando para baixo

Babá-saiba que pode contar comigo,pois eu juro eu não vou contar pra ninguém-fala apoiando a mão em meu ombro 

S/n-eu não posso contar-me desabou em lágrimas 

Babá-por que?

S/n-por que se eu tenho medo

Babá-não precisa te medo estou aqui para ajudar-fala me dando um abraçando 

S/n:na mesma hora eu me desabou em lágrimas,é retribuo o abraço,na hora que a babá ia seca as minhas lágrimas,ela acaba recebendo uma ligação,quebrando aquele clima de consolação,enquanto ela atendia,eu simplesmente me sento no sofá,na mesma hora olho direto para janela é vejo um vulto passando,como no piscar de olhos eu tentei ir vê o que tinha mas ai começa a toca a campainha,me trazendo uma má empreção. 

🎶Dido🎶

Babá-depois agente se falar-desligar o telefone é vai em direção a porta

S/n-babá!-falo com uma expressão de medo

Babá-que foi pequena?-fala com a porta já aberta

Xxx-olá senhorita-fala com o sorriso malicioso 

Babá-que e você?-diz preocupada 

Xxx-cala está boca e entregue a garota-diz apontando a arrama na cabeça dela

Babá-calma senhor,podemos conversa

S/n on:Então eu me desispeiro e começo a corre no corredo que me guiava em direção ao meu quarto

●Enquanto isto na sala 

Xxx-você fica quieta,se eu vê você ligando para alguém,eu mato você é a garota-fala indo em direção ao meu quarto. 

●No correndo 

Xxx-pequena cadê você?-enquanto o mesmo falava,escuto que o mesmo passava algum pontiagudo nas paredes que levavam até o meu quarto-que tal brincamos de pique esconde se eu te achar é te mato


●No meu quarto 

S/n:olho para todos os lados do meu quarto,é olho para janela,mas vejo que não tinha outra opção a não ser sai pela janela mesmo,de meu quarto,é passa descendo no telhado

Então escuto um barulho que vinha da maçaneta,fazendo com que a  porta do quarto se abre lertamente,é neste momento decido sai mesmo dá li 

Xxx-te achei!-diz com um sorriso malicioso 

Xxx on:vejo que a mesma não se encontrava no quarto,então decido desce as pressas da escada,é corre atrás da garota.


●Enquanto isto 

Babá on:enquanto o homem,corria desisperado para porta,fui tenta procurá a garota,mas a mesma não estava,é aproveito para dá uma conferida se o cara não estava  lá,ligo para polícia,graças a Deus eles atenderam,e foram em direção a ao local onde eu estava,completamente desesperada,os pais da garota souber da notícia e foram vê o que estava acontecendo,eles entraram em pânico,pois não sabia o que fazer.


●Enquanto isto na rua

S/n:eu estava correndo o mas longe que pôde,mas o cara não parava de me seguir,tentei gritar por socorro,muitas das pessoas chamarão a polícia,É eu continuei correndo até que eu tropeço numa maldita pedra,e o cara conseguem me pegar,ele me colocar,ele quebra os vidros do em um carro,é com os passos de mágica consegue entra no carro,é tenta ligar o carro.

Xxx-agora vê se você ficar quieta-diz com a arma em minha cabeça 

S/n-na hora eu me desispeiro,olho para o rosto do mesmo que me ameaçou é vejo que era o sr.kim-o que eu fiz?-falo com uma voz baixa e roca,é com os olhos cheios de lágrimas  

Xxx-você quase contou para sua babá que eu...-até que ele ouve um barulho dos alarmes dos carros da policia  se aproximando 

Xxx-PORRA-começar a atirar,em alta velocidade 

S/n:vejo que ele estava distraído,olho para porta do carro,depois olho para frete é vejo uma trilha de trem,era questão de vida ou morte,pois o trem estava se aproximando,então a solução era pula do carro,então eu abri a porta,e pulei sem pensar,fazendo com que o meu corpo ser atira-se para lado da pista.

Sn off

Xxx on:-quando eu olho para frente vejo que o trem estava ser aproximado,eu tentei frea mas não conseguia,foi aí que eu vi que não tinha como sobre sai da li.


Xxx-fodeu!

S/n:na hora abro delicadamente os meus olhos,é vejo a cena do carro,indo em alta velocidade,em direção ao trem,então eu me tento me levata,mais ainda sentir dificuldade de anda,tentei até sai correndo,então olho para traz,é me deparo com pedaços de mental em pleno ar,é por conta da explosão que tevê,eu acabei caindo fazendo com que o meu corpo fosse atirado com força no chão me fazendo vê a total escuridão. 

●No hospital 

Sn:-acordo com uma dó insuportável,é com uma luz muito forte,neste momento a minha visão estava um pouco embaçada,até que aos poucos foi voltado ao normal,fazendo eu ver se um homem de jaleco branco

S/n:-quem é você?-digo toda dolorida 

Médico:-não se precupa,sou seu Médico

S/n:-oque aconteceu?acade à minha mãe é o meu pai?eu quero eles?-digo tentando me levantar mas mesmo assim estava sem forças

Médico:-por favor,permaneça deitada,os seus pais estão a caminho,mas antes eu gostaria de fazer algumas peguntas

S/n:-quais?

Medico:-você se lembra do que tinha acontecido?

Na mesma hora a minha cabeça começar a leteja de dor,pois eu estava tentando lembra do que tinha acontecido,mas o eu só me lembrava que eu estava na rua até que houve uma explosão do nada

S/n:-eu...não..me lembro-digo meio dolorida-minha cabeça leteja quando eu faço esforços para lembra,isto é ruim?

Então o mesmo é interrompido pelo barulho que a porta fez quando abriu,olho para porta é vejo que era os meus pais, parecia bastantes abatidos,sem pensar duas vezes os mesmo corre em minha direção 

S/m-minha filha que bom que você está viva-diz com os olhos cheios de lágrimas 


S/p-achamos que iríamos te pede-disse preocupado

S/n-pai e mãe?-digo com dificuldades 

Então o médico olha para os meus pais que fica ainda mais precupados,por conta da sua expressão ao recebe-los 

Médico-senhores e melhor vocês,deixarem a garota se recuperando,preciso falar com vocês poderiam vi comigo rapidinho 

S/p-sim-diz puxando a minha mãe em direção a porta é a fechando delicadamente 

Continua...  


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Bjs para todos vcs
Me desculpa ser eu digitei algum errado na fanfic

Aviso
Olha eu não sei se ficou legal
Então deixa as suas sugestões nos comentários do que vcs acharão
É eu quero vê a suas notas😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...