1. Spirit Fanfics >
  2. Quando verei as cores? >
  3. 14. Por um fio... Ou talvez pior

História Quando verei as cores? - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Hoje estarei narrando o dia do Hobi ok gente

E por favor não briguem comigo, eu juro que só precisava de um drama... Chorei escrevendo esse capítulo, não consigo ver esse dois brigados...

Ok sem enrolação...

Boa leitura...

Capítulo 14 - 14. Por um fio... Ou talvez pior


Hoseok sorriu entre o beijo que trocava com o namorado, ultimamente eles não estavam tendo tanto tempo para passarem juntos, Yoongi sempre estava ocupado no trabalho e a faculdade estava sugando cada vez mais do tempo do Jung.

Com os dois estando tão ocupados, era difícil até mesmo trocar uns beijos, poxa Hoseok estava sedento pelo namorado, estava na seca há muito tempo.

– Está animadinho assim só com um beijo? Eu não estou te dando atenção bebê? – Yoongi disse rente aos lábios do castanho, que estremeceu quando sentiu os lábios do mais velho descerem de seu maxilar até o pescoço, dando mordidinhas e chupões leves.

– Hyung... – resmungou manhoso, mordendo o lábio inferior, vendo o Min sorrir de lado.

– Eu vou cuidar de você agora – o dono dos cabelos azuis disse sorrindo, iniciando outro beijo entre eles.

O contato entre lábios era calmo, não havia pressa, naquele momento o mundo era apenas dos dois, eles se amavam e sabiam disso, Yoongi não pode evitar sorrir durante o beijo, sentia seu coração aquecido e uma paz nunca sentida antes, ele realmente amava Jung Hoseok com todo seu coração.

– Eu te amo, te amo mesmo, nunca achei que fosse amar alguém tanto assim – o Min disse sorrindo grande, seus lábios quase encostando nos do castanho, a respiração ofegante e os olhos brilhantes.

– Eu também te amo muito, meu deus, só os céus sabem o quanto eu te amo. Eu te amo até a lua, ida e volta – Hoseok não pode evitar se constranger, as bochechas logo ficaram avermelhadas, era a primeira vez que eles trocavam palavras de amor.

Yoongi apenas sorriu, espalhando selares por todo o rosto do mais novo, que riu levemente com aquilo, segurando o rosto do Min com as duas mãos, deixando um breve selar nos lábios já vermelhos e inchados.

O Min deixou mais alguns beijos pelo rosto do namorado, logo descendo os selares para o maxilar, onde ele deixou algumas mordidas, antes de começar a deixar chupões, trilhando um caminho até o pescoço do ômega.

O alfa não perdeu tempo, se afastou um pouco para retirar sua camisa, enquanto via o castanho fazer o mesmo, não pode deixar de sorrir malicioso, antes de continuar a trilha de beijos e chupões até os mamilos róseos do namorado.

Ele chupava um e mordia levemente, enquanto beliscava o outro, os gemidos baixinhos do Jung eram a melhor melodia para Yoongi, que sorria de leve ao ver o namorado se contorcendo e gemendo.

Logo ele inverteu, podendo ver o quão vermelhinho e babado havia deixando um dos mamilos, e ele sentia um imenso prazer de fazer isso com o outro.

Hoseok podia sentir a calça ficar apertada, estava duro, não tinha como não ficar vendo o namorado fazer aquelas coisas, era simplesmente tão bom, que ele apenas conseguia gemer baixinho.

– Bebê, você está gostando? – a voz rouquinha de Yoongi faz o Jung se arrepiar, ele acabou por soltar um gemido involuntário, o que fez o dono do cabelo azul sorrir.

– Sim... – Hoseok respondeu soando mais como um gemido, do que uma resposta em si.

Yoongi apenas sorria, enquanto descia os beijos pela barriga do seu ômega, que soltava suspiros e gemidos baixos a cada segundo, o Min logo tratou de abrir as calças que o outro usava e as abaixar, ele lambeu os lábios quando viu o volume marcado na cueca, levantou o olhar para o namorado que estava envergonhado, escondendo o rosto com as mãos.

– Hobi, eu quero você olhando pra mim enquanto faço isso, olha pra mim bebê, você é lindo – o alfa disse calmo, vendo o ômega passar a acompanhar tudo com os olhos.

O Min não demorou para lamber o membro do outro por cima da cueca mesmo, deixando algumas lambidas e leve chupões, antes de morder as coxas do Jung e de espalhar beijos por aquela região.

Quando iria abaixar a cueca do ômega, o celular do mesmo começou a tocar, porém aquilo não o impediu de abaixar a cueca do Jung e passar a masturbar o membro do mais novo.

– Não atenda – o Min disse enquanto passava a lamber toda a extensão do penis do outro, e chupar apenas a cabecinha, podendo ouvir um longo gemido como resposta.

– Não vou atender – Hoseok o respondeu entre suspiros e gemidos, era tão bom para o ômega sentir a boca do mais velho envolver todo o seu membro, que o Jung não se aguentou, logo passando a segurar o cabelo azulado e foder a boca do alfa.

Porém, antes que o mais novo pudesse gozar, o celular de ambos começaram a tocar, o que os obrigou a atender as ligações.

– Justo agora? Sério? – Bufando, o Min se levantou, pegando o celular do namorado e o próprio, vendo que quem ligava para si era o seu chefe.

O Jung pegou o celular e viu que quem o ligava era seu melhor amigo, o mesmo tentou controlar sua respiração que estava acelerada.

– O-oi – O Jung tentou prender sua respiração.

Hoseok, por favor, eu preciso de você. – O castanho percebeu que seu amigo chorava.

– O que... a-aconteceu? – Não estava funcionando muito bem prender a respiração, o Jung ainda estava com muito prazer.

Eu te explico melhor depois, você pode vir? – O mais velho havia ficado preocupado com o moreno do outro lado da linha.

– Claro... Mas eu vou demorar um pouco. – Avisou ao Seo.

Tudo bem... Desculpa ter te atrapalhando.

– Você não atrapalhou. – O castanho olhou o Min que conversava em seu celular.

Sua respiração diz outra coisa... Mas vem a hora que puder.– O Jung percebeu a ligação ser encerrada, ele desligou o celular e prestou atenção na conversa do namorado.

– Não... Por que? ... Mas eu tô de folga... Tudo bem... Claro... Já estou indo. – O dono dos cabelos azuis bufou revirando os olhos ao desligar o celular.

– Onde você vai? – O Jung não podia acreditar que mais uma vez não teria esse tempo com o Yoongi.

– Vou ter que ir trabalhar, a desgraça do menino faltou hoje e eu tenho que ir no lugar dele. – O menor olhou os olhos castanhos do Hoseok.

– Agora!? – O castanho perguntou indignado. Ele estava exposto e não iria ter o que queria.

– Desculpa, eu queria passar esse tempo com você... Eu não estou sendo um bom namorado. – O Min abaixou sua cabeça.

– Ei, claro que está, Min Yoongi eu te amo, e eu não estaria te namorando se você não fosse um bom namorado. Mas é que, poxa, parecia que tínhamos mais tempo um para o outro quando não estávamos juntos, e isso dói, sabe? – Hoseok olhava o namorado que agora o encarava. O castanho já podia sentir as lágrimas se formando em seus olhos, mas ele fez de tudo para segurar. – E como isso não deveria doer? olha a situação que eu tô... Sentado na sua cama, completamente nu, estava tudo perfeito e essa merda de celular tinha que tocar e estragar tudo de novo.– O Jung teve vontade de tacar o celular pela janela e fingir que nunca receberá aquela ligação.

O coração do Min apertou ao ver os olhos do namorado marejar, ele sabia que em todas as vezes que as coisas começavam a se apimentar algo acabava com o encanto.

– Desculpa... Eu vou tentar ser mais presente, vou tentar te dar mais atenção, eu prometo. – Yoongi se aproximou mais do namorado.

– Não prometa algo que você̂ não vai cumprir – o Jung disse baixo, os olhos mirando as próprias mãos. Ele não queria que aquilo acontecesse, que aquilo se repetisse, suspirou, uma lágrima caiu solitária, porém ela logo foi seca pela mão do Min, que outrora acariciava a bochecha do ômega.

– Assim você me magoa – tentando amenizar as coisas, Yoongi disse tão baixo quanto, ele não queria iniciar uma discussão, não queria magoar seu namorado. Simplesmente não queria.

– Yoongi...– Hoseok puxou sua cueca e calça para cima, se mantendo de pé. – Não é questão de você prometer, porque sendo bem sincero você nem tem uma grade de horários fixa para trabalhar, como você quer ter um tempo comigo sendo que você só trabalha, ou só faz coisas da faculdade. E em alguns dias que você tem a sua tarde de folga livre, você simplesmente arranja outra coisa para fazer, e nunca é comigo, como se você não se importasse comigo Yoongi, pelo amor de Deus, eu só quero ter um tempo com você é pedir demais? – O ômega já não conseguia segurar as lágrimas e conformes as palavras saiam as lágrimas também faziam o mesmo, o Jung não queria discutir, mas ele já não conseguia mais guarda isso para si, não conseguia fingir que estava tudo bem quando ambos se encontravam e algo assim acontecia, o castanho percebeu que a TPM estava tomando com de si.

Yoongi ficou magoado com aquelas palavras, por mais que algumas delas não fossem verdadeiras, elas atingiram em cheio o coração do menor, fazendo-o se arrepender completamente de ter aceitado aquele emprego, mas era o único jeito que tinha para sobreviver e pagar sua faculdade, era o sonho do menor fazer psicologia. Yoongi não conseguiu falar, tudo o que ele queria era não discutir e não magoar o Hoseok, mas era tarde de mais, ambas as coisa já tinham acontecido, o o dono dos cabelos azuis apenas abaixou sua cabeça e começou a refletir aquelas palavras que maior havia falado.

– Desculpa, eu passei dos limites não deveria ter falado isso. – Hoseok começou a limpar as lágrimas que escorriam em seu rosto.

Se o Min abrisse a boca para falar algo, a discussão iria longe, então optou por ficar em silêncio.

– Você não vai falar nada? – Hoseok perguntou sem qualquer argumentos para jogar contra o menor.

– Hobi, por favor não vamos discutir, eu não quero perder você. – O alfa encarou o namorado.

– Falar é fácil...– Hoseok revirou os olhos.

– o que você quer que eu fale? – Yoongi disse levantando a voz, mas logo suspirou. – Você mais do qualquer um sabe que eu queria poder fazer algo...

– Então faz! – o castanho gritou involuntariamente.

– Não é assim que as coisas funcionam e você sabe disso Hoseok. Eu tenho que trabalhar para me sustentar e pagar a porra faculdade que custa o olho da cara. – Yoongi começou a erguer seu tom de voz.

– Mas não tinha nenhum emprego melhor, não? Tinha que ser aquele? – Hoseok olhou incrédulo para o namorado.

– Era o que tinha no momento... E vem cá, você deveria ficar feliz por isso! – O mais velho se levantou ficando rente ao namorado.

– Feliz por você não passar o pouco do seu tempo comigo!? Ah claro tô super feliz! – Hoseok falou irônico para o menor.

– Eu tento, ok!? – Yoongi encarava o castanho, ele segurava o máximo para não piorar a situação mas Hoseok não estava ajudando.

– A é? Porque Não parece. – Hoseok se aproximou da cama pegando bruscamente sua blusa.

– É incrível como você consegue fazer com que eu seja vilão, né? Até parece que faço isso de propósito. – O alfa encarava o namorado que colocava sua blusa.

– Oi!? Não, eu não te torno o vilão, você é porque quer. – Hoseok encarou o mais velho que franziu o cenho.

– Eu não sou o único vilão aqui, ok!? Você também é! porque até hoje não vi você vindo perguntar para mim se eu queria sair, o que eu queria comer, qual filme eu iria querer assistir, sempre é eu que tenho que correr atrás, eu pergunto, eu faço de tudo para dar certo, e quanto você nunca perguntou se eu queria algo! – Yoongi gritava esbanjando toda a tristeza e ódio que estava sentindo.

– Yoon- – O dono dos cabelos azuis interrompeu o castanho.

– eu escutei você e agora é a sua vez de me escutar! suas palavras me machucaram sabia!? Cada uma delas, saber que você faz de tudo pela pessoa para ela simplesmente falar que você não faz nada para ela, você tá brincando comigo Hoseok!? Eu tento ficar com você, tento sair cedo do trabalho por mesmo que não pareça, tento aproveitar cada momento com você, tento fazer um sorriso aparecer no seu rosto sempre quando você tá mal, eu faço de tudo Hoseok, agora não vem falar para mim que parece que eu não ligo para você, ok!? – Yoongi já nem sabia o que estava falando as palavras saiam sem rumo da boca do menor afetando cada vez mais Hoseok.

– Para, por favor...– O Jung pediu tão baixo, já não conseguia dizer mais nada, as lágrimas tomavam conta de si, mas ele precisava para de chorar.

– Porque está mais que na cara que desse relacionamento só eu estou trabalhando duro, você também não pensa em mim, você não sabe o quanto tá sendo difícil, você nem se quer liga, não tá nem aí para o sentimentos das pessoas, eu não queria discutir, mas você não me deu opção, eu não queria trabalhar todos os dias para realizar um sonho, mas é a vida, fazer o que? Eu já perdi tantas coisas Hoseok, família, amigos, até mesmo sonhos, e dessa vez eu não vou deixar você acabar com eles e...– Yoongi se sentou na cama passando as duas mãos sobre os cabelos azuis, o menor havia começado a chorar, e foi aí que se deu conta, ele não conseguia acreditar que falou tudo isso sem pensar em como poderia ter magoado os sentimentos do namorado.

– Nossa...– O castanho tentava segurar o choro, ele não sabia o que falar mediante aquelas palavras.

– Amor eu... – O Min começou sua frase, mas logo parou, o que falaria depois ter dito tudo aquilo?

– Bem que você disse que não queria me perder, só não achei fosse falar tudo isso...– Hoseok deveria ter escutado o namorado quando ele disse que não queria discutir, mas agora era tarde, Yoongi já havia falado tudo o que estava sentindo, aquela discussão já havia afetado ambos os corações.

– Descu-

– Não, Me leva para a casa do Changbin já que você vai para lá, ele me ligou e disse que é para mim ir, vou te esperar lá fora. – Hoseok pegou sua blusa de frio e saiu do apartamento.

O Jung soluçava de tanto chorar, ele não queria ter ouvido aquilo do namorado, e não queria ter magoado ele com suas palavras, mas na hora o castanho não pensou nisso, não pensou em nada e as palavras apenas saíram, Hoseok encostou no carro do namorado colocando suas mãos em seu rosto, pensando no ocorrido, nas palavras e até mesmo em... Terminar o relacionamento.

Yoongi, tentou controlar suas emoções assim que ouviu a porta da apartamento bater, mas não deu, o dono dos cabelos azuis começou a refletir no que tinha falado. Yoongi grunhiu de raiva em meio ao choro, segurando com força seu cabelo e quase arrancando seus fios, ele não deveria ter falado aquilo, ele magoou o namorado, mas o castanho também o magoou, não era justo com o Min apenas ele levar a culpa.

O dono dos cabelos azuis vestiu seu uniforme vermelho, lavou seu rosto enchado e bebeu uma água gelada, o Min não conseguia tirar aquele aperto do coração, ele se sentia culpado por ter "começado" a briga.

Hoseok viu Yoongi se aproximando, o maior não conseguiu olha-lo nos olhos, só estava ali porque ele não estava com seu carro se não já havia ido embora.

Os dois entraram no carro, a única coisa que dava para escutar era as fungadas nariz, e o barulho da seta do mesmo quando Yoongi aí entrar em alguma rua. O silêncio estava presente no carro desde que ambos entraram, mas Yoongi não estava aguentando aquilo, era difícil ficar sem falar com quem amava, mas Hoseok era bom nisso, se dependesse ficaria até mesmo uma semana sem falar com o menor. O trabalho do Yoongi não ficava longe da casa do mesmo, então em apenas uns quinze minutos já haviam chegado.

– Hobi...– O Min começou a falar manhoso assim que estacionou o carro.

– Tchau Yoongi. – Hoseok saiu do carro indo em direção a casa do amigo, o Castanho não queria conversar agora e Yoongi teria que entender.

Hoseok respirou fundo, não queria que o amigo percebesse que estava mal, não queria mais tocar naquele assunto, não queria lembrar das palavras que Yoongi disse para ele, não queria ter iniciado aquela discussão, o castanho tocou a campainha do amigo.

– É o Hobi, Chang. – Hoseok falou para o amigo saber quem estava a sua porta.

Não demorou nem um minuto e seu amigo já estava destrancado a porta.

– Hobi...– O Menor o abraçou, chorando.

– O que aconteceu Changbin? – Retribuindo o abraço, Hoseok perguntou preocupado.

– Entra... – o menor disse dando passagem para o castanho passar.

Hoseok, passou a mão no cachorro deitado no sofá e se sentou no mesmo.

– Me conte. – O maior passou a prestar atenção no menor, tentando ao máximo esquecer seus problemas.

– Eu me apaixonei Hobi... Em um mês me apaixonei por uma pessoa, aquela que eu te falei no carro mês passado, mas ele já tem Soulmate dele, Eu nunca chorei por alguém antes Hobi, nunca a esse ponto, hoje nos estávamos em um jantar com a família dele e ele disse que ama a Soulmate dele e isso me magoou muito, estou me sentindo iludido porque sei que ele não gosta de mim, eu quero esquecer ele, não quero mais falar com ele...– Hoseok abraçou seu amigo que chorava feito uma criança.

– Chang... Não deixa isso afastar vocês dois... Eu sei que dói você ver alguém que ama com outra pessoas...

– Você já passou por isso? – Changbin se separou do abraço.

– Sim, eu era apaixonado pelo Woojin.– Hoseok disse esperando o Seo dar um surto, mas isso não aconteceu.

– Que!? – O Seo apenas fez uma cara de surpreso. – Nunca imaginei.

– Pois é, ele foi meu primeiro amor, mas eu sabia que nunca iria rolar nada entre a gente, mas eu achei melhor me declarar, fui igual um trouxa atrás dele para ver ele se pegando com um garoto. Eu senti isso que você está sentindo, eu sei que dói, demora para passar essa dor agoniante no peito, a vontade de mandar uma mensagem perguntando se a pessoa esta bem, é difícil... Mas não deixe isso separa-los, claro você faz o que você quiser, mas não deixe de ser amigo dele.– Hoseok limpou uma lágrima do rosto do menor.

– Mas...– O menor ia começar a falar, mas não disse nada.

– Pensa, ele vem aqui amanhã e você não quer falar com ele, o que ele vai achar, Chang? do nada você parou de falar com ele, aí não dá né? Além do mais, provavelmente, ele nem sabe que você gosta dele.

– Ele não sabe... Mas vai ser estranho para mim, e... Ele me chamou para ir a praia final de semana.

– Aí, outro motivo para você não parar de ser amigo dele.

– Interesseiro. – O menor deu uma risada fraca.

– Aproveita Changbin, não é sempre que você encontra um amigo como esse, você mudou desde que o conheceu, e você vai mesmo deixar um amor bobo destruir isso, ou não? – Hoseok se lembrou de que quase fez isso com a amizade do Woojin.

– Não? – o mais novo disse secando as lágrimas de seu rosto.

– Correto, vai e se divirta.

Os dois ficaram mais um bom tempo conversando e bebendo uma cerveja. Hoseok mesmo estando prestando atenção na conversa, ainda estava com Yoongi na cabeça, queria descer lá no saguao só para saber se o namorado estava bem, mas ele não faria isso, o dono dos cabelos azuis havia magoado o coração do Jung. Hoseok por inúmeras vezes tentou tirar o mais velho da cabeça mas não dava.

O mais velho colocou um filme narrado para assistirem. Quando Changbin dormiu, Hoseok acordou o Menor e o levou apara a cama. Logo em seguida ele olhou o relógio, três e dez da madrugada. O castanho desceu até o saguão, mas não para falar com Yoongi e sim ir embora.

Quando o elevador chegou no saguão Hoseok olhou Yoongi que estava com a cabeça deitada no balcão, mas logo desviou o olhar fingindo não ter visto ali. Quando o maior foi passar pela porta algo o impediu, não foi uma pessoa e sim um pensamento, "por que você vai deixar uma bobeira acabar com vocês?" Hoseok devagar e de cabeça baixa foi indo em direção ao balcão, Yoongi apenas observava o namorado vindo em sua direção com as mão para trás.

– Yoonnie...– Hoseok disse manhoso, pensando em como poderia se desculpar. – Me desculpa, eu não deveria ter agido daquela forma, sei que falei coisas que não deveria. – Hoseok encarou o chão.

– Eu também tenho que pedir desculpa, não queria ter dito aquilo tudo para você...– Yoongi levantou um pouco o rosto do maior. –Eu vou dar um jeito de arrumar outro emprego, te dar mais atenção... – O dono dos cabelos azuis já começará novamente prometer coisas.

– Não precisa.– Hoseok interrompeu o namorado. – Você pode trabalhar aqui... Eu tive uma ideia. – O castanho sorriu.

– Que ideia? – Yoongi realmente não sabia o que deixaria o castanho feliz envolvendo aquele trabalho.

– como nos dois não temos passado tanto tempo juntos... eu posso vir aqui e fazer companhia para você... – Hoseok disse meio baixo com medo do namorado não gostar da ideia.

– Você estaria disposto a ficar aqui comigo de madrugada? – Yoongi não estava conseguindo acreditar que o maior teve essa ideia, para Hoseok ficar acordado de madrugada tinha que ser algo mais que importante.

– Hyung... Um relacionamento é feito de duas pessoas, uma lutando pela outra, e se você precisa do emprego, eu vou estar lutando do seu lado, e se essa é a única forma de passarmos mais tempos juntos eu venho por você... Mas claro só se você quiser.– Hoseok olhava o namorado que dava um sorriso leve.

– Eu te amo Hoseok. – Yoongi não deixou o balcão atrapalhar aquele momento, ele se levantou colocou a mão no rosto do maior e o puxou para perto do seu deixando um leve selar em seus lábios, não era um beijo necessitado, mas sim um beijo doce, um beijo que ambos precisavam.

– Eu também te amo. – Hoseok sorriu para o namorado quando se separaram do beijo.

O castanho sentiu um alívio no peito por ter pedido desculpas e principalmente por ter se resolvido com o namorado. A mesma coisa com o Min, ele estava aliviado por ter pedido desculpas, quando Hoseok saiu do carro um fardo tomou conta do menor.

Hoseok se sentou na cadeira ao lado do namorado que envolveu seu braço na cintura do maior a apertando.

– Yoongi, eu vou entrar no cio não faz isso. – O Jung disse estremecendo e mordendo o lábio inferior.

– Você fica lindo quando te provoco. – O Min disse num sussurro se aproximando do ouvido do namorado.

– Yoongi! – o namorado disse com a bochecha corada.

– Me ensina? – o dono dos cabelos azuis disse com um sorriso travesso no rosto

– Ensinar o que? – Hoseok não estava entendendo o que o namorado queria insinuar com aquilo.

– A não querer te beijar. – O Min disse olhando a boca do maior e logo subiu seus olhar para os olhos do ômega.

– Presta atenção no seu trabalho. – Hoseok disse tentando resistir a tentação com a bochecha ainda corada.

O menor apenas riu com a situação.

– Eu não tenho nada para fazer, de noite é só cuidar para nenhum ladrão entrar. – Yoongi pegou o celular e desbloqueou o mesmo.

– Então é isso que você faz? – Yoongi podia jurar que Hoseok iria começar a reclamar do trabalho dele novamente. – Mexe no celular a noite inteira? – Foi uma surpresa para o menor ouvir aquela pergunta.

– Vamos se dizer que sim, as vezes separo cartas, desenho, peço pizza quando ainda tem lugar aberto, coisas desse tipo. – Yoongi olhou o namorado que o encarava com um sorriso divertido no rosto.

– Então... tecnicamente você ganha por não fazer nada? – Hoseok perguntou.

– É, isso mesmo. – O dono dos cabelos azuis tinha acabado de perceber aquilo, ele nunca tinha parado para pensar que ele ganhava apenas para cuidar do local, no lugar mais seguro da cidade.

– Que bom que você ganha bem. – Hoseok pegou celular e começou a mexer no Instagram.

quando abriu o aplicativo a primeira foto que se deparou foi com a do Felix no jantar com a família e o Changbin. Hoseok olhou a descrição.

#diafeliz #familia #amigos #jantar foi bom passar esse tempo com vocês e principalmente porque fim de semana vai ter praia uhuuuuuu, vem com tudo sexta feira sua linda.

– Aí meu Deus, o Changbin está gostando do Felix... Como eu não percebi? Olha isso. – Hoseok mostrou a foto para o Yoongi.– o Chang disse que estava gostando de alguém, e esse alguém chamou ele para sair hoje, e ele foi, e que também disse que fim de semana que vem ele vai para praia e o Felix também vai... ai meu Deus como eu não percebi antes?

– não conta para ele, mas... O Felix é a Soulmate dele.

– Que?! não, Ele precisa saber eu vou contar isso para ele agora– Hoseok disse se levantando da cadeira, mas Yoongi o segurou pelo braço.

– Não, não conta para ele, você não acha que seria melhor o Felix falar isso para ele? Você não acha que seria melhor o Felix esperar o momento certo para contar? Isso acabaria magoando sentimentos dele. – O dono dos cabelos azuis estava certo aquilo iria machucar bastante o Seo.

– Você tem razão...– O ômega sentou em sua cadeira vendo Alfa se distrair com uma mensagem que havia chegado no celular do mesmo. – Quem é?

– Ninguém importante. – Yoongi colocou o celular no balcão e deitou a cabeça no ombro do Jung.

– Tudo bem então... Ei aqui tem algo para comer?

– Tem... Eu deixei um pedaço de bolo ontem com meu nome, então acho que ainda está aí, vou lá ver...– Yoongi se levantou indo em direção a mini cozinha composta por uma pia e um frigobar, que ficava ao lado do banheiro.

Hoseok ficou mexendo em seu celular, mas algo começou a chamar atenção dele, mensagens não paravam de chegar no celular do namorado, quem havia mandado todas aquelas mensagens? Hoseok sem pensar duas vezes pegou o celular, os dois prometeram não esconder nada um do outro, então quando ambos queriam eles pegavam o celular um do outro para mexer.

5 mensagem

Porra Yoongi como você não percebeu? Todas aquelas saidinhas quando você...

O Hoseok tinha que ter entrado na sua vida, se eu soubesse não teria...

Hoseok achou aquelas duas mensagens estranhas, antes a sua curiosidade era só ver quem que estava mandando, mas ao ler aquela mensagem na tela de bloqueio fez com que o coração do Ômega se enchesse de curiosidade porque o seu nome tinha sido tocado no assunto, ele simplesmente desbloqueou o celular e foi até o início da conversa daquele dia.

Jimin

Você deve estar querendo saber porque te bloqueei.


Sim eu quero saber


É simples...

Por que que você não me falou?

achei que era meus amigos

falei o quê?

Mas ainda somos amigos


não, se você fosse meu amigo você teria me falado que estava com ele

Eu não teria ficado com cara de tacho quando o JEONGIN contou.


eu prometi que não iria falar assim como ele


duvido que o Hoseok ficou com a boca fechada


olha o jeito que você fala dele, esqueceu que eu o namoro?

mas qual o problema Jimin eu não estou entendendo?


Você é lento demais Yoongi eu Te amo sempre te amei


como assim?


Porra Yoongi como você não percebeu? Todas aquelas saidinhas quando você estava de folga como você nunca percebeu que aquilo tudo era porque eu queria estar com você do seu lado?

O Hoseok tinha que ter entrado na sua vida, se eu soubesse não teria feito de tudo para estarmos juntos agora, não teria beijado você...



– Aqui...– Yoongi chegou com sua Tupperware com bolo dentro. – Está tudo bem? – Ele perguntou se sentando ao ver Jung paralisado.

– Ele sabia que eu gostava de você...– Hoseok disse com a voz num sussurro não deixando o alfa o escutar.

– Eu não entendi. – o mais velho olhou o celular na mão do maior e na mesma hora seu coração acelerou parecendo iria sair pela boca.

– Ele te beijou? – Hoseok ainda encarava o celular, mas pelo canto dos olhos viu Yoongi concordar. – Fala que eu não estava com você quando ele fez isso... – O Min permaneceu em silêncio. – Por favor Yoongi, fala que a gente não estava juntos!– Hoseok já sabia a resposta mas ele não podia acreditar que o amigo havia feito isso.

Na mesma hora seu sangue ferveu ele se levantou da cadeira pegando a chave do carro, Yoongi não queria brigar com seu namorado de novo.

– aonde você vai? – Yoongi se levantou parando em frente ao namorado.

– Vou tirar satisfação com ele... E acho bom você sair da minha frente.




Notas Finais


Bom galerinha foi isso

Até o próximo capítulo

Tchau bye bjsss

Vocês gostaram? Choraram?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...