História Quando você menos esperar... - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Diabolik Lovers
Personagens Ayato Sakamaki, Azusa Mukami, Beatrix, Carla Tsukinami, Christa, Cordelia, Kanato Sakamaki, Kou Mukami, Laito Sakamaki, Reiji Sakamaki, Ruki Mukami, Shin Tsukinami, Shu Sakamaki, Subaru Sakamaki, Tougo Sakamaki "Karlheinz", Yuma Mukami
Tags Drama, Hentai, Romance
Visualizações 80
Palavras 1.036
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Fantasia, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


ola tudo bem? espero que goste.
Boa Leitura!

Capítulo 27 - O convite


Fanfic / Fanfiction Quando você menos esperar... - Capítulo 27 - O convite

Era de manhã é as garotas se reuniam na cozinha para tomar o café da manhã, Victória ajudava Cecile e Kate a preparar a refeição matinal. 

-Alicia: eu to com saudades do meu celular!

-Kate: o meu nem faz diferença, já que o Subaru quebrou ele.

-Cecile: por que não tentam ler um livro?

-Marigold: há atividades mais interessantes a serem praticadas.

pequenas risadas ressoam pela cozinha com o comentário de Marigold é quando Reiji entra com uma caixa vermelha nas mãos.

-Thay: o que é isso?

-Alicia: é bom que seja o meu celular é o meu Mp3.

-Victória: desde que seja algo comestível esta ótimo.

-Reiji: foi endereçada para as senhoritas.

Victória sem cortesia arranca a caixa das mãos de Reiji, colocando-a em cima da mesa ela abre destruindo completamente a caixa quando ela olha pra dentro um pequeno grito animado sai da sua boca.

-Victória: eu não acredito, o que pode ser melhor que isso!

Todas as garotas olham 6 envelopes de uma cor escarlate espalhadas sobre a mesa.

-Marigold: o que é isso?

-Victória: os nossos convites para o baile de máscaras do ano!

-Thay: sério eu nem me lembrava que me inscrevi para participar disso.

-Alicia: o baile de máscaras do nosso antigo colégio, devo admitir que eles sempre fizeram eventos fantásticos.

-Kate: eu não coloquei o meu nome nessa lista!

-Thay: fui eu, você deve participar também.

-Cecile: isso foi a três anos atrás.

-Victória: é fomos convidadas esse ano, eu com toda certeza comparecerei.

Cecile abre o envelope que contém seu nome em alto relevo dourado. Ela nota que todas as garotas já foram oferecidas a um rapaz.

-Kate: meu par será o Rick Yoshida é o de vocês?

-Alicia: Hiroki Sasaki , não poderia ser pior!

-Victória: Ryotaro Yamazaki, nada a declarar.

-Marigold: Akira Okamoto, por mim tudo bem só que o problema será que o clima vai ficar bem estranho.

-Thay: Raiden Nakayama, ah ele é bem educado.

-Cecile: Kazumi Suguiyama, ele é agradável.

As garotas devem ter se esquecido da presença de Reiji que só observa.

-Kate: Vitor também está convidado ele vai fazer par com a Helena Hollister.

-Alicia: na verdade será um baile de máscaras e fantasias, leiam a última linha do convite.

Todas as garotas prestam atenção na última linha que dizia: ''Especialmente este ano será aceito o trajar de fantasias, você foi escolhido(a) para participar conosco, prepare-se para uma nova experiência''

-Cecile: será interessante.

No quarto de Kate, Ayato olhava com uma cara mortífera para Kate que explicava animadamente sobre o evento.

-Ayato: você não vai.

-Kate: você não vai me privar disso Ayato de modo algum.

-Ayato: pague pra ver!

-Kate: Ayato não pense que tem poder sobre mim apenas por ser uma criatura sobrenatural.

-Ayato: na verdade eu tenho já que as suas habilidades humanas são inúteis.

-Kate: pague pra ver então Ayato!

Kate sai do seu quarto batendo a porta, deixando um Ayato enfurecido no quarto.

Na sala do piano Marigold tentava conversar civilizadamente com Laito.

-Marigold: então o baile será daqui dois dias, é eu vou.

-Laito: até imagino a sua fantasia.

-Marigold: deveria parar de se importar com a minha fantasia, sua preocupação maior é o meu querido par.

-Laito: por que deveria me preocupar com isso?

-Marigold: se você considerar que ele é meu ex namorado.

-Laito: tenho coisas mais importantes para me preocupar.

-Marigold: por exemplo?

Laito avança sobre Marigold deitando-a no sofá, ele passa a mão internamente nas coxas dela.

-Laito: já iremos responder essa pergunta.

Nos jardins uma leve brisa balançava os cabelos castanhos de Thay.

-Thay: Ah qual é Subaru isso é ciumes!

-Subaru: não quero saber, se você ficar um centímetro perto desse garota eu vou...

-Thay: você usou a palavra centímetro só para intensificar a frase.

-Subaru: não é essa a questão!

-Thay: a questão é o seu ciúme!

-Subaru: e daí se eu estiver com ciúmes.

-Thay: eu deveria ter namorado o Kou acho que ele não seria tão histérico!

Subaru olha para os lados procurando algo para dar um murro.

-Thay: por isso eu escolhi conversar nos jardins, garanto que Reiji irá me agradecer.

Thay da uma alegre risada, olhando para Subaru que está com o maxilar travado.

-Thay: meu histérico.

Thay da um beijo no maxilar de Subaru.

No sofá Alicia conversava com Shu.

-Alicia: é um baile vai ser agradável.

-Shu: tenho certeza que sim.

Shu estava com a voz áspera.

-Alicia: então eu com toda certeza irei!

-Shu: tudo bem.

-Alicia: então tá.

Shu estava se corroendo de ciúmes por dentro mais não demonstraria isso para Alicia ou ele acha que não demonstraria, Alicia percebeu que ele estrá com ciúmes por isso agora está com um sorriso bobo no rosto.

Victória apertava o local aonde Kanato tinha mordido ela. Victória não teve tempo de falar com Kanato sobre o assunto tão comentado por suas primas é também não iria tentar novamente já bastava a marca de uma mordida que parecia queimar é claro a bipolaridade irritante de Kanato.

Cecile estava no laboratório de Reiji

-Cecile: vai ser algo interessante.

-Reiji: você precisa ir?

-Cecile: não é uma necessidade mas acho que seria divertido.

-Reiji: então quer dizer que o seu par é agradável.

-Cecile: sim, ele é meu amigo desde o meu primeiro dia no colégio.

-Reiji: é ótimo que ele saiba ser respeitoso com uma dama comprometida.

-Cecile: se ele não for eu sou.

-Reiji: é obrigação dele respeitar você.

-Cecile: ele irá.

Reiji observa silenciosamente Cecile que parece estar pensativa.

-Reiji: o que foi?

-Cecile: minha mãe ficará furiosa comigo.

-Reiji: qual seria o motivo?

-Cecile: ela é de seguir tradições antigas é isso inclui que uma dama deve permanecer pura até o casamento, tentei cumprir ao máximo essa tradição mais parece que não consegui.

-Reiji: deveria ter esperado até o casamento então?

Cecile ergue a cabeça rapidamente surpresa.

-Cecile: acho que seria o correto segundo as tradições.

-Reiji: então deveria ter esperado até o casamento, mas isso não impede o inevitável.

-Cecile: qual seria o inevitável?

-Reiji: que você vai se casar comigo!

-Cecile: isso é um pedido?

-Reiji: é uma ordem.

Reiji da um beijo carinhoso em Cecile que sorria lindamente.

 

 

 

 

 


Notas Finais


espero que tenha gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...