História Quanto tempo leva para nos apaixonarmos? - DHMIS - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Don't Hug Me. I'm Scared (DHMIS)
Personagens Duck Guy, Red Guy, Yellow Guy
Tags Don't Hug Me I'm Scared, Ficção, Mistério, Padlock, Romance
Visualizações 10
Palavras 1.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ficção, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ok, não é nada fácil, estou me matando. Morri mas estou viva, espero que esteja com saudades, até porque vou lançar a trilogia, que trilogia você deve estar se perguntando, bem, vocês verão, enquanto isso... BORA PARA O CAPÍTULO!!!

Capítulo 9 - Minha cabeça ou o seu pescoço


Fanfic / Fanfiction Quanto tempo leva para nos apaixonarmos? - DHMIS - Capítulo 9 - Minha cabeça ou o seu pescoço

     Enquanto isso na cela de Tony

- Como foi que entrou aqui? E o que fez com ela? - perguntou o rapaz para Paige que estava sentada na cadeira segurando a suposta cabeça da psiquiatra
 - Não se preocupe "Tonyzinho", isto aqui é só um enfeite, até porque eu não iria desperdiçar a chance de colocar alguém para ficar trancafiada na cela, no meu lugar e como sou bondosa, a deixei presa junto de uns funcionários de Roy - a garota se levantou e foi andando para trás do homem.
 - O que você quer?
 - Eu? Eu só quero ser livre, poder respirar, poder viver! O problema é que para isso,  preciso de algo que pertence a você mas felizmente querido, você não precisa estar vivo!
    Paige tentou acertá-lo com um lápis mas o rapaz foi rápido e se levantou do divã fazendo o objeto ficar cravado no móvel.
 - Ha!Ha! Por favor se quiser me matar vai precisar de coisa muito melh-

    De repente um faca passou bem diante dos olhos de Tony e então ficou presa na parede.

- Pois é, ouvi dizer que é exigente e claro, não queria decepcionar.
 - Bom... -  prosseguiu o rapaz arrancando a arma  da parede e jogando no chão.  - eu não diria isto mas, se é assim que a banda irá tocar então, que toque! E garanto, darei o meu melhor!

    O homem pegou sua espada e a moça suas facas e lápis, após uma longa encarada, o duelo finalmente havia começado, Paige subiu nos móveis, deu um grande salto e arremessou algumas de suas facas, Tony com sua agilidade, se defendeu de todas porém acabou não percebendo a presença da garota que acertou com uma voadora, mesmo tendo sido golpeado, o rapaz não desistiu, se levantou, e rasgou uma parte do vestido de Paige com sua espada, em seguida, com um rápido golpe Tony ameaçou ferí-la com a arma fazendo-a perder o equilíbrio e ficar mais fácil de derrubá-la então, o rapaz lhe deu uma rasteira e a garota caiu no chão.

    O homem se aproximou mas a moça dos cabelos coloridos o atingiu com um chute, já cansado e não sabendo mais o que fazer, Tony pegou um de seus relógios, apertou um botão e com os olhos fechados e ouvidos tampados, o jogou no chão causando uma pequena explosão ensurdecedora que deixou Paige cega e surda temporariamente, aproveitando o momento de fraqueza de sua inimiga, o rapaz a imobilizou de trás e pôs a espada rente ao seu pescoço fazendo um pequeno corte.

- É, parece que a doida irá "perder" a cabeça de vez agora, não é? - Tony começou a prensar ainda mais a arma contra o pescoço da garota sufocando-a. - Sabe por que chegamos onde estamos agora? Porque temos muitas diferenças, por exemplo: tenho sanidade, você não, eu tenho consciência e penso nas consequências, você não, eu tenho inteligência e esperteza, você não.

 - Pode até ser mas, agh, tem uma coisa, agh, que você não tem que eu fico feliz em não ter...

    Paige então lhe deu um chute nas partes baixas do rapaz, que caiu de dor no chão libertando a moça.

 -... arrogância!!! - completou a garota.

    Paige roubou o relógio de bolso de Tony junto de suas chaves, saiu da cela, trancou a porta e fugiu para a sala a qual só ela tinha conhecimento porém, percebendo que havia chamado a atenção dos funcionários, rapidamente saiu de lá e correu para a porta da frente que tentava abrir de todas as formas mas falhava pois estava trancada, foi então que pegou uma faca e forçou a fechadura. Quando finalmente conseguiu destrancá-la, uma sirene foi acionada, as luzes se apagaram, somente as de emergência ficaram acesas e uma porta de metal se fechou diante da garota bloqueando a passagem, confusa, Paige deu um passo para trás e sentiu algo espetando suas costas.

 - Achou que fosse tão fácil assim?  - disse Tony apontando a espada para a moça.

    Antes que pudessem fazer qualquer coisa, a dupla foi pega por um funcionário com a força de um touro e foram carregados até a sala de Roy.

 - Ora, ora, posso saber qual é o problema, além da senhorita ter aprisionado pessoas inocentes na sua cela, estragado os monitores e os painéis de controle,  tentado fugir daqui e o senhor traumatizar o meu filho e os telespectadores com seus truques hipnóticos.  - disse o patrocinador.
 - Essa doida neurótica invadiu a minha sala, tentou me matar e roubou o meu relógio.
 - "Doida neurótica"? Olha que está falando! Seu Smurf platinado! - exclamou a garota.
 - Deixe-me ver.  - disse Roy pegando o relógio - Ah, entendi no que a senhorita pensou em fazer mas, lamento informar é muito mais difícil abrir a passagem secreta daquela sala. - o velho jogou o objeto no chão e pisou em cima dele quebrando-o em vários pedaços.
 - O que mas... como sabia que eu... a sala...?  - a moça ficou intrigada.
 - Mas afinal Roy o que você quer? Por que nos trouxe aqui? - perguntou o rapaz.
 - E como descobriu que estava tentando fugir se os monitores estavam destruídos?
 - Primeiro: eu não fazia mínima ideia dessa sua fuga, apenas mandei chamá-los para uma emergência, não tem nada a ver com vocês, e segundo: os três sumiram! - disse  Roy - Harry , Manny e Robin simplesmente desapareceram, não estão em lugar algum. Então proponho que vão procurá-los.
 - E o que ganhamos em troca? - perguntou Tony.  - Porque se acha que vamos nos arriscar desse jeito de graça, o senhor está completamente enganado.

    O patrocinador se aproximou dos dois encarando-os com um ar intimidador.

 - Que bom que tocou no assunto jovem! Pois bem, faremos assim, vocês dois irão procurá-los sozinhos e se os-encontrarem em três dias, não ficarão mais trancados em celas e sim em lugares melhores onde terão mais conforto e liberdade mas, caso contrário, se não conseguirem ou se atrasarem, serão submetidos a novos experimentos "voluntariamente".
 - E se nos perdermos? Ou se acharmos eles e não voltarmos a tempo?  - perguntou Paige.
 - Meus funcionários irão encontrá-los! - exclamou Roy.
 - Ué! Se é assim então por que não manda eles irem procurar? - indagou Tony.
 - E vocês preferem mesmo perder essa chance -  a dupla se entreolhou  com hesitação - Vamos deixar as coisas mais interessantes então, ao longo do processo, se um de vocês matar o outro, poderá viver livre para sempre! O que me dizem?

    Por um instante Tony e Paige se encararam com olhares pensativos mas depois responderam ao mesmo tempo.

    - Feito!

    Sendo assim, os dois foram para a floresta em busca do trio, tentaram relaxar mas um não parava de desconfiar do outro e apesar de seus pensamentos serem completamente diferentes, um deles era semelhante e não saía de suas cabeças:

    "Vai ser a minha cabeça ou o seu pescoço!".


Notas Finais


Wow! Eu realmente espero que tenham gostado, não que o capítulo esteja bom mas escrevi com todo carinho e dedicação e sério, alguém me diz o que posso fazer para conseguir um favoritado! Desculpa sou trouxa mesmo kkkkkk. Enfim, fico feliz que tenha chegado até aqui, não perca os próximos capítulos pois a coisa vai ferver! Beijos e queijos e me sigam nas redes sociais (lembrando que vou comemorar as 114 curtidas que o desenho do capítulo anterior teve no meu Instagram, se consegui isso, devo agradecer a quem está lendo também).

Meu DeviantArt (que está paradão) :https://www.deviantart.com/priscilla-sh
Meu Facebook: https://www.facebook.com/PriscySH/?eid=ARDpsdVcrm14f-RPAB5h6N4ORFxmjWQZyto9cAxv94UnfyGOAZ_o9oPGE1v0gzw3SIqx7wGyiKaPJkeZ
Meu Instagram: https://www.instagram.com/capitain_sh_/?hl=pt


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...