História Quanto vale o amor ? - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias A Madrasta
Visualizações 1
Palavras 452
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - O inicio de tudo


Fanfic / Fanfiction Quanto vale o amor ? - Capítulo 1 - O inicio de tudo

                Rocinha,Rio de Janeiro 

- Cátia,Cátia 

Diz André pai de familia com 50 anos ao ver que após 40 minutos sua única filha Antônia ainda nao chegou em casa 

- Que que foi homi,algum problema ?

Responde alarmada Cátia dona de casa humilde vinda da cozinha secando suas mãos num pano velho de prato 

- cadê essa menina que ainda nao apareceu? Você avisou pra ela que hoje ela ia comecar a trabalhar la no açougue da Fátima? 

- claro que avisei ne, algo deve ter acontecido no caminho vai ver ela ate ja passou la 

- Hahaha ( sorri com ar de deboche) so pode ser piada ner, menina preguiçosa daquela; Esse e o 5° serviço que arrumo pra essa moleka ( senta no sofá) 

-ela nao se atrasaria atoa, deve ter seus motivos logo ela aparece ai almoça e vai la começar tenha fé 

- fé? Como tu me fala de fé mulher? Eu sou homem honesto , trabalhador e minha filha ja e vadia de traficante 

- nao fale assim André a gente n sabe oq ta acontecendo... ela vai chegar, ela smp chega! 

Mal sabiam eles que naquele dia nem na aula Antônia tinha ido, matou mais uma vez,mais uma aula pra passar o dia com seu namorado DJ (dêjota) .

- amor , acho que ja tenho que ir ,meu pai ja deve estar em casa pro almoço e ia me levar hoje pra trabalhar naquele açougue da esquina 

Diz Antônia sentada ma beira da cama , de calcinha e sutiã se vestindo com peças de seu uniforme largados no chao do quarto 

- pow mano fica ai , pra que tu vai trampar naquele lugar escroto eu posso te dar o mundo paixão, quer o céu eu te dou ?! 

- haha nao e facil assim eu tenho que ir meu pai e meio turrão tu sabe, e ele nao vai muito com sua cara 

- pse, tô ligado, tem certeza que nao quer que eu chegue la pra conversar com ele e tirar essa má impressao que ele tem de mim ?

- ta tomando shampoo no café bb haha , tu tem e que dar jeito de fazer nao so ele como td a cidade do RJ acreditar que você nao e traficante ...cara isso e um saco nao posso namorar em paz 

DJ se levanta e beija a testa dela com carinho , se ajoelha em sua frente

- eu vou provar a todos que eu nao souesse monstro que eles julgam e ainda vamos casar morena , to te jurando

Ao se levantar ele da uma lambida em em seu rosto que pega do queijo ate a boca por fora ...um simples gesto que se tornaria sua marca! 







Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...