1. Spirit Fanfics >
  2. Quarentena >
  3. Ironia querer viver um amor no século da pandemia

História Quarentena - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Fofo
Fofo
Fofo
Muito fofo

Capítulo 1 - Ironia querer viver um amor no século da pandemia


Pandemia.

O mundo havia parado, exagerando, é claro. Mesmo assim tudo girava em torno do novo vírus. Ninguém saia de casa, e se saia era apenas em casos de emergência, ou pelo menos era para ser assim. Tirando os adolescentes que não entendiam o conceito de "quarentena" e as pessoas que, infelizmente, precisavam de trabalhar, porque o maldito mundo é capitalista, todo mundo estava em casa.

E ficar em casa é sinônimo de tédio, principalmente para Kim Taehyung que gosta de sair para visitar museus ou apenas sair, sem razão nenhuma. Ele estava em casa, de quarentena. E estava puto, estava frustrado, porque mesmo que não estivesse sozinho, ele se sentia assim.

Mesmo estando com seu namorado, Namjoon, e sua namorada, Adora, Taehyung se sentia sozinho, estava carente, cansado de sentar tão longe dos corpos que tanto gostava de abraçar, afagar e encher de beijos. Ele xingava o vírus mentalmente, estava entediado, queria fazer algo, estava tão perto dos amores de sua vida e ao mesmo tempo tão distante.

E o rapaz ficava ainda mais puto, porque o assunto eea sempre o maldito corona. Corona vírus pra cá, corona vírus pra lá e Namjoon não o deixava mudar a televisão de canal, já estavam há quase três dias vendo apenas jornais e mais jornais.

Taehyung estava cansado. Ele não queria se trancar no quarto e ir ver filmes sozinho, também não queria ter que pedir de novo para irem deitar agarradinhos e receber um "não" de Adora, que também estava tão estressada com a situação que não queria saber de carinho e pegação.

E, poxa, Taehyung só queria uns beijinhos e abracinhos, nada demais. Mas sua namorada estava ansiosa demais e seu namorado estava distraído demais, tudo por culpa desse novo vírus. Ah! O Kim mais novo queria gritar.

Respirou fundo. Estava sentado na ponta do sofá, enquanto Adora estava deitada no chão, brincando com seu cachorrinho, e Namjoon estava na ponta do outro sofá:

— Parece até ironia... — Suspirou e atraiu assim a atenção de seus amantes. — Querer viver um amor no século da pandemia.

 Namjoon deu uma risada longa, as covinhas aparecendo e fazendo até Taehyung rir junto, parecia até mais animado. O Kim mais velho, como sempre, era um bom entendedor e, assim como Taehyung, sentia falta de trocar carícias com ele e Adora, por isso não demorou a se aproximar do rapaz no sofá, o puxando para que deitasse a cabeça em seu ombro:

— Já que é o fim do mundo mesmo, eu quero morrer trocando beijos com vocês. — O mais velho falou, o sorriso ainda iluminando seu rosto bonito e Taehyung se empolgou, abraçando o namorado e inspirando o cheiro gostoso dele. 

Adora também se juntou aos rapazes, sentando no colo de Taehyung e afundando o rosto na clavícula coberta do rapaz, em um gesto de carinho e pureza, podendo ver os namorados trocando um selinho demorado, antes dela ser beijada também.

E naquele momento, pelo dia afora e noite adentro, Taehyung, Namjoon e Adora se amaram e se mimaram, ficando abraçadinhos, ainda vendo o maldito jornal e falando do maldito corona, mas juntos. Juntinhos, como Taehyung queria.




Notas Finais


Eu sou gay?????????????


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...