História Quarto Desordenado - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga)
Tags Bagunça, Bts, Jung Hoseok, Min Yoongi, Quarto, Suga, Yoonseok
Visualizações 5
Palavras 2.069
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Essa é a segunda historia que escrevo nessa categoria.
Espero que gostem.

Capítulo 1 - Bedroom


Fanfic / Fanfiction Quarto Desordenado - Capítulo 1 - Bedroom

- JUNG HOSEOK!

- Só mais 5 minutinhos mãe...

Mal acordo e ela já está gritando comigo.

- 5 MINUTOS É O TEMPO QUE EU DEMORO PRA SUBIR AI! QUER QUE EU VÁ ATÉ AI?

- Ta bom... tô indo...

Abro os olhos, sento-me na cama e...

Onde está a porta?!

Lembro-me que na noite passada, minha mãe mandou arrumar o meu quarto, até aqui tudo bem, o problema é que eu fiquei enrolando tanto para terminar tal tarefa entretido no meio das minhas coisas (que ela tem a mania de chamar de "tralhas", "bugigangas" e "velharias") fazendo pilhas gigantescas de coisas úteis e não úteis que... acabei meio que perdendo a porta de vista.

Não me julguem, o meu quarto é maior do que aparenta ser.

- Menino você vai se atrasar... LEVANTA LOGO!

Meu Deus, hoje ainda é sexta-feira e tem aula... pra mim hoje era sábado e acabei me dando o luxo de dormir mais.

Encontrei meu guarda roupa, meu uniforme e minha mochila. Troquei de roupa andando enquanto procurava pela bendita porta. Quando estava quase desistindo, ouço um TOC TOC TOC bem atrás de mim e minha mãe me reprende novamente. Nunca fiquei tão feliz em levar uma bronca.

***

Ao voltar da escola não levei outra bronca, e sim um sermão. Mas as vezes parecia que o meu cérebro não estava interessado no sermão e parou de prestar atenção em algumas partes.

- Esse seu quarto tá uma zona, vou ter que ... - cérebro modo off - não sou sua empregada ... uma babá ou uma governanta? NÃO ... sabe algum amigo meu... - será que ela ta me comparando com algum amigo? - Já sei! Vou chamar o Suga pra dar um jeito nisso ... - Açúcar? - Por que eu sozinha não dou conta e você não me ajuda... vou ligar para ele. - Ele quem? Açúcar? Como é que açúcar vai resolver isso? Será que é uma pessoa? É gringo? Perai, ela tem um amigo doce?

Ela sai andando a passos rápidos até o telefone. Não entendi esse negócio de açúcar, mas acho que se eu perguntar ela vai ficar brava ou vai repetir o sermão... bom, parece que o jeito é esperar.

MAS EU DETESTO FICAR CURIOSO.

Fui atrás dela, mas ela já estava encerrando a ligação, me vê e diz.

- Hoje ele tem horário, como mora aqui perto daqui a pouco ele chega aqui e vai te ajudar... - ELE QUEM?

DING DONG.

- Ele veio mesmo correndo.

Minha mãe caminha até a porta e abre a porta.

Ao fazê-lo, uma corrente de ar fresco de primavera entra e refresca o ambiente. Eu estava suando. Ansiedade? Talvez.

- Hope, quero que você conheça Min Yoongi. Yoongi esse é meu filho, Hoseok.

BADUM.

O tempo parou naquele momento em que eu vi aqueles cabelos prateados como a lua, olhos negros como nanquim, pele branca como papel, com certeza era a pessoa mais linda que eu já vi.

Min Yoongi era muito popular com o apelido de Suga por causa da pele bem branquinha. Eu não estou acreditando que era desse "açúcar" que a minha mãe estava falando.

BADUM.

Essa porcaria de coração está fazendo muito barulho.

Acho que estou com o que chamamos de "paixonite adolescente", não posso deixar ele perceber, nem mesmo minha mãe, isto seria vergonhoso e... MAS QUE DIABOS EU ESTOU PENSANDO? ELE É UM HOMEM.

Subimos as escadas em direção ao meu quarto para que ele pudesse avaliar a situação da minha "pequena" bagunça.

O telefone celular da minha mãe começa a tocar.

- Com licença, preciso atender essa chamada, trabalho - ela atende - Alô?... sim... sim... ah hoje?... AGORA?... mas... ... ahh, tudo bem... sim... ok... já estou indo pra aí. - desliga - Sinto muito meninos, aconteceu uma emergência no trabalho e tenho que ir correndo pra lá... Tudo bem vocês ficarem sozinhos?

- Sim mãe, não somos crianças - eu por fora estava assim, mas por dentro: EU SOZINHO COM ELE? KYYYYYYAAAAAAA... PARA COM ISSO PORRA.

As vezes até meus pensamentos são bipolares.

- Tem comida na geladeira, é só esquentar - ela se vira na direção do Yoongi e faz uma reverência, se desculpando - Desculpe pelo mal jeito, afinal fui eu que te chamei.

- Sem problema. Não se preocupe, pode ir sossegada.

- Tchau meninos, Hoseok se comporta.

MAS QUE DIABOS! EU ESTOU NA MINHA PRÓPRIA CASA.

- Tchau - falamos juntos.

Suga só olhou a bagunça do lugar onde ele estava.

- Isso vai ser rápido - disse arregaçando as mangas.

Eu não diria isso se fosse você.

- Puf, duvido - falei em tom de total escárnio.

- Quer apostar?

- Você gosta de jogos? - isso acabou saindo, sem querer, num tom pervertido.

- Apostas são divertidas - devolveu ele.

- Interessante... pois para mim também.

- Então, aposta?

- Sim. Se você terminar de arrumar o quarto todo em uma hora pode me pedir o que você quiser, caso contrário eu terei esse direito sobre você.

- Fechado.

Uau, ele vai mesmo fazer isso? Melhor eu ja ir pensando o que farei com ele.

- Mas pode ser qualquer coisa mesmo? - Ele começa a me olhar de maneira intimidadora, meu rosto começa a esquentar. Será que estou vermelho?

- Tcs, eu disse qualquer coisa, não disse?

Ele da um sorriso maroto malicioso.

- Entendi... Espero que você não se importe, mas eu não sou de perder.

Neste exato momento Yoongi tirou sua camisa.

Observando aquele abdômen pouco definido, segurei a tentação de morder o lábio inferior. Eu arregalei os olhos e fiquei com o rosto bem mais vermelho.

- Bom, ja estamos só nós dois, acho que você não se importa se eu tirar a minha camis...

- PONHA JÁ A SUA CAMISA! - Será que falei muito alto?

- Mas assim eu terminarei mais rápido e está muito calor... ou você quer que eu fique por mais tempo?

- Pra mim seria melhor que você perdesse, não acha?

- Então tudo bem, você não precisa ficar aqui em cima, trabalho você melhor sozinho, apenas me diga onde estão os materiais de limpeza.

- Mas minha mãe disse para trabalharmos...

Ele solta um suspiro e sai andando.

ELE ESTÁ ME IGNORANDO.

- Deixa pra lá, eu mesmo acho.

- Quinta porta a direita.

SE VOCÊ QUER FAZER TUDO SOZINHO, FODA-SE.

- Ok.

Ele volta com um balde, um pano de chão, um rodo, uma vassoura e um vidro de multiuso. Tira do bolso uma máscara, provavelmente por causa da poeira.

- Pode ir assistir tv, mexer no celular, não precisa ficar aqui, depois eu falo pra sua mãe que você ajudou.

- Mas... - será dá pra você parar de dá uma de machão?

- Você se esqueceu da aposta?

Ah, verdade. Se eu ajudar ele, não iremos ter uma aposta justa.

- Aahhh... - pisco várias vezes para voltar a raciocinar - Ok então... aaaahh... vou lá embaixo na sala de estar... qualquer coisa me chama...

- Ta bom - ele vira e entra no quarto.

- Puff.

Desci as escadas e fui até a sala, deitei no maior sofá e fiquei mexendo no celular até pegar no sono.

***

- Hoseok... Hoseok...

Alguém esta me chamando e fazendo uma massagem nos meu ombros.

- Humm... que gostoso - abro um pouco os olhos - Uou... e bota gostoso nisso... - abro os olhos e vi um anj... YOONGI?! - AAAAH... er... eu e-e-estava dormindo e... e...

Ele começou a rir.

- Tudo bem Hoseok hahahaha eu ja terminei de arrumar.

- O QUE? - Olho para o meu celular, só se passou 45 minutos desde a hora que ele começou a arrumar meu quarto. - IMPOSSÍVEL!

- Quer ir ver? - disse saindo da sala me olhando por cima do ombro, provocante.

Eu o segui escada a cima, suas costas eram largas e tão... PARA COM ISSO HOSEOK.

Chegando em frente a porta do meu quarto ele colocou a mão na maçaneta. Quando cheguei do seu lado ele abriu a porta e... o quarto estava impecável. Eu nunca havia visto meu quarto tão arrumado. Fiquei deslumbrado.

Ele não aproximar sua mão no meu rosto e toca o meu queixo para fechar minha boca, eu estava literalmente

boquiaberto.

Yoongi ri.

- Você ficou realmente muito impressionado a ponto de ficar vermelho?

- EU NÃO ESTOU VERMELHO!

- Hahaha sim - ele disse sorrindo e depois colocando a mão na frente da boca - Tão fofo com esse biquinho

As vezes quando eu ficava um pouco bravo, franzia meus lábios.

Min Yoongi me acha fofo... mas pera aí...

- Não é estranho me chamar outro de fofo - Putz pensei em voz alta.

- O que você acha - ele se aproxima ainda mais fazendo que eu recue até encoste no batente da porta - Eu te acho fofo.

Acho que agora estamos parecendo um pimentão.

- E-e-eu... acho q-que... - vamos coragem - acho que..  er... - Mas que droga - acho que... você tem que vir arrumar o meu quarto mais vezes - Essa era a minha chance, e eu a desperdicei.

- Claro - ele me parece meio desapontado - é só chamar - ele se afasta - bom acho que já vou indo.

Yoongi começou a andar pelo corredor.

- E-espera! - minhas mãos se moveram involuntariamente até alcançarem a manga da blusa dele - Você não quer saber o que eu acho?

- Sim. Pode falar.

- E-eu... - ah, quer saber, FODA-SE - Eu também te acho fofo.

- Hope... – calmamente, se aproxima novamente e coloca a mão no meu queixo, mas desta vez eu não estou boquiaberto.

Yoongi aproximou sua cabeça, nossos rostos estavam muito perto, as bocas praticamente coladas.

- Posso reclamar meu prêmio agora? Já que eu ganhei a aposta, tenho o direito de te pedir alguma coisa... - Suga encosta seus lábios na minha orelha - qualquer coisa, certo? - ele sussurrou.

Eu aceno com a cabeça positivamente.

- Eu quero você... - Yoongi sussurrou no meu ouvido.

- Hum, ok. O que você quer que eu faça? - perguntei sério, provavelmente ele vai me pedir algo idiota.

- Eu já disse, eu quero você... só pra mim... - ele deu uma lambida na minha orelha. 

- Pe-pee-peraii... O que você tá fazendo?!

Suga volta a me olhar nos olhos.

- Vou te fazer meu - sinto sua mão deslizando para a parte de trás do meu pescoço e ele me rouba um beijo, colocando sua língua dentro da minha boca. Foi bem longo.

Quando nos afastamos, vejo uma linha de saliva que ainda conectava nossas línguas que se desfez ao chegarmos a uma certa distância.

- O que achou? - me perguntou passando a língua nos seus lábios molhados - Gostou né? - eu não conseguia pronunciar nenhuma palavra direito.

- I-i-isso fo-fo-foii u-um be... be... bei...

- Um beijo? Sim. Não me diga que foi o seu primeiro?

Isso foi a gota d'água. O sangue me subiu à cabeça e quando me dei por mim, já havia a marca de uma bofetada na cara do Suga.

Eu me preparei para qualquer reação que ele poderia ter. Yoongi poderia simplesmente explodir de raiva, ou me devolver a bofetada, mas ele começou a chorar.

Lágrimas e mais lágrimas desceram rolando pelo rosto dele.

- Mas você... Hope...

Eu estava sem reação.

- Você prometeu...

Solto um grande e longo suspiro.

- Tudo bem, tudo bem. Apenas me avise o que, quando e... - ele pulou em cima de mim.

Caímos no chão, ele me enchia de beijos no rosto.

- Estou tão feliz - não pude acreditar naquelas palavras, mas assim que olhei para seu rosto só via felicidade ali.

- Eu queria... bom... - ele começou a dizer - sei que pode parecer estranho, mas... - Ele respirou fundo, inalando profundamente e soltando o ar devagar - Eu queria te fazer meu.

- E como nós fizemos uma aposta...

- Não vou voltar com a minha palavra.

Por um minuto ele pareceu surpreso e em questão de segundos percebi que ele tinha um olhar pervertido.

- Então, vamos começar a diversão.

Senti sua mão entrando por baixo do meu uniforme escolar me acariciando, enquanto ele beijava meu pescoço. E, num arrepio, senti que também poderia me divertir com essa aposta maluca.


Notas Finais


Obrigada por lerem o capitulo até o final


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...