1. Spirit Fanfics >
  2. Quase casados -sope >
  3. Que comece a bagunça

História Quase casados -sope - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Uma coisa que eu não sei se ficou clara no 1 capítulo é quando o hoseok fala "queria saber como ele estava na cama" .
Eu não sei se deixei claro, mas yoongi é paraplégico, então não tem como ele ir da cadeira para a cama.

É só isso mesmo.

Capítulo 2 - Que comece a bagunça


★ Min Yoongi★

Durante o meu sono, eu estava tendo um sonho incrível, eu sonhei que caminhava por um jardim com muitas flores, muitos lírios, minhas flores preferidas. O sonho estava ótimo, até um barulho vindo da cozinha me acordar, eu liguei para Taehyung, ele não atendeu, então estava dormindo.

Eu resolvi ver o que tinha acontecido, como estava apressado, só me segurei nas barras de metal, que vão até a cozinha, e lá estava ele, Jung Hoseok, tentando limpar a bagunça que estava ali, ele parecia desesperado, acho que deixei ele assustado com a conversa de ontem.

— Hoseok, você deveria ir estudar, suas aulas começam em duas semanas. — ele se assustou com minha fala repentina.

— Senhor Min, d-desculpe, eu não queria bagunçar sua casa, eu só queria fazer-. 

— Não me chame assim, eu não quero que me trate como uma pessoa superior, ok? — falar assim só deixou ele mas assustado.

Eu ajudei à arrumar a bagunça, ele estava fazendo bolinhos de chuva, Hoseok achou que poderia fazer uma surpresa como agradecimento.

Hoseok deveria estudar, ele não sabia muitas coisas, então chamei taehyung para não perder muito tempo, já que tae é meu "aluno", seria mais fácil ensinar os dois de uma vez.

(...)

—Eu não acredito! Como você pode ser tão burro? Essa pergunta é de 7 ano! — Eu estava impressionado com a capacidade de pensar de Hoseok, até taehyung era mais inteligente.

— Eu não sou burro, apenas desprovido de Inteligência...

Enquanto Hoseok falava, eu observava taehyung, ele parecia desanimado e triste, mas sua expressão não costuma corresponder com a emoção, então apenas ignorei. 

Depois de umas horas estudando, taehyung me chamou para conversar, ele me falou que os pais de Hoseok permitiram que ele voltasse para casa, mas taehyung mentiu por quê achou que hoseok podesse  ser uma pessoa especial.

— Tae, você é maluco? Nós precisamos falar para ele. — eu estava falando baixo, para Hoseok não escutar.

—Não precisamos contar, se ele ficar aqui, você pode mudar... Olha o seu estado, quanto tempo faz que você não corta o cabelo? Dois meses? Seus músculos já estão atrofiando! — taehyung estava muito bravo, não culpo ele, também ficaria revoltado se estivesse no lugar dele.

— Primeiro: eu sempre fui um magro desnutrido. Segundo: eu gosto de cabelo grande. Terceiro: por que ele me faria mudar de ideia?

— Talvez ele seja o anjinho que sua mãe falava... Pense bem, ele apareceu do nada, precisando de ajuda, sem falar que vocês tem uma ligação por causa da sua mãe.

— você deveria parar de ler fanfics, de verdade, para o bem da sua saúde mental.

Eu não queria continuar com aquele conversa, então apenas saí de quarto, quando cheguei na cozinha, Hoseok estava lá, ele parecia preocupado.

— Yoon, você esta bem?— ouvir ele me chamando de yoon me dava uma sensação de paz, me fazia lembrar da minha infância. — seu rosto ta vermelho, eu ouvi o tae gritando algo sobre  seus músculos.

— Não se preocupe, o tae estava exagerando.— tentei mudar de assunto, não quero que ele se envolva nos problemas da minha vida. — Eu vou sair, coloca o taehyung para fora, mas não deixa ele sair do quintal.

Eu não sabia porquê, mas eu queria sair sozinho, não tinha um lugar específico, apenas fui "andando" sem olhar para onde iria parar, olho pra cima apenas quando escuto um garotos falarem uns com os outros uma piadinha sem graça "se um cadeirante mentir, ele te passa a perna ou a roda?".

— Se um cadeirante mentir ele te passa a chinela na cara dos mentecapto. — Eu não podia perder a oportunidade de xingar alguém hoje, então só continuei "andando".

Na verdade, eu teria continuado, mas senti alguem puxando meu cabelo, me fazendo cair da cadeira, eu não estava com medo, não estava sentido nada, pra falar a verdade, eu sabia sabia como escapar dessa sem nem um arranhão. Apenas ameaças já era o suficiente.

Quando voltei para casa, taehyung estava no quintal, preso em uma árvore por uma cólera, sentado no chão, com cara de quem queria cometer um crime, e eu só conseguia rir, Hoseok realmente levou ao pé da letraé

—Quem é o bom garoto? Você é o bom garoto! Da a patin- hahahahah da a patinha pro papai, hahahahahahahahah.

— Ta rindo de que, palhaço? Foi tu que mandou, né? Filho de uma mãe desnaturada.

— Jung Hoseok, você tornou meu dia incrível!— sim, eu estava rindo de um taehyung preso na cólera, kkk — da um sorriso pra a foto, tae. Hahahahahah .

Eu soltei o taehyung da cólera, eu não queria, mas prefiro não ser preso por negligência. O Hoseok disse que fez aquilo porque achava que o taehyung estava de "castigo", já que não é todo mundo que tem cólera e corrente de cachorro em casa.

(...)

Estava na hora de jantar, então chamei taehyung e Hoseok para comer, nós sentamos e começamos a comer, estava tudo em silêncio até Hoseok quebra-lo com uma pergunta constrangedora.

— Yoongi, você e o taehyung são namorados ou irmãos? — taehyung riu e eu engasguei, que tipo de pessoa faz esse tipo de pergunta do nada?!

— Hoseok, o taehyung é meu " filho"!

— OI?!


Notas Finais


Como o título diz, que comece a bagunça. Essa fanfic é cheia de segredos, e eu vou revelar todos eles pelos próximos capítulos.

Obrigada por ler, tchau tchal.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...