1. Spirit Fanfics >
  2. Que Destino Desgraçado Irene imagine >
  3. A desgraça chamada destino

História Que Destino Desgraçado Irene imagine - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Desculpa a demora eu realmente não tenho tempo pra mexer no celular, vou ter que migrar pro PC kkkk

Arrumo os erros depois

Boa leitura

Capítulo 6 - A desgraça chamada destino


Fanfic / Fanfiction Que Destino Desgraçado Irene imagine - Capítulo 6 - A desgraça chamada destino

S/n POV



Continuando... 

Oi pirralhos!! - Nosso pai estaciona na nossa frente, abaixa o vidro do carro e fala 

Oi velho, vamos logo - eu vou para a porta de trás e entro lá mesmo, D.O vem em seguida 

(...)

Ainda estávamos no carro indo em direção a casa de nosso pai, ninguém falava uma palavra até que nosso pai Chanyeol resolve quebrar o silêncio

Então... Kyungsoo.. indo bem na escola? - ele para em um sinal vermelho

Eu saí da escola - D.O fala olhando o celular

Por que!? - Chanyeol levanta a voz do nada

Bullyng - D.O começa a se mexer, isso quer dizer que ele está desconfortável com a conversa

Você praticou ou praticaram em você? - Chanyeol começa a andar com o carro

Não quero conversar agora - D.O coloca o fone de ouvido 

Certo... - Chanyeol não fala mais nada

Logo passa um tempinho e estava um silêncio que incomodava

Esse silêncio de merda me dá sono - falo do nada surpreendendo Chanyeol

Ah.. S/n como vai a escola? - ele olha no retrovisor com um sorriso

Tô namorando uma professora - falo séria 

A sim... espera tá falando sério? - ele olha pro retrovisor dinovo só que confuso 

Eu tô zoando velhote - do um sorriso e ele percebe - é melhor olhar pra frente não quero morrer com 18 anos 

A claro, já estamos chegando - ele sorri e aponta para a casa dele ali perto

(...)

Já estávamos lá dentro e eu tava morta de fome, era umas 18h da tarde já e eu não vi a família nova de meu pai, parece que vai chegar depois de um tempo

(...)

Eu e D.O estávamos no sofá vendo um programa de talentos na TV e zoando as caras de cu dos jurados, logo Chanyeol chega

Vou fazer o jantar, pois daqui a pouquinho minha futura esposa chega - ele fala esperando algo da gente

Ok pai a gente espera, se precisar de algo é só falar - falo séria olhando pra TV 

Ele sai e D.O e eu ficamos lá rindo dos jurados

Irene POV

E eu estou aqui... na porta da casa da Seulgi, por mais que S/n tenha me avisado eu já havia prometido vir para cá 

Bato na porta esperando por resposta, logo alguém abre, era uma mulher bem bonita por sinal

Olá... - olho nervosa 

Olá? - ela me olha dos pés a cabeça toda confusa 

Acho que eu errei de casa, eu queria saber da Seulgi - começa a entrelaçar os dedos

Seulgi é minha filha, mas acho que não vai dar agora... a gente vai sair - ela começa a sorrir - mas quem é você? - ela começa a ficar confusa dinovo

Eu sou a professora! Ela disse pra eu ajudar ela com seu irmão pequeno - começo a sorrir

Estranho, hoje ele tá no pai dele - ela parece pensativa - legal você ser a professora da Seulgi... ela é comportada? - ela me olha curiosa

A então.. - sou interrompida por Seulgi que aparece atrás de sua mãe 

Mãe eu disse que não quero ir! - ela olha emburrada para sua mãe e depois fica surpresa pois percebe que estou ali - Irene! Você veio então, nossa me desculpa acho que vou sair - ela fala e da risada

"Como alguém tão gente boa é ruim como S/n diz? Acho que era ciúmes..." - penso

Parece mesmo... Eu volto outro dia - sorrio para Seulgi que fica... corada?

A-a.. quer dizer que vai vir sem ser pra ajudar com meu irmão pequeno? - ela desvia o olhar para a rua e dps volta para mim

Talvez... bom até mais - estava quase saindo quando a mãe de Seulgi chama a minha atenção

Vem com a gente! Daí você aproveita pra contar sobre os comportamentos dos alunos - ela sai junto de Seulgi trancando a porta de sua casa 

Boa ideia mãe! - Seulgi agarra meu braço

O-ok.. Acho que vou sim, vou no meu carro e sigo vocês - digo me soltando de Seulgi e indo em direção ao meu carro

Segue direitinho em professora! - Seulgi fala correndo pro carro de sua mãe e entrando lá

Logo começamos a ir em direção a algum destino 

(...)

Chegamos em uma casa grande bem moderna, estavamos na porta e Seulgi agarrada no meu braço

Para de se arrumar mãe, toca logo a campainha - Seulgi se agarra mais ainda em mim 

"Sufocante!" - penso

Aí tá tá - a mãe de Seulgi toca a campainha e esperamos

S/n POV

Campainha pra você D.O - falo jogando o controle da TV nele que estava deitado quase dormindo 

Vai você porra, não tô no pique - ele fala se levantando e jogando um travesseiro em mim

Bom, agora você já está em pé - me deito, pego o travesseiro que ele jogou e coloco atrás da cabeça

O saco viu - ele vai atender o povo

"A comida do Chanyeol cheira mt bem, a barriga tá roncando aqui" - penso

Pronto! eu já me apresentei S/n, agora é com você - o D.O aparece e eu ouço os passos dos outros

"Ok vamos ver... ouço barulho de saltos somente... uma mãe e duas filhas?" - penso 

Me levanto do sofá do uma alongada e espero aparecerem até que...

Ah. - olho sem reação pras 2 entidades do lado de uma mulher

"Seulgi?? Agarradinha com a Irene!?!" - pensei nervosa

S/N!??? Mãe!!?? Você tá pegando o pai da S/n?!?!? - Seulgi olha para mim confusa e depois para a sua mãe 

Sim filha, sou futura esposa na verdade - a mãe de Seulgi olha pra mim - então você é S/n prazer! Onde está Chanyeol?

Ele tá na cozinha... vai lá - falo olhando para Seulgi

A mãe de Seulgi vai para a cozinha, logo eu olho para Irene que estava imóvel me encarando

Seulgi? Trouxe a Irene por que? - olho para Seulgi

Ela já ia na minha casa mesmo, decidi traze-la - Seulgi pega na mão de Irene

Irene se solta da mão de Seulgi e vai até mim 

O-oi S/n... que mundo pequeno - Irene fala nervosa

Bem pequeno - olho séria para ela que engole seco - não falei pra ficar longe da Seulgi? - falo baixo 

Eu sei... Mas é que eu já havia aceitado ir na casa dela antes - Irene me olha nervosa

Você não é nada ocupada né? - olho pra ela com um sorriso sarcástico

Ainda é começo de aulas... Eu não tenho tanta coisa pra fazer ainda - ela me olha com um semblante bravo

Você é fofa com essa carinha de brava - eu falo sorrindo e ela logo cora

Hey! Será que dá pra prestar atenção na situação aqui? Minha mãe tá namorando o seu pai S/n!! - Seulgi vem em minha direção pisando forte e toda irritada

E eu com isso? - digo séria e me sento no sofá

Eu não quero ser sua meia irmã! - Seulgi diz batendo o pé no chão 

Ei! Vai arranhar o piso - D.O finalmente se pronuncia 

Cala boca moleque - Seulgi sai indo para cozinha

Bom, eu vou pro meu quarto mexer no celular - D.O fala indo para seu quarto

E ficamos só eu e Irene na sala, ela se senta ao meu lado e começa um filme qualquer na tv

Irene tem uma coberta do seu lado, pode pegá-lo pra mim? - sorrio para ela

Mas nem tá frio... - ela pega a coberta

Eu que tô com frio - Pego a coberta da mão dela e cubro as nossas pernas

Oxi em mim também? - ela me olha confusa

Claro, quero calor humano também - sorrio para ela dinovo

Eu havia esquecido de apagar a luz da sala então me levantei e apaguei, logo voltei pra perto de Irene e me cubro novamente

Irene POV

Eu e S/n estava assistindo o filme, era um de ação cheio de pancadaria, era cadeira voando, disfarces, traficantes e policiais

Eu até estava gostando, mas sinto uma mão debaixo da coberta indo pra minha perna, eu já sabia quem era

S/n... - olho para ela que sorri para mim

Oi? - ela pergunta com um rosto inocente

Eu sei o que você está fazendo, não come- ah.. - fui interrompida por um aperto forte que ela deu em minha perna - S-s/n isso é perigoso 

Tá tudo bem, não dá pra ver debaixo da coberta - ela olha para a TV novamente

Ela ia subindo cada vez mais e mais até chegar aonde ela queria

S-s/n vê o filme - digo colocando minha debaixo da coberta e indo de encontro com a dela

Mas eu estou vendo o filme - ela olha pra mim com um sorriso malicioso

Ela começa a movimentar a mão por cima da minha calça e eu tento segurar a excitação

Que bonitinha toda corada - ela ainda estava olhando pra mim

P-para com isso - eu falo para parar, mas eu na verdade estava gostando da situação

Eu nem tô me esforçando, você poderia tirar minha mão a qualquer hora - ela olha pra mim, mas logo tira a mão de forma rápida e olha pra TV

Fiquei sem entender nada até ouvir uma voz

Filha... - era um homem




Será que ele percebeu?




Notas Finais


Pra quem lê outra fic minha chamada "Lalisa Manoban Vs S/n" sabe das referências que eu faço nessa fic aqui

Eu sei que estou demorando muito para postar os caps, mas é pq eu não consigo mexer direito no celular pois minha mãe usa ele também a trabalho, mas saibam que eu vou continuar postando kkkk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...