História Quebrando Padrões-Taehyung - Capítulo 32


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Preconceito
Visualizações 175
Palavras 1.103
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa Leitura!

Capítulo 32 - Capítulo XXXII- Segunda temporada


Fanfic / Fanfiction Quebrando Padrões-Taehyung - Capítulo 32 - Capítulo XXXII- Segunda temporada

Eloá Narrando 

Passei a noite com Andrew no hospital, ele estava agitado, como pode uma criança de 1 ano ter febre emocional,eles nem entendem oque é a distância, mas se engana quem acha, crianças sabem e sentem tudo. Tive a certeza que era saudades do "pai" quando Victor chegou desesperado e descabelado, ele acabou de chegar de uma viagem de oito horas, assim que ele entrou no quarto, meu Andrew começou a gritar e pedi braço, ali eu vi que sim, eram saudades do Victor. 

Victor- Oi meu amor, papai ficou preocupado. 

Andrew- Papá 

Eloá - Ai meu Deus, ele falou, Victor ele falou e não foi mamãe. 

Victor - Oh meu filho

Victor começa a chorar e eu acompanho, emocionada por ouvir sua primeira palavra e chorando porque não foi a mim que ele chamou. 

Victor - Oque ele teve?

Victor vem até mim e me dá um selinho. 

Eloá - Sua mãe disse que foi febre emocional, saudades do pai.

Vejo o sorriso do Victor 

Victor - Campeão, no dia do seu aniversário, você fica dodói.

Victor faz cosquinhas nele,  Andrew cai na gargalhada. 

Victor- Papai trouxe um presente.

Victor vai ate sua mala que ficou jogada no quarto do hospital, quando ele correu para abraçar o Andrew, ele traz um embrulho e ja vejo a felicidade de meu pequeno. Como é possível uma criança de 1 ano, ser tão esperta.

Chegamos em casa por volta das 10:00hrs,Andrew ja estava muito bem, que coisa, foi só ver o Victor. Eles estão brincando com o brinquedo que o Victor trouxe pra ele, enquanto eu organizo as coisas para o aniversário do Andrew. 

Victor - Amor, tem certeza que não quer cancelar a festa.  

Eloá - Você ouviu sua mãe, Andrew só teve uma febre emocional, ele está bem. 

Victor- Eu convidei um pessoal que ta passando uns dias aqui no prédio. 

Eloá - Quantas pessoas? 

Victor- Ele disse que estão em oito. 

Eloá- Ta amor, sem problemas, pode ficar com o Andrew enquanto vou la no play pra ver como as coisas estão. 

Victor - Claro amor

Desci o elevador e fui ate o play, onde aconteceria a festa, a equipe ja estava arrumando e enxendo os balões, o tema que escolhi foi fundo do mar, e ja combina com a piscina, que também esta ornamentada. Tudo estava ficando lindo, e a cara do Andrew.

Voltei pra casa os dois homens da minha vida estavam dormindo no tapete, Victor no chão e o Andrew em cima dele, peguei o Andrew e o Victor ja se alarmou, e acordou, eu sorrir com a proteção que ele tem com meu filho, coloquei meu bebê no berço e voltei pra sala. 

Victor- Que susto que tive amor, eu sonhei que tiravam o Andrew de mim. 

Eloá - Nossa, só foi eu, tirei para levar ele pro berço, foi bom ele ter dormido, assim não fica chatinho na hora da festa. 

Victor - No sonho não era você, era alguém que não consegui ver o rosto.

Achei estranho, mas não dei bola, sonho é sempre louco. 

Victor- Senti saudades

Ele me faz sentar em seu colo e beija meu pescoço. 

Eloá - Só faz dois dias que você viajou. 

Victor - Tempo suficiente para sentir saudades.

Victor é maravilhoso 

Eloá- Eu também senti saudades.

Ele ataca meus lábios em um beijo terno e carinhoso. 

Victor- Vamos no quarto?  

Eloá - A festa do Andrew 

Victor- Ta tudo sobe controle, vamos rapidinho vai.

Ele entrelaça nossas mãos e me guia ate o quarto. 

Victor - Não sabe a falta que senti disso, de você, de nós.

Fala enquanto faz trilhas de beijos por meu pescoço. 

Victor - Eu quero você pra mim, assim para sempre.

Beija meus ombros, enquanto retira minha blusa. 

Victor- Eu amo cada pedacinho de seu corpo.

Ele retira meu sutiã e massageia meus seios. 

Victor- Quero você e Andrew na minha vida, pelo resto de meus dias. 

Retira meu short junto com a calcinha, e vai me levando ate a cama e me deita lentamente.

Olha em meu olhos 

Victor - Eu te amo

E me penetra, me causando uma sensação única de prazer.

...

Ja havia arrumado meu pequeno e o Victor levou ele para sua festinha, enquanto eu me arrumava.

Coloquei uma calça Jeans, e a blusa que mandei fazer escrito mamãe do Andrew, o Victor também usava uma escrito papai do Andrew.

Ja estava maquiada, coloquei meu salto, dei um jeito nos meus cachos, babyliss salvadora da pátria. 


Cheguei e ja tinha muitos convidados. Falei com meus sogros, minha mãe e meu padrasto, e falei com vários outros convidados e amigos, vejo minhas amigas ali sentadas e vou falar com elas. 

Eloá- Vadias como estão?  

Soraya- Bem piriga e tu? 

Scarlett- Menina eu fico de pernas bambas quando vejo teu homem, bicho gato. 

Eloá- Tira o olho piranha, ele é meu.

Olho e vejo o Victor dentro da casinha de bolinhas com o Andrew.Como não amar, quem ama seu filho.

Fiquei conversando com as meninas, enquanto prestava atenção nas brincadeiras que a equipe da festa fazia com as crianças. 

Soraya- Você teve sorte de encontrar um homem como o Victor.  

Eloá- Agradeço a Deus todos os dias por isso. 

Scarlett - E ele?  Esqueceu mesmo o Taehyung.

Eloá- Tae foi muito especial, eu amei e amo ele muito, mas hoje tem alguém que me ama e merece que o ame também.

Nunca contei ao Victor quem é o pai do Andrew, ele sabe que vim embora e o pai ta na Coréia, mas nunca perguntou o nome, ou quem era, ao contrário da Vitória, minha cunhadinha sabe, pois um dia me viu com uma foto do Tae, quando contei que ele era o pai do Andrew ela ficou surpresa e impactada, quando viu que era um famoso, mas ela não contou a ninguém, e agradeço por isso.

Vejo a Vitória vir até mim correndo, ela para e respira ofegante. 

Eloá - Oque foi doida, ta tendo um derrame? 

Vitória - E-ele ta aqui 

Eloá - Ele quem? Ai não diga que é aquele teu ex. 

Vitória- Não, o pai do Andrew.

Eloá - Claro que o pai do Andrew ta aqui, ele é teu irmão esqueceu, oque colocaram no refrigerante? 

Vitória- Droga Lô, to falando do pai verdadeiro.

Como assim?

Procuro em todo lugar, a Víh só pode ta bêbada, mas não, meus olhos encontram com os dele, nos encaramos por breve segundos, ele, a Lyn e seu grupo estava vindo ate nós.

Taehyung estava no Brasil, no Rio de Janeiro e na minha festa, isso só pode ser castigo. 


Notas Finais


Eiita Preula. 🙊


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...