1. Spirit Fanfics >
  2. Quem é você, Jeonghan? (Jihan) >
  3. Twelve; Blue

História Quem é você, Jeonghan? (Jihan) - Capítulo 12


Escrita por:


Notas do Autor


Ora, mas que milagre é esse que estou atualizando depois de nem uma semana??
Pois é, decidi postar hoje mesmo a continuação de todo o drama que vai rolar a partir de agora

Espero que gostem!
Boa leitura meus anjos

Capítulo 12 - Twelve; Blue


Fanfic / Fanfiction Quem é você, Jeonghan? (Jihan) - Capítulo 12 - Twelve; Blue

Twelve; Blue

Hong Jisoo


Estava completamente alheio ao meu próprio redor, cá estou eu, sentado em uma cadeira num corredor de um hospital, com apenas um moletom e uma calça velha que havia achado no meio da minha bagunça, esperando notícias de Jeonghan

Mingyu e Jihoon estavam conversando com um médico, pelos semblantes de seus rostos, provavelmente o médico não havia dito nada bom. O doutor então se virou e entrou para dentro da sala novamente, o Lee veio em minha direção e se sentou ao meu lado – O que ele disse? – perguntei e olhei para o mais velho

– Disse que Jeonghan está em estado grave... E que pode não sobreviver – suspirei ao ouvir a palavra "sobreviver", me perguntava como Jeonghan havia se envolvido em um grave acidente da manhã para a noite, havia visto ele no dia anterior e seu sorriso como sempre era estonteante, seus olhos refletiam amor e pareciam galáxias, como pode uma pessoa assim agora estar em um cama de hospital em estado grave com poucas chances de sobrevivência?

Jihoon passou o braço pelas minhas costas e colocou a mão em meu ombro, logo me puxou para um abraço, nunca havia recebido um abraço do Lee, mas sentia que naquele momento eu estava precisando muito desse gesto e de ouvir as palavras "vai ficar tudo bem"

– Vai ficar tudo bem Joshua... Jeonghan é forte, ele vai superar isso – disse baixinho enquanto tentava me acalmar, senti outra pessoa me abraçar e pude notar que era Mingyu, e então assim ficamos, nós três abraçados um no outro num corredor de hospital, esperando notícias de Jeonghan.


...


Estava tirando um cochilo com a cabeça encostada no ombro do Lee mais velho quando fui cutucado, abri os olhos lentamente e então pude ver o mesmo doutor de horas atrás vindo em nossa direção, o homem que não parecia ser tão velho assim, parou em nossa frente com uma expressão meio triste – Tenho boas e más notícias... Creio que queiram ouvir as boas antes, não é? – nós três assentimos rapidamente

– Ele já não está mais em perigo, conseguimos estabilizar a situação dele, e provavelmente pode acordar daqui a algumas horas... Essa é a boa notícia. – falou e pude sentir meu coração acelerar, agora iriam vir as más notícias

– Pela gravidade do impacto que ele sofreu, pode possivelmente acabar entrando em um coma. – minha respiração falhou por um momento e pelo jeito Jihoon e Mingyu estavam na mesma situação

– Se ele acordar irei os chamar. Por enquanto, aguardem... – terminou de falar, fez uma leve reverência e então voltou para dentro da sala novamente. Teríamos que esperar mais algumas horas... Vai ficar tudo bem, tenho que acreditar que tudo vai se resolver...


...


Já havia amanhecido quando o doutor pela 3° vez apareceu no corredor e nos chamou, Jeonghan havia acordado, mas não era por muito tempo.

Assim que entramos no quarto tivemos que passar álcool em gel nas mãos e também ouvir algumas regras do hospital. Eu fui o primeiro a me aproximar e assim que pude ver Jeonghan deitado naquela cama, com medicamentos ligados em suas veias e também com vários aparelhos em sua volta, senti um grande aperto no coração...

Me aproximei e logo tive seu olhar sobre mim, Mingyu e Jihoon vieram logo atrás de mim, me sentei numa cadeira ao lado da cama e então toquei levemente sua mão – Você realmente se envolveu numa boa dessa vez... – Jihoon disse baixo e pudemos ver Jeonghan abrir um pequeno sorriso – Otário... – ele murmurou bem baixo

– Até deitado em uma cama de hospital, em estado grave, quase morrendo, você xinga a gente. A gente te ama também – dessa vez foi Mingyu quem falou

– Joshua... – ouvi meu nome ser chamado baixinho, olhei para si e dei um sorriso mínimo – Estou com sono... Antes de eu dormir... Pode me responder algo? – perguntou com a voz bem baixa, ele falava lentamente como se estivesse totalmente esgotado, assenti levemente com a cabeça concordando

– Me diga... Você me ama? – arregalei levemente os olhos com sua pergunta, senti uma leve vontade de chorar até não existir mais lágrimas no meu corpo aparecer – Jeonghan... – murmurei seu nome segurando as lágrimas que queriam sair

– Eu te amo seu idiota, te amo muito mesmo. Me prometa que não vai embora... – falei e com um pequeno sorriso no rosto ele disse – Prometo... – e então fechou os olhos novamente, caindo em um profundo sono que poderia durar horas, dias, semanas, meses e até mesmo anos.

Não aguentei mais segurar as lágrimas e então comecei a chorar, todos os meus sentimentos que havia guardado por meses, estavam sendo soltos naquele momento, senti novamente Jihoon e Mingyu me abraçarem, eles também estavam chorando igual bebê, mas acho que eu estava parecendo uma criança chorando porque havia acabado de perder seu bem mais precioso. E realmente, Jeonghan era o meu bem mais precioso.

Perdido em meio aos meus pensamentos, comecei a me lembrar de como Jeonghan sempre demonstrou ser quem ele realmente era. Uma pessoa gentil, que fazia brincadeiras estúpidas a todo momento, e que sempre estava ao seu lado, mesmo que ele mesmo estivesse mal.

Minha última visão de seu olhar antes era de um olhar totalmente vivo, que resplandecia como pequenas estrelas. Que demonstrava amor. Mas agora havia visto pela primeira vez um olhar apagado, que parecia lutar para continuar vivo pelas pessoas que ama.

Oras, o azul de seus olhos era como o mar, eles eram capazes de refletir um céu, uma galáxia, sentimentos profundos e até mesmo uma grande e profunda história de vida. Eu queria ter os admirado enquanto ainda pareciam vivos e totalmente acesos.

Mas ainda havia esperança em meu coração.
Ainda havia esperanças presentes

O aparelho que contava seus batimentos cardíacos, continua contando e não havia um "pi" incessante sendo ouvido no quarto inteiro. Jeonghan ainda estava vivo.

E acredito que Jeonghan é forte o suficiente para superar isso tudo e um dia voltar a ser o nosso pequeno sol.

Esse não é o fim

É apenas o começo.

Tudo irá se resolver...


Notas Finais


Uau que capítulo triste e melancólico é esse?
Não se preocupem, a fanfic vai ter um final feliz pois não sou capaz de matar um personagem
Se eu fizesse isso ia chorar igual bebê

Mas eu dei um susto em vocês né?
kkkkkkkkkkkkk
Parei

Espero que tenham gostado
O próximo capítulo é o último dessa fanfic ;c (a não ser que me dê a doida e eu continue, mas provavelmente não, já que tenho fanfics novas para postar)
Até mais!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...