História Quem não tem poder, não pode sobreviver - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 60
Palavras 1.295
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Fantasia, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Estupro, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Agradeço imensamente á vocês, essa história está voltando aos poucos e isso já me deixa bastante feliz. Meu PC voltou do conserto e espero que ele dure até eu tenha finalizado hehe..

Pra todos que já receberam a mensagem e estão me apoiando com o retorno, mesmo estando bastante cansado eu não vou parar até essa história voltar de onde ela tinha parado. (Capítulo 15 pra ser exato)
Boa leitura..

Capítulo 2 - Um passeio comum e intrigante


Fanfic / Fanfiction Quem não tem poder, não pode sobreviver - Capítulo 2 - Um passeio comum e intrigante

Hoje - Entardecer: Horário desconhecido..

Já tinha se passado mais de 1 semana e eu ainda não tenho local fixo para morar, claro que isso não é problema já que vivo através de ''lanches noturnos'' por assim dizer. Sim, eu sei que estou roubando as lojas de noite mas não é minha culpa que esses otários deixam seus estabelecimentos desprotegidos de noite. É isso que ganham por confiar demais em manés fantasiados, que estão muito mais ocupados transando ou fazendo grandes coisas como salvando princesas e capturando grandes vilões.

E sim, existe princesas e príncipes no mundo de hoje. Pode parecer meio clichê ou excêntrico demais mas é necessário para dar uma boa aparência em grandes festas ou fazerem discursos para as cidades pobres. Discursos do tipo: ''Não se preocupem, eu darei o meu melhor por vocês.'' ou ''Não decepcionarei á vocês, eu prometo.'' Eles(as) são tão hipócritas quanto os heróis, pelo menos hoje foi um dia interessante para o mais novo estudante da raimon academy. Não é um dos melhores se comparado com os mais avançados e tecnológicos colégios de heróis mas não dos piores também, pode se dizer que é médio. 

Ouvi dizer que o diretor daqui é um dos melhores da região e todos os alunos o adoram porque ele é justo, gentil e tem uma visão crítica da sociedade atual. Antigamente o colégio estava ao ponto de falir e fechar suas portas mas foi graças um torneio de futebol que ele foi salvo e o centro de tudo isso foi o capitão do time. Ele deve ter se tornado treinador ou professor, não sei direito..

Começando do início de tudo, isso era para ser mais um dia de passeio comum e tudo seria bem tranquilo se eu não tivesse a burra curiosidade de dar uma volta no período de tarde e de CASACO!! Sorte que moro em uma cidade com clima voltada para o frio senão eu estaria fodido desmaiado no chão duro e quente do asfalto.

Hoje - Tarde: Horas atrás..

- ''Chega de escrever isso, melhor dar uma volta no bairro enquanto não anoitece.'' 

Não fui contra a voz de minha consciência, apenas concordei com ela. A tarde é bem tranquila, não tem muito movimento e esse casaco é BOM PRA CARALHO!! Já estou á 1 semana nas ruas desde da minha fuga e todo dia vejo mais cartazes da minha foto constatando que estou desaparecido, isso é hipocrisia mas eu apenas ignoro porque é o melhor que posso fazer no momento e na situação atual, não é muito respeitoso um estranho de casaco enlouquecer e começar a rasgar cartazes do desaparecido pela cidade. Eu estaria apenas cavando o meu caminho... melhor, a minha COVA para ganhar uma passagem só de ida para a casa dos horrores novamente.

Não. Acho melhor passar direto sem se preocupar, vamos!! Bora ver se tem algo legal para visitar.

Shopping..

É como eu imaginei. É um local com várias lojas mesmo, já tinha ouvido sobre esse tal ''shopping'' mas nunca tinha visto um de fato porque... bem, melhor não lembra desse momento enquanto estou caminhando nesse paraíso. Tem praça de alimentação, um negócio chamado ''cinema'' e visitei muitas, muitas, muitas lojas, todo tipo de comida na praça e dos mais variados filmes no cinema. Quando eu tiver dinheiro prometo voltar aqui e assistir um filme com.. com... meu.. pai?

- ''AHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH''

- ''Garoto está tudo bem?'' - Pergunta o segurança do shopping.

Merda... deixei isso ser exposto demais, pensa... pensa...

- ''Ah tudo bem senhor, só foi uma náusea. Me desculpe.''

- ''Hum.. então, onde estão seus pais?''

Merda, merda, merda, merda...

- ''Ah eles estão me esperando fora do shopping, combinei de encontra-los agora.''

- ''Eu te levo até lá.'' - Responde insistindo.

- ''Ah por favor não..''

- ''Por que não?''

- ''Eles vão pensar que causei problemas para o senhor. Por favor, eu vou sozinho.''

- ''Beleza então, cuidado rapaz.''

- ''Sim e desculpe por causar problemas.''

Essa última mentira foi demais, quase que me fodo com isso. Preciso não parecer um completo estranho dep-- 

- ''GAROTO!!''

Ah não, já era...

- ''Por que não está na escola?'' 

- ''Escola?''

- ''Sim, escola. Você é estudante da raimon academy ou de outro colégio da região?''

- ''Não, eu.. eu.. eu combinei com meus pais para conhecer essa.. raimon academy.''

- ''Ah você sabe o caminho né? É logo virando a esquina na saída do shopping, recomendo bastante.''

- ''Ah então, até logo senhor guarda.''

- ''Sim! Boa sorte, espero que consiga a vaga.''

- ''Sim sim, até logo.''

Raimon Academy...

Caralho essa foi por pouco mas eu lhe agradeço senhor guarda. O senhor acabou de fazer o meu dia mais interessante e UAU!! Esse colégio é insanamente grande, tem um campo de futebol até!! caralho faz tempo que não bato uma pelada.. isso ficou estranho, ah esquece.

Acho melhor dar uma olhada rápida e sair em seguida, está ficando um pouco tarde..

- (Droga que horas são...) - Pensei enquanto olhava para cima.

- ''Ah são 16:40 meu jovem.''

- ''AHHHHHHHHHHHHH!! QUE SUSTO!!''

- ''Ah desculpe meu jovem, não queria assusta-lo dessa forma.''

- ''Sim sim e eu estou de saída Senhor, então licença..''

- ''ESPERE!!'' 

PORRA PORRA PORRA!!

- ''Sim?''

- ''O meu jovem estuda aqui?''

- ''Não. Estou apenas de passagem senhor.''

- ''O que achou do colégio então?''

- '' É realmente impressionante. Acho que o diretor tem bastante orgulho de seus alunos.''

- ''Sim.. eu também acho isso garoto.''

Merda, esse velho está me atrasando porque?! preciso arrumar um jeito rápido de sair daq-- 

- ''Gostaria de ser matriculado?''

Que?

- ''Ei você ouviu bem? Posso conversar com um responsável seu como.. seu pai ou mãe?''

- ''Meu pai... minha mãe...''

- ''Hum...'' - (Esse garoto passou por um grande fardo e... Oh não..)

- ''Garoto, gostaria de passar a noite aqui?'' 

- ''Não não, eu tenho um local já para ficar essa noite.''

- ''Para ficar? Garoto, a rua não é um bom local para ficar, principalmente nessa temporada de inverno.''

QUE?! COMO ELE SABE DISSO?!

- ''E mentir não é bom, por favor fique aqui essa noite.''

Não tenho escolha a não ser ficar com esse velho e... ele disse para ficar aqui? no colégio? essa noite?

- ''Ah senhor, ficar aqui? como assim?''

- ''Eu moro aqui, todos os meus ALUNOS moram em dormitórios dentro da minha casa.''

- ''Casa? o senhor é..'' 

- ''Prazer, sou o seu novo diretor. Bem vindo aluno novato, Mike Sato.''

- ''QUE?!?!?!''

Voltando ao presente..

Foi isso que aconteceu e aqui estou eu deitado em uma cama ao lado do quarto do diretor. No caminho ele me confirmou que é o diretor que todos elogiam e falam na região e esse é o seu colégio, mas algo não está batendo na história. Como ele sabia meu nome? Como ele sabia que eu iria dormir praticamente na rua? ele ler mentes? Isso é bastante irritante porque me faz lembrar daquela mulher que me sacaneava ou da vadia da filha dela que me tratava como um cachorro.

Amanhã eu vou perguntar ao diretor sobre como ele soube disso e se sabe mais que o devido sobre mim, isso pode ser perigoso o bastante para eu voltar para aquele inferno de mansão. Se tudo não der como o esperado amanhã, preciso planejar uma fuga desse colégio já que decorei o caminho que fiz com o diretor até esse quarto que estou no momento. Acho melhor dormir um pouco, o azar é que perdi meu jantar, espero que amanhã aquela loja do casaco esteja aberta de noite para eu fazer mais dos meus lanches noturnos diários.

- ''Chega de escrever, vou guarda-lo debaixo do travesseiro com segurança.''

 

Fim do capítulo 02..


Notas Finais


Quando a frase ou a fala está em parênteses quer dizer que o protagonista/personagem está pensando, é apenas isso.

Até amanhã e espero que não ocorra nada de ruim até lá hehe..


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...