1. Spirit Fanfics >
  2. Quente como fogo - JIKOOK ABO BDSM >
  3. Capítulo quatro

História Quente como fogo - JIKOOK ABO BDSM - Capítulo 6


Escrita por:


Notas do Autor


Oi oi meus amores, vim trazer o capítulo de hoje com muito carinho. Caso tenha erros me desculpe, ainda estou aprendendo a escrever tudo de forma certa e estudando para conseguir fazer uma redação boa.

Espero que gostem do capítulo de hoje sz

Capítulo 6 - Capítulo quatro


Fanfic / Fanfiction Quente como fogo - JIKOOK ABO BDSM - Capítulo 6 - Capítulo quatro


"Misture cores da paleta, escolha seu filtro o que eu quero. Aquele que vai mudar seu mundo, eu sou seu filtro. Incluindo seu coração..."

 ㅡ Filter Jimin



Pov Jimin








  Casa dos Park's 05/01/2019










Já havia se passando um dia que tudo aquilo tinha acontecido, ainda não consegui entender o que aconteceu comigo e com o meu lobo, para eu ficar tão gelado e tão necessitado do Jungkook.
Logo após tudo aquilo, ele me ofereceu mostrar o seu mundo e eu ser o seu submisso, não posso negar que aquilo me deixou intrigado demais. Eu quero ser seu submisso sim, mesmo nunca tendo um alfa para me saciar no cio ou para namorar, eu tinha desejos e um desses era me submeter a alguém. E se esse alguém for o Jungkook, não irei reclamar.

Dei uma pesquisada sobre o fetiche em si, procurei entender o que é ser um submisso e como eu deveria me comportar diante ao meu dono/dom. Fiquei horas e horas pesquisando, vendo vídeos, lendo sites e até mesmo procurei algumas imagens em específicas. Fiquei interessado, eu queria experimentar tudo aquilo e o que mais me chamou a atenção foi um fetiche dentro do BDSM chamando pet play. Eu queria experimentar ser o pet de Jeon, me imaginei de várias formas e de vários animais, queria descobrir em qual animal eu me encaixo. Talvez Jungkook pudesse me ajudar nesse fator, já que eu ainda sou tecnicamente um baunilha. Encontro um site que fala sobre o fetiche que eu demonstro mais interesse.. vou ler e entender um pouco mais.




{Saiba o básico sobre petplay}





Cachorrinho ou Gatinho?

Entrando na mente dos animaizinhos
É essencial para quem for o animalzinho que entre no personagem. Em inglês dizemos que isso é o "pet headspace", ou seja, pense como um animal, aja como um animal, seja o animal. Assim a brincadeira ficará muito mais verdadeira e divertida.

Puppy Play - aqui o animal é um filhotinho de cachorro e precisa ser treinado e adestrado como tal.
Cat Play - algumas pessoas são gatinhos ou gatinhas, pois gostam de lamber, ronronar e estar próximo de seu Dono ou Dona.

Kitten Play - aqui o gatinho ou gatinha são filhotinhos e precisam tomar leitinho e serem cuidados como muito amor e carinho.

Como funciona?

Quem faz o treinador pode exercitar sua capacidade de liderança e chefia, porque deve dominar o animalzinho e manter sua disciplina. Em compensação, receberá muito carinho do pet, por ser da natureza deles brincar com qualquer pessoa que lhes dê atenção.
É importante lembrar que o intuito da brincadeira não é a humilhação. Existem pessoas que gostam de ser humilhadas nas brincadeiras sexuais, mas essa não é a intenção principal da pet play.
O cerne da brincadeira é justamente ensinar truques e disciplina para um animalzinho, e ninguém os chuta, pisa ou maltrata para ensinar. O segredo para a brincadeira dar certo é o incentivo positivo do treinador.

Quais são os personagens?

Existem vários tipos de perfil para desempenhar na pet play.
Você pode conferir aqui embaixo e ver em qual se encaixa melhor, ou então criar você mesmo com o seu parceiro ou parceira novos papéis e novas personalidades para os personagens.
Cachorro adulto: é um papel que se direciona mais para a personalidade tradicional dos cães; ficar de quatro, latir, colocar a língua para fora, se coçar. São mais independentes do que os filhotes.

Filhotes: esse já é um papel um pouco diferente; os filhotes são muito curiosos com tudo que veem e querem sempre um carinho ou então brincar. Prestam muito mais atenção do que os cachorros adultos.

Dono: é qualquer pessoa que cuida de um pet.

Treinador: nesse papel a pessoa vai treinar os filhotes para moldar seus comportamentos, além de ensinar truques.

  {Não seja tímido e explore seu lado animal com esse fetiche, abra a mente e seja criativo. Não fique preso em animais domésticos, vá além e seja aquilo que seu interior escolher para você!}





  -link para o artigo no Facebook nas notas finais-






Sendo o submisso, sou aquele que vai ser dominado e moldado da forma que meu Senhor quiser. Jungkook seria meu dono e treinador, eu realmente quero saber quais são os fetiches do Jungkook dentro do BDSM, eu também quero saber... 


Qual animal eu seria?


ㅡTalvez... Eu seja um gatinho? ㅡ falo para mim mesmo ㅡ nhya, eu preciso da ajuda do Jeon para ver tudo isso... Como eu vou falar com ele, sendo que eu nem tenho seu número?

Eu não noto que estou com um biquinho emburrado, enquanto mexo minhas pernas de uma lado para o outro em cima da cama.

ㅡ Queria carinho...ㅡ falo e sinto meu ômega choramingar dentro de mim.

Estamos carentes





.





.





.





.





.





Já se passava das 14h quando resolvi que era o momento de eu sair de casa para caminhar, hoje não teria aula por conta de uma reforma nas salas da universidade. Eu não sabia para onde ir, quem sabe na praça principal.. ou talvez ir numa pracinha. Não sei.

Coloquei uma roupa simples calça jeans preta, uma camisa listrada de manga comprida e um blusão peludo térmico. Agora é rezar para que não neve se não eu vou passar frio e dessa vez não vou ter um Jungkook para me aquecer...

Eu estava na rua, indo em direção a praça principal para respirar um pouco e colocar meus pensamentos em ordem, não sei se quero tanto ser o submisso de Jungkook, porém ao mesmo tempo, eu quero muito ser seu sub.

ㅡ Eu quero, mas será que vai ser tão bom? Eu posso estar colocando muita expectativa nisso...ㅡ falo baixinho para eu mesmo

Chego na praça e admiro a beleza do inverno Sul coreano, a neve cobriu as árvores e os bancos, conseguimos andar por ter pessoas que tiram a neve do chão para que nós andarmos sem soterrar os pés na neve. Lindo, sempre amei o inverno - mesmo sendo ômega e sofrendo com o frio -, eu acho que é uma das épocas mais bonitas do país junto do outono, onde as folhas das árvores ficam em tons terrosos e está no clima perfeito para dançar onde quiser.

Fico divagando por meus pensamentos, avisto um banco no meio da praça e resolvo sentar nele para tirar algumas fotos do lugar e algumas selfies. Passo mais de 1h distraído fazendo fotos e brincando na neve, criei um boneco que se chama Olaf.

Não noto que um pouco distante de mim tem um alfa me cuidando/admirando, apenas me do conta do mesmo quando sinto seu cheiro perto de mim. Meu lobo já se estava se "jogando" para cima do alfa, enquanto eu fingia que não havia notado a sua presença, estava tirando fotos do Olaf e junto dele também para ter lembranças do meu boneco de neve.

ㅡ Você é adorável, ômega ㅡ diz o alfa

ㅡ Obrigado Alfa ㅡ falo sem me virar para ele

ㅡ Que feio jimin....ㅡ escuto passos chegando mais perto de mim- não olhar para seu alfa quando o responde

Meu pelinhos se arrepiam ao sentir seus braços abraçarem minha cintura e seus lábios perto do meu ouvido.

ㅡ Desculpe Jungkookie ㅡ falo manhoso

ㅡ Vira para mim, Jimin ㅡ manda e eu obedeço.

Ao me virar, olho direto para seus olhos e o vejo sorrir, seus braços ainda estão circulando minha cintura e seu calor ainda é passado para mim.

ㅡ Pensou sobre o que a gente conversou? ㅡindaga

ㅡ Sim....ㅡ falo, me aconchego em seu peito para aproveitar seu calor.

ㅡ E qual é sua resposta, bebê?

ㅡ Eu quero ser seu sub, Jungkook ㅡ falo, agora olhando para seu rosto ㅡ porém, eu não entendo nada desse mundo. Sei um pouco da teoria, mas não conheço nada na prática. Eu nunca beijei, tive relações sexuais ou estive tão íntimo com algum alfa.


Vejo um sorriso brotar em seus lábios.


ㅡ Eu serei o seu primeiro em tudo, amor ㅡ fala carinhoso ㅡ posso te levar para um café, lá eu te explico um pouco mais sobre como vai ser nossa relação e também sobre o nosso contrato de sub e dom.

Apenas concordo com a cabeça e me afasto de seu abraço para irmos a cafeteria que o mesmo me disse. Fico ao seu lado e ele logo entrelaça nossos dedos.

ㅡ Nós vamos ir no meu carro, tenho um lugar interessante para que nós não sejamos interrompidos e que ninguém seja curioso sobre o que um Park e um Jeon estão fazendo juntos.

ㅡ Okay... Jungkookie ㅡ falo baixinho





.






 

.





.






POV Jungkook


Eu estava ansiado para ter a resposta do Jimin, poderia esperar por 1 mês para ele digerir e decidir se queria ser meu submisso. Porém, eu não consegui, não tinha dado 24h desde nossa primeira vez juntos e eu já queria o ver de novo.

Não entendo, mas eu me sinto necessitado por estar com ele.

Eu tinha resolvido sair para a praça principal, perto da casa de Jimin quando sinto seu cheiro.


Morango sempre foi a minha fruta favorita.


Fiquei admirando de longe o ômega brincando na neve, lhe observando, notei o quanto ele é belo e fofo. Resolvo me aproximar para perguntar sobre o nosso assunto principal.

Abraçar seu corpo era uma delícia, sentir seu cheiro e o sentir tão necessitado de mim era muito bom, não vou me enjoar disso não fácil.

Ter um ômega submisso não é fácil, ainda mais quando envolve o BDSM. Acima do fetiche, nós dom's sempre queremos o bem do nosso sub. Nunca ir além do seu limite, nunca desrespeitar seu corpo, sempre mimar, dar carinho e sempre mostrar para ele o quanto é especial e único para nós dom's.

Eu tive medo da sua resposta por saber o quanto é distorcido o fetiche na mídia, eles falam que nós não respeitamos nossos sub's, que não os tratamos com o carinho merecido e que o fetiche é extremamente alfista. Tudo isso é mentira, tanto que existe ômegas dominantes dentro do fetiche, é um mundo onde temos a mente aberta para tudo, claro que gostamos de ser dominantes, porém, antes de dominar...


Nós temos que ser dominados.


O olhar da sociedade para o fetiche piorou quando lançaram 50 tons de cinza um filme completamente fora do fetiche, o cara não foi totalmente dom. Ele não respeitou a sua submissa, passou do limite e não mostrou o fetiche de verdade.


Só piorou tudo.





[...]





Não posso falar que estou triste, Jimin aceitou ser meu submisso. Estar comigo e ser totalmente meu, claro que ainda temos que conversar sobre:

Regras;

Limites;

O que ele quer saber;

O que ele não quer experimentar;

Sua palavra de limite;

Etc...


Por isso vamos ir ao Clube Domina, onde vamos tomar um café - na parte vip tem um café onde os dom's podem levar os sub para conversar ou não se expôr tanto- para falar sobre tudo isso e também já lhe apresentar um pouco sobre o que vamos fazer.




Estou ansioso por isso.


Notas Finais


Link para o artigo do Facebook que fala sobre pet play.

https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1221523324527568&substory_index=0&id=1221519564527944

O que acharam do capítulo de hoje bebês?
O próximo promete bastante coisas... Um pequeno spoiler.

Vamos ter o primeiro contato do Jimin com o BDSM de forma direta, não, ainda não vamos ter cenas de Sexo, porém teremos algumas intenções sobre as cenas do fetiche.

Me falem se gostaram! Comentem sz

Até depois meus amores.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...