1. Spirit Fanfics >
  2. Querida Diabetes >
  3. Capítulo 13- 8 Anos com Diabetes

História Querida Diabetes - Capítulo 13


Escrita por:


Capítulo 13 - Capítulo 13- 8 Anos com Diabetes


29 de Junho...

um dia normal para algumas pessoas,mas para mim não muito,há oito anos atrás,nesse mesmo dia,fui diagnosticada com diabetes tipo 1,há oito anos atrás,eu tinha apenas nove anos e estava recebendo essa noticia,depois de uma semana inteira de exames e consultas e angustia de não saber o que eu tinha,há oito anos atras,um medico olhou nos meus olhos e disse "você e diabética,e vai tomar injeções para o resto de sua vida",há oito anos atrás,uma balconista de uma papelaria aplicou a minha primeira insulina e me ensinou a aplicar em outros lugares porquê nenhum enfermeiro(a) me ensinou,há oito anos atrás em um mês anterior eu era uma criança saudável,e então minha vida com diabetes começou,viraram para mim e disseram que era só aplicar insulina que estava tudo certo,e eu realmente achei que era so isso,nessa de "é so aplicar insulina",tive 17 cetoacidose,17 vezes na UTI,14 no P.A,43 Internações,2 trocas de insulina por não funcionar,3 trocas de seringas diferente,2 canetas diferente de aplicação de insulina,1 processo para conseguir a bomba de insulina,1 processo de malstratos porque parava tanto em hospitais que achavam que não cuidavam de mim,muitas consultas e mais consultas. Nos hospitais andava para passar o tempo,subia e descia escadas e elevadores e ninguém perguntava em que andar eu deveria estar,que por sinal era sempre o 7,e sempre com uma pulseira de internação,minha parte favorita era a maternidade porque olhava os bebês,e as enfermeiras e as mães deixava eu pegar eles no colo,conhecia o hospital inteiro,e varias vezes algumas acompanhantes se perdia no hospital e eu mostrava sempre o caminho,a meia noite e meia eu descia para o subsolo,aonde ficava a cozinha e ajudava a fazer as cestinhas do café da manhã para o dia seguinte,e a moça que preparava sempre me esperava e me dava algumas coisas extras zero açúcar ou diet,e ela falava para eu sempre deixa um bilhete caso eu fosse embora,porém não adianta muito porque eu voltava em uma semana no ano todo,na véspera de natal ela me deu um pudim zero açúcar,porque ela tinha me perguntado qual era meu doce favorito,no mes de dezembro sempre vinha um pessoal de trabalho voluntário vestido de papai noel,doende e mamãe noel com um saco enorme cheio de presente,todos os dias eles passavam e me davam um presente,já ganhei muita boneca e panelinhas de cozinha,uma enfermeira do hospital disse que um papai noel voltou para me entregar um presente especial que não era do hospital,mais eu já tinha recebido alta e não encontrei mais ele,e como regra do hospital não podiam passar meu endereço,todas as enfermeiras,médicos e segurança me conheciam,e eu podia andar pelo hospital inteiro,menos dali para fora,depois da janta ficava sentada com eles na área de enfermagem rodando na cadeira,e foi assim até os meus 14 anos,depois fui transferida para o andar de adultos,porem ainda conhecia o hospital,e as enfermeiras...e os médicos,só mudou o andar e eu fazia a mesmas coisas,e as 3 da tarde descia para o setor da pediatria e continuava rodando na cadeira,com o pessoal que já conhecia conversando comigo,e 9 da noite,a enfermeira do setor de adulto ia me buscar para medir glicemia,aplicar insulina e eu poder comer...ela sempre sabia onde me encontrar,2 da manhã ficava na sala de espera assistindo TV junto com o Guardinha,ele tambem nunca se importava de eu estar ali as 2 da manhã,só voltava para o quarto as 7 para de novo ter a mesma rotina de dextros,insulina,comer e os médicos passarem a visita que por acaso,deixavam eu repetir meu caso

"Laura Brazão,14 anos,diabética tipo 1,usuária de insulina hunalog e NPH na seringa variada com caneta,cetoacidose diabética pela 12vez,rins funcionam normalmente e não precisa de dreno,ruim de acesso por as veias ser finas e estouram rápido,potássio voltou a normal mais ainda a Hemoglobina glicada esta acima do normal", e eles sempre brincavam dizendo que eu era a próxima medica dali. Depois da bomba,só voltei 2x,porque precisei fazer 2exames que não podia usar a bomba então tive que tirar e por ficar muito tempo sem,tive cetoacidose,mais fora isso,não voltei mais com cetoacidose,me internaram algumas vezes,por anemias que descobriram que eu tinha. Ja precisei andar com tubo de oxigênio por não conseguir respirar,não conseguia fazer nada sem me sentir extremamente cansada,com dor,sem ar,e exausta,já nem sei quantas vezes eu fui no médico e todos eles me olham com uma cara ruim,com os exames alterados e péssimo e nem sei quantas vezes eles disseram que eu estava a beira da morte. Minha depressão não ajuda muito,o que significa que eu tenho mais um tratamento alem da diabetes,e da anemia,mais é difícil achar um remédio que não altere uma coisa ou outra,e para piorar tenho neuropatia,que faz eu sentir tanta dor a ponto de eu gritar de dor e chorar,e eu quase nem sou de chorar,fico quietinha na minha,e isso desesperada meu Irmão mais velho,tive raiva das pessoas por serem saudáveis,tive raiva de mim por me achar inútil e incapacitada,tive mais raiva ainda por eu ter uma doença incurável e colocava a culpa em mim sem mesmo ter feito nada,tive raiva dos médicos que injetavam remedios para me salvar porque eu não queria mais estar ali,não me cuidei muitas vezes,mais estou tentando...pode não ser muita coisa,mais quando troco o cateter ou meço a glicemia,nem que seja uma vez no dia,eu me sinto feliz por conseguir,porque eu me culpo tanto que nem consigo fazer isso,gostaria de ser positiva nesse texto,e dizer que a diabetes não me impediu de fazer nada,que eu consigo e que ela é minha amiga,mais não seria verdade,eu aceito que tenho a doença,porem é complicado de explicar...mais eu estou tentando...enfim feliz 29 de Junho...Feliz 8Anos com Diabetes.


29 de junho de 2020





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...