História Querida Kitty. - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Animes, Descoberta, Mais Merdas, Merdas, Poesias, Romance, Series, Vida
Visualizações 5
Palavras 547
Terminada Não
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: LGBT, Poesias, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade, Mutilação
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Nove de agosto de dois mil e dezoito.


Querida Kitty

       Estou ciente que você não é um diário, e também ciente de que seu nome foi tirado especialmente e carinhosamente do Diário de Anne Frank, já que desde que descobri sobre a mesma a minha paixão por ela surgiu, junto com a tristeza e a angústia por saber que uma pessoa tão maravilhosa e com tantos objetivos de vida foi tirada da Terra por pessoas indecentes. Enfim, acho que isso não importa muito e nem o que direi a seguir, mas ultimamente me sinto tão sozinha que nem desabafar com alguém ou comigo mesma está me ajudando. Não sei. Me sinto vazia, mas cheia de sentimentos. Meus pais já disseram que de jeito nenhum vão pagar uma psicóloga ou procurar por uma, até porque, aparentemente, não sou uma louca com pensamentos loucos. Bom, talvez estejam certos, mas pode ser que estejam errados. Eu não tenho tanta certeza de absolutamente nada nos últimos dias, é como se as paredes estivessem desmoronando e não houvesse nenhum tipo de esconderijo. 

Estou fazendo um curso de Jovem Aprendiz, pelo visto, me ajudará muito em qualquer ocasião relacionada a emprego e até mesmo socialmente, já que pelo visto eu sou mais tímida que a garota que gosta de mim, que nem falar comigo fala. Voltando ao assunto... O curso fez-me sentir bem, por um período não muito louco, apesar de amar as aulas e até mesmo a professora, de tão amorzinho que ela é, mas parece que desde que comecei a fazê-lo meus pais passaram a brigar mais por conta do dinheiro e do carro, realmente não quero que piore. Mesmo implorando as vezes para que peçam o divórcio, minha vida com os dois separados jamais seria a mesma e eu acabaria em um poço mais fundo do que já estou. "Oh, SaMaRa!". Estou tentando aprender a lidar com o fato que não sou tudo isso que pensei que fosse, como ser responsável, prestativa, educada e pontual. Sou só uma adolescente descobrindo o certo e o errado ainda. 

Falando de hoje, foi um dia como qualquer outro dia normal. Uma quinta feira, acordei cedo e sai de casa para o Work&Job, logo, voltei e me aprontei para ir ao inferno, -lugar que muitos odeiam ir por causa da lição -, porém, o meu pior pesadelo lá são as pessoas que por qualquer coisinha é motivo para tirar sarro da cara de alguém. Por exemplo: eu uso anel de coquinho, sou chamada de coqueiro. eu vou com uma blusa da minney, ficam gritando "está na disney?!". Fora outros tipos de coisas que prefiro não citar. Bom, talvez mais tarde, já que não me sinto 100% a vontade aqui. Talvez um dia, quem sabe. Pode ser poucas coisas, mínimas coisas que para muitos não fazem diferença, mas sei lá... tudo o que dizem causa um impacto para mim e um tipo de facada nas costas. Não gosto do jeito que sou, louca e muitas vezes abuso dessa loucura. Juro, tento mudar para melhor, mas tudo o que eu consigo é um colapso que me desmonta por inteira. Talvez eu devesse, sei lá, me matar... Mas eu estou aqui por causa de algumas pessoas, e não por mim. Realmente não quero estragar a vida delas, mais do que a minha está.

                                Sua Izzie.


Notas Finais


Desculpem algum erro.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...