História Querida Maldição - ABO - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia)
Visualizações 91
Palavras 1.145
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, LGBT, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu não aguentei tive que posta mais um capítulo!

Estou tão feliz, comecei os últimos capítulos da fic, espero que estejam gostando. Obrigada por todos esses Favs e comentários!

Borá pra fic!

Capítulo 14 - Marcado Parte 1


Eu não pode acreditar, eu estou realmente mercado, e pela pessoa que eu amo! Sem mais anônimo sem mais mensagens, só Katsuki e eu... 

 

Sorrir ao me levantar da cama, é quarta, olho para meu celular, marcava seis horas da manhã, vi a notificação; 

 

Katsuki: *Bom dia!* 

 

Depois que saímos na escola trocamos o números, e dessa vez tinha absoluta certeza que era ele. 

 

Deku: *Bom dia!* 

 

Caminhei até o banheiro me arrumei, olhei no reflexo, no canto esquerdo do meu pescoço uma marca, ela é esbranquiçada, quase não se via, abrir mais um sorriso ao toca-la, minha própria marca, quem diria? Eu não queria ter uma, não queria depender de ninguém, mas... 

 

– Izuku, já está acordado?! 

 

Ouço a voz de minha mãe, parecia está na cozinha, sorriu mas uma vez no espelho, peguei meu óculos na bancada, olhei para ele: 

 

“Eu não preciso mais dele!” - Pensei colocando de volta na bancada. 

 

Fui para a cozinha, minha mãe já ligava o fogão, eu sorri para ela e ela me olhou confusa, não a entendi; 

 

– Que foi? - Perguntei, ao pegar minha mochila na mesa;

 

– Onde está os óculos? - Ela chega mais perto de mim, corei, não queria a respondê-la; 

 

– T-ta na minha mochila, -Minto, e ela suspira - Olha só as horas, tenho que ir! - Me despeço dela e saiu da casa, ela não me entendeu ficou plantada no mesmo lugar me vendo partir. 

 

Eu não queria dizer a ela sobre a marca, sabia o que ela diria, e não seria um “Que ótimo filho, seu primeiro ceio!” Seria mais um “Filho não acredito que não foi pra zona seletiva!” 

 

Mesmo estando feliz, estou preocupado, se alguém descobrir que fui marcado sem estar na zona seletiva, eu posso ser punido ou Katsuki pode ser punido, e eu não quero isso! 

 

Notificação;

 

Katsuki: *Estou te esperando.* 

 

Mordo os lábios ao ler aquela mensagem, apressei os meu passos para chegar o mais rápido da entrada do colégio, o avistei, ele sorriu para mim, chego mais perto e o mesmo logo entrelaça sua mão na minha, coro com o ato, ele rir: 

 

– Vamos? - Ele me pergunta e eu concordo. 

 

Caminhamos para a sala de mãos dadas, alguns alunos viram a cena, olhavam para gente, eu me encolhia mais, não gostava de ser o centro das atenções, ouvir mais uma notificação, mas dessa vez era uma mensagem compartilhada: 

 

Mina: *E aí pessoal do colégio? Viram a novidade? Deku finalmente escolheu entre os dois alfas, Katsuki e o ganhador!* - Uma foto foi enviada, era eu e o loiro na frente da escola. 

 

Não gostava das fofocas de Mina, mordi mais uma vez meu lábios, queria me encolher e sumir dali, sentir um aperto na mão, era Katsuki ele me apertou na esperança de dar forças a mim, e de fato deu, sorri para ele e ele para mim. 

 

Todos os olhares do corredor estavam sobre nós, e havia fofoca entre alguns entre eles, dizendo “Como o Katsuki gostou desse ômega?” Ou “É só por causa do cheiro dele!” Aquilo me magoava, mas de certo modo quando o alfa estava ao meu lado aquilo não importava, simplesmente sumia, entrei na sala com ele, nos separamos e fomos para nossas carteiras. 

 

– E aí garanhão, soube que deu tudo certo né? - Ouvi a ômega atrás de mim comentar sorri ao olhar para ela: 

 

– Mais do que certo... -Comentei e ela rir. 

 

A porta da frente foi aberta, olhei rapidamente quem era: Shouto, ele me olhou, vi que estava triste, mas sorriu, e comentou; 

 

– Que bom que deu tudo certo... 

 

––– 

 

A aula estava chata estava quase dormindo, quando o sinal da segunda aula toca, educação física, suspiro ao me levantar da carteira, caminho até a porta, sigo algo tocando em minhas costas me viro era o bicolor; 

 

– Izuku... Eu...-Ele não consegui dizer o que queria o professor Aiwasa o interrompeu: 

 

– Midoriya onde está seus óculos? - Ele me perguntou, olhando desconfiando.

 

Os alunos que pouco segundos estavam saindo pararam e me olharam, ninguém havia percebido, olhei para o professor e depois para Shouto a minha frente, sorri ao responder: 

 

– Não preciso mais dele! - O professor compreende e todos os alunos voltam a caminhar, olho para Shouto de novo, mas o mesmo não fala mais nada. Foi embora com o resto dos alunos.

 

"O que ele queria falar?" - Penso. 

 

– Você fica mais bonito sem óculos, Deku-chan, admito! - Ochaco fala para mim e eu tomo um susto. 

 

Fomos até a quadra, todos se sentaram na arquibancada, Katsuki sentou ao meu lado, sorri para ele;

 

– O que foi? - Ele me perguntou e eu não o entendo - Parece está pensando em algo...

 

Suspirei, ele sabia que algo me deixava impaciente; 

 

– É Shouto, ele queria dizer algo para mim na classe, mas... - Ouvi um rosnado vindo do alfa, sabia o que era ciúmes, rir um pouco ao comentar; 

 

– Não se preocupe, eu estou ligado à você não a ele... -Ele sorri ao ouvir isso, me abraça e eu sinto me sufocar - E-esta me sufocando... - O alfa riu ao aperta mais forte, tente me soltar entre uns sorrisos.

 

Ouvimos o apito do professor Aiwaza, nos sentamos direito e olhamos ele se por na frente dos alunos segurando uma bola, ele olhava fixo para mim e Katsuki;

 

– Hoje jogaremos queimada! - Ele fala e os alunos comemoram, de fato todos gostavam de jogar. 

 

O professor dividiu a turma em dois grupos, Katsuki e eu ficamos em times diferentes;

 

– Como todos já sabem, os queimados vão para a linha do gol de seus adversários e tentaram queimar o time, só poderiam sair da zona do gol se conseguirem jogar a bola para seu time sem deixar a bola tocar no chão, entendidos?! - Concordamos. 

 

À partida começou, o time adversário estava em vantagem com um aluno a mais, mas nosso time não queria perder, passaram alguns minutos e ainda tiramos seis pessoas enquanto que no outro time tinha dez. 

 

Shouto conseguiu pegar a bola, ele é do time adversário, ele mirou em mim, não conseguir desviar a tempo, fui atingido, a bola foi jogada forte, dei um passo pra trás quando a bola me atingiu, Katsuki correu para perto de mim; 

 

– Está tudo bem? - Ele perguntou preocupado, eu sorrir balançando a cabeça afirmando está bem, ele olha para o bicolor que chegava perto – Por que fez isso?! - Se levantou rosnando para o outro alfa; 

 

– Eu não fiz por querer, eu... - Foi interrompido pelo loiro; 

 

– Sei, não fez por querer, quase machucou o Deku! - Ele flou, o bicolor rosnou sou ouvir isso; 

 

– Eu o machucar? Foi uma bola Katsuki, uma bola! Não acha que está exagerando?! - O loiro iria dizer algo a mais, mas foi interrompido:

 

– Midoriya, Bakugou! - Ouvimos o apito do professor quando nos chamou – Na sala da diretoria agora! 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...