1. Spirit Fanfics >
  2. Querido Diário >
  3. Único

História Querido Diário - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Fiz a one a pedido de uma amiga, não vou explana-lá porque ela sabe quem é KSKSKSKS

Boa leitura ♡♡

Capítulo 1 - Único


" Querido Diário.


Monkey D. Luffy é com certeza a pessoa certa para mim, mas ele é muito lerdo, nos beijamos algumas vezes mas nunca passamos disso.

Estou fazendo algo de errado?

Os amigos de Luffy parecem não gostar muito de mim só porquê passamos muito tempo juntos, o que devo fazer?

Eu não suporto estar no mesmo lugar que Luffy e não o tocar, estou ficando louco? Devo estar, é a única explicação para isso tudo."


Trafalgar rapidamente fechou o pequeno caderno ao ouvir a porta se abrindo, revelando o dono de seus pensamentos e sonhos mais eróticos. Luffy mantinha um sorriso largo nos lábios - provavelmente porquê acabara de comer -, caminhou até Trafalgar e encarou o pequeno caderno cinza nas mãos do mais velho.


- O que é isso, Torao? - Perguntou, claramente curioso.


- Nada demais. - Law respondeu simplista, guardando o caderno na gaveta de sua escrivaninha. - Vem aqui. - Puxou Luffy para seu colo, ajeitando-o ali.


- Torao, estive pensando em algo ultimamente.


- Seria outro churrasco? - Trafalgar brincou.


- Não! - Luffy disse entre risos. - É sobre nós.


O coração de Trafalgar travou, talvez Luffy quisesse encerrar o relacionamento de ambos? Mas afinal, eles tinham um relacionamento? Luffy sempre o apresentava como um "amigo" para seus colegas, talvez estivesse cansado do estudante de medicina e quisesse por um fim naquilo que ambos tinham.


- Continue. - Pediu, ansioso.


- Eu quero ir mais a frente. - Luffy sussurrou. - Nami me disse que casais fazem coisas...quando se amam.


- Está dizendo que quer transar? - Law perguntou.


- N-Não é transar! É fazer amor! - Luffy disse de forma infantil.


- E você me ama o suficiente para isso?


- Até mais.


Law sorriu largo, selou os lábios aos do menor e iniciou um beijo afoito, desceu as mãos até as coxas de Luffy, apertando-as com força. O menor se remexeu no colo de Trafalgar, rebolando de forma desajeitada enquanto gemia de forma manhosa contra os lábios do maior.


- Luffy...tem certeza que quer isso? Nem somos namorados. - Law disse após cessar o beijo.


- Então me peça em namoro logo! - Resmungou e puxou Trafalgar para outro beijo.


O mais velho suspirou contra os lábios alheios ao sentir sua ereção ser pressionada pelas mãos curiosas de Luffy, se levantou da cadeira com o menor no colo e se dirigiu até a cama, deitando o garoto ali. Luffy observou Law retirando a própria blusa com lentidão, os olhinhos curiosos desceram até o abdômen malhado do mais velho, suspirando com a cena.


Trafalgar riu soprado, subiu sobre o corpo do menor e tomou novamente os lábios para si, desabotoou a calça do mesmo, logo adentrando a cueca alheia com sua destra. Luffy gemeu de forma abafada por estar com os lábios de Law sobre os seus, explorando sem pudor algum a boca alheia. A mão grande de Trafalgar massageava a glande de Luffy com lentidão, sorrindo a cada suspiro que saia da boca do menor.


- M-Mais...- Luffy choramingou. - Eu...Eu quero você, Torao.


- Você já me tem. - Law sussurrou em falsa inocência, distribuindo chupões pelo pescoço alheio.


- Não assim...- Luffy gemeu em desgosto ao ter seu membro abandonado. - Q-Quero você dentro de mim...


Law rosnou com o tom de voz do garoto, ajudou Luffy a retirar suas roupas e mordeu o lábio inferior com a visão do menor completamente nu em sua cama. Luffy mandou a vergonha para algum lugar bem longe dali e se posicionou de quatro, empinando o quadril para Trafalgar, este que apenas gemeu baixo com a cena.


- Onde você quer que eu te toque, Luffy? - Law perguntou de forma provocadora, retirando a própria calça.


- A-Aqui. - Luffy sussurrou, levando os dedos de sua destra até sua entrada, a invadindo com seu dedo do meio e o indicador.


Law apertou o próprio falo, observando Luffy movimentar seus dedos enquanto gemia de forma manhosa, chamando o nome do maior entre os gemidos. Trafalgar rosnou, segurou a mão de Luffy e o obrigou a apoia-la na cama, apertou as nádegas branquinhas para logo em seguida desferir um tapa estalado ali, sorrindo com o gemido sôfrego do menor.


- Eu pensei que você fosse mais inocente, Luffy. - Law disse enquanto se esticava para pegar algo na gaveta do criado-mudo ao lado de sua cama.


- Me...me fode logo, Torao. - Choramingou.


Luffy não pode evitar o gritinho fino que saiu de sua boca ao sentir o membro de Trafalgar lhe invadindo de uma só vez, apertou o lençol entre os dedos e permitiu que as lágrimas caíssem, afinal, ainda era virgem.


- Desculpe, anjo. - Law pediu, acariciando a cintura fina do garoto.


- T-Tudo bem, Torao. - Luffy disse baixinho, aproveitando o carinho e beijos que Trafalgar distribuía em sua costa.


Demorou cerca de 5 minutos para Luffy se acostumar com o volume dentro de si, moveu seu quadril contra o de Trafalgar e arfou ao sentir o volume se enterrando mais ainda. Law gemeu rouco, estava perdendo a sanidade com o aperto que o interior de Luffy causava em seu membro, moveu seu quadril contra o do menor de forma bruta, puxando a cintura de Luffy para trás toda vez que se impulsionava para frente.


O quarto era preenchido pelos gemidos altos e manhosos de Luffy, estes que se misturaram com o barulho dos corpos se colidindo. Trafalgar marcava as nádegas alheias com tapas fortes, apreciando cada vez em que seu nome saia de forma arrastada da boca do garoto. Law se retirou de Luffy, deitando-o de costas na cama, e então se enterrou novamente no garoto, ajudando Luffy a manter seu quadril levantando o suficiente.


- T-Torao...Ah! - Luffy soltou um gritinho fino ao sentir sua próstata ser acertada.


Law sorriu largo, procurando acertar apenas aquele ponto, não demorou muito para que o corpo de Luffy começasse a tremer com toda a onda de prazer que recebia, o menor se desfez sobre o próprio abdômen, gemendo alto. O estudante de médica rosnou, sentindo seu membro ser apertado novamente, enterrou-se uma última vez em Luffy e se permitiu gozar dentro da camisinha que colocara antes do ato.


Luffy tentava normalizar sua respiração enquanto o estudante de medicina voltava do banheiro após jogar a camisinha fora, se acomodou ao lado do menor e puxou-o para si. Luffy se acomodou nos braços do maior e se permitiu fechar os olhos ao sentir leves selares serem espalhados por seu rosto.


- Luffy...aceita ser meu namorado? - Law perguntou baixinho.


- Achei que nunca fosse pedir, Torao. - Disse de forma preguiçosa. - É claro que aceito!


Notas Finais


Obrigada por terem lido ♡

Sintam-se a vontade para me fazer pedidos de ones ou fanfics, adoro escreve-las ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...