1. Spirit Fanfics >
  2. Querido Diário >
  3. Quinta-feira, 17 de agosto. - Tarde.

História Querido Diário - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Errinhos serão corrigidos mais tarde.
Beijitos.

Capítulo 3 - Quinta-feira, 17 de agosto. - Tarde.


A exatos 7 dias, o diretor havia comunicado os veteranos com melhor reputação para ajudarem nos preparativos de algo especial: O aniversário de 50 anos de sua faculdade. De acordo com o velho, não podia ser algo pequeno e além do mais, precisava envolver os alunos e a comunidade, afinal, fazer uma boa propaganda nunca era demais. E foi ai que algum infeliz, deu a maldita ideia de uma gincana.

Na teoria era realmente legal. Colocaria os cursos em disputa saudável, arrecadaria alimentos que seriam doados mais tarde, alem de incentivarem os alunos a doar sangue, como se não bastasse, os estudantes ainda mostraria seus talentos. De fato uma ótima ideia!

Logicamente que teoria e prática nem sempre se combinam. 

O projeto realmente despertou seu interesse, mas depois do segundo dia de organização, Xiao Zhan já via estrelas de tanto estresse. Mesmo com todos ajudando em algo, ainda era um evento muito grande, com muitas turmas e o aluno com mais responsabilidade, seria o diretor entre os monitores. Não, não era o Xiao, graças aos céus, mas ainda sim, tinha pego muita coisa pra fazer e se negligenciara. De novo.

Estava com mais 9 veteranos de cursos diferentes dentro daquela sala designada ao conselho dos monitores, massageando as têmporas levemente tentando lutar contra sua enxaqueca, se esforçando ao máximo para prestar atenção no quê seu cordenador falava. Sentia a garganta arder depois de ir de sala em sala repetindo o mesmo discurso, e as vezes não tendo a sorte de achar bons ouvintes como foi no curso de Educação Física. 

 -Senhor Xiao, esta se sentindo bem? - A voz do homem fez ma mente do moreno latejar de dor, já sentindo algum enjoou graças a enfermidade. Já imaginava que os olhares estariam em si e isso fez seu estresse duplicar, lhe dando outro lampejo de dor.

- Sinto muito, Senhor Li. São só crises de enxaqueca. - O jovem respirou fundo, tentando manter seu café da manhã no estômago. - Posso tomar meu remédio, por favor?

- Sim, querido. Se achar que não consegue prosseguir pode ir ao seu dormitório. - Não era incomum as pessoas terem cuidado com Xiao Zhan, até porque, a maioria ali ja foi ajudada pelo homem de sorriso de coelho em algum momento.

Zhan pegou a mochila de cor vermelha, sua favorita, mas estranhamente aquela cor chamativa estava a lhe dar tontura, fechou os olhos com força, visando se acalmar. 

Uma bela enxaqueca antes das 9 da manhã. Lindo!

Foi a paços lentos até o bebedouro mais próximo, tirando sua garrafinha branca com azul do bolso da mochila e puxando o remédio do bolso de deu moletom azul claro, forçou ambos goela abaixo e esperou. Quando sentiu a tontura novamente, encostou a testa no metal gelado do bebedouro, respirando fundo.

- Zhan-Ge, esta se sentindo bem? - A voz em questão era grossa, mas foi dita de um jeito tão tímido e baixo que não chegou a doer. Zhan levantou os olhos devagar, vendo Yibo e os amigos o olhando com feições preocupadas. 

- E-é só uma enxaqueca, Didi. Eu melhoro jaja. - A voz do mais velho saiu baixa, evitando que o próprio tremer de seus ossos lhe doesse as têmporas. - Eu tenho que voltar ao conselho da gincana.

- Nesse estado? - Yibo se aproximou de si quando o viu tombar levemente pro lado, o segurando pela cintura e pelos ombros. Com a voz mais baixa pediu para Yixuan pegar a mochila do mais velho e que Seungyoun fosse avisar ao conselheiro que ele voltaria ao dormitório. - Você precisa descansar, Zhan-Ge.

Xiao até iria retrucar, mas só se deixou levar. Estava tão estressado ultimamente que havia negligenciado seus comprimidos de enxaqueca. As capsulas que deveriam ser tomadas 3x ao dia todos os dias, não foram ingeridas nem sequer uma.

SungJoo perguntou onde era o alojamento da mais velho e ele lenta e delicadamente falou ser na área B. Pasmem, Wang e Xiao eram vizinhos, morando a 2 quartos de distância um do outro. Yibo quis se bater por nunca notar isso.

Zhan se apoiou na porta de seu quarto, sentindo seu café voltando, olhou pra cima a fim de controlar o que vontava, pelo menos até estar no box de seu banheiro. Wenhan pegou a chave das mãos trêmulas e abriu a porta, vendo Yibo levar o outro com todo cuidado do mundo, como se fosse o ser mais precioso e senta-lo na cama.

- Obrigado, aos cinco. - Zhan olhou para os quatro ali, mas se referindo tambem a Seungyoun que estava ausente. 

- Apenas descanse, Zhan-Ge. - Yibo comentou, ainda agachado a frente do Xiao e lhe entregando a garrafa d'água, mas travou ao ver o outro sorrindo pra si, logo afagando suas mexas azuis.

- Obrigado, Bo-Di. Você é mesmo um anjo. 

Wenhan, Yixuan e SungJoo se entreolaram vendo aquela cena, segurando os risos ao ver as orelhas de seu caçula ganhando um tom escarlate. O último citado foi o primeiro a se recompor, pondo a mão no ombro de um bobo e apaixonado Yibo e dizendo que precisavam deixar o Gege descansar, quebrando a bolha do dois ali.

Depois de dizer que ficaria bem a um preocupado Yibo, ele se viu sozinho em seu alojamento, já retirando as roupas e se mantendo apenas com a boxe preta, não tardando em virar um "burrito" entre os cobertores e se deixando embalar pelo sono, se permitindo descansar de verdade, depois da semana que passou.


Yibo estava um mistura de radiante e preocupado. Preocupado pois o dono de seu coração estava um pico de estresse em demasia, e radiante por poder ter chegado ao outro antes que ele desse uma de maluco e voltasse aquela sala e desmaiasse, alem de ter tido aquele momento digno de filme, onde apenas se olharam e se perderam um no outro.

Ok, talvez Wenhan tenha razão e Yibo seja completamete gado pelo outro. 

Quem diria que uma porfessoda faltar de última hora e sair para comprar algo pra comer na lanchonete, iriam resultar em os 5 ajudando um enfermo Xiao Zhan a ir ao seu quarto. E mais! Que o dono de seu coração estava ali, do seu ladinho e Yibo nunca notou isso.

- Você tem muito o que escrever hoje, Yibo. - Wenhan se referiu ao seu diário e realmente elr teria. Havia rabiscado alguns desenhos durante a aula em sua diário, mas nada realmente relevante.

- Gente, temos que eleger alguém! As meninas elegeram a Mei LingZu pra uma das representantes, falta outra pessoa. - SungJoo falou mais sério. 

- Põem o Yibo, ai ele fica com o princeso dele. - Yixuan falou brincalhão- Eu ainda to surpreso em como você foi rápido eu juntar o corpo dele no teu, quando eu quase caia. - Dito isso, todos os cinco riram, deixando o Wang querendo enterrar o rosto na terra, mas soltando alguns risinhos.

- Sem chance, eu não sou nada organizado, ela vai ficar sobrecarregada. Por que não vai o SungJoo? - O Wang comentou quando as gargalhas dos amigos pararam, olhando para o citado e buscando uma resposta. - Você seria um bom líder. Você já parecesse uma mãe, daria certo, apenas teria mais filhos. - Todos concordaram com o mais novo, logo dizendo que ele era uma boa mãe, mas que eles não queriam um pai tão cedo.

- Eu odeio vocês. - SungJoo comentou, andando mais rápido para a cantina e fingindo não conhecer os outros quatro qur gritavam "Mãe" eu sua direção. 






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...