1. Spirit Fanfics >
  2. Querido Diário >
  3. Sexta-feira, 18 de agosto. - Manhã.

História Querido Diário - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Oia a gente de novo.

Capítulo 5 - Sexta-feira, 18 de agosto. - Manhã.


Yibo se remexeu preguiçosamente em sua cama, amaldiçoando o invertor do alarme de celular, odiando cada "Bep bep bep" que era emitido repetidamente pelo aparelho. Normalmente não tinha problemas em acordar cedo, mas quando não tinha aula pela manhã e esquecia de desligar aquele troço, a história era outra. Quando desligou o alarme, as 6:30 da manhã, sabia que não voltaria a dormir, então, como não tinha trabalhos ou atividades atrasadas, se levantou e decidiu fazer algo de produtivo a sua saúde física. Tinha que dar orgulho ao seu curso, afinal.

Lentamente, o homem de madeixas azuis rumou ao banheiro, arrancando a regata e a bermuda que usara no caminho, os jogando junto ao cesto de roupa suja de seu banheiro. Se meteu no box e esperou que a água fria lhe despertasse dos braços de Morpheu.

O banheiro de tamanho médio e revestido de azuleijos brancos não tinha tantas coisas assim, mentira, tinha sim. A pia de cuba preta, era lotada de cremes e protetores solares e um protetor labial. Dentro do armário de madeira em baixo da mesma, algumas poucas sombras amarronzadas e bases estavam postas dentro de uma nécessaire verde depositada na primeira prateleira, alem de o básico para a limpeza do cômodo e um saco de rolos de papel higiênico na segunda prateleira. O box de vidro e com um tipo de concavidade na parede, onde era depositado produtos para o cabelo e sabonetes e alguns aneis que o Wang tirava no banho, mas nunca lembrava de os tirar dali e por de volta do guarda roupa.

- Frio, Frio, Frio. - Repetiu as palavras de acordo com a água tocava em seu corpo quente, se arqueando por instinto ao ter a costas tocadas pelo líquido. 

Ao se acostumar com a temperatura baixa, desligou o registro e  passou o sabonete pelo corpo, logo o ligando novamente aproveitando a sensação de despertar, começando a gostar de ter o corpo em baixo da água. Alguns minutos depois, desligou definitivamente o chuveiro e saiu do box, pondo os pés no tapete felpudo de seu banheiro - Cortesia da senhora Wang, vulgo sua mãe - os enxugando ali, pôs os pés na pantufa que usava no mine apartamento e enrolou a toalha na cintura, logo rumando de volta a seu quarto.

Seu quarto merecia um boa faxina, haviam folhas de rascunhos pra todos os lados, semana de entrega de trabalhos era um belo pesadelo. O quarto tinha paredes brancas e vazias, - visto que era proibido manchar ou deterioriar as mesma - a cama de solteirão e coberta pela colcha de cama cinza ainda estava bagunçada, as cortinas blackout pretas fechadas e impedindo a passagem da luz e uma escrivaninha revirada, mal dando pra ver o notebook preto no meio de tanto papel. Deus, quando se tornou alguem bagunceiro? Quando voltasse de sua corrida daria um jeiro naquilo. Na parede oposta a sua cama, o guarda roupa lhe esperava, este sim perfeitamente arrumado.

Remexeu o guarda roupa médio que pertencia ao quarto e buscou entre suas varias roupas esportivas, algo do seu agrado para aquela agradável manhã de agosto. Optou por uma calça de corrida preta, o moletom roxo e os tênis de academia branco, obviamente da nike. Lembrando sempre de por o protetor no joelho, afinal não queria voltar ao ortopedista por torcer algum músculo, de novo. Não pôs brincos ou anéis, visto que poderia se machucar pelos movimentos, então apenas pôs o relógio digital no pulso esquerdo, para marcar seu tempo e batimentos cardíacos. Se olhou no espelho do guarda roupa quando devidamente arrumado e sorriu satisfeito, indo a porta. Regressou ao banheiro quando viu que não tinha posto o protetor solar. Não é todo mundo que tinha uma boa pele, voltaria a ser um chokito se não se cuidasse.

Agora sim, devidamente pronto. Pegou a garrafinha de água, no momento vazia e enfim saiu.


[🦁🐰]


Não era proibido que os alunos usassem a quadra ou a pista de atletismo para uso próprio, apenas incomum durante as manhãs, visto que a maioria escolhia a macia de suas camas invés de qualquer outro lugar. Justamente por isso, Yibo se viu dividindo a pista apenas com mais dois estudantes.

A pista marcada em laranja e branco, contrastando com a grama verde emitia uma visão bonita ao jovem adulto, que a observava enquanto se alongava e aquecia pre treino, 10 minutos assim e já se sentia pronto pra fazer seus exercícios. 

Decidiu começar apenas uma caminhada, dando três voltas pela pista, de canto de olho, viu um calouro de no máximo 20 anos copiando seus passos, mas podia estar apenas tomando exemplo. Logo, evoluiu para trotes, dando 5 voltas na pista, vendo o adolescente/ adulto fazer o mesmo, dessa vez lhe encarando descaradamente, quase em desafio. Quando começou a correr, não estava nos seus planos ceder as provocações de um pirralho que provavelmente estava no primeiro ano e se achava demais por isso, mas ele cedeu. Deu mais de 12 voltas na pista, aumentando seu ritmo toda vez que o garoto ameaçava chegar perto de si, no fim da 26 volta, Yibo viu como aquilo era ridículo e decidiu parar, ja pingando em suor e completamente ofegante.

Foi até a arquibancada e pegou sua garrafinha,  rumando ate o interior da faculdade,  pois a água de lá era mais gelada do que a do bebedouro externo. Pelo canto dos olhos viu o mesmo garoto lhe acompanhando com a cabeça, com mesmo ar desdenhoso.

Pirralhos. Será que ele era assim em seu primeiro ano? Esperava que não.

Enquanto esperava a água encher o objeto de plástico, via em seu relógio seu tempo, percebendo que graças aquela mini corrida, ele havia passado seu próprio recorde. É, ao menos isso.

- Bom dia, Lao Wang. - Xi ZhanLi era uma garota peculiar, -  vamos chamar assim - cursava engenharia e era da mesma grade que o Wang, tendo o conhecido quando em um belo dia, ela simplismente chegou dizendo como ele era "gostoso" e se queria ser sua amizade colorida. Ela era bonita e até simpatica, mas, mesmo que Yibo deixasse escrito na sua testa que não era daquele fruta que ele gostava, ela ainda o seguia. Bem, não queria ser rude com a menina, mesmo já tendo sido sincero demais, mas ela nunca ia embora.

- Bom dia, Lao Xi. - Logo o de madeixas azuis levou a garrafa até os lábios, ingerindo seu conteúdo. O homem se engasgou levemente ao sentir as unhas compridas da menina em seu braço. - Xi ZhaLi, o que esta fazendo?

- Apenas aproveitando a paisagem.

- Lembra do que eu te disse na semana passada? - Viu a garota murmurar um "Detesto segundas", ato que deixou o azulado já sem sua pouca paciência. - Não, que eu sou gay. - O Wang nem esperou resposta, apenas rumou de volta a seu quarto, praguejando baixinho e pensando se iria dormir, arrumar o quarto ou fazer seu almoço. 


Notas Finais


Errinhos serão corrigidos mais tarde
Beijitos.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...