História Querido Diário - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Draco Malfoy, Harry Potter
Tags Draco X Harry, Drarry, Harry X Draco, Pinhão
Visualizações 1.515
Palavras 570
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Lemon, Romance e Novela, Saga, Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*As partes Sublinhadas são palavras que o Draquinho riscou, já que diário algum não possui esses erros basicos ;3

Capítulo 4 - Capítulo Três


21 de Novembro de 1995

 

Querido Diário.

 

Lembra-se da amiga que mencionei antes? Aquela que era meu diário? Então, aparentemente trocamos de lugar só porque ela está namorando o idiota do meu amigo... Sério diário, não tenha dois amigos que namoram! Além de você ter que ser parcial nas brigas para não se foder, tem que ouvir todos aqueles problemas escrotos e melosos. Ah, diário, não aguento mais escutar sobre esses problemas corriqueiros e bobos... Eles desabafam como se acontecessem as piores coisas do universo! Mas eles não sabem como é ruim ama... Mas eles não sabem de nada!

 

Sabe diário, mesmo não parecendo, tanto por causa da minha atitude e do meu passado,  eu amo tenho uma queda por alguém... Um amor tão completamente impossível. E esse alguém é simplesmente a pior pessoa pela qual eu poderia me apaixonar ter uma queda! Ele é tão santo, falso, humilde, maldito, corajoso, arrogante, lindo, orgulhoso, adorável, tímido... Credo, parece que eu sou um perseguidor apaixonado! Mas eu juro que não sou! e babaca. Mas apesar de ser tão desprezíel, ele possíu uma alma e índole que são tão complexos que não existem palavras para explicar as contradições de seu ser. Até mesmo eu que “converso” com ele vez ou outra fico desnorteado pela força que sua aura transparece a todos... E, Merlim, como eu queria que seu olhar caísse sobre mim!

 

Mas é um amor uma queda impossível, eu sei... Se aqueles olhos simplesmente parassem de queimar cada vez que seus sentimentos transbordam, eu conseguiria seguir em frente! Não consigo parar de provocá-lo e observá-lo cada vez que nos encontramos, é como se meu corpo tivesse uma maldita vontade própria! Meu coração anseia para conhecer cada pedaço daquele homem e eu não consigo recuar... É impossível para eu me afastar. Ele me atrai e me faz  rodeá-lo como um centro gravitacional de algum sol brilhante demais para ser suportado! Cada rude toque me queima, corrói e arde os olhos num reflexo de esfriar todo o calor que ele me transmite! Ah, me diga, diário, é possível gostar tanto de alguém assim? Mas lembre-se, diário, eu não gosto dele, apenas tenho uma pequena queda por aquele grifinório maldito!

 

Ok, é agora que meu diário parece como o de uma menininha apaixonada, que vergonhoso, eu estou com sono e vou dormir, diário... De novo, isso tudo não passa de uma boba queda que logo passa! Sério...

 

 

-º-

 

Harry riu consigo após ler o diário. Quer dizer, como alguém poderia ser tão adorável ao negar o próprio sentimento?! Fora que esse cara devia ser fantástico para conseguir fazer o dono do diário se sentir de tal forma avassaladoramente apaixonado.

 

 

Na verdade, agora que Harry parava/parou para refletir sobre seus romances, ele nunca havia sequer sentido um terço de todo esse amor que o outro sentia. Nem mesmo com Gina, que ele supunha ser amor... O moreno sorriu um tanto inconformado, já que fazia algum sentido. Sempre fora a ruiva que dera o primeiro passo para tudo. Três folhas e toda sua concepção de vida estava sendo modificada aos poucos e o grifinório se sentia atordoado...

 

Um sentimento de inveja e curiosidade tomou Potter, e ele suspirou, virando a página do pequeno livro negro para achar mais pistas sobre quem era esse mistério de garoto. Mas uma coisa ele sabia, o amor do garoto é ou já foi da sua não tão mais idolatrada casa...


Notas Finais


Repostando a fic porque eu jurava que eu tinha postado o capítulo 2, mas quando eu fui ver, não tava postado D:, então resolvi deletar os outros capítulos (com muita dor no coração), pra poder ficar na ordem ;-;.

Postei todos até o capitulo 13 (que é onde terá minha explicação do porque eu demorei tanto para postar).
Esse aviso será repetido até o capítulo 13 :v


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...