História Querido Diario : O Gênero da Vida - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 13
Palavras 500
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Famí­lia, Fantasia, Festa
Avisos: Linguagem Imprópria, Spoilers
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Shaka está representando meu signo

Capítulo 12 - Sentimentos


Fanfic / Fanfiction Querido Diario : O Gênero da Vida - Capítulo 12 - Sentimentos

O que posso falar...

Eu era uma pessoa que morou sempre com a mãe,Tio,Avô e Avó sempre contente,alegre e brincalhona feliz da vida! 

Não sabia os reais motivos da vida,eu era uma pessoa muito inocente,que o que mais gostava de fazer era descobrir os sentimentos da vida,e viver desenhando por aí 

Sempre vivendo com o que é melhor,uma das.......filhas perfeitas 

foi quando em 2015 o sonho se tornou pesadelo vendo a morte com os próprios olhos,naquele dia que comecei me afastar do mundo,virei a pessoa sem sentindo pra viver e me perguntava porque Deus não me levou com meu avô pra o céu 

Anos de choro

Solidão 

Receber ou querer até a morte 

Vive isolada e ainda sofro com alguns resultados em quase não ter um pai 

,até receber uma MP pois nesses anos já estive criando histórias...com isso recebi uma notificação de ajuda de uma amiga 

Sorrir com o resultado,como se nunca tivesse sorriso antes; então com isso fui a ajudando sobre momentos em que se precisa de uma amiga,comecei a me divertir com ela,descobrir mais sobre suas histórias e descobri mais tristesa do que própria alegria...

      Aí veio a amizade 

      Se tornando minha melhor amiga 

Tinha medo de meus pais descobrirem que tinha uma melhor amiga virtual 

Chorei com medo,após pensar,ela é linda,mesmo nos vivendo longe,ela é meiga,inteligente,pura e amiga quando preciso 

Era a única que não chamava minha história de besta 

Por isso..

Queria experimentar o gosto dos lábios dela 

Sempre nunca gostei de pessoas lésbicas,homossexuais...pois minha família não gosta nem 1% desse negócio 

Queria tanto sentir o gosto dos lábios dela na vida real 

Sermos felizes 

A abraçar,sem nenhum preconceito,um dia 

Uma pessoa a pediu em namoro,sem motivo algum me deu vontade de morrer..chorei e tremi 

Contei a ela..sem revelar que a pessoa era ela 

Com isso,não aguentei e não pude alcançar meus lábios nos seus naquele dia...

mais felizmente ela também me amava 

uma alegria subiu ao meu peito 

Eu todos os dias não parava de pensar nela 

Tinha encontrado finalmente a luz que anos queria achar 

tenho medo de a perder 

Mesmo ela sendo triste 

Eu a magoou por eu ser um mostro 

Eu a deixo isolada 

Mais nunca parei de a amar 

Pois ela é minha luz 

foi ela que me entende 

É ela que me ama 

É ela que escolhi amar 

Que escolhi viver a eternidade nos reencarnando sabendo que é ela meu amor 

Estou aqui pra dizer meus sentimentos por ti 

que tu és minha luz 

E

Nada nesse mundo 

Ira nos separar...vou fazer todas minhas forças pra ficar ao teu lado 

Obrigada e mil perdões por eu ser idiota..

Foi você que fez minha vida feliz 

Você não faz o mal pra ninguém 

Eu que sou chiclê agora 

Mais esse Chiclê é que eu te amo 

E sempre te amarei

A culpa é minha por não te fazer feliz 

Sou eu a pessoa que te ama e que hoje namora contigo 

Eu te amo amor mesmo eu sendo chiclê neste momento 

"...Seu amor está vindo aí,Nao desisita"


Notas Finais


Eu seu que foi chiclê tentei fazer melhor


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...