1. Spirit Fanfics >
  2. Querido Izuku (REBOOT) >
  3. Fake Love

História Querido Izuku (REBOOT) - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Fake Love


"Minha vida era o mais profundo cinza, ela não tinha cor alguma. Quando eu era criança tudo parecia monótono, chato, não sabia qual era a cor do céu, a cor das plantas e até mesmo, a cor do sangue. O que era irônico não? Sempre fui alvo de garotas, mas nunca me interessei por nenhuma delas, para mim, era apenas uma tranza rapida e nada mais…

...Até que você chegou, um aluno novo no colégio, você era lindo, uma aura maravilhosa, um sorriso encantador, sardas que mais pareciam estrelas no mais belo céu e seus olhos, duas esmeraldas brilhantes, cheias de vida. Sua alegria logo contagiou a todos da sala, e também de outras.

Logo, meu coração que parecia parado por anos, logo pulsou pela primeira vez, e pela primeira vez eu pude enxergar o azul do céu, o verde das plantas e o vermelho do mais espesso sangue…

Eu sorria por você, eu torcia por você, eu chorava por você, eu morreria por você… Eu mataria por você!"

 

(...)

 

O som do despertador logo tocou, tirando o dono de cabelos bicolores do mundo dos sonhos. Ao desligar o objeto da qual provinha o barulho irritante, Todoroki Shoto logo começaria a refazer a mesma rotina de sempre, a mesma chatice de sempre, ou não, para o bicolor, ele tinha uma nova razão para ir para a escola! Ele colocou seu uniforme e antes de sair do quarto para tomar café, ele fez uma pequena reza em seu “templo particular” que ficava no canto do cômodo.

-Dessa vez, eu tenho que trazer mais alguma coisa para cá…-o meio ruivo pensou alto, quando viu que alguns espaços de seu pequeno templo estavam vazios, outros estavam ocupados com, uma escova de dentes vermelha, um chiclete mastigado (que estava dentro de um pote de vidro), uma lata de refrigerante e por fim, uma foto de seu Crush que foi tirado escondida, óbvio.

Todoroki terminou de se aprontar, tomou um café, porém, antes de sair, deu uma última olhada para a casa e suspirou, é, morar sozinho não é fácil.Foi andando tranquilamente até a U.A. Sim, aquela U.A, a mais famosa escola que formava as mais brilhantes mentes de todo o Japão e não era para menos, só tinha gênios naquele lugar.

-Ei nerd! Vamos nos atrasar por culpa sua!-Todoroki parou na esquina em que estava e se escondeu atrás de um muro, ele conhecia bem aquela voz irritante

-M...Me desculpe Kacchan!-O coração do bicolor falhou em uma batida após ouvir aquela voz. Ahhh, aquela voz, que para ele se assemelhava ao mais belo coral de uma igreja, que exalava inocência, uma inocência que seria só dele.

-Vamos logo, Deku de merda!- o loiro, Bakugou Katsuki foi caminhando um pouco mais a frente, enquanto o esverdeado caminhava um pouco mais atrás.

Shoto sentiu seu sangue ferver em raiva, como alguém ousaria falar com aquela esmeralda brilhante de forma tão chula?

O garoto foi despertado de seus pensamentos quando ouviu seu celular tocando, era um número que ele conhecia muito bem.

 

Ligação on

 

-OLÁ SHOTO-KUN!!!!!!- uma voz feminina gritou do outro lado da linha

-Ahh, Hatsume-san, não grita assim no meu ouvido!- disse, enquanto tomava seu caminho para a escola novamente

-Me desculpe! É que eu queria um favor seu para experimentar meus mais novos bebês!- Mei Hatsume, também como conhecida como a cientista louca da U.A, ela era talvez a mais inteligente? Não era atoa esse título, a garota era líder do clube de ciências do colégio.- O que anda fazendo? Espiando o crush de novo?- perguntou meio maliciosa

-N...Não é da sua conta!- respondeu Shoto um pouco vermelho, enquanto passava pelos imensos portões da U.A

-Aha, sei… E ai, vai me ajudar ou não?- disse a dona de cabelos rosas do outro lado da linha

-O que eu vou ganhar com isso?- disse Todoroki já pensando em mil e umas chantagens para fazer para a “amiga”

-Eu te passo algumas informações sobre o crush do Midoriya…-o bicolor travou na hora- Não é isso que você quer?

-C...Como você?- Shoto ficou catatônico um pouco pelo que a garota estava propondo

-Vou ter que desligar, mas, continuamos nos falando por mensagem!-disse Mei- Não se preocupe, passarei todos os dados, contanto que você me ajude!

-Fechado!- falou Todoroki sentindo aquela raiva voltar, quem afinal era o maldito que tinha a atenção de Midoriya?

 

Ligação off

 

(...)

 

Mei

Hey

 

Todoroki

Mensagem no meio da aula? Sério?

Mei

Sim, ou vai me dizer que agora decidiu

prestar atenção na aula?

Todoroki

Não, mas mesmo assim

 

Mei

Exatamente, o professor Aizawa

é um pouco chato…

 

Todoroki

Só um pouco?

 

Mei

Tá, muito!

Vai querer as informações agora?

 

Todoroki

Por favor! Quanto mais cedo eu eliminar

esse maldito, melhor!

 

Mei

Já pensou em procurar uma 

terapia O.o

 

Todoroki

Já, mas não adiantou muita coisa -_-

 

Mei

Tenho um amigo Yandere…

ADOREI!

 

Todoroki

Depois eu que tenho problemas...O-0

Mei

Tá, ok

Vou te passar todos os dados que eu consegui

Do crush do Midoriya!

 

Todoroki

Até que enfim! Pode falar!

Mei

Seu nome é Bakugou Katsuki

Todoroki?

Shoto?

 

Todoroki

COMO ASSIM??? 

EXPLIQUE ESSA HISTÓRIA

DIREITO!

 

Mei

Eles se conhecem desde

o ensino fundamental

 

Todoroki

Eles são amigos de infância?

 

Mei

Sim e tem mais!

Eu descobri hackeando

o celular dele que

ele planeja se confessar para ele

Todoroki

Quando e onde?

Mei

Na árvore de cerejeira que tem atrás do ginásio

Na sexta-feira

 

Todoroki

Então eu tenho quatro dias, 

Até me livrar dele?

Mei

Exatamente duas caras!

 

Todoroki

Depois eu te vejo

o Aizawa vai me matar

descobrir que eu to no celular

Mei

Te vejo no clube de ciências!

 

(...)

 

A aula passou até que rápido, Shoto não estava preocupado com a matéria que perdeu por ficar no celular, porém ele não queria ficar para trás de nenhum de seus colegas! Imagine, Izuku não deve gostar nem um pouco de gente burra! Pelo pouco que ouviu falar dele, ele era um Einstein reencarnado! (N/A: Não é para tanto…)

Após tocar o sinal, sinalizando o final do primeiro período, e o início do intervalo, Shoto foi andando calmamente até o clube de ciência, mas antes que pudesse começar a subir a escadaria, um outro indivíduo, menor do que ele, esbarrou consigo. Todoroki conseguiu manter o equilíbrio, porém, o pequeno ser não, e por isso caiu com tudo no chão

-Desculpe…-sussurrou baixinho Todoroki, ele se virou para ver quem era e quase teve um ataque cardíaco, quais as chances?

-Ahh, não… não foi nada, eu que fui muito distraído…-disse aquela voz, aquela doce voz que era o motivo de tantos sonhos para si

-...- o bicolor não disse nada, apenas ficou encarando aquelas duas esmeraldas verdes que tanto amava- Q...Quer ajuda?-disse logo depois do que parecia uma eternidade

-P...Por favor…- falou Midoriya um tanto desconcertado pelo olhar que estava recebendo do desconhecido

Todoroki estendeu sua mão, a qual foi pega rapidamente por Izuku. O menor começou a se levantar, enquanto isso, Todoroki sentiu aquela pele macia como seda, o bicolor não queria ter que soltar a mão do menor, mas teve que fazer isso, se não o menor iria achar muito esquisito e a última coisa que Todoroki queria, era que seu pequeno se afastasse de si.

-O...Obrigado e me desculpe de novo…-falou Izuku um pouco vermelho, assim como Shoto, que não se cansava de ver as expressões do mais novo- T...Tenho que ir!- o esverdeado começou a andar apressado, porém o mesmo foi sendo observado por Todoroki, que não tirava os olhos de uma certa parte de seu corpo… Digamos que da cintura para baixo…

O bicolor retor a fazer seu caminho e não demorou muito para que o mesmo entrasse no clube de ciências, ele viu sua única “amiga”? Vamos chamar assim, trabalhando para fazer um robô

-E eu achando que nada mais nessa vida poderia me surpreender…-disse Todoroki, enquanto caminhava até Mei

-Não é?! Começamos a trabalhar nele semana passada!- disse a rosada animada

-E já está nesse estado?- o bicolor disse chocado, maravilhado e chocado ao mesmo tempo, aquela coisa parecia um humano!- Ok… Eu não vou dizer que isso é assustador…

-Falou o cara que persegue outro estudante…-disse a Hatsume bem baixinho para que só os dois pudessem ouvir

-Tá, tá! Entendi! Vai me ajudar agora ou não?- disse Todoroki um pouco irritado

-Ah sim! Espere aqui!- a ruiva imediatamente correu para uma mesa que tinha do lado, e ficou revirando algumas pastas até chegar na que queria, era uma diferença, de cor preta- Se eu tiver mais alguma informação, eu acrescento aqui, tudo bem?

-Ok…-disse Todoroki pegando a pasta- Estão todas as informações de… Katsuki aqui?- Shoto disse o nome do loiro com desprezo

-Sim! Inclusive, se você desistir dessa ideia de matar os outros, tem ai o nome de alguns dos crushs do Bakugou para você os ajudar!- falou a ruiva sorrindo, enquanto voltava a trabalhar no seu robô

-E por que eu faria isso?- questionou Shoto

-Para evitar ser potencialmente preso?- respondeu/perguntou a Hatsume

-Tsc… tudo bem, obrigado pela a ajuda então…-falou o bicolor se virando para voltar para sua sala e esconder aquela pasta, teria que dedicar um dia da semana, apenas para fazer as pesquisas sobre o Bakugou para se livrar logo de uma vez desse encosto!

 

(...)

 

Depois de um logo dia de aula, Shoto entrava na casa escura, acendendo as luzes e logo tirando os seus sapatos. As coisas realmente ficaram um pouco entediantes quando seus pais foram para os Estados Unidos, ele tinha ainda os seus irmãos, só que, Fuyumi estava casada, então, não, Natsu estava na faculdade, não e Touya… Ele nem sabe classificar o Touya de forma coerente, já que o ruivo era tão esquisito quanto o caçula.

O meio albino foi até o seu quarto, onde ele, abriu as portas de seu templo particular e colocou uma coisinha que ele pegou um pouco cedo, quando ele se esbarrou acidentalmente em Izuku… Era apenas uma pulseira, uma pulseira preta com detalhes em verde, realmente combinava com ele! O menor estava tão distraído que nem viu aquilo caindo.

Todoroki começou a tirar seus materiais para estudar, até que ele viu a pasta que a Hatsume havia lhe dado, foi então que ele se lembrou que teria que dar cabo no Katsuki, caso ele quisesse o Midoriya, só que tinha um pequeno problema… O Izuku e o Bakugou andavam para lá e para cá colados um no outro! Eram como unha e carne, a mas Todoroki iria separar esses dois, a mas se iria…

Um sorriso macabro dançou por seus lábios, e sem perceber, ele tinha ido até o porão de sua casa, onde havia alguns “presentinhos” que seu pai, Enji Todoroki, deixou para seu filho. Presentes esses que incluíam, uma cadeira no meio de tudo e mais alguns instrumentos, como maçaricos, facas, serrotes, pregos e outras coisas que para Shoto, eram divertidas! Ele, quando criança, adorava passar seus finais de semana com seu pai, afiando as facas com ele! Era uma diversão!

O bicolor foi andando por mais algum tempo, até achar algo que lhe fosse útil, até que ele viu um pequeno caderno em cima da mesa de madeira que ali tinha.

-”Técnicas de tortura?”- Shoto leu o título em voz alta- Será que o pai deixou isso?- o meio ruivo voltou para seu quarto e começou a ler o conteúdo. A letra era de seu pai e nele estava escrito diversos tipos de torturas, tanto físicas quanto psicológicas para fazer alguém de escravo! Ahhh mas se Todoroki adorou aquilo! Era como ser criança de novo!

Shoto acabou se envolvendo tanto no que estava escrito naquele caderno, que nem viu o tempo passar, já era mais ou menos onze e meia da noite quando a fome bateu e ele resolveu comer algo, mas antes, ele levou a pasta que Hatsume tinha lhe dado, afinal, ele precisaria saber de todas as informações possíveis, TODAS! E agora, com aquele caderno que seu pai havia deixado, ele nem precisava sujar as próprias mãos!

 


Notas Finais


Como prometido, aqui está o Reboot! E confesso que vai ser bem mais interessante nesse formato! Já vou avisando que vai ter duas rotas o final, a partir de determinado ponto, a história irá seguir caminhos diferentes, um pro final bom, e outro para o ruim, lógico que irei escrever o ruim primeiro e depois vai ser bom

A rota de finais runs, além do título regular, terá escrito ao lado “Bad End”, enquanto que os capítulos da rota boa terá “Good End”, ok?

Obrigado por lerem até aqui
See you next...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...