1. Spirit Fanfics >
  2. Querido melhor amigo >
  3. Remetente

História Querido melhor amigo - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, censa KKKKKKKKKKK
To tentando atualizar isso, eu juro. Se eu não escrever nada é pq morri.

Boa leitura gente S2

Capítulo 2 - Remetente


Fanfic / Fanfiction Querido melhor amigo - Capítulo 2 - Remetente

Sasuke se viu paralisado, não conseguia mover um dedo sequer. Sua respiração que antes estava casada por correr, agora estava acelerada pelos batimentos fortes do coração.

Era quem ele realmente pensava ou a bebida já tinha o levado a ter alucinações?

- Ah, Sasuke-Kun! - A morena de olhos claros se viu surpresa.

Sasuke não disse nada. Não porque não queria, mas sim porque não sabia o que dizer.

Caminhou vagarosamente até o outro  lado da rua desértica; ali parecia não habitar uma alma viva sequer.

Se aproximou da amiga. Sentia estar andando de forma estranha pela presença do homem familiar que portava o olhar de um certo alguém do passado.

- Hinata, me desculpa. - Disse de forma vaga fazendo a Hyuuga franzir a testa intrigada.

- Pelo que exatamente, Sasuke-kun? - A voz doce da menina era calma. Parecia não ter sofrido o que sofreu. Por mais que Sasuke nunca houve de ter passado por um assédio, sabia que aquilo era um crime. Sabia que fazia a vítima se sentir extremamente desconfortável e as vezes até aterrorizada. O que não sabia era como a menina podia ser tão serena, até porquê se fosse com ele o mesmo provavelmente estaria devastado.

- Eu vi o que Kiba fez. Juro que tentei ir até lá, mas acho que acabei bebendo muito. - Coçou a nuca em um ato comum. Estava envergonhado pela sua falta de ação.

- Oh, aquilo foi terrível. - Disse a garota voltando a encher os olhos de lágrimas. - Mas não foi culpa sua, não precisa se desculpar. Você teve uma boa intenção. - Falou de cabeça baixa, juntando as pernas como sempre fazia quando tinha medo.

- Quer que eu te leve para casa? - O Uchiha perguntou tentando ver se ainda podia fazer algo a respeito.

- Não. - O homem alto que se manteve em silêncio até então, finalmente disse algo.

Sasuke não entendeu a resposta. 

A voz grossa e estridente do homem realmente lembrava a de Naruto. Mas o moreno sabia que não era, era impossível ser seu antigo melhor amigo. Afinal, já não morava na mesma cidade onde ficava localizada a fazenda de seus pais fazia dois anos.  Tinha se mudado novamente, mas dessa vez sem o irmão e para uma cidade muito mais distante da que Naruto habitava. 

Itachi ficou com a fazenda, depois de muita insistência da parte de Sasuke; que alegava querer tomar as rédeas de sua vida adulta sozinho.

Olhou indignado para o jovem que era um tanto mais alto que ele.

- Como disse? - Arqueou uma de suas sobrancelhas.

- Não. Você não vai levá-la para casa. Eu vou. - Respondeu de forma fria.

Quem ele pensava que era? Hinata era sua amiga mais próxima a muito tempo, sabia que a garota não conhecia o indivíduo. Por que então ele estava se sentindo tão íntimo assim dela?

- Ele se ofereceu primeiro, Sasuke-kun. Sem contar que me ajudou com você sabe quem... - A menina tentou explicar.

- Hm, isso é ótimo. Mas quem é ele? - Indagou.

- Só para você saber, eu posso me apresentar sozinho. - O jovem que até então estava com o capuz laranja do moletom, retirou o capuz fazendo o Uchiha tremer. - Oi, Sasuke. Quanto tempo. 

O moreno gelou. Seu coração parecia que iria sair pela boca a qualquer instante, se sentia quase febril. As mãos geladas e o suor frio era inegável.

Os cabelos loiros do antigo melhor amigo balançavam pela brisa forte do vento. A rua estava escura, quase que sem iluminação, mas podia ver cada detalhe do rosto de Naruto; inclusive os olhos azuis hipnotizantes.

- Uzumaki? - Sua voz baixa falhou.

- Eu mesmo, Uchiha. - O loiro afirmou.

Não sabia como se comportar. Queria apenas abraça-lo e dizer que sentiu sua falta. Queria questiona-lo por não ter respondido suas cartas e perguntar o que havia feito nos últimos oito anos.

Sua ansiedade veio a tona junto a um turbilhão de emoções. 

Tinha tanto a dizer...

Viu que seus questionamentos sobre a aparência do amigo estavam errados. Ele não havia mudado quase nada. Não que isso fosse ruim, pelo contrário, era ótimo, já que ele era incrivelmente bonito.

- Vocês dois se conhecem? - A Hyuuga se viu confusa.

- Sim, eramos amigos. - Naruto foi o primeiro a responder.

- Tive de me mudar de cidade, por isso nos afastamos. - O Uchiha complementou.

Ambos se entreolharam. O que fez Sasuke estremecer.

O que estava acontecendo? Por que estava pensando tanto antes de falar com o antigo amigo? Fazia tanto tempo que já não sabia como conversar com ele. Teria ainda os mesmos gostos? Mesmas preferências? Gostaria mesmo de saber, mas não fazia idéia de como se reaproximar.

- Entendi. - Disse Hinata. - Querem que eu chame um táxi para que os dois possam conversar? - Sasuke sabia que a amiga sempre foi muito gentil. Mesmo querendo outra coisa, era óbvio que ela não gostaria de ser incomodo.

Sasuke se preparou para dizer que sim. Isso antes de ouvir a resposta de Naruto.

- De maneira alguma, nós não precisamos conversar. - De forma arrogante o Uzumaki respondeu pelos dois, não olhou o moreno nos olhos já que olhava fixamente a garota.

Sasuke se sentiu surpreso, a decepção o tomou.

Até entendia o Uzumaki querer ser gentil com Hinata, sabia que ele sempre foi assim. Mas como assim eles não precisavam conversar? Fazia oito anos que não se viam, eram como almas gêmeas naquela época.

Sentiu seu ego se ferir. Nunca havia sido "rejeitado" de tal forma.

- Certeza Naruto? - Hinata parecia realmente preocupada.

- Certeza Hina. - O Uchiha pode ver um sorriso fraco do loiro, o qual fez Hinata concordar com a cabeça.

- Sendo assim, boa noite Sasuke-kun. Obrigada por me convidar para seu aniversário. - A garota disse em tom melódico.

- Adeus, Uchiha. - Naruto disse de forma vaga antes de guiar a garota para longe.

Sasuke Uchiha, o garoto frio de ego grande, se viu solitário como antigamente.

Era como se tivesse enviado cartas sem remetente, onde nunca foram respondidas ou sequer lidas.

O que havia de errado? O Uzumaki não se importava? Aquilo não fazia sentido para o moreno.

Suspirou forte sentindo o peito apertar cada vez mais em angústia. Sequer pediu seu número, estava cego pela surpresa e felicidade. Agora não sabia quando veria novamente Naruto ou se sequer chegariam a se reencontrar, e também não sabia se o loiro queria aquilo.

Caminhou até a porta dos fundos da boate devagar, como se não quisesse entrar, pensando como alguém poderia ter mudado tanto. Se sentia feliz por ter visto Naruto, mas triste pela forma fria e distante do mesmo.

 Por fim, Sasuke passou as portas do fundo indo em direção a namorada.


Notas Finais


Poxa, parece que o hétero flex ficou triste. Pô Naruto, dá uma chance vai.

Beijo no cu ;))


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...