1. Spirit Fanfics >
  2. Querido Professor >
  3. Quem foi o monstro afinal?

História Querido Professor - Capítulo 11


Escrita por:


Notas do Autor


Oie!! Vocês não sabem o prazer que é estar de volta! ksksks Estavam com saudades? Queriam capítulo novo? Pois então toma! Eu estou meio sumida eu sei, mas seguinte, antes de lerem o capítulo eu queria ar esse recadinho pra vocês.
Eu comentei a algum tempo atrás que não estava me sentindo bem com o rumo de "Primeiro Amor" por isso estava em pausa. Esses dias eu resolvi apagar a história, mas tranquilos.. está na lixeira do spirit e em meus documentos caso eu reescreva ela algum dia ou comece outra com essa base.
Espero que me entendam <3. Boa leitura!

Capítulo 11 - Quem foi o monstro afinal?


Fanfic / Fanfiction Querido Professor - Capítulo 11 - Quem foi o monstro afinal?

León narrando

 

Ludmila e eu éramos felizes há uns três anos atrás. Bom, eu achava que era feliz até ser apunhalado pelas costas. Não a culpo, pois ela se tornou esse monstro por culpa minha e dê minha carência. Eu estava carente, cansado de sempre estar sendo cobrado por meus pais sobre arrumar uma mulher, sobre me casar e ter filhos. Eu definitivamente não pensava nisso, não me importava, apenas queria trabalhar, manter meu foco em me formar e dedicar minha vida a aquilo.

Nós nos conhecemos em um bar, tinha acabado de sair da faculdade, estava definitivamente nas últimas semanas e bem perto de pegar meu diploma, o que não via a hora. Foi quando a vi entrar no mesmo local e sentar ao meu lado.

Estava completamente vidrado em suas madeixas loiras e seu jeito de menina patricinha, não sei porquê diabos aquilo me chamou a atenção na hora, já que ela não fazia meu tipo. carência né León?. 

Paguei uma bebida para a mesma que me agradeceu com um sorriso. Logo se  passou uns minutos e fui falar com ela, conversa vai e conversa vem até que fomos parar no banheiro do local dando uns amassos.

Ficamos semanas conversando, trocando mensagens, saindo e nos conhecendo, eu queria ter certeza de que eu podia me relacionar com alguém sem sentir nada, ou seja, apenas sexo. Mas o que eu não sabia era que Ludmila estava se apaixonando por mim, e eu um homem completamente frio, estava querendo apenas dormir com a mesma.

Marcamos uma data para o “casamento” e foi aí que começou o verdadeiro inferno. Nós não éramos como os casais atuais, parecia que éramos aqueles de filmes que simplesmente tinha um contrato apenas para se “pegar”, era cada um para um lado e a noite fazíamos até o amanhecer, isso não era  felicidade para nenhum dos dois.

Um certo dia após uns meses já casados eu decidi tomar um banho pois havia acabado de chegar do serviço. Finalmente estava formado! Decidi deixar meu celular sobre a cama ao lado da mesma, estava tão cansado que não reparei onde havia colocado e se estava comigo. Mais cedo em uma de minhas conversas com o Diego meu melhor amigo, tinha dito que aquilo tudo era apenas fachada, que não rolava sentimentos de minha parte e que muito em breve aquilo iria acabar pois estava cansado e que iria focar no meu trabalho. Quando o celular apitou acredito que ela tenha lido nas barras de notificações pois a mesma jogou o mesmo contra a parede e logo em seguida começamos a discutir. Pois eu tinha me assustado com o barulho e sai enrolado na toalha. Eu me fodi de um jeito, o feitiço virou contra o feiticeiro. Ela logo pediu separação, de cara fiquei confuso pois a mesma não havia “se vingado”.

Estávamos quase no final do ano e não sabia mais nada dela, nem sinal. Eu por outro lado me arrependi pois fui um completo babaca. Tudo que eu desejava para a mesma era felicidade de verdade e que ela realizasse tudo na vida dela. Já eu, passei por situações difíceis pois perdi meu emprego logo que nos separamos e todas as minhas contas não estavam nada bem, morei com o Diego por uns meses até me “encaixar” de novo e me acertar.

Quando consegui comprar uma certa casa antes da minha atual, fui com o Diego pois ainda não tinha o carro e chegando lá pra minha surpresa ela estava lá, no salto, elegante, iluminada. Ludmila estava rica. Agora tu se fodeu né trouxa?. Me aproximei pra perguntar o que estava acontecendo e antes que pudesse perguntar, a mesma soltou uma risada de deboche a qual nunca havia escutado. Ela ria da minha cara, e disse que era por tudo o que havia feito com ela, que ela estava esperando o momento certo para dar o “bote”. Ela já tinha esse plano a um bom tempo nas mãos, foi ela que havia me falido, ela que me roubou, ela que tirou tudo de mim e ainda terminou com a frase “Eu ainda vou terminar com o que comecei” Foi a primeira vez que me senti humilhado pois o Diego já me alertava para não a magoar e que eu iria me arrepender mas a mesma já planejava me roubar quando nos conhecemos. Na visão dela ela viu de cara que eu não prestava e que só iria se apaixonar para me roubar. Afinal, quem tem mais culpa?. 

Sai de lá com o Diego e voltamos para o apartamento, decidimos recomeçar em outro lugar, outra cidade. Ele me ajudou a me reerguer e aos poucos fui construindo minha vida novamente. Após mais um tempo recebi uma proposta de emprego em uma faculdade de Buenos aires e foi ali que tudo começou a mudar, pois eu conheci uma mulher extraordinária e com um coração enorme..embora seja desbocada e muito nervosa.

 

Violetta narrando

 

Estava com o rosto úmido de tanto chorar, mal conseguia providenciar as palavras, minha garganta estava em um nó, minha cabeça estava a milhão e Leonard estava me olhando como um cachorro arrependido em minha frente e eu nem olhar para ele estava conseguindo. De fato eu não sabia mesmo o que dizer. Ele quis apenas sexo com a Ludmila, agora quem garante que comigo não estava sendo o inicio disso tudo de novo? Mas diferente dela, eu não quero nada dele, nenhum centavo. Embora ele tenha me dito coisas lindas sobre mim no final, eu não soube reagir, sei que pedi pra ele confiar em mim e me contar o que ele me escondia e porque tremia quando falava nela, mas não imaginava que ele seria desse tipo. Tudo estava bom demais pra ser verdade, ele só quer tirar minha virgindade também? enquanto eu estou caidinha por ele?.

Engolia meu choro e apenas balancei a cabeça indo buscar água pra mim, ele tentou segurar minha mão quando me levantei mas apenas soltei. Não sabia o que pensar, não sabia se ficava com ódio dela pois ela tirou tudo o que ele tinha ou se ficava com ódio dele pois ele brincou com uma mulher a ponto de se casar e querer só sexo! A que ponto a carência chega?.

  — Castillo fala comigo por favor..— Ele suspirou me olhando e balançando sua cabeça em negação.

Olhei para o mesmo segurando o copo e suspirei antes de começar a falar.

  — Por que?.. — Murmurei apenas questionando o mesmo.

 


Notas Finais


Que tenso!!!!! Me digam quem teve mais culpa?? Espero que tenham surtado tanto quanto eu, muito em breve capítulo novo pra vocês! Me sigam no insta pra acompanhar a contagem dos capítulos e ficarem por dentro de tudo. Lá eu converso com vocês sobre, de vez em quando. Inclusive vou estar lendo o que acharam depois por lá!
Um beijão e até logo <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...